Autor Tópico: Pontos de sutura não absorvíveis  (Lida 13838 vezes)

Offline Jacto

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 209
    • Ver Perfil
Pontos de sutura não absorvíveis
« em: Agosto 05, 2011, 22:26:36 »
Boas,

Na vossa opinião, o que acham que acontece a pontos de sutura intradérmica não absorvíveis que não se consiguam extraír?

Obrigada.

Cármen

Offline aNdR3

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1636
    • Ver Perfil
Re: Pontos de sutura não absorvíveis
« Responder #1 em: Agosto 05, 2011, 22:28:30 »
Penso que os pontos de sutura intradérmica normalmente são absorvíveis e se não são têm que ter um ponto de extracção para retirar posteriormente entre os 8-12 dias dependendo da sutura e ferida.
[size=80]Quem atribui à crise os seus fracassos e penurias, violenta o seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a negligência para encontrar as saídas e as soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma carícia. Falar da crise é promove-la e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro, acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar por superá-la.

Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
[/size]

Offline Jacto

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 209
    • Ver Perfil
Re: Pontos de sutura não absorvíveis
« Responder #2 em: Agosto 05, 2011, 22:31:22 »
Estou a falar daqueles em que se corta uma das extremidades e se puxa a outra extremidade. Por vezes não se consegue extrair esses pontos. A minha dúvida é se poderá haver alguma complicação, ou geralmente esses pontos são absorvíveis?

Cármen

Offline pedrojosesilva

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1883
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Re: Pontos de sutura não absorvíveis
« Responder #3 em: Agosto 07, 2011, 09:30:31 »
@Marko


Para uma melhor resposta, enviei e-mail com a sua questão para feridas@forumenfermagem.org.

Este tópico foi movido para o sub-fórum "Competência acrescida: Tratamento de Feridas"


Cumprimentos, Pedro

Offline Projecto feridas

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver Perfil
    • http://forumenfermagem.org/feridas
Re: Pontos de sutura não absorvíveis
« Responder #4 em: Agosto 11, 2011, 19:37:42 »
Boa tarde:

Ao nível da sutura cutânea  intradérmica, podemos ter duas situações distintas:

-Sutura com fio não reabsorvível, geralmente polipropileno ou Nylon, que são materiais com boa força tênsil e baixa reactividade, sendo que neste caso é sempre necessário remover o fio de sutura em bloco após o tempo necessário à cicatrização (Este tipo de sutura é uma pull out suture e geralmente a sua remoção é um pouco incómoda para o doente)

-Sutura com fio reabsorvível (Geralmente Vicryl ou Vicryl Rapide). Neste caso temos duas variações:
     -A sutura está totalmente sepultada na pele, não sendo necesário removê-la à posteriori.
     -A sutura exterioriza-se nos dois extremos- caso haja necessidade de reabrir a ferida retira-se a linha de sutura da forma descrita no primeiro caso. Caso contrário, o fio acaba por ser reabsorvido.

Quanto à questão concreta, é necessário averiguar o material usado na confecção da sutura. No caso de fio reabsorvível, não é necessário retirar a sutura uma vez que ela desaparecerá com o tempo sem problemas.

No caso de ser fio não absorvível é mandatória a sua remoção. No entanto, se acidentalmente se cortarem os nós em ambas as extremidades e o fio se retrair para dentro dos tecidos e aí permanecer, pode ocorrer a extrusão do mesmo através da pele ao fim de algum tempo (notar que esta sutura é bastante superficial, pelo que este risco é de considerar) ou existir uma reacção inflamatória acrescida no local da ferida que poderá dificultar a cicatrização. No entanto, a ocorrer esta situação, regra geral a melhor atitude é a expectante uma vez que a sua remoção neste caso implicaria a abertura de parte da ferida e consequentemente um acréscimo do dano.