Autor Tópico: A Ordem dos Enfermeiros e o pré-hospitalar  (Lida 12368 vezes)

Offline mariamariamaria

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 926
    • Ver Perfil
Re: A Ordem dos Enfermeiros e o pré-hospitalar
« Responder #30 em: Agosto 15, 2007, 17:50:21 »
Olá Isaura,

de facto, os enfermeiros mais experiêntes em Urgências e UCI serão os que apresentam o perfil mais adequado a integrar essas futuras equipas do pré-hospitalar. Por uma razão simples, é porque se são experientes, já lá estão há algum tempo e isso deve ser por apetência para aquela área determinada.

A apetência por determinada área, ao contrário do que é sistemáticamente feito pelas Direcções de Enfermagem, é uma mais-valia importante para a excelência dos cuidados. Mas nada impede, neste momento, que o enfermeiro que tenha apetência por determinada área que lhe é vedada, pelos mais variados motivos, não possa perseguir o seu sonho.

Por isso, continuo a defender a especialização como base de exercício.

Eu, pessoalmente, era incapaz de trabalhar em pediatria ou pré-hospitalar; isso não faz de mim elemento menos válido para as minhas vertentes de apatência, pelo contrário.

Abraço.

Offline isaura

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 11
    • Ver Perfil
Re: A Ordem dos Enfermeiros e o pré-hospitalar
« Responder #31 em: Agosto 15, 2007, 22:53:53 »
eu concordo plenamente contigo, contudo como bem sabes o enfermeiro não escolhe o seu local de exercício de funções daí a tal dificuldade, eu entendo que o acesso deve ser prioritário aos colegas das UCI e urgencias. contudo eu acho que num grupo de 10, 3-4 enfermeiros podem ser de outra área.

saudações ;D

Offline Tininha

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 113
    • Ver Perfil
Re: A Ordem dos Enfermeiros e o pré-hospitalar
« Responder #32 em: Outubro 29, 2007, 13:58:39 »
Citação de: Son_Goku
De facto é urgente a criação de uma especialidade em Enfermagem de emergência pré-hospitalar, antes que alguém se lembre de criar um curso técnico para o efeito, a exemplo do que aconteceu no passado em outras áreas.

Bem, parece que a Ordem dos Enfermeiros esteve atenta a estas preocupações, no que diz respeto às emergências e pré-hospitalar e tem em cima da mesa a prosposta para criação da especialidade  "Pessoa em Situação Crítica". O que pensam da criação desta especialidade e impacto desta junto dos doentes/comunidade e sociedade? Acham que esta se traduzirá em ganhos para a Saúde e trará maior visibilidade em relação ao trabalho desenvolvido pelos enfermeiros?

Concordo com mariarebelo e Son_goku, no que diz respeito à importância da criação desta especialidade, e por isso não me irei alongar, visto partilharmos pontos de vista semelhantes.

Tal como mc_enf diz, penso que, tal como o colega, estaremos em posição priveligiada para abarcarmos a Emergência pré-hospitalar. Não pelo curso de Licenciatura ( que apenas nos dão umas noções básicas - impossível ensinar e aprender tudo o que diz respeito processos de doença/Saúde em 4 anos)  mas com complementos de formação, que nos poderia catapultar para a orientação, gestão e chefia nesta área.
E então com a criação da especialidade... :)