Autor Tópico: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?  (Lida 3956 vezes)

Offline su237

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
Eu reparei que no plano de estudos de uma escola de enfermagem constavam 1070horas de estágios, enquanto que noutra constavam 2120horas!
Isto faz com que uma escola forme profissionais mais preparados para a profissão do que outra?

Offline Enfermeironm

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 7
    • Ver Perfil
Re: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?
« Responder #1 em: Setembro 12, 2011, 21:38:57 »
Depende de muitos factores... tenta averiguar onde são feitas essas horas de estágio que instituições estão protocoladas com essa escola para teres uma ideia de possíveis locais de estágio.

Offline su237

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
Re: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?
« Responder #2 em: Setembro 12, 2011, 21:48:42 »
Citação de: Enfermeironm
Depende de muitos factores... tenta averiguar onde são feitas essas horas de estágio que instituições estão protocoladas com essa escola para teres uma ideia de possíveis locais de estágio.

A escola onde são 1070 h é a de Portalegre que eu desconheço completamente como funciona, apenas falo pelo que esta no plano de estudos; a outra é a ESEPorto (esta eu conheço bastante bem xD e os estágios são feitos nos melhores hospitais da cidade).
Não consigo é entender como é que escolas que leccionam o mesmo curso tenham planos de estudo tão diferentes!

Offline Nuno88

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 240
    • Ver Perfil
Re: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?
« Responder #3 em: Setembro 12, 2011, 21:55:14 »
é sempre uma boa questão.

mas também pode pensar que essas discrepância de horas pode ser com a localização e os acessos quer a hospitais centros de saude... obviamente o litoral e grandes cidades têm maior capacidade e diversidade do que as do interior...

talvez seja este ponto para essa diferença de horas...

Offline su237

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
Re: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?
« Responder #4 em: Setembro 12, 2011, 23:04:59 »
Citação de: Crashhh
é sempre uma boa questão.

mas também pode pensar que essas discrepância de horas pode ser com a localização e os acessos quer a hospitais centros de saude... obviamente o litoral e grandes cidades têm maior capacidade e diversidade do que as do interior...

talvez seja este ponto para essa diferença de horas...

Pode ser uma boa justificação ! Mas se não há condições suficientes os cursos não deviam abrir! Contudo isto é apenas a minha opinião, até porque não me posso queixar afinal estudo numa das melhores escolas do pais.. Dizem xD

Offline smcb

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 48
    • Ver Perfil
Re: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?
« Responder #5 em: Setembro 13, 2011, 09:55:53 »
E pronto tinha de descambar a dicussão, enfim...

Mas vamos ao que interessa que é a discrepancia que há nos vários planos de estudos das diferentes escolas. Essa discrepância não é apenas visivel nas horas de estágio e não é necessário ser escola do litoral ou de grandes centros, como dizem para ter muitas horas de estágio, assim como muitas horas de estágio não tem, obrigatóriamente, relação directa com a qualidade do cursos (se é que podemos falar assim). Essa discrepância também tem que ver com o tipo de cadeiras e matérias abordadas nas mesmas e este tema, só por si, já dá uma enorme discussão...
:)

Offline Captopril

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 160
    • Ver Perfil
Re: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?
« Responder #6 em: Setembro 13, 2011, 12:18:35 »
Quem faz o profissional não é a escola. Contactei com já vários alunos mesmo no final do curso e também profissionais (enfermeiros) que tiraram o curso na mesma escola! e há grande discrepância no profissionalismo deles! Depende do aluno. Inicialmente tinha a noção da diferença no ensino de escola privada e publica, mas cheguei à conclusão que é tudo igual. Há profissionais bons e maus em todas as escolas. Depende mais de valores da pessoa, responsabilidade, interesse, etc...

Offline Liliana C

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 47
    • Ver Perfil
Re: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?
« Responder #7 em: Setembro 14, 2011, 00:43:22 »
já por diversas vezes debatemos a qualidade dos alunos de escolas publicas vs escolas privadas! e esta discussão nunca nos irá levar a lado nenhum!Existem bons e maus profissionais em todo lado! 
Agora independentemente disso aquilo que não é aceitavel é que exista uma descrepância tao grande em termos de planos curriculares, as horas de estagio sao mt importantes sim, por acaso eu estudei na escola acima referida com mais horas de estagio, e considero que isso foi crucial na minha formaçao! Mas uma coisa, embora errada é uma escola ter poucas horas de estagio, outra mt mais grave é existirem escolas em que estagios de pediatria ou obstetricia nao existem! A ordem devia de estar atenta a isto, afinal de contas esta é uma das suas funções!

Offline toupica

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
Re: Discrepância de planos de estudos influencia a formação dos enfermeiros?
« Responder #8 em: Setembro 15, 2011, 11:55:37 »
Hum... Ora cá está a velha máxima discussão! Ora, posso falar com conhecimento de causa, uma vez que frequentei a "tal" Escola em que a carga horária de estágio é substancialmente menor. Tenho apenas a dizer dois pontos fundamentais:
1 - Essas horas são contabilizadas apenas no último ano de curso, uma vez que ambos os semestres são de prática em contexto real. Existindo protocolos com Hospitais e Centros de Saúde Portugueses e Espanhóis. Obstetrícia, Pediatria, Medicina, Cirurgia, Psiquiatria, CSP, etc.... são alguns dos campos de estágio obrigatórios no 4.º ano de estágio.

2 - Existe "estágio" (coloco entre aspas, porque não aparece no plano curricular sob esta designação) nos restantes anos do curso. Por exemplo, durante o 3.º ano há 5 semanas de contexto real, no 2.º ano há também algumas, etc...

Portanto, só para reafirmar que no Interior também há ensino de qualidade, apesar de tudo o que isso acarreta para quem lá vive e o estigma que ainda possuímos num país onde o Interior dista de cerca de 300 km do Oceano Atlântico. Afinal, vistas bem as coisas... Respondendo a alguns testemunhos, existe o estigma da interiorização, no entanto há a possibilidade de aprender em estágio em Portugal e ali ao lado em Espanha (Badajoz). E há mais contexto real do que essas horas...

Cumprimentos...