Autor Tópico: Diferença entre Ordem Enfermeiros/Médicos  (Lida 3945 vezes)

Offline Miguellopes

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 537
    • Ver Perfil
Diferença entre Ordem Enfermeiros/Médicos
« em: Setembro 19, 2006, 00:12:36 »
Existe uma grande diferença entre a Ordem dos Enfermeiros e a dos médicos. Diferenças de "peso" opinativo e influência política. Senão vejamos estas duas notícias que já têm algum tempo, pelo que podemos verificar como é que os acontecimentos se desenrolaram ao longo dos tempos...

A primeira é referente à Enfermagem "veterinária", lembram-se??



"Mais do que perplexidade, a nova faculdade de enfermagem veterinária - curso a ser leccionado, no próximo ano lectivo, no Instituto Politécnico de Viseu - "provoca repulsa", à Ordem dos Enfermeiros.

Em causa não está o curso em si, até porque "não se questiona a necessária formação de técnicos veterinários", avança a bastonária Augusta Sousa, mas "a sua nomenclatura". Ou seja, "não pode admitir-se que se chame enfermeiro a um técnico de veterinária, porque isso é deturpar o conceito de enfermagem", defende a responsável, para quem "esta profissão é, no seu núcleo, a relação entre o profissional, uma outra pessoa e a forma como esta última evolui, nas suas circunstâncias, na presença do primeiro".

Visto esta definição, a Ordem considera "inadmissível" a criação deste rótulo, para este curso, justificando a decisão do Ministério da Ciência e do Ensino Superior à luz da "falta de conhecimento sobre o que é a essência da enfermagem".

Por isto mesmo, a Ordem dos Enfermeiros, avança Augusta Sousa, "vai pressionar o Ministério para alterar a designação". Caso tal não aconteça, a Ordem tentará, de várias formas, demonstrar "o absurdo de semelhante situação.
"



Após dois anos, ninguém se dignou a escutar a Ordem... Pouco peso político? Ou nenhum?






A segunda é refente às vagas de medicina e enfermagem (notem bem a diferença na posição dos dois bastonários)!!!



"Das 548 vagas a mais para a Saúde, medicina foi a área beneficiada, obtendo mais 169 do que no ano lectivo anterior. "Um bom caminho, que vai evitar a abertura de novos cursos", defende Germano Sousa, bastonário da Ordem dos Médicos. Do outro lado da barricada, está a enfermagem com "a percentagem menos elevada de aumento de vagas", lamenta a bastonária Augusta Sousa.

De facto, os números indicam que, relativamente ao ano passado, medicina registou um aumento na ordem dos 16%, enquanto que enfermagem se ficou pelos 6%. "O valor não está alheio, com certeza, à oferta privada", frisou Augusta Sousa. De qualquer forma, acrescenta, "são necessários mais enfermeiros", sendo que "o que é preciso é investir-se na qualidade de ensino e na qualidade da formação". Algo colocado em causa, tendo em conta que o sector privado "tem crescido de forma desorganizada, levantando dificuldades reais", adverte, por fim, a bastonária.

Um problema do qual medicina conseguirá escapar, já que, "com esta medida, será perfeitamente dispensável a criação de faculdades privadas ", argumenta Germano Sousa. Para aquele responsável, "o importante é que se valorize os cursos já existentes e que se proporcionem condições favoráveis para se receberem mais alunos".

Pedro Nunes, presidente da Delegação Regional do Sul, considera que "até sete faculdades são demais. Cinco seriam suficientes". Ainda assim, "esta abertura de vagas trouxe a resolução para a conhecida falta de médicos .
"



Enfermagem tem quase 60 escolas. E mais não digo!
Só agradeço à Senhora bastonária por ter f*****  a nossa classe!


Resumindo: pagamos para uma ordem que não tem peso político e social. Não tem "voz" e quando tem, só saem asneiras, e demagogias para com a classe política! Mas nem "engraxando" os políticos vamos lá!!!

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
OM vs OE
« Responder #1 em: Setembro 19, 2006, 18:59:17 »
Nota-se no dia a dia que a ordem dos médicos tem mais força que a ordem dos enfermeiros. Há qualquer coisa em relação a médicos e vemos logo nos meios de comunicação social a respectiva ordem a defendê-los e a defender a posição dos médicos.
Infelizmente tal não se vê com a ordem dos enfermeiros
É triste...[/i]

Offline francisco_silvestre

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 2
    • Ver Perfil
Diferença entre Ordem Enfermeiros/Médicos
« Responder #2 em: Setembro 19, 2006, 19:44:53 »


Tenho pena que a ordem dos Enfermeiros tenha andado a falar da falta de enfermeiros para agora não saber o que lhes fazer... ou melhor sabem... quantos mais enfermeiros houver mais entra....enfim


Enfermeiro

Procuro Trabalho em Todo o País: 967736704
francisco_silvestre@iol.pt

Offline Roten_Boy

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1076
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Diferença entre Ordem Enfermeiros/Médicos
« Responder #3 em: Setembro 19, 2006, 20:50:39 »
Hmm... a última vez que ouvi a Ordem a pronunciar-se sobre o número de enfermeiros necessários foi na 1ª cerimónia de vinculação à profissão. Se a memória não me falha, falou-se de 48.000 ... quem dá mais?  :?

Acredito que sejam necessários para atingir um bom rácio enfermeiro/população de forma a garantir a qualidade de cuidados prestados. Mas o número lançado não corresponde às vagas de emprego disponíveis, ao panorama nacional, são números que cada vez que são lançados só dão razões aos políticos de abrirem mais vagas, de aumentar a oferta e diminuir a procura e de praticarem contratos no mínimo ridículos que quem não aceitar, o próximo aceita.

PS: Ouvi dizer que no Amadora Sintra estão a contratar Ucranianos... talvez por isso é que desde 4 de Julho ainda não me contactaram  :|

Offline Miguellopes

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 537
    • Ver Perfil
Diferença entre Ordem Enfermeiros/Médicos
« Responder #4 em: Setembro 19, 2006, 23:12:15 »
Colega Silvestre,
durante tempos infindos andei a pregar para o "muro", dizendo que havia muita (e fraca) formação, muitas escolas.... enfim... tínhamos mais oferta do que necessidade... e agora? Agora vamos ver como é que vai ser o futuro muito negro dos jovens licenciados...

Sabes, a ordem é muito lírica. Se as coisas andassem ao vento da Ordem os turnos da manhã numa medicina teriam 30 enfermeiros, a tarde 20 e a noite 10.... mas infelizmente tal não é possível, e nestas circuntâncias, não são precisos tantos enfermeiros. Também não vale a pena comparamos os nossos rácios com a Europa... não funciona assim!

A ordem quer quotas, dinheiro...

No ano passado, na cerimónia de final de curso de uma escola, um mebro da ordem aconselhou os nossos colegas a emigrarem!!!!!!!!!!!!!!

Chegamos a um ponto, em que tirar enfermagem é banal..... vai quem quer: auxiliares, administrativos, etc.... qualquer um!

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Velho do restelo
« Responder #5 em: Setembro 20, 2006, 22:38:48 »
ai Miguellopes Miguellopes...tanta raiva acumulada...

Necessitavas de técnicas de relaxamento

Há estudos feitos sobre o número de enfermeiros necessários e acredita que não 30 de manhã, 20 à tarde e 10 à noite.
Enfim...

Sei que foi uma maneira de dizer...mas soa a exagero e muito.

Se está tão desanimado com a enfermagem, se consegue ver que o futuro é negro para a enfermagem...pq não muda de profissão e não vai para...auxiliar ou administrativo?
Ah pois é...

A enfermagem não necessita dos velhos do restelo...

Offline Darth_Vader

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 252
    • Ver Perfil
Diferença entre Ordem Enfermeiros/Médicos
« Responder #6 em: Setembro 26, 2006, 03:22:38 »
Não acho que consigamos o que quer que seja enquanto insistirmos em nos compararmos com outras profissões.
Temos que aprender a justificar as coisas por nós mesmos e isso aplica-se à nossa ordem
Homem, na tentativa de tentar provar que não é um macaco, reforça a ideia que é um burro