Autor Tópico: Trabalhar na Bélgica - Moving People  (Lida 67926 vezes)

Offline tfmd

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #15 em: Novembro 15, 2010, 20:57:02 »
Boa noite,

De facto não há auxiliares, são os enfermeiros que tratam de tudo. Há pessoal de limpeza. Em relação a Ordem também não há, há apenas os Sindicatos.


Alguma outra dúvida, disponha,

Cumprimentos,

Offline imalheiro

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 17
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #16 em: Novembro 16, 2010, 21:33:25 »
Boa noite colega :)

Mas o facto de não haver auxiliares, não põem em causa as conquistas dos direitos dos enfermeiros?????

Colega eu estou no processo de assinar o acordo, estou com imensas dúvidas e receios, devo te-los?????
Não houve dissabores??para além do tempo de espera ter sido mais longo???

À chegada à Bélgica, tinha alguém lá à espera?? teve reuniões com um representante da MP e do hospital??
 De quantas horas são os turnos?? existe mesmo financiamento por parte da entidade empregadora para as especializações??

Peço desculpa por todas estas duvidas, mas é como digo, tenho alguns receios!!! ???

cordiais saudações

Offline Elsa Marina

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 12
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #17 em: Dezembro 02, 2010, 10:17:47 »
Bom Dia pessoal

De facto existem auxiliares na Belgica....!No meu caso não estou no Bloco Operatorio, estou no serviço de Revalidação que consiste em dar o maximo de autonomia aos doentes. Por norma existem 2 a 3 enfermeiras no turno da manha, e 2 a 3 "aide-soignante", que não é nada mais nada menos que uma auxiliar, mas com mais estudos que a auxiliar portuguesa, faz 2 anos de curso, e esta apta para todos os cuidados de higiene, identifica problemas, como alteraçao cutanea, alteraçao das fezes, diurese, etc, mas tudo isto sob a vigilancia da enfermeira, pois a enfermeira é responsavel directa pelos actos da aide soignante, tal como o medico é responsavel directo pelos actos da enfermeira.!!!Depois existe um grupo de profissionais mais especificos, como os fisioterapeutas, ergoterapeutas, e logoterapeuta. Todos trabalhamos muito bem equipa, sem conflitos e lutas por tarefas, e tudo mais....!!!O medico encontra-se no serviço a grande maioria do tempo, e nao uma horinha como em Portugal!!!A este nivel esta tudo muito bem organizado...!Depois existe uma grande diferença a nivel de enfermagem, aqui o enfermeiro é bacherel, isso nao lhe tira qualquer autonomia, apenas nao tem habilitações para leccionar, ja nos licenciados, temos....!!!Apos finalizado o bacherel, podem fazer mais 3 anos e sao mestres...!A especialidade é financiada pelo hospital, e esta especialidade for do interesse do mesmo...!Caso contrario, seremos nos mesmos a pagar. é possivel trabalhar e estudar ao mesmo tempo, nao ha qualquer entrave a nivel de horario.!!!
Estou a trabalhar numa clinica "Saint anne et saint remi"....!Receberam-me muitissimo bem no hospital e no serviço...embora, nao me sinta realizada ao maximo, pois ha muita coisa, que so posso fazer com ordem medica...enfim...existe muita coisa diferente, mas o facto de este estar presente quase 24/dia, tb ajuda, a que esta diminuiçao de autonomia, nao se torne um problema, afinal a qualidade dos cuidados para com os doentes, sao realmente de excelencia...!
Agora, penso que tudo, muda de hospital para hospital, e de serviço para serviço...!
Na Belgica existem 2 tipos de curso de enfermagem (o pratico, e o bacherel), o bacherel, é o mais proximo do nosso, e no qual as enfermeiras podem trabalhar em ambiente hospitalar, o pratico, é realmente pratico, mas as enfermeiras nao tem competencias para laborar em hospital, ficando, por lar de idosos....!
ha muita coisa da qual ainda nao tenho total certeza, no entanto todas estas informações sao baseadas em relatos de colegas de trabalho, e de uma pequena formaçao que tive, a cerca dos actos de enfermagem....!

qualquer coisa é só dizer...
Trabalhar aqui é muito bom...afinal, temos trabalho, e temos um contrato assinado por tempo indeterminado...! :)

Offline imalheiro

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 17
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #18 em: Dezembro 03, 2010, 22:36:37 »
Caros colegas..

Já assinei o acordo de mediação, em breve começarei as aulas de francês!!
Daqui a uns meses estarei por terras Belgas!!!

Cordiais saudações

Offline enfsff

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 44
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #19 em: Dezembro 04, 2010, 20:44:01 »
colegas preciso de ajuda. Como posso entrar em contacto com essa tal empresa?
obgda.

Offline enfermeiroUK

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 174
    • Ver Perfil
    • http://enfermeirouk.com/
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #20 em: Dezembro 05, 2010, 13:18:59 »
Colega, apenas com esse curso de francês inicial consegue entender a maior parte daquilo que lhe é transmitido? E em relação á escrita?
Em termos profissionais que dificuldades sente em relação á questão da lingua no contexto de trabalho?
"...se não receio o erro, é porque estou sempre pronto a corrigi-lo." Bento de Jesus Caraça.

http]

Offline tfmd

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #21 em: Dezembro 05, 2010, 16:02:51 »
Caro Colega IMalheiro,

Em relação à realidade que conheço da Enfermagem aqui, não há auxiliares, como há em Portugal. Existem pessoas, que se podem eventualmente, chamar de auxiliares, mas cuja a função é ir buscar este ou aquele material, sangue e derivados sanguíneos, e tarefas como estas. A conquista maior do Enfermeiro, é a sua formação, a capacidade que tem para reflectir sobre o que é melhor para o paciente, a qualidade dos cuidados que presta, na minha opinião.

Agora que já assinou contrato, resta-lhe esperar. Que a espera seja curta. E votos de Sucesso.

Em relação ao que a colega Elsa disse, ao que sei, aqui na Bélgica, existem dois tipos de enfermeiros, A1 e A2, Gradués e Brevetés, respectivamente. Os Enfermeiros Graduados (A1), estudam 4 anos, sendo que o 4 ano lhes confere a possibilidade de uma formação prolongada e os habilita a trabalhar num Bloco Operatório.
Os enfermeiros Brevetés (A2), são enfermeiros que estudam 3 anos, e tem um diploma de enfermeiro, absolutamente normal, estão habilitados para fazer tudo, menos trabalhar num Bloco Operatório, e talvez uma ou outra coisa, mais especifica, que ainda não estou ao corrente. A duração do curso base deles é de 3 anos, e eles podem fazer a opção de estudar um quarto ano, para terem mais valências em termos de trabalho e também um salário superior, ou terminarem os 3 anos e pedirem o seu diploma e estão habilitados a trabalhar.
Quanto à questão das especializações, ainda não me interessei muito por esse assunto, porque nesta fase, o importante é aprender a falar francês correctamente, e com uma linguagem corrente.

Cara Colega Enf. D, com o curso de francês inicial, não consegue entender tudo o que lhe é transmitido, pois o curso não incide na parte médica, mas consegue entender o suficiente para conseguir a partir dai aprender mais. E relação à escrita, o curso compreende alguma parte escrita, diria entre 15% a 20%, tudo o resto visa a parte falada, porque a entrevista é falada.
Dificuldades em relação à linguagem em contexto de trabalho, são alguma de facto, é uma linguagem especifica, que precisa de tempo para ser aprendida. O francês tem uma estrutura gramatical diferente do português, só por isso, a construção frásica tem de ser interiorizada, a fonética também. Mas são coisas, que se aprendem com tempo e vontade.

Caro Colega Enfsff, basta fazer uma pesquisa na internet, com o nome da empresa, e terá o procura.


Espero ter esclarecido, qualquer coisa disponha,

Offline enfermeiroUK

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 174
    • Ver Perfil
    • http://enfermeirouk.com/
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #22 em: Dezembro 05, 2010, 16:15:55 »
Deverá ser complicado então...
Até estou interessado em ir para o estrangeiro, mas a questão da lingua deixa-me com muitas duvidas. Deve ser complicado ir para aí e iniciar logo funções apenas com noções básicas de francês...já agora, quando não entende/não consegue exprimir o que pretende como faz? Há mais enfermeiros portugueses no local onde trabalha?
"...se não receio o erro, é porque estou sempre pronto a corrigi-lo." Bento de Jesus Caraça.

http]

Offline tfmd

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #23 em: Dezembro 05, 2010, 16:35:11 »
Caro Colega Enf. D,

Não há mais colegas portugueses no local onde trabalho, mas há colegas portugueses, em Bruxelas, em Namur, em Charleroi.

A questão da língua, é algo que se aprende, posso garantir-lhe. E também ainda não domino o francês, é uma aprendizagem diária. Há dias melhores, há dias piores, por isso recomendo que venha com um/a colega, para algum momento difícil, eventualmente.

Em relação à primeira questão, arranja-se sempre maneira de dizer o que se quer, seja de uma maneira mais simples/rudimentar ou mais elaborada, o que conta é fazer-se entender.

Espero ter esclarecido,

Cumprimentos,

Offline enfermeiroUK

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 174
    • Ver Perfil
    • http://enfermeirouk.com/
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #24 em: Dezembro 05, 2010, 16:43:19 »
obrigado pelos esclarecimentos  :)
"...se não receio o erro, é porque estou sempre pronto a corrigi-lo." Bento de Jesus Caraça.

http]

Offline imalheiro

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 17
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #25 em: Dezembro 05, 2010, 21:08:13 »
Agradeço aos colegas os esclarecimentos!!


Anseio o inicio das aulas, e o desenrolar de toda esta aventura!!!

Para futuros colegas na minha situação, irei expor aqui minha experiência!!

Cordiais saudações

Offline Sara Ribeiro

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 14
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #26 em: Janeiro 08, 2011, 10:44:19 »
bom dia colegas

tive uma primeira reuniao com o sr Rui que me deixou com bastante vontade de ir até à Bélgica.
Contudo tenho alguns receios, principalmente no período inicial enquanto nao me adapto.
Os colegas que ja aí estao, levaram algum amigo?
No meu caso iria sozinha embora tenha família na Bélgica
obrigada

Offline anuska

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 18
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #27 em: Janeiro 08, 2011, 20:59:44 »
Boa noite.
Alguém sabe se a Moving People também recruta para França?
Obg

Offline anya_Skywalker

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 183
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #28 em: Fevereiro 02, 2011, 00:14:44 »
Fiz Erasmus em Bruxelas, estagiei no Universitair Ziekenhuis Brussels e fui acompanhada pelos professores da Erasmus Hogeschool Brussels. Sei que a realidade "flemish" é ligeiramente diferente da francesa, mas os níveis de enfermagem que me foram dados a conhecer foram:

Enfermeiro Especialista - 3 anos de "bacharelato"+ 1 ano de especialização. -> Todos os enfermeiros que trabalham em cuidados intensivos, emergência e pediatria têm de ter especialização, pelo menos foi o que me foi dado a entender. Podem haver mais serviços que o exijam. Estagiei em cuidados intensivos, uma colega minha estagiou no mesmo serviço mais tarde, ao mesmo tempo que uma aluna da especialidade. Não notou grandes diferenças entre os conhecimentos desta e os dela.

Creio que a nossa licenciatura nos habilita a trabalhar em qualquer área, incluindo as de "especialidade" deles. Pelo menos em termos teóricos, temos a bagagem suficiente (de outra forma não teria conseguido aproveitamento no meu estágio...)

Enfermeiro Generalista - 3 anos de bacharelato. Podem trabalhar em quase todas as áreas hospitalares, excepto as que requerem especialização.

"Cuidador" - tal como os "Aides-soignants" da parte francesa, têm formação de 2 anos de nível III ou IV (não tenho a certeza) e podem realizar cuidados de higiene e comforto, alimentação e outros. Não podem administrar terapêutica nem realizar técnicas que sejam fruto de prescrição médica. Só encontrei estes auxiliares num dos serviços em que estagiei, e neste não realizavam registos nem tinham acesso à plataforma informática com informação dos utentes, mas tinham acesso ao processo de enfermagem em papel.

Como já foi dito existe uma grande necessidade de enfermeiros na Bélgica. Se virem as páginas de cada hospital encontram dezenas de vagas...

Infelizmente (de certa forma) estagiei num hospital maioritáriamente flemish - ou seja, todos os profissionais têm de saber falar flemish, que é um dialecto derivado do holandês. Como aluna não tive qualquer problema - a maioria dos os profissionais falava inglês, e com os utentes dava para falar francês e muitos falavam inglês tambem. No entanto como profissional, tendo de compreender instruções escritas sem ter um grande conhecimento da língua... Seria muito complicado. Num serviço tipo cuidados intensivos até nem é difícil, por incrível que pareça (ao fim da primeira semana já fazia os registos informáticos sem grande dificuldade, no final da terceira compreendia as prescrições médicas o suficiente para fazer a sua transcrição [e reparar em pequenos detalhes que necessitavam de ajuste]) isto tudo  apesar dos meus conhecimentos de flemish serem absolutamente 0 antes de chegar a Bruxelas. Num hospital francês creio que as coisas serão mais fáceis.

De uma forma geral gostei da experiência, e é um país para o qual não me importava de voltar. Sou um pouco perfeccionista quando se trata de falar a língua local, por isso a minha primeira opção continua a ser inglaterra... Mas a bélgica é uma boa opção.

Offline imalheiro

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 17
    • Ver Perfil
Re: Trabalhar na Bélgica - Moving People
« Responder #29 em: Fevereiro 03, 2011, 15:13:36 »
Boa Tarde colegas..

Como já tem vindo a ser habito o sr. Rui Peixoto demora eternidades a dar noticias!

Neste momento estou a frequentar aulas de francês, pagas pela MP! Já fiz aquela tal entrevista com o director ou algo assim da MP na Bélgica! A entrevista foi através de Skype e em francês, no entanto o sr. Rui estava online e traduzia o que eu dizia!! Enfim a entrevista baseou-se nos meus conhecimentos acerca de enfermagem tendo em conta o serviço que escolhi! Nada de mais diga-se de passagem! Serviu também para avaliar os meus conhecimentos de francês!
Fiquei também a saber que agora em Fevereiro viria cá um grande hospital de Bruxelas fazer entrevistas, aguardo que o sr.Rui confirme data!!

Quanto aos locais de recrutamento julgo que a MP só recruta para a Bélgica e para a Suíça, pelo menos foram só estes dois países que na 1ª entrevista o sr. Rui falou!!

Colega Rui Proença, o seu post é bem vindo!Fiz exactamente tudo o que diz, e as respostas foram-me dadas com bastante convicção e automaticamente!!Tive bastante tempo para pensar, trouxe o contrato para casa, li-o umas quantas vezes, e pensei....pensei!! Quando decidi, assinei e iniciei o processo, ao meu ritmo, não houve pressões!
Julgo ser uma grande oportunidade, e sei que nem tudo vai ser fácil, mas não há nada como arriscar!! Aqui vou eu...


Cordeais saudações.... :)