Votação

Terminei a licenciatura em 2009, e comecei a trabalhar após:

menos de 1 mês
5 (4.8%)
1 mês
6 (5.7%)
2 meses
15 (14.3%)
3 meses
8 (7.6%)
4 meses
10 (9.5%)
6 meses
15 (14.3%)
ainda desempregado
46 (43.8%)

Votos totais: 105

Votação encerrada: Março 16, 2010, 16:05:56

Autor Tópico: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...  (Lida 5283 vezes)

Offline GUIDINHO

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 5
    • Ver Perfil
Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« em: Março 16, 2010, 16:05:56 »
So por curiosidade resolvi abrir esta votação, para poder-mos ter ideia do quão podre está a nossa classe profissional, à qual dedicamos parte da nossa vida.


Participem colegas

Offline BOB

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 326
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #1 em: Março 17, 2010, 10:55:19 »
Alguém tem um estimativa de quantos formados em 2009 continuam, tal como eu, desempregados? É que daqui a uns meses saem os de 2010 e vai ficar cd vez pior.... Só a nossa bastonária continua a afirmar que há poucos enfermeiros em Portugal... ::)

Offline enfpaty

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 180
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #2 em: Março 17, 2010, 18:16:53 »
Citação de: "Borb"
Alguém tem um estimativa de quantos formados em 2009 continuam, tal como eu, desempregados? É que daqui a uns meses saem os de 2010 e vai ficar cd vez pior.... Só a nossa bastonária continua a afirmar que há poucos enfermeiros em Portugal... ::)

os de 2010 ja começaram a sair... eu sou licenciada de 2010 e estou a ver que pelo andar das coisas tambem vou ter de esperar muito pela minha vez  :'(
"Loucos são aqueles que me chamam louca por não terem inteligência suficiente para a minha loucura."

Offline Boo

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 211
    • Ver Perfil
    • http://www.rapazinhostuna.blogspot.com
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #3 em: Março 17, 2010, 18:36:28 »
Citação de: Borb
Alguém tem um estimativa de quantos formados em 2009 continuam, tal como eu, desempregados? É que daqui a uns meses saem os de 2010 e vai ficar cd vez pior.... Só a nossa bastonária continua a afirmar que há poucos enfermeiros em Portugal... ::)

A realidade é que o numero de profissionais de enfermagem não culmatam a necessidade de cuidados de saúde de Portugal. A problemática reside nos termos de contractualização... principalmente...
Coiso

Offline lightover

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 623
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #4 em: Março 17, 2010, 20:30:12 »
ja nao me sinto tao sozinha... :-

Offline Valgaeren

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 550
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #5 em: Março 17, 2010, 22:44:31 »
eu começei a trabalhar em Novembro.
é um part-time a recibos verdes, mas é melhor q nada
 :D
boa sorte ao resto dos Colegas!!!!!
DURA PRAXIS SED PRAXIS

Offline Sanguessuga

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #6 em: Março 18, 2010, 00:28:16 »
Ainda desempregada, mas ha alguém que esteja empregado??se calhar até ha, com akela coisa..como se chama?lol As ditas cunhas claro!  ;D O nosso futuro passa ou por arranjar uma bm depressa, ou por começar a aprender espanhol, francês ou italiano..e a pormo nos tdos a milhas deste país para fora...sabem que mais, viva os emigrantes enfermeiros! são estes nossos colegas, que me dão força, infelizmente nao p ficar no meu país, mas p apreciar o que os outros nos oferecem..Para mim, neste momento, já qq país é bom, espanha, frança, suiça ou bélgica...o meu futuro irá passar por um destes, de certeza ;D ainda n decidi ainda qual lol  ;D

boa sorte a todos que ainda esperam conseguir alguma coisa por terras tugas

Cumprimentos ;D

Offline jotix

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #7 em: Março 23, 2010, 23:29:23 »
A problemática não reside propriamente nos contractos. Reside ainda também nas muitas exigências que os desempregados impoem. Ora claro, quando não há força de vontade, nem sempre a coisa corre como se quer.
Enfermeiro em França

Offline Valgaeren

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 550
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #8 em: Março 23, 2010, 23:31:23 »
Citação de: jotix
A problemática não reside propriamente nos contractos. Reside ainda também nas muitas exigências que os desempregados impoem. Ora claro, quando não há força de vontade, nem sempre a coisa corre como se quer.

pois isso tb é verdade
ha mt gente exigente
DURA PRAXIS SED PRAXIS

Offline AFCB

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 72
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #9 em: Março 23, 2010, 23:39:48 »
Citação de: Valgaeren
Citação de: jotix
A problemática não reside propriamente nos contractos. Reside ainda também nas muitas exigências que os desempregados impoem. Ora claro, quando não há força de vontade, nem sempre a coisa corre como se quer.

pois isso tb é verdade
ha mt gente exigente

Se fossemos todos mais exigentes, a enfermagem seria uma profissão mais digna e respeitada por todos. muitos colegas se submetem a situações laborais vergonhosas, desrespeitosas, sem nivel, pateticas.

Eu nunca irei trabalhar caso sinta que a minha profissão não esta ser respeitada, para isso, há muitos outros empregos.

São colegas assim, que se submetem a tudo, que fazem a enfermagem a profissão que ela é hoje, e que pode ser definida numa palavra, vergonha.

So digo uma coisa, colegas recem-licenciados, sejam sensatos e inteligentes, valorizem-se.

Offline JulyK

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 130
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #10 em: Março 24, 2010, 00:29:43 »
Apesar do desespero em encontrar trabalho também não devemos descer tão baixo nas nossas ambições e sujeitarmo-nos ao mínimo que nos surgir! Infelizmente já existem demasiados enfermeiros a trabalhar em condições muito precárias pk, "coitadinhos", não podem ser esquisitos dada a falta de oportunidades....
Será que devemos pensar assim? Enquanto houverem enfermeiros a oferecerem-se para serem explorados por inúmeras entidades a nossa classe nunca verá reconhecido o seu verdadeiro valor e toda a luta que tem vindo a ser feita é em vão...

Offline Valgaeren

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 550
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #11 em: Março 24, 2010, 00:52:22 »
eu qd falei em exigencia nao tava a falar dos tipos de contratospq tb sou contra isso
mas tenho colegas q inda tao no desemprego pq simplesmento so concorrem a HOSPITAIS e da zona NORTE e nem todos...
tipo esses colegas nao concorrem pra longe... Falo desse tipo de exigencia
DURA PRAXIS SED PRAXIS

Offline AFCB

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 72
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #12 em: Março 24, 2010, 09:20:56 »
Citação de: Valgaeren
eu qd falei em exigencia nao tava a falar dos tipos de contratospq tb sou contra isso
mas tenho colegas q inda tao no desemprego pq simplesmento so concorrem a HOSPITAIS e da zona NORTE e nem todos...
tipo esses colegas nao concorrem pra longe... Falo desse tipo de exigencia

E eu não censuro a 100%.

Afinal onde esta o beneficio de tanto estudo?
A exigência da nossa profissão pelo menos não nos dá um direito a uma opção de trabalho onde nos sinta-mos bem e com "amor a camisola"? Na verdade não, mas deveria.

è por estas situações que eu digo,

"Estas a pensar ser enfermeiro?Então esquece, vai trabalhar para a Zara que eu tenho um colega que a dobrar roupa tira 1500€/mes...sim a dobrar roupa...agora imagina quando a Zara começar a salvar vidas humanas"


Fica o pensamento

Offline Valgaeren

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 550
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #13 em: Março 24, 2010, 13:57:43 »
Citação de: AFCB
Citação de: Valgaeren
eu qd falei em exigencia nao tava a falar dos tipos de contratospq tb sou contra isso
mas tenho colegas q inda tao no desemprego pq simplesmento so concorrem a HOSPITAIS e da zona NORTE e nem todos...
tipo esses colegas nao concorrem pra longe... Falo desse tipo de exigencia

E eu não censuro a 100%.

Afinal onde esta o beneficio de tanto estudo?
A exigência da nossa profissão pelo menos não nos dá um direito a uma opção de trabalho onde nos sinta-mos bem e com "amor a camisola"? Na verdade não, mas deveria.

è por estas situações que eu digo,

"Estas a pensar ser enfermeiro?Então esquece, vai trabalhar para a Zara que eu tenho um colega que a dobrar roupa tira 1500€/mes...sim a dobrar roupa...agora imagina quando a Zara começar a salvar vidas humanas"


Fica o pensamento

nao somos os unicos a ter de ir trabalhar longe de casa
profs e medicos éigual
DURA PRAXIS SED PRAXIS

Offline AFCB

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 72
    • Ver Perfil
Re: Terminei em 2009, começei a trabalhar após...
« Responder #14 em: Março 24, 2010, 14:23:38 »
Citação de: Valgaeren
Citação de: AFCB
Citação de: Valgaeren
eu qd falei em exigencia nao tava a falar dos tipos de contratospq tb sou contra isso
mas tenho colegas q inda tao no desemprego pq simplesmento so concorrem a HOSPITAIS e da zona NORTE e nem todos...
tipo esses colegas nao concorrem pra longe... Falo desse tipo de exigencia

E eu não censuro a 100%.

Afinal onde esta o beneficio de tanto estudo?
A exigência da nossa profissão pelo menos não nos dá um direito a uma opção de trabalho onde nos sinta-mos bem e com "amor a camisola"? Na verdade não, mas deveria.

è por estas situações que eu digo,

"Estas a pensar ser enfermeiro?Então esquece, vai trabalhar para a Zara que eu tenho um colega que a dobrar roupa tira 1500€/mes...sim a dobrar roupa...agora imagina quando a Zara começar a salvar vidas humanas"


Fica o pensamento

nao somos os unicos a ter de ir trabalhar longe de casa
profs e medicos éigual

um numero bem inferior ao nosso em caso de medicos