Autor Tópico: e se todos fizessemos isto ou tomássemos esta posiçao de uniao  (Lida 1290 vezes)


Offline aNdR3

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1636
    • Ver Perfil
Re: e se todos fizessemos isto ou tomássemos esta posiçao de uniao
« Responder #1 em: Março 04, 2010, 22:58:01 »
Excelente iniciativa, fico contente por ver que pelo menos alguns tomam posições, veremos que episódios se seguem em diante.
[size=80]Quem atribui à crise os seus fracassos e penurias, violenta o seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a negligência para encontrar as saídas e as soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma carícia. Falar da crise é promove-la e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro, acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar por superá-la.

Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
[/size]

Offline eagleyes

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 192
    • Ver Perfil

Offline manuela castro

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 120
    • Ver Perfil
Re: e se todos fizessemos isto ou tomássemos esta posiçao de uniao
« Responder #3 em: Março 07, 2010, 20:50:00 »
;) Seria talvez importante a existencia de uma taxa moderadora para actos/intervenções de enfermagem. Na verdade julgo que se conseguissemos , a nossa profissão seria mais valorizada por todos: classe política, os nossos pares- médicos, secretariado clínico, assistentes sociais, ...- e os próprios utentes; que pelo facto de as nossas intervenções serem a custo zero directamente dos bolsos, é muitas vezes desvalorizada.  :(
Os colegas ao registarem as intervenções de enfermagem, aparece na facturação valores que são depois extraídos dos nossos impostos, ou seja estamos a contribuir das duas formas( com o nosso trabalho e com os nossos impostos retidos na fonte), no caso de existir uma taxa seria mais dignificante e o poder politico saberia colocar na balança qual o profissional que lhe traria mais benefício e deste modo liquidar o que nos devem como licenciados. A classe de Enfermagem também está interessada em contribuir para o " acerto das contas públicas", senão façamos as contas. Por exemplo este ano eu já dei  4 dias do meu ordenado, devido a GREVE e estou na disposição de tudo fazer para que existam essas taxas moderadoras ( ou com outro nome qualquer para não ferir susceptilidades a outras classes profissionais), como por exemplo uma petição. Que pensam os estimados colegas? :o