Autor Tópico: USF - Recém-Licenciados  (Lida 18580 vezes)

Offline Moxi

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #15 em: Fevereiro 05, 2010, 23:40:55 »
Colega enfm, ao ir para a usf vai por mobilidade de 1 ano. Dps de esse ano terminar podem renovar, ou abrir concurso interno para contrato a tempo indeterminado (como abriu na ars centro) ou na pior das hipóteses voltar para o seu hospital. Mas informe-se melhor no sindicato ou até mesmo com o coordenador na ACES a que pertence a USF. cumprimentos.

Sobre o tópico inicial, não conheço ninguém que tenha ido para uma USF estando no desemprego ou sem contrato na função pública. Eu qd fui convidada tb era contratada do cs, no entanto tinha vinculo por isso pude ser contratualizada. Se estava a trabalhar há dias ou meses não interessa. O que interessa é que tinha o contrato.

Offline Soaresia

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 33
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #16 em: Setembro 16, 2010, 13:41:42 »
Eu conheço um caso de uma recém licenciada que integrou uma USF :S

Offline AgnesLGN

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 59
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #17 em: Dezembro 04, 2010, 16:15:00 »
Quando estive a estagiar numa USF (estagio academico, no 3º ano) haviam la duas raparigas e um rapaz que tinham sido da minha escola e q eram recém licenciados que estavam lá a trabalhar há mt pouco tempo. nao tenho a certeza se estavam na funçao publica ou não...pareciam q estavam ainda numa fase de substituição de outros enfermeiros. mas parece-me que seja possível.
O que me parece é q a ARS nao deve querer... mas nao se esqueçam das empresas de recursos huamnos, das cunhas e desses metodos todos para dar a volta ao sistema.
Esqueçam as leis, as alineas, os documentos e as supostas regras do jogo...a maior parte delas nao se verificam na prática. O mundo é uma selva.
“A dúvida requer mais coragem do que a convicção, e mais energia; porque a convicção é um lugar de repouso e a dúvida é infinita"

Offline Raquel_2

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 2
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #18 em: Junho 09, 2011, 19:28:54 »
Boa tarde, eu tenho uma questão a fazer. (Não tem nada a ver com este tópico, mas não sabia onde a havia de colocar)
A VASPR deve ser administrada subcutânea, mas também pode ser administrada intramuscular?

Agradeço resposta

Offline S.Rocha

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 115
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #19 em: Junho 09, 2011, 20:05:53 »
Subcutânea,

Pode sempre consultar o anexo disponível, no que diz respeito à VASPR, encontra-se na página 34,

 ;)

Offline Raquel_2

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 2
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #20 em: Junho 10, 2011, 15:36:49 »
:)
Sim, eu sei, mas precisava de saber se também pode ser administrada via IM...

 ;)

Offline Enf@

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 16
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #21 em: Junho 10, 2011, 17:46:31 »
Cumprimentos colegas!

Relativamente ao tema do tópico tenho algumas questões que nao sei se alguém me pode ajudar... desde que acabei o curso que a ars nao faz um novo concurso... nessa altura não pude concorrer porque me faltava um mes para o acabar.... assim sendo ficou vedado a acesso aos c.saude.... agora que o concurso teve todas estas revira voltas será que aceitarão candidaturas espontâneas, será que vão abrir um novo concurso? E quanto ás usf´s será que estando a contratos a termo certo podemos tentar ingressar numa usf, e como o fazemos? sempre quis trabalhar em cuidados de saúde primários mas com o concurso a arrastar á tanto tempo foi perdendo as espernças e nc mais procurei grandes informações...

Offline nessinha23

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 151
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #22 em: Julho 09, 2011, 16:14:38 »
Eu penso que podem entrar colegas sem ter vinvulo à função publica desde que seja por convite (e não por mobilidade). Contudo, penso que é mt raro isso acontecer. É claro que depois existem o caso dos recibos verdes... A questão que me coloco é se o vinculo a função publica tem de ser por tempo indeterminado ou se alguem com contrato a termo certo ou incerto pode pedir transferência (mobilidade) para uma USF e, se sim, o que acontece a essa pessoa quando o contrato terminar... renovam o contrato e fica na usf, renovam o contrato mas volta para o hospital ou corre o risco de ficar desempregada porque se a usf não quiser ficar com aquele elemento, o hospital pode não querer ficar tbem uma x que a pessoa preferiu ir trabalhar para outro lado...

Offline Propofol

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 186
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #23 em: Agosto 21, 2011, 09:58:01 »
Mas dado o desemprego actual, isto não é uma regra de contratação absolutamente ridícula? Os sindicatos o que é têm feito para combater isto?

Offline Ketamina

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 8
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #24 em: Dezembro 31, 2011, 21:21:52 »
Modelos Organizacionais

As Unidades de Saúde Familiar (USF) são pequenas unidades operativas dos CS com autonomia funcional e técnica, que contratualizam objectivos de acessibilidade, adequação, efectividade, eficiência e qualidade, e que garantem aos cidadãos inscritos uma carteira básica de serviços.

Nem todas as USF estarão no mesmo plano de desenvolvimento organizacional. A diferenciação entre os vários modelos de USF (A, B e C) é resultante do grau de autonomia organizacional, da diferenciação do modelo retributivo e de incentivos dos profissionais e do modelo de financiamento e respectivo estatuto jurídico.


Modelo A. Este modelo corresponde na prática, a uma fase de aprendizagem e de aperfeiçoamento do trabalho em equipa de saúde familiar, ao mesmo tempo que constitui um primeiro contributo para o desenvolvimento da prática da contratualização interna. É uma fase indispensável nas situações em que esteja muito enraizado o trabalho individual isolado e/ou onde não haja qualquer tradição nem práticas de avaliação de desempenho técnico-científico em saúde familiar.

Modelo B. Este modelo é o indicado para equipas com maior amadurecimento organizacional onde o trabalho em equipa de saúde familiar seja uma prática efectiva e que estejam dispostas a aceitar um nível de contratualização de patamares de desempenho mais exigente.

Modelo C. Este modelo tem como característica a existência de um contrato programa. Podem ser equipas do sector público ou pertencerem ao sector privado, cooperativo ou social. Trata-se de um modelo experimental com carácter supletivo a regular por diploma próprio.

Fonte: http://www.mcsp.min-saude.pt/engine.php?cat=45

Offline josereis

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 5
    • Ver Perfil
Re: USF - Recém-Licenciados
« Responder #25 em: Agosto 01, 2012, 16:49:32 »
Citação de: Moxi
Sobre o tópico inicial, não conheço ninguém que tenha ido para uma USF estando no desemprego ou sem contrato na função pública. Eu qd fui convidada tb era contratada do cs, no entanto tinha vinculo por isso pude ser contratualizada. Se estava a trabalhar há dias ou meses não interessa. O que interessa é que tinha o contrato.

Na ARS Centro, é assim que funciona! Não interessa se o enfermeiro é recém-licenciado, o critério para entrar é ter vínculo à função pública! Os sub-contratados não podem, como aconteceu à minha namorada pois não estava vinculada ao estado.
Mobilidade de enfermeiros entre diferentes ARS já é outra coisa mais complicada, e depende sempre da boa vontade das Coordenações das ARS, quando são médicos é outra história, porque dificilmente as ARS aceitam perder médicos para outras ARS. No entanto quando há interesse para que tal aconteça, se o coordenador do ACES tiver poder suficiente, a obra avança seja com mobilidade de enfermeiros ou médicos. É assim que funciona para os meus lados.