Autor Tópico: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.  (Lida 6589 vezes)

Offline Blanda

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 166
    • Ver Perfil
Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« em: Abril 24, 2009, 21:35:28 »
Alviçaras.
Estou a ponderar fazer voluntariado.
Gostava de saber quais as vantagens em exercer voluntariado na Cruz Vermelha. Que horário mínimo somos "obrigados" a fazer? Tendo
Aprende-se coisas novas?

E os bombeiros? Se ingressar agora nos bombeiros (sou finalista de enf.) que função teria nos bombeiros'? E quando me tornar profissional o que muda? Como funciona a evolução nos bombeiros?

desculpem a ignorância relativa a este tema, mas agradecia que me respondesse quem sabe disto. Porque "bitaites" tou eu farto de ouvir!   ;)
Danke.

Offline Benzodiazepina

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 980
    • Ver Perfil
    • http://artedecuidar.wordpress.com
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #1 em: Abril 24, 2009, 21:45:05 »
Vou-te falar do voluntariado na cruz vermelha que é aquele que conheço melhor.
Aprende-se coisas novas, acho que é uma mais valia. Como voluntário so tens de completar as 100 horas mensais

Offline Blanda

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 166
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #2 em: Abril 25, 2009, 00:05:59 »
100 horas mensais é muita fruta. Não tenho tempo neste momento  :P baaaah

Offline anya_Skywalker

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 183
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #3 em: Abril 26, 2009, 05:17:07 »
100 horas mensais?

Se assim fosse, já há 4 anos que não era socorrista... ;)


Parece-me que estas situações variam um pouco de unidade para unidade. Na minha pedem 200 horas de voluntariado por ano, mas existem muitos voluntários que não conseguem fazer tanto... E outros com 800 ou mais horas (de puro voluntariado).

Normalmente se entrares para a CVP, irás fazer um curso de formação base com vários módulos. Dependendo da unidade para onde vás, assim o curso será mais ou menos exigente em termos de carga horária semanal. O meu curso teve uma duração de 6 meses, porque só tinhamos aulas 3 vezes por semana; já o último curso da unidade a que pertenço demorou 4 meses mas foi mais "intensivo". Existem unidades onde a formação é diária... Vai depender um pouco do sítio.

Vantagens: Aprendes coisas novas, garantidamente. Ficas com o curso de Técnica de Ambulância de Transporte (formação em SBV, trauma, choque e outras a um nível básico de emergência) e tens a oportunidade de avançar para um curso de Técnica de Ambulância de Socorro. Certas unidades fazem formações mais específicas, tendo cursos de resgate em grande ângulo, utilização de DAE, etc. Existe tambem, se preferires, a área de intervenção social. Como estou mais desligada desta, não posso dizer muito...

Algumas Delegações têm tambem um Corpo de Enfermagem, vale a pena informares-te junto da tua delegação mais próxima como é que estão organizados. Na minha não existe...

Existem outros membros aqui do forum que são ou foram voluntários da CVP. Tambem existem membros que são ou foram voluntários em corporações de bombeiros, espero que passem por aqui para poderem dizer mais alguma coisa. Entretanto deixo-te alguns links para teres uma ideia do que é a Cruz Vermelha e o que faz, mas o ideal é mesmo dirigires-te á delegação mais próxima e perguntares lá.


http://www.cruzvermelha.pt/cvp_t/volunt ... ariado.asp - Site oficial da Cruz Vermelha Portuguesa.

http://www.cvporto.org/news/

http://www.cruzvermelhamadeira.com/

Offline Blanda

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 166
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #4 em: Abril 28, 2009, 22:40:20 »
Benzo dia zepina: 100 horas?

Offline Benzodiazepina

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 980
    • Ver Perfil
    • http://artedecuidar.wordpress.com
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #5 em: Abril 29, 2009, 00:24:03 »
queria dizer anuais  ;)

Offline Avryl

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 45
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #6 em: Maio 02, 2009, 12:33:27 »
Viva,

Fazer voluntariado na CVP requer 200h anuais que dá uma média de 2 turnos de 8h mensais. No entanto, como enfermeiros, não existe uma obrigatoriedade de horas anuais.
Pensem que apesar de ser voluntariado obriga a grande responsabilidade...

Saudações

Offline Miss Nurse

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1183
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #7 em: Setembro 26, 2009, 12:42:05 »
Olá..desculpem puxar este tópico para cima mas é preferível a criar um novo. Estou a ponderar entrar para o voluntariado da cruz vermelha como enfermeira na região de Coimbra...o que eu gostava de saber é que tipo de funções podemos ter?? Lembro-me de durante o curso ter colegas voluntários que faziam tripulação de ambulâncias e por ex. garantiam serviço nas noites da queima..alguém me pode dizer mais?Neste momento estou desempregada e este voluntariado penso que seria para mim muito bom para aprender e "relembrar" e para me manter activa...além disso já há algum tempo que tinha interesse em algo do género..
Como voluntários recebem também o cartão de socorrista?? É que segundo li, ao fazer um dos cursos de fomrção pagos, recebe-se o cartão de socorrista ou TAT conforme o curso...no voluntariado também??
Ai eu sei que o meu discurso está confuso mas tenho tanta dúvida...

Offline Miss Nurse

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1183
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #8 em: Setembro 26, 2009, 12:53:23 »
Já agora as formações dadas no voluntariado dão certificado??...

Offline bicas (",)

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 112
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #9 em: Setembro 26, 2009, 13:24:59 »
Considero positivo o voluntariado, é forma estarmos a abrir uma porta para um emprego futuro.
Cumps ;D...colega Valgaeren pode dar-me mais informações??

Offline bicas (",)

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 112
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #12 em: Setembro 27, 2009, 11:22:31 »
Todos sabemos que a entrada no mercado de trabalho está complicada, tenho uma amiga que fez voluntariado numa instituição e quando terminou a licenciatura como gostavam do trabalho desempenhado por ela ficou a exercer.

De outra forma ainda estaria provavelmente no desemprego :o

Offline anya_Skywalker

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 183
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #13 em: Setembro 27, 2009, 18:38:40 »
Os cursos dados a voluntários da CVP mudaram... Pelo que percebi, hoje em dia os voluntários têm um curso geral de primeiros socorros, história da cvp e afins. No final desse curso podem optar por uma "especialização" tirando o T.A.T, ou indo apra outra área como comunicações ou logística. Pelo menos foi assim o último curso em Lisboa, no Centro Operacional de Emergência.

Com os novos estatutos mudou imensa coisa... Parece-me que se aposta muito menos na parte de emergência e catastrofe, e se aposta mais no apoio social... :(

Faço cara triste porque realmente interessa-me mais a vertente urgência/emergência e menos os cuidados continuados, na comunidade e apoio social, apesar de saber perfeitamente que tais programas são mesmo necessários em várias áreas... É impossível não ficar um pouco triste quando nos chamam para uma reunião, após 5 anos de voluntariado como TAT, em que o curso de enfermagem (começado dois anos depois de já ser TAT) não teve qualquer influência, e só falarem da parte dos cuidados continuados, apoio domiciliário, etc...  :- Não vim para a cruz para ter emprego, vim porque gostava mesmo do trabalho, e isso é que motivou a minha entrada em enfermagem, de forma a conseguir maior conhecimento que me permitisse prestar um melhor auxilío no pré-hospitalar... Enfim.

Desculpa o testamento, e nem respondi á tua questão. :DTodas as formações que são dada pela CVP têm direito a certificado, ou pelo menos tinham. Eu tenho o meu. Ás vezes a burocracia faz com qaue estes demorem a chegar, mas eventualmente eles aparecem. Ficas tambem com o cartão de TAT emitido pela CVP.

No entanto algumas unidades têm mesmo corpos de enfermagem, distintos das antigas Unidades de Socorro. Vale a pena informares-te junto da delegação local.

Offline LOL_lypop

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 131
    • Ver Perfil
Re: Ponderar o voluntariado na Cruz Vermelha Portuguesa.
« Responder #14 em: Setembro 28, 2009, 21:42:24 »
A quem pensar ser voluntario na CVP na zona de Coimbra eu posso dar o meu contributo:
Sou enfermeira, voluntária há 4 anos. Fiz uma formação inicial que é o que mais exige: módulos de socorrismo, de orientação, treino militar... É muito interessante e bastante abrangente. Permite aos recrutas ter uma noção da realidade do pré-hospitalar e crescer com as dificuldades do curso: fim-de-semana de campo muito intensivo com situações de trauma / doença súbita / situações de excepção.
No entanto, desde que acabei o curso e pedi equivalência para ser enfermeira, não tive qualquer alteração no meu estatuto. Oficialmente não há enfermeiros a prestar socorro pré-hospitalar. Os enfermeiros poderão estar ligados a corpos de enfermagem mas não conheço nenhum na zona.
Ou seja, mesmo sendo licenciada em enfermagem e tendo o curso de SIV (para as ambulâncias INEM) eu nunca passei de TAT - nem sequer podemos assinar verbetes!!! - o que acaba por ser uma frustração. Não sendo reconhecidos não podemos executar funções específica sem socorro, ou seja, estamos sujeitos ao material e condições que os restantes tripulantes utilizam.
Ainda assim, é uma excelente experiência e recomendo a CVP da Vila de Pereira a quem queira iniciar a experiência.
Aviso também que a CVP Coimbra apenas oferece o curso de socorrismo e que não têm o curso de voluntariado que é base de TAT - em termos legais muito mais limitativo.
Se tiverem alguma dúvida contactem.