Autor Tópico: Como "vendem" a Enfermagem?  (Lida 3856 vezes)

Offline vmer16v

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 56
    • Ver Perfil
Como "vendem" a Enfermagem?
« em: Dezembro 04, 2008, 17:37:18 »
Imaginem que têm de justificar a impotância desta profissão a alguem muito renitente em admitir a sua importância e o quanto é essencial para todos nós, saudáveis ou doentes.

-Quais os argumentos ou como demonstram o quanto somos importantes?

- Que medidas podem ser tomadas para tornar a nossa classe mais visivel?
  Não seria a cadeira de marketing, devidamente ajustada à saúde também importante para este contributo?
 

Offline mariamariamaria

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 926
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #1 em: Dezembro 04, 2008, 21:11:23 »
Caro VMER16,

Concordo contigo,mas hás-de concordar que a postura de muitos colegas não ajuda a isso... Eu passo a explicar.

As carreiras médicas, sobretudo a Medicina e Enfermagem, obedeceram durante muitas décadas, a modelos de formação que todos achavam terríveis, muito rígidos e altamente desmoralizadores, na maioria dos casos... Basta perguntar a médicos e enfermeiros com mais de dez anos de exercício e todos dizem "cobras e lagartos" em relação à sua formação mais inicial.

No entanto, cada vez mais acredito que a experiência de séculos ajuda e nem tudo o que é velho é descartável...

Quando eu tirei o curso, ensinavam-nos a disciplina de estar em pé 8 horas seguidas e isso é possível no nosso exercício comum; ensinavam-nos que seríamos severamente punidos se não estivessemos na passagem de turno e isso é essencial para a continuidade de cuidados; ensinávam-nos que não podemos andar vestidos de qualquer maneira pois isso vai condicionar a confiança do doente...

A educação para enfrentar doentes e famílias não se faz em 4 anos; a educação para formar uma equipa de profissionais que possa demonstrar, por si própria, que é relevante não se faz assim.

Quase todos os enfermeiros jovens que conheço possuem as qualidades que podem fazer a diferença (e que faltavam a colegas mais velhos), mas não deixem que as habilitações académicas vos ofusquem ao ponto de esquecer que a "educação" (respeito pelas diferenças, aceitação e perdão) é o trunfo para tal afirmação social e pode superar muitos mitos.

Apresentem-se bem, cuidados, lavados... Apresentem-se humildes como profissionais, mas com certezas daquilo que passam ao utente. Não negligenciem informações de familiares, ainda que estes sejam analfabetos...Pode fazer toda a diferença.

A minha avó dizia, com muita sabedoria: " a ignorância é atrevida...".

Abraço.

Offline joo

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 51
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #2 em: Dezembro 06, 2008, 20:49:26 »
Sem querer pensar em marketing e publicidade acho que a melhor forma de "vender" a enfermagem é pelas nossas acções, ou seja, quando demonstramos que não somos uma "cabeça para pôr ganchos" e isso pode feito e inúmeras formas:
Antes de mais, a apresentação do enfermeiro (desde sempre se ouve que "uma imagem vale 1000 palavras" e "a primeira imagem é que fica"). Não quero dizer que não podemos usar piercings, penteados à moragos com açucar, ... mas adaptamos à situação onde nos encontramos - se prestarmos cuidados a uma população idosa se calhar estas "modernices" podem fazer confusão.
Depois, demonstrar que possuímos conhecimentos e sabemos aplicá-los à prática, mas com humildade. Ainda á bem pouco tempo uma médica que disse que gostava muito do trabalho de uma colega porque ela conseguia sempre dizer o que pensava de uma forma cordial e não agressiva e que isso permitia que existisse uma partilha de ideias e posterior decisão em equipa do que era melhor para o utente. Resumindo, não é chegar aos pé dos srs doutores e dizer que aquilo e outro está mal e que nós acabámos agora o curso/especialidade/mestrado/... e por isso nós é que sabemos NÃO é preciso diplomacia!

A meu ver, uma das medidas para tornar a enfermagem mais visível são os REGISTOS DE ENFERMAGEM, com eles demonstramos que não estamos simplesmente muito pouco tempo durante o dia com o utente (como habitualmente acontece com os médicos). Durante o curso fiz estágio num serviço em que as notas de enfermagem se caracterizavam por "sem alterações" ou"sobreponível ao turno anterior" (penso que não existiam ordens superiores para poupar canetas e papel ??? ) e durante os turnos que fiz no estágio as minhas notas ocupavam o equivalente a pelo menos 2 dias de notas dos enfermeiros. Hoje em dia quando oriento alunos tem enfatizar MUITO esta vertente. Assim, nós estamos 24horas por dia com a pessoa e provavelmente fazemos alguma educação para a saúde, promovemos a independência, apoiamos, .... uma lista infindável de actividades que são positivas para o utente, porque não registá-las??

Offline EFerreira1984

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 182
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #3 em: Dezembro 08, 2008, 23:42:37 »
Antes de mais colega, bela questão!

Quanto à questão propriamente dita, penso que só demonstramos a nossa importancia, quando possuimos conhecimentos sólidos e inabaláveis.
Penso que um corpo de conhecimentos é bem mais importante do que um mero desempenhar rotineiro de tarefas, que já quase não exige da nossa parte raciocínio ou interligação de conhecimentos.

Quanto aos utentes/doentes passa igualmente pela postura que adoptamos junto dos mesmos... Se um utente nos questiona nada pior do que responder: " o médico mandou; pergunte ao seu médico...". Apesar de não podermos revelar diagnósticos, podemos sim explicar-lhes as nossas acções, com que finalidade as concretizamos, qual o benefício das mesmas...

Sem querer passar "atestados de ignorancia" aos nossos utentes deveremos explixar-lhes as situações com o máximo de rigor científico (a nossa linguagem é igualmente avaliada). Claro que se essa informação necessitar de ser clarificada, adequa-la à pessoa em questão é igualmente necessário, mas procurem sempre o rigor da linguagem!

Seguindo a mesma linha de pensamento, essa linguagem deve ser usada e abusada nos nossos registos! Se a sabemos, se fizemos algo... Registe-se!


Por último...(ou em primeiro) a nossa postura!

A classe medica é conhecida por possuir uma postura muito altiva. Não é esse o nosso caso, até porque o nosso contacto constante com os utentes não permite.

Porém, podemos perfeitamente estar com um utente, proximos do mesmo, prestar-lhes cuidados sem parecer que somos a porteira do prédio. Algumas brincadeiras e descontração excessívas são igualmente indicadoras para que os utentes se sintam no direito de invadir o nosso respeito e reconhecimento.

Não se esqueçam, que apesar de podermos ser todos colegas, amigos, aquele é o nosso local de trabalho e não vemos no Banco ou na repartição de finanças ninguém a cantar ou a rir muito alto... Profissionalismo acima de tudo!

Com tudo isto... não penso que seja necessário uma cadeira de marketing... Penso que seja antes de mais necessário educar os futuros colegas (alunos) nesse sentido e dar-hes o exemplo!

Deste modo, penso que não preciso de convencer nenhum utente da necessidade da minha presença... Este irá reconhece-la!
Ass: Eu

Offline enfrevolucion

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 46
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #4 em: Dezembro 09, 2008, 00:08:07 »
Concordo contigo MariaRebelo.
O ensino tem que ser rígido, só assim se forma bons profissionais.
Eu também nunca me sentei numa passagem de turno enquanto aluno. Nos estágios tinha que fazer históricos e planos de cuidados para todos os doentes, enquanto que algumas escolas, 1 ou 2 por estágio bastava. As raparigas se tivessem uma ponta do cabelo solta eram repreendidas pelos orientadores na passagem de turno a frente de toda a gente, a farda andava sempre limpa e a cheirar bem.
Éramos repreendidos sempre que não usavamos termos técnicos.
Só faltou o internato, mas quase lá chegamos...

Offline susy4

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 123
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #5 em: Dezembro 09, 2008, 22:16:39 »
Neste blog está a ser vendida assim...

http://www.forumcoimbra.com/forum/viewt ... 8109#88109
vejam e comentem

Offline pH

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 206
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #6 em: Dezembro 10, 2008, 00:21:31 »
nao podia tar mais de acordo ctg colega MariaRebelo...

eu acabei o curso este ano...

mas na minha escola sempre focaram a importância do SABER ESTAR, SABER SER e SABER FAZER...

nos estágios tínhamos de estar sempre IMPECÁVEIS ( cabelos, farda, identificação...)

axo k na nossa profissão é importante a postura...

digam o k disserem a 1ª impressão é a k fica sempre..

quanto ao esclarecimento dos doentes... tb é importante... pois se o doente confiar em nós é meio caminho andado para o estabelecimento de uma relação empática...

e tal como dizia uma enfermeira k nos deu aulas: "não devemos ser meros tarefeiros!!"

Vamos dignificar a nossa profissão!!!

Offline Vitor A.

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 512
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #7 em: Dezembro 10, 2008, 10:46:11 »
A Enfermagem é Um PILAR da Saúde em Portugal.

Subscrevo a opinião da colega Maria Rebelo
No reencaminhamento de mail´s, Por Favor Usem Cco. ou Bcc (Cópia Oculta)
" Retire os endereços dos amigos antes de reenviar "
" Dificulte a disseminação de vírus e spams "
" Proteja a sua privacidade e a dos Outros

Saudações. Vitor A. :)

Offline katyzinha

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #8 em: Dezembro 10, 2008, 18:10:42 »
Como "vender" a enfermagem?
Uma questão pertinente...
Como ainda aluna de enfermagem, e pela experiencia que tenho adquirido nos estágios que tenho realizado, penso que a enfermagem assenta numa combinação entre a postura, o conhecimento e a pessoa...
No que se refere à postura, penso que um enfermeiro deve, acima de tudo, saber estar...a descrição, a calma, a humildade são caracteristicas que, na minha opinião, valorizam o enfermeiro e a forma como os outros nos vêm...
Relativamente ao conhecimento, considero que o enfermeiro deve cada vez mais investir na sua formação pessoal, o espírito crítico é deveras importante pois se tivermos um pensamento crítico, se soubermos o porquê das coisas, se não nos limitarmos a concordar, a aceitar tudo aquilo que nos "vendem", o nosso valor será reconhecido e aconfiança no nosso trabalho será maior..infelizmente ainda há muitos colegas (alunos) que me dizem e questionam "porque é k queres saber isso?Isso é o médico que deve saber!"...Tudo bem que cada um tem as suas competências, mas se estivermos por dentro do assunto, se soubermos do que se trata, se tivermos conhecimentos, tudo isso fará com que os nossos cuidados ao doente seja cada vez melhores e mais adequados...
Por fim, a pessoa, a parte humana também tem muita importância na nossa profissão...por vezes um toque, um olhar, um sorriso, a disponibilidade para escutar o doente vale mais que qualquer fármaco ou tratamento...
Mas esta é a humilde opinião de quem ainda pouco ou nada sabe desta profissão...

Offline Caldas

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1323
    • Ver Perfil
    • http://ocantosocial.blogspot.com
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #9 em: Dezembro 14, 2008, 23:40:22 »
Eu gostava de conseguir vender a enfermagem as pessoas como aquilo que só nós enfermeiros nos preocupamos e com o qual as pessoas não podem viver.
Eu gostava de conseguir vender uma enfermagem que depois de aplicada, quando faltasse as pessoas se queixassem...
Eu gostava de vender aquela enfermagem, que faz com um sucesso cirúrgico não se torne num moribundo...
Eu gostava de vender aquela enfermagem, que faz com as pessoas tenham acessos a cuidados de saúde independentemente da sua condição social.
Eu gostava de vender a enfermagem que olha para a pessoa e não para os números...
Eu gostava de vender a enfermagem como uma disciplina e como uma profissão com o rigor e os valores que a maria rebelo em cima falou...
Eu gostava de vender a enfermagem como aquela que os gestores querem ter, isto é, aquela que dá ganhos em saúde com respostas eficazes e eficientes.
Eu gostava de ser o enfermeiro que ajuda a pessoa a se adaptar as transições de saúde que ela passa ao longo da vida.

Para já gostava de conseguir estas coisas, no dia em que conseguir se calhar serei bom enfermeiro, até lá, tento ser e passar do gostava de ao eu consigo...

Offline Herodes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2220
    • Ver Perfil
Re: Como "vendem" a Enfermagem?
« Responder #10 em: Dezembro 15, 2008, 04:10:02 »
Eu gostava que os enfermeiros se pautassem por garantir que o Serviço Nacional de Saúde funcionasse.
No dia a dia vejo que os profissionais andam desmotivados, porque sentem que o Estado não lhes dá valor. Alguns trabalham no privado e recebem muito mais pelo que fazem.

Diria ao cidadão comum que
- somos uma profissão que está em permanência com o doente;
- somos pessoas que pela nossa formação, respeitamos cada utente como pessoa única e com a devida dignidade;
- embora não sejamos substitutos dos médicos, a verdade é que somos capazes de dar resposta cabal a muitos dos problemas que surgirem;
- somos uma das profissões que mais tenta incutir na sociedade a preocupação pela PREVENÇÃO; com ela podemos poupar muito sofrimento e muitos milhões de euros;
- somos dos profissionais de saúde que menos enchem o bolso à custa dos doentes;