Autor Tópico: apelo  (Lida 4782 vezes)

Offline eagleyes

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 192
    • Ver Perfil
apelo
« em: Novembro 22, 2008, 13:24:50 »
Caros colegas, isto já foi abordado vezes sem conta, mas queria apelar-vos para terem atenção aos comentários, palavrões e até criticas uns contra os outros. Temos que demonstrar maturidade e sobretudo respeito e sabedoria. Somos constantemente alvo de chacotas e criticas por outros profissionais e pessoas em geral. Temos que mudar a nossa postura e lutar sim, mas com dignidade e sabedoria. Temos que fazer mais denúncias a ordem e sindicatos, temos que estar no mm barco e não estarmos uns contra os outros. Temos que ser como os médicos que tanto criticamos, como os professores. Aliás, temos que ser ENFERMEIROS, que são uma classe enorme e fundamental para as pessoas. Pensem bem... o que seria dos hospitais, centros sem Enfermeiros? Temos que no dia a dia deixar a nossa semente. Abordar as pessoas com simpatia, mostrar que precisam tanto de n´s, que só o médico não é suficiente. Vamos nos apoiar e defender uns aos outros. Não vamos ser aqueles que são os próprios a "enforcar" o colega. Pode parecer utopia, mas eu acredito que podemos MUDAR a nossa situação. Basta querermos

Offline Cacau

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 155
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #1 em: Novembro 22, 2008, 20:42:40 »
Concordo plenamente...

Offline kitty

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 284
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #2 em: Novembro 22, 2008, 21:10:17 »
Apoiado :D

Offline EnfNessa

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 251
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #3 em: Novembro 22, 2008, 22:15:38 »
É verdade, mas penso que tudo isto se inicia na sala de aula... pelo menos por experiencia propria... estive numa turma de 50 pessoas, que a desunião entre todos era bem visível  :(

Espero que esta forma de estar mude, porque implica o respeito não só pela profissão, pelos colegas enfermeiros e equipa multidisciplinar mas também pro bem do utente...

Offline vera_loira

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 198
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #4 em: Novembro 22, 2008, 22:26:53 »
Ora nem mais!!!!
Há pessoas que não mudam... Mas um dia que precisem do colega pode ser que se apercebam da necessidade de inter-ajuda!!!
 :-X

Offline Filipasga

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #5 em: Novembro 23, 2008, 10:31:56 »
Caros colegas!

Eu sou do Porto, e ja trabalho ha 2 anos em Lisboa. No meu serviço, somos 18 enfermeiros, em que 5 são de lisboa. Os restantes pertencem de Norte a Sul do pais, e há uma espanhola á mistura. Estamos todos com contratos de 40h ou 42h semanais, e só podemos fazer 5 trocas em cada escala mensal. Para quem é de longe e quer ir a casa uns dias, torna-se complicado para todos poderem ir. Então, todos somos solidários, pois todos temos as mesmas necessidades e o grande objectivo de ir a casa, no minimo, uma vez por mes! Provavelmente, o q acontece no meu serviço é um caso raro.... E conseguimos todos ir, uns meses mais dias, outros meses menos.
Mas isto tudo para vos mostrar que, quando os interesses são os mesmos, as coisas têm tudo para correr bem! Basta sabemos ser humildes, educados e abdicar, para esperar pela recompensa!

É a lei das compensações que gere a vida de cada um!
Aplica-se nas trocas, como nas doenças, como na luta de interesses, como na procura de melhores condições laborais, etc!
Não temos uma profissão qquer! E quem está nisto por gosto, sabe que há algo de especial em nós que nos distingue de outros profissionais de saúde. Só temos q usar a cabeça, e aplicar a inteligencia e o dom do forma correcta!

A todos os colegas, e em especial aos que não tem trabalho ainda,boa sorte!

Offline projenf

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #6 em: Novembro 23, 2008, 11:42:12 »
Olá caros colegas!

Estou plenamente de acordo no que ocncerne a respeitar os colegas e por conseguinte a nossa classe profissional. Tenho muito orgulho em ser Enfermeira e vim para esta profissão por gosto. Entristece-me muito ver colegas que nao conseguem defender a classe da melhor maneira ou que vieram para ela sem terem gosto preferencial pela mesma.

Também concordo com o facto de esta postura ja se notar enquanto estamos na escola. Eu senti uma competitividade durante o curso nada saudavel e muitas vezes vi pessoas a chegarem a outras por puro interesse, abandonando-as quando ja n precisam...uma atitude muito pouco ética. Uma atitude que perdura para os dias de exercicio profissional que depois se reflecte em cuidados com muito pouca qualidade pois o que têm em vista não é a pessoa que recebe os cuidados mas sim o seu próprio benefício mesmo que à custa do fracasso dos colegas de serviço.


Não façam com que isto perdure, temos que nos juntar e combater este "microorganismo" que está a contaminar cada vez mais colegas!

Toda a sorte do mundo para todos nós! As maiores felicidades!  :-*

Offline mariamariamaria

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 926
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #7 em: Novembro 23, 2008, 20:23:36 »
Olá,

Ouvi o apelo com o qual não posso concordar mais, mas a minha cabeça imediatamente divagou para uma coisa que, não tendo muito a ver com a Enfermagem, me chocou profundamente.

Há dias, ao ver as manifestações de professores (que terão todas as razões do mundo para se manifestar, não é isso que estou a focar), dizia, ao ver as reportagens, fiquei chocada com o facto de licenciados, com capacitações académicas elevadas e uma enorme responsabilidade na formação dos portugueses do futuro, venham para a rua com ar de "empregadecos" a bradar slogans obviamente semelhantes a refrões de canconetas pimba!

Foi chocante para mim que sou uma liberal por convicção.

As nossas liberdades não podem fazer arrastar o nome de uma classse inteira na lama. Tem de haver liberdade de expressão (e até alguns insultos pessoais, se for mesmo preciso); mas que não se usem meios brejeiros e pouco dignificantes.

Abraço.

Offline Di83

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 24
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #8 em: Novembro 23, 2008, 20:28:57 »
colega quando vi a reportagem pensei exactamente o mesmo. temos k dignificar quem somos e o k somos
Citação de: mariarebelo1
Olá,

Ouvi o apelo com o qual não posso concordar mais, mas a minha cabeça imediatamente divagou para uma coisa que, não tendo muito a ver com a Enfermagem, me chocou profundamente.

Há dias, ao ver as manifestações de professores (que terão todas as razões do mundo para se manifestar, não é isso que estou a focar), dizia, ao ver as reportagens, fiquei chocada com o facto de licenciados, com capacitações académicas elevadas e uma enorme responsabilidade na formação dos portugueses do futuro, venham para a rua com ar de "empregadecos" a bradar slogans obviamente semelhantes a refrões de canconetas pimba!

Foi chocante para mim que sou uma liberal por convicção.

As nossas liberdades não podem fazer arrastar o nome de uma classse inteira na lama. Tem de haver liberdade de expressão (e até alguns insultos pessoais, se for mesmo preciso); mas que não se usem meios brejeiros e pouco dignificantes.

Abraço.

Offline Vitor A.

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 512
    • Ver Perfil
Re: Apelo
« Responder #9 em: Novembro 24, 2008, 14:32:30 »
A enfermagem portuguesa ainda não é vista como um PILAR da Saúde! O Nosso maior trunfo e não o conseguimos passar para a sociadade que não nos reconhece esse Papel! Ques seria dela sem nós!?

A Enfermagem mudou mas apenas acompanhou a evolução tecnológica e conhecimentos e ainda não os soube converter em sabedoria para assim INOVAR!

Como? Boa pergunta!
No reencaminhamento de mail´s, Por Favor Usem Cco. ou Bcc (Cópia Oculta)
" Retire os endereços dos amigos antes de reenviar "
" Dificulte a disseminação de vírus e spams "
" Proteja a sua privacidade e a dos Outros

Saudações. Vitor A. :)

Offline rjckarddo

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 114
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #10 em: Novembro 24, 2008, 17:42:37 »
A união, ou a falta dela é sem dúvida uma das lacunas da nossa classe. Como tal não poderia estar mais de acordo com o que vão escrevendo aqui. No entanto há determinados pontos que são incontornavéis e como tal gostava de ouvir a vossa opinião.
Alguém falou em não sermos os primeiros a "enforcar" o colega, tudo bem, é importante, mas quantos de vocês não têm colegas que repetiamente cometem erros grosseiros por pura desplicência e vos deixam com a batata quente na mão. A quantos já vos aconteceu terem de explicar algo inexplicavél a um utente mais atento sobre um procedimente de um colega? Não falo do erro ocasional, esse todos cometemos, falo sobretudo dos tais que parecem ter vindo para enfermagem por vir. O que fazem? Inventam desculpas? Ou dizem a verdade?

Offline IS

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 110
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #11 em: Novembro 24, 2008, 18:10:43 »
Já me aconteceu haver diferenças na forma de fazer um procedimento entre colegas e os doentes perguntarem, em relação a erros acho que não.

Acho que se devem trocar experiências para que todos possamos aprender com os erros. Mas ter cuidado com od elementos de identificação que se usam. Já vi comentários em que só faltava dizer o nome, nº tlm e morada dos colegas que criticam. Penso que a dor de cotovelo leva colegas a fazer comentários ridiculos neste sentido.

Offline eagleyes

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 192
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #12 em: Novembro 27, 2008, 09:33:03 »
Eu sou e sp fui apologista de que se algo está mal ou vejo que me implicam ir falar directamente com a pessoa em questão. Claro que por vezes isso d+a chatices, mas não será melhor esse confronto do que o cinismo, hipocrisia e o diz que diz? Já tive experiencias dessas sim, mas abordei os colegas. Nunca acusei um colega ou dei continuidade a conversa do dte. É tão feio falarmos mal de um colega. Mas sei que falam. É claro que há pessoas que gostam de se evidenciar e nem pensam no que estão a fazer ou talvez pensem, com a ganância de serem os melhores. Não há mal na ambição há sim na forma como actuamos para atingir os nossos fins. Enquanto os ENFERMEIROS não perceberam que estão todos no mm barco, ( em todas as classes há sp alguém que se evidencia), enquanto cada um for por um caminho isto não há de melhorar. Os ENFERMEIROS PERFEITOS E QUE FALAM MAL TÊM QUE PERCEBER QUE, O MAL QUE FAZEM AOS OUTROS PARA ELES TB O É, PORQUE SÃO ENFERMEIROS. Com isto só dão má imagem a profissão.
Criticam tanto os professores, mas a verdade é que eles estão a lutar e são ultimamente noticia no nosso dia a dia.

Offline MC

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 114
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #13 em: Novembro 27, 2008, 23:52:39 »
@mariarebelo1
Essa sensação que teve dos professores, parecerem uns "empregadecos", é o que tem feito com que os enfermeiros não demonstrem na rua aquilo que os preocupa e os problemas laborais que têm.
Os professores são licenciados, mas isso não os impediu de criticar e de virem demonstrar o seu desagrado quanto às injustiças de que são alvo, com as reformas deste Governo prepotente.
Se os enfermeiros ficarem sempre com esse comportamento de não se transformarem em proletários, que são, nunca vão conseguir aquilo que tanto anseiam.
Precisamos de boas lutas quando elas são justas e se for preciso manifestarmo-nos na rua, então que seja. As manifestações são uma forma de dar a conhecer aos outros aquilo que está mal e de pressionar o Poder para que ceda.
Isto diz respeito também a pequenas lutas instituicionais. Se os enfermeiros continuarem com "vergonha" de se manifestarem, perdem uma forma de luta tão forte como a greve e esta sim, causa grandes perturbações no vencimento dos trabalhadores.

Offline Herodes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2220
    • Ver Perfil
Re: apelo
« Responder #14 em: Dezembro 10, 2008, 07:39:10 »
Os camionistas mostraram ter mais força que nós.
Os professores mostraram ser mais respeitados pelo Governo do que nós.
Que fazer para que nos oiçam? ???