Autor Tópico: como fariam?  (Lida 22954 vezes)

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #15 em: Outubro 01, 2008, 23:07:07 »
Para a infecção, acticoat e uma espuma de poliuretano como penso secundário. Por vezes a ABT sistémica pode ser necessária.
Depois da infecção sanada, experimentava o cadesorb ou o Hyalofill no caso de evolução estagnada.
Se se verificasse o caso de uma úlcera venosa, a terapia compressiva é fundamental assim como o repouso.
No caso de úlcera arterial, há que enviar ao cirurgião vascular pois pode ser necessário um by-pass no caso de comprometimento marcado da circulação arterial na zona.
Um documento fundamental sobre boas práticas em úlceras infectadas é este:

http://www.acticoat.com/wound/pdf/WoundInfS&N_English.pdf

Offline npires

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #16 em: Outubro 02, 2008, 21:03:12 »
Bem antes demais aconselho uma zaragatoa...

Dps tem de optar e verificar se se aplica a terapia compressiva e se aplicar terá de ter mt cuidado e alertar o utente sobre riscos...

Quanto a tratamentos eu optaria ou pela Hidrofibra com prata ou o Carvão activado com prata...Se optar pela terapia compressiva se calhar associava o Carvão activado com prata, se por algum motivo não for possivel aplicar este tipo de terapia axo k a hidrofibra com prata é uma boa solução...

Li anteriorment que alguém aconselha Promogran, sinceramente não aconselho e pergunto a quem sugeriu se sabe quais as indicações?!

Offline Miss Nurse

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1183
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #17 em: Outubro 02, 2008, 21:09:37 »
Eu nesse ulcera faria uma colheita por aspiração para se poder fazer a analise a k tipo de microorganismo está a provocar infecção...
Dp sem antibioterapia sistémica isso não vai a lado nenhum...
Dp de tudo isso resolvido granulantes...qualquer um deles é bom...a falta de outra coisa podes sempre colocar açúcar...mas não antes de tratar a infecção...

Offline dani_c_a_7

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 251
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #18 em: Outubro 02, 2008, 21:24:32 »
açucar ou até mel... tb tem efeitos mt benéficos pelo k li...

Offline R_M_R

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 42
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #19 em: Outubro 02, 2008, 22:19:06 »
Boa noite caros colegas.

Neste caso especifico eu optaria pela lavagem das feridas com água potavel e sabão rosa, após a qual aplicaria hidrofibra com prata (ou hidrofibra simples) e vitamina A nos bordos da ferida (a qual considero de extrema importancia)....

cumprimentos a todos.... ENFERMAGEM AO PODER

Offline PCBV

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 69
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #20 em: Outubro 03, 2008, 21:16:50 »
Olá KOKAS! Pela aparência da úlcera (fibrina e alguma granulação) e descrição do grau e características de exsudação, eu utilizaria o Aquacel, uma vez ser função deste apósito, desbridar, estimular a granulação, bem como controlar o nível de exsudação. Posteriormente, quando o exsudado fosse ligeiro usaria Varihesive Gel Control ou Versiva. Tenho dado "cabo" de algumas úlceras deste modo (bastantas). Claro que isso também depende das condições de saúde do cliente em causa. Quanto a ligaduras, eu coloco-as de modo a segurar bem o tratamento mas sem grandes compressões. E não esquecer de recomendar ao cliente o descanço e elevação dos membros inferiores. Bjs  :)

Offline npires

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #21 em: Outubro 07, 2008, 14:33:23 »
Citação de: PCBV
Olá KOKAS! Pela aparência da úlcera (fibrina e alguma granulação) e descrição do grau e características de exsudação, eu utilizaria o Aquacel, uma vez ser função deste apósito, desbridar, estimular a granulação, bem como controlar o nível de exsudação. Posteriormente, quando o exsudado fosse ligeiro usaria Varihesive Gel Control ou Versiva. Tenho dado "cabo" de algumas úlceras deste modo (bastantas). Claro que isso também depende das condições de saúde do cliente em causa. Quanto a ligaduras, eu coloco-as de modo a segurar bem o tratamento mas sem grandes compressões. E não esquecer de recomendar ao cliente o descanço e elevação dos membros inferiores. Bjs  :)


Desculpe me mas o que entende por fibrina?!?!?

Offline sergiojorge

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 116
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #22 em: Outubro 07, 2008, 17:30:22 »
Citação de: Son_Goku
Para a infecção, acticoat e uma espuma de poliuretano como penso secundário. Por vezes a ABT sistémica pode ser necessária.

Concordo com o tratamentento inicial porposto pelo colega Son_Goku.
Recentemente fui brindado pelos DIMédica com 1 penso de Acticoat (que segundo me transmitiram tem um preço que ronda os 50 euros). Como é um penso bastante grande e para o rentabilizar tornou-se obrigatório corta-lo em pedaços (tantanto compurcar o menos possível) para aplicar combinado com o Allevyn. A verdade é que o resultado em úlceras de perna semelhantes às da foto foram excepcionais. Infelizmente parece que ainda não é material adquirido pela ARS LVT.

Offline o enfermeiro vai nu

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #23 em: Outubro 08, 2008, 00:54:15 »
penso que a opção mais sensata em definitivo será primeiro determinar a etiologia da úlcera (venosa e arterial ) e depois...bem...depois li várias hipóteses de tratamento válidas e cientificamente fundamentadas pela evidência...mas nós temos doentes e não doenças!!!no limite, e ao que parece estas úlceras têm provavelmente anos de evolução, e se nada do que até agora foi proposto resultou, aconselhava o envio dessas imagens bem como as soluões de tratamento até agora efectuadas, antecedentes pessoais, a determinação do ITB, etc... para o serviço de Medicina Hiperbárica (oxigenioterapia hiperbárica) da ULSM - EPE - Hospital de Pedro Hispano, em Matosinhos... este é, para as úlceras, a par da cirurgia plástica/reconstrutiva, o tratamento de fim de linha...têm enfermeiros que te poderão ajudar a optar pelo melhor tratamento.

Offline Vasco_enf

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #24 em: Outubro 08, 2008, 02:16:02 »
Citação de: Anitanurse
Eu nesse ulcera faria uma colheita por aspiração para se poder fazer a analise a k tipo de microorganismo está a provocar infecção...
Dp sem antibioterapia sistémica isso não vai a lado nenhum...
Dp de tudo isso resolvido granulantes...qualquer um deles é bom...a falta de outra coisa podes sempre colocar açúcar...mas não antes de tratar a infecção...

Eu peço desculpa à colega pela citação, mas a verdade é que não tem muito sentido o que escreveu.
Como sabe, espero eu, a colheita por aspiração de exsudado no caso de ferida crónica não é, conceptualmente, conclusivo. O resultado é, frequentemente desprezado ou muito controverso. Por razões óbvias, a variedade microbiológica é tão díspar, que a conclusão a que se chega é pouco mais que nenhuma.

Podemos então dizer que, em caso de ferida crónica, as culturas laboratoriais estão fora de questão?

Não. Uma vez que, caso a úlcera de pressão não demonstre sinais de cicatrização após 2 semanas de tratamento optimizado, devem ser efectuados exames culturais de tecido obtido por biópsia. Não vale a pena, sob o ponto de vista microbiológico optar por uma colheita por aspiração ou zaragatoa.
Ainda assim, mesmo na biópsia, corre grandes riscos de a infecção ser causada por múltiplos agentes. Possível, provável e esmagadoramente mais comum. Resumindo, a resposta é um não, mas um não muito reticente.

Quando à sugestão da sacarose. A menos que a sacarose que propõe seja estéril não embarque em aventuras. A eficácia da sacarose, no que diz respeito ao tratamento de feridas, limita-se a alguns estudos onde foi utilizado um granulado de sacarose com teor de contaminação desprezível. Desta forma evita alimentar também todas as bactérias que, eventualmente, estejam contidas no açúcar. Para além de que, mesmo tratada a infecção com um AB de largo espectro, não há (felizmente) garantia de esterilidade da ferida. Se juntar ao calor, e à humidade um ambiente rico em nutrientes...julgo que cria uma festa do microorganismo.
Em resposta ao mel, digamos que a sua eficácia não se prende com o facto de ser açucarado mas sim com o facto de possuir um agente denominado Própolis, ou Própole se preferirem.

Na minha opinião, que vale o que vale, encaminhe o seu doente para uma consulta da especialidade. Não adianta iniciar um tratamento num jogo do experimenta e do adivinha se não sabe a etiologia da ferida! No entanto, tente o sabão azul ou amarelo.

Cumprimentos. ;)

http://www.scribd.com/doc/2360949/Feridas
http://www.actamedicaportuguesa.com/pdf/2006-19/1/029-038.pdf

Offline npires

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #25 em: Outubro 28, 2008, 15:13:51 »
Citação de: Vasco_enf
Citação de: Anitanurse
Eu nesse ulcera faria uma colheita por aspiração para se poder fazer a analise a k tipo de microorganismo está a provocar infecção...
Dp sem antibioterapia sistémica isso não vai a lado nenhum...
Dp de tudo isso resolvido granulantes...qualquer um deles é bom...a falta de outra coisa podes sempre colocar açúcar...mas não antes de tratar a infecção...

Eu peço desculpa à colega pela citação, mas a verdade é que não tem muito sentido o que escreveu.
Como sabe, espero eu, a colheita por aspiração de exsudado no caso de ferida crónica não é, conceptualmente, conclusivo. O resultado é, frequentemente desprezado ou muito controverso. Por razões óbvias, a variedade microbiológica é tão díspar, que a conclusão a que se chega é pouco mais que nenhuma.

Podemos então dizer que, em caso de ferida crónica, as culturas laboratoriais estão fora de questão?

Não. Uma vez que, caso a úlcera de pressão não demonstre sinais de cicatrização após 2 semanas de tratamento optimizado, devem ser efectuados exames culturais de tecido obtido por biópsia. Não vale a pena, sob o ponto de vista microbiológico optar por uma colheita por aspiração ou zaragatoa.
Ainda assim, mesmo na biópsia, corre grandes riscos de a infecção ser causada por múltiplos agentes. Possível, provável e esmagadoramente mais comum. Resumindo, a resposta é um não, mas um não muito reticente.

Quando à sugestão da sacarose. A menos que a sacarose que propõe seja estéril não embarque em aventuras. A eficácia da sacarose, no que diz respeito ao tratamento de feridas, limita-se a alguns estudos onde foi utilizado um granulado de sacarose com teor de contaminação desprezível. Desta forma evita alimentar também todas as bactérias que, eventualmente, estejam contidas no açúcar. Para além de que, mesmo tratada a infecção com um AB de largo espectro, não há (felizmente) garantia de esterilidade da ferida. Se juntar ao calor, e à humidade um ambiente rico em nutrientes...julgo que cria uma festa do microorganismo.
Em resposta ao mel, digamos que a sua eficácia não se prende com o facto de ser açucarado mas sim com o facto de possuir um agente denominado Própolis, ou Própole se preferirem.

Na minha opinião, que vale o que vale, encaminhe o seu doente para uma consulta da especialidade. Não adianta iniciar um tratamento num jogo do experimenta e do adivinha se não sabe a etiologia da ferida! No entanto, tente o sabão azul ou amarelo.

Cumprimentos. ;)

http://www.scribd.com/doc/2360949/Feridas
http://www.actamedicaportuguesa.com/pdf/2006-19/1/029-038.pdf


Apenas lhe digo que a zaragtoa é só o método mais simples e barato de saber que tipos de microorganismos colonizam a ferida...Tendo, ainda, a vantagem de ser eficaz sempre e kando é bem efectuada...
Já agr o que consegue verificar com a biópsia que não consegue com a zaragatoa?! Sabe porque a colheita de exsudado está indicada por alguns especialistas?!

Offline tbento

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 15
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #26 em: Novembro 07, 2008, 22:04:32 »
Boa Noite futuros colegas :)
Sou aluno do 4 ano, econtrando-me a estagiar em Cuidados de saude primários...

Só me queria pronunciar e pedir a vossa opinião sobre a pequena questão da presente ferida se "Encontrar Infectada"

Realmente acho k a zaragatoa é o melhor método para retirar as duvidas, mas infectada?? Pk afirma isso? Existe imensa literatura acerca deste tipo de lesoes, mas uma pequena achega: derivado da sua cronicidade, a inflamação perilesao é caracteristica deste tipo de ulcera; o deposito de hemosiderina junta-se com a Inflamação dos tecidos;dp o odor é tambem uma caracteristica de ulceras venosas exsudativas...

Para alem da observação da lesao devem-se verificar sinais sistemicos como a temperatura e se necessario associar antibioterapia.

Uma ferida colonizada não é uma ferida infectada e este tipo de feridas estao colonizadas...

Julgo que o melhor método é mesmo a compressao (com a realização do IPTB) e associação de adjuvante da cicatrização (ligadura de oxido de Zinco por exemplo)

Espero nao ter faltado ao respeito a ninguem, sao muito poucas as minhas participaçoes neste forum.... Cumps à comunidade

Offline npires

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 218
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #27 em: Novembro 10, 2008, 13:44:01 »
Citação de: tbento
Boa Noite futuros colegas :)
Sou aluno do 4 ano, econtrando-me a estagiar em Cuidados de saude primários...

Só me queria pronunciar e pedir a vossa opinião sobre a pequena questão da presente ferida se "Encontrar Infectada"

Realmente acho k a zaragatoa é o melhor método para retirar as duvidas, mas infectada?? Pk afirma isso? Existe imensa literatura acerca deste tipo de lesoes, mas uma pequena achega: derivado da sua cronicidade, a inflamação perilesao é caracteristica deste tipo de ulcera; o deposito de hemosiderina junta-se com a Inflamação dos tecidos;dp o odor é tambem uma caracteristica de ulceras venosas exsudativas...

Para alem da observação da lesao devem-se verificar sinais sistemicos como a temperatura e se necessario associar antibioterapia.

Uma ferida colonizada não é uma ferida infectada e este tipo de feridas estao colonizadas...

Julgo que o melhor método é mesmo a compressao (com a realização do IPTB) e associação de adjuvante da cicatrização (ligadura de oxido de Zinco por exemplo)

Espero nao ter faltado ao respeito a ninguem, sao muito poucas as minhas participaçoes neste forum.... Cumps à comunidade

Pelo menos nunca falei em infecção...
Quanto á terapia compressiva concordo consigo mas não será demais associara a cola de zinco?!?!? E para a terapia compressiva tem de se conhecer mt bem a historia do doente...
Concordo com algumas afirmações suas...

Cumps....

Offline isa_bruna

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 112
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #28 em: Novembro 10, 2008, 14:12:50 »
Eu começaria talvez com promogran ou hyallofil + actisorb por causa do cheiro, actuava cerca de 15 semanas.
Se não resultasse colocaria Calgitrol Ag+.
Tenta falar com colegas de outros Centros de Saúde, para ver se te podem ajudar com o doppler, porque uma uma compressão iria ajudar.
O que é que o cirurgião diz? Ele não sugere nenhum tratamento nem exame, eles por vezes solicitam o doppler.

Beijos

Offline tbento

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 15
    • Ver Perfil
Re: como fariam?
« Responder #29 em: Novembro 10, 2008, 21:55:05 »
Npires eu nao o acusei de ter dito k poderia existir infecção, além do mais, eu ate apoiei o k disse em tópicos anteriores em relação à utilização da zaragatoa ;)

Existem diversas bibliografias em k a aplicação das ligaduras de oxido de zinco (Bota de Unna) tem bons resultados.

Algumas revistas da nursing referem esse tratamento, queria disponibilizar um artigo mas ja nao sei dele  ::)

Contudo encontrei um site bastante interessante sobre a aplicação da Bota de Unna http://www.iime.pt/bota_de_una.html