Autor Tópico: UROLOGIA: Prostatectomia Radical e Parcial  (Lida 10139 vezes)

Offline Danizinha

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 181
    • Ver Perfil
UROLOGIA: Prostatectomia Radical e Parcial
« em: Novembro 25, 2008, 02:42:36 »
Boa noite, gostaria de saber qual a diferença nos cuidados de enfermagem na prostatectomia Radical e na Parcial, nomeadamente o porquê de o doente pós prostatectomia radical ter lavagem vesical continua enquando na parcial tal não acontece.

Obrigada, cumprimentos

Offline Herodes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2220
    • Ver Perfil
Re: UROLOGIA: Prostatectomia Radical e Parcial
« Responder #1 em: Dezembro 15, 2008, 05:30:19 »
Não vai ao encontro de toda a dúvida, mas penso que já esclarece algo.
http://www.apeu.online.pt/downloads/Onc ... ostata.ppt
http://www.laprp.com/br/perguntas-comuns.html

Offline isaby

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver Perfil
Re: UROLOGIA: Prostatectomia Radical e Parcial
« Responder #2 em: Agosto 12, 2009, 21:20:26 »
Danizinha não é assim de todo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Na Prostatectomia radical não pode nunca existir lavagem vesical continua, pq o balão da algália está a moldar  a anastmose, uma vez que a prostata foi completmente retirada (com a sua capsula incluida). Nos outros tipos de prostatectomia - retropubica e RTU-P tTêm necessáriamente de ter lavagem continua.

Isaby

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
Re: UROLOGIA: Prostatectomia Radical e Parcial
« Responder #3 em: Agosto 26, 2009, 00:22:09 »
Tanto numa como na outra pode haver lavagem vesical contínua:

-Na radical raramente é necessário pois há a remoção total da próstata e o colo vesical é anastomosado ao topo livre da uretra. O nível de sangramento neste caso é diminuto pois a próstata é retirada em bloco e a hemostase é efectuada de forma directa. A haver lavagem vesical tem de ser efectuada lentamente através de sonda vesical 3 vias (colocada em BO pois não é de todo recomendável mobilizar a sonda vesical). A sonda fica cerda de 3 semanas a fim de tutororizar o trajecto e permitir a cicatrização da anastomose sem estenoses.

-Na parcial (ou melhor retropúbica ou suprapúbica), o que é retirado é a porção central da próstata (o adenoma). Este leito de ressecção fica muito sangrante, razão pela qual se institui quase invariavelmente a lavagem vesical para impedir a formação de coágulos intravesicais. Em alguns centros cirúrgicos americanos a lavagem contínua nestes casos não é uma rotina!