Autor Tópico: Curso de vacinação para farmaceuticos  (Lida 39183 vezes)

Offline 6721

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #15 em: Agosto 22, 2008, 21:17:21 »
Amigos,

Todas as farmacias a executarem essas funções, sem terem enfermeiros ao serviço:

Nome da farmacia, morada e nome do Director da farmacia

Enviar para a entidade reguladora da Saude e Ordem dos Enfermeiros, se possivel para a comunicação social!

P.s.: enviem todos um pedido de esclarecimento à OE!

Offline miguelmachado

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #16 em: Agosto 22, 2008, 21:35:52 »
Caros colegas,

adorei a tua ideia 6721, de momento não sei de nenhuma farmácia mas caso o saiba direi!!
Lamento juntar-me à onda pessimista, mas, por muita força que se faça, o governo não vai recuar nesta decisão por uma questão muito simples e que, infelizmente, está na base de todas as decisões políticas...o dinheiro!! A verdade é que se as farmácias fizerem isso, são necessários menos Centros de Saúde e menos profissionais pagos pelo Estado, logo mais dinheiro!! Mas como tudo depende da perspectiva com que se olha, a verdade é que podemos beneficiar com isto...a farmácias podem responder a este tipo de serviços desde que contratem pessoal licenciado para tal...nós!! Além de prestarmos os serviços, ainda faríamos a ligação com o Centro de Saúde, por exemplo no caso das vacinas como alguém bem lembrou!
Acho que devemos denunciar os casos onde não contratam enfermeiros e a pressão deve ser feita ao Ministério da Saúde, talvez via mail para começar...alguém tem sugestões?

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #17 em: Agosto 23, 2008, 09:55:30 »
Essa das vacinas é muito engraçada...

Devem estar a falar da Pn7, Pn23, antigripal e pouco mais (as não incluídas no PNV)...

Ou será que as farmácias terão ligação ao SINUS? LOL LOL

Conheço farmácias que já iniciaram contactos para a contratação de enfermeiros.

Talvez seja uma boa solução para resolver aqueles casos em que OS ENFERMEIROS DE CSP SE RECUSAM A AVALIAR TA, GLICEMIA E MAIS ALGUMAS COISAS SEM PRESCRIÇÃO MÉDICA... Tenham dó...

Offline miguelmachado

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #18 em: Agosto 24, 2008, 15:11:44 »
enfarfr,

    fiquei sem perceber a tua posição face a esta questão...eu não estou contra as farmácias prestarem esses serviços, até porque isso facilita o acesso das pessoas à Saúde, desde que prestados por pessoas competentes. Quem são essas pessoas na tua opinião?
    Quanto aos enfermeiros que se recusam a monitorizar TA e glicemia capilar sem prescrição médica, conheço como funcionam alguns Centros de Saúde e nunca ouvi tal, o que me leva a querer que esses casos são uma minoria.
    Em relação à possível ligação das farmácias com o Centro de Saúde, precisamente por as farmácias não terem ligação ao SINUS é que é importante que o Enfermeiro transmita a informação, pois essa é uma informação importante na minha opinião. E quem fala no caso das vacinas, fala nos tratamentos de ferida, na vigilância da glicemia capilar e da TA, onde não basta obter um resultado numérico mas é importante perceber de que forma a pessoa adere e gere o regime terapêutico, e estas são informações importantes para os Centros de Saúde, daí ser indispensável haver um enfermeiro na farmácia, e ainda, que este transmita a informação e encaminhe determinados casos para o Centro de Saúde onde as pessoas podem ser melhor acompanhadas!

    Para terminar, as vacinas que não constam do PNV são mais do que a "Pn7, Pn23, antigripal", aqui tens uma lista mais extensa e que provavelmente nem contempla todas:
- vacina contra a gripe, pneumocócicas ((Prevenar,  Pneumovax 23 e Pneumo 23), contra a varicela (Varivax), contra a Hepatite A (Avaxim, Vaqta), contra a Febre Amarela (Stamaril), contra a Febre Tifóide (Typhim  Vi, Typherix), contra a Cólera (Dukoral), contra a Encefalite da Carraça (FSME-IMMUN), contra a Encefalite Japonesa (JE-VAX),  Meningocócica Polissacarídica, contra a Raiva.

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #19 em: Agosto 24, 2008, 15:41:33 »
@miguelmachado

Citação de: miguelmachado
enfarfr,

fiquei sem perceber a tua posição face a esta questão...eu não estou contra as farmácias prestarem esses serviços, até porque isso facilita o acesso das pessoas à Saúde, desde que prestados por pessoas competentes. Quem são essas pessoas na tua opinião?

O futuro caminha (na minha opinião) para a prestação de cuidados de enfermagem de acordo com a figura de enfermeiro de família... Se houver a desejada acessibilidade não vejo vantagens nas farmácias prestarem esses serviços. O enfermeiro de família supostamente terá que apostar na continuidade de cuidados e as farmácias na minha opinião apenas servem como prestadores de cuidados esporádicos.

Citação de: miguelmachado

    Quanto aos enfermeiros que se recusam a monitorizar TA e glicemia capilar sem prescrição médica, conheço como funcionam alguns Centros de Saúde e nunca ouvi tal, o que me leva a querer que esses casos são uma minoria.

Pois não sei falar em termos quantitativos, mas que existem, existem (no meu centro de saúde onde estou inscrito isso passa-se).

Citação de: miguelmachado
Em relação à possível ligação das farmácias com o Centro de Saúde, precisamente por as farmácias não terem ligação ao SINUS é que é importante que o Enfermeiro transmita a informação, pois essa é uma informação importante na minha opinião. E quem fala no caso das vacinas, fala nos tratamentos de ferida, na vigilância da glicemia capilar e da TA, onde não basta obter um resultado numérico mas é importante perceber de que forma a pessoa adere e gere o regime terapêutico, e estas são informações importantes para os Centros de Saúde, daí ser indispensável haver um enfermeiro na farmácia, e ainda, que este transmita a informação e encaminhe determinados casos para o Centro de Saúde onde as pessoas podem ser melhor acompanhadas!

Mas porquê têm esses vacinas que ser administradas na farmácia?

... e ainda, que este transmita a informação e encaminhe determinados casos para o Centro de Saúde onde as pessoas podem ser melhor acompanhadas!

Se admite que as pessoas podem ser melhor acompanhadas nos CS porque hão de ir para as farmácias?

Citação de: miguelmachado
Para terminar, as vacinas que não constam do PNV são mais do que a "Pn7, Pn23, antigripal", aqui tens uma lista mais extensa e que provavelmente nem contempla todas:
- vacina contra a gripe, pneumocócicas ((Prevenar,  Pneumovax 23 e Pneumo 23), contra a varicela (Varivax), contra a Hepatite A (Avaxim, Vaqta), contra a Febre Amarela (Stamaril), contra a Febre Tifóide (Typhim  Vi, Typherix), contra a Cólera (Dukoral), contra a Encefalite da Carraça (FSME-IMMUN), contra a Encefalite Japonesa (JE-VAX),  Meningocócica Polissacarídica, contra a Raiva.

De referir que dei os exemplos das Pn7, Pn23 e antigripal já que são as mais administradas (pela minha experiência), à excepção das incluídas no PNV.

Resumindo:

Sou enfermeiro em CSP, tenho uma lista de utentes atribuída e sinto-me responsável pela prestação global de cuidados a essa população. Atendo todos os utentes, com ou sem marcação. Não sinto que recorram a farmácias, nem que isso traga qualquer vantagem (para não falar que nas farmácias os utentes têm que pagar, e não deve ser pouco).

Sinto que eu e o médico de família conhecemos aquelas pessoas melhor que ninguém e que temos a responsabilidade de segui-las no seu processo de saúde.

Cumprimentos.

Offline miguelmachado

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #20 em: Agosto 24, 2008, 18:57:43 »
enfarfr,

não posso concordar mais!!
Sem dúvida que o melhor sítio para todos esses cuidados é o Centro de Saúde, ou as Unidades de Saúde Familiar...eu apenas fiz aqueles comentários tendo em conta o tema do primeiro post deste tópico...
Citar
as farmacias se têm vindo a tornar postos de enfermagem, administram-se injectáveis, fazem-se pensos, avaliam-se tensões, fazem-se testes de glicemia e colesterol
Citar
funções executadas nas farmacias n eram permitidas (mas ninguem cumpria a lei), porém em Janeiro deste ano o ministerio da saúde alargou o campo de acção das farmacias, passando a legislar todas estas funções como actividades passiveis de serem desempenhadas em farmacias

No meu primeiro post disse:
Citar

Lamento juntar-me à onda pessimista, mas, por muita força que se faça, o governo não vai recuar nesta decisão por uma questão muito simples e que, infelizmente, está na base de todas as decisões políticas...o dinheiro!! A verdade é que se as farmácias fizerem isso, são necessários menos Centros de Saúde e menos profissionais pagos pelo Estado, logo mais dinheiro!!

Obviamente não concordo que as farmácias sejam o melhor local para a prestação destes cuidados, mas a verdade é que o Governo quer que assim seja (confesso que apenas li sobre essa intenção aqui no Forum, mas aceitei como verdade), e já sabemos como se orientam as decisões políticas, pelo dinheiro. Não acho que seja possível (embora fosse desejável) fazê-los recuar neste caso, por isso proponho como alternativa que pelo menos as farmácias sejam obrigadas a contratar profissionais competentes nessa área, os enfermeiros! Mas que não restem dúvidas que o ideal era esses cuidados serem prestados no Centro de Saúde ou nas USF's.

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #21 em: Agosto 24, 2008, 19:22:41 »
Eu pergunto: porque é que não existem farmácias nos CS ou USF? Sendo um serviço necessário porque não são elas públicas?

Se querem que as Farmácias assegurem parte dos cuidados de saúde primários porque não o contrário?

Penso que isto é apenas um preparativo para a privatização total da saúde e nem tem nada a ver com o roubo de competências aos enfermeiros...

Offline keliinha

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 830
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #22 em: Agosto 24, 2008, 22:54:09 »
Citação de: Magistral Estratega
Eu pergunto: porque é que não existem farmácias nos CS ou USF? Sendo um serviço necessário porque não são elas públicas?

Se querem que as Farmácias assegurem parte dos cuidados de saúde primários porque não o contrário?

Penso que isto é apenas um preparativo para a privatização total da saúde e nem tem nada a ver com o roubo de competências aos enfermeiros...

Sem duvida que será a tendência, e digo-lhe colega da maneira economicista como o estado está a tratar a saúde, n me parece que seja  negativo. Hoje em dia as empresas privadas são melhores a todos os níveis, já lá vai o tempo em que ser funcionário publico era um estatuto de "luxo", hoje todos sabemos que quem se inicia a trabalhar em empresas publicas n está em boas condições.

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #23 em: Agosto 25, 2008, 20:17:00 »
Citação de: Magistral Estratega
Eu pergunto: porque é que não existem farmácias nos CS ou USF? Sendo um serviço necessário porque não são elas públicas?

Se querem que as Farmácias assegurem parte dos cuidados de saúde primários porque não o contrário?

Penso que isto é apenas um preparativo para a privatização total da saúde e nem tem nada a ver com o roubo de competências aos enfermeiros...

Deveriam existir... Tal como os laboratórios de análises clínicas.

Offline bete29

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 7
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #24 em: Agosto 25, 2008, 21:21:29 »
Talvez seja uma boa solução para resolver aqueles casos em que OS ENFERMEIROS DE CSP SE RECUSAM A AVALIAR TA, GLICEMIA E MAIS ALGUMAS COISAS SEM PRESCRIÇÃO MÉDICA... Tenham dó...
 
 
Que história é esta?  >:( eu sou enfermeira de centro de saude há quase 4 anos e posso garantir que nao existe semelhante...
Quanto à glicemia temos de pôr imposições porque senão era uma alegria; só devem ser avaliados com é diabético e não quem se lembra que quer avaliar a glicemia para saber se é diabético... poupem-me... ainda por cima quando o nosso material é restrito a 4 tiras por diabético >:( não tem a ver com prescrição médica tem a ver com a lógica da batata....

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #25 em: Agosto 27, 2008, 16:40:27 »
Citação de: bete29
Talvez seja uma boa solução para resolver aqueles casos em que OS ENFERMEIROS DE CSP SE RECUSAM A AVALIAR TA, GLICEMIA E MAIS ALGUMAS COISAS SEM PRESCRIÇÃO MÉDICA... Tenham dó...
 
 
Que história é esta?  >:( eu sou enfermeira de centro de saude há quase 4 anos e posso garantir que nao existe semelhante...
Quanto à glicemia temos de pôr imposições porque senão era uma alegria; só devem ser avaliados com é diabético e não quem se lembra que quer avaliar a glicemia para saber se é diabético... poupem-me... ainda por cima quando o nosso material é restrito a 4 tiras por diabético >:( não tem a ver com prescrição médica tem a ver com a lógica da batata....


Eu também sou enfermeiro em cuidados de saúde primários e sei que isso acontece...

A glicemia claro que não se avalia a qualquer pessoa... Nem a TA...

Mas há situações em que a avaliação está indicada (principalmente a TA) e conheço pelo menos um centro de saúde onde existem enfermeiros que se rejeitam a avaliar a TA sem prescrição médica!

Digo isto já que tenho um familiar que se dirigiu ao CS onde está com inscrição primária nos CSP e pediu à enfermeira (que trabalha com o médico de família dele)para avaliar a TA (naquele dia, para vigilância) e ela respondeu que tinha que ter prescrição do médico para fazer isso.

Não conheço mais casos (o que não quer dizer que não existam, mas espero mesmo que não existam).

Cumprimentos.

Offline mariamariamaria

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 926
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #26 em: Agosto 28, 2008, 20:05:51 »
Olá,

Pois é...

Continuem a aceitar as tretas do cuidar holisticamente (importante e inerente ao nosso exercício, mas apenas uma ínfima porção das nossas tarefas) e esqueçam aquilo que são, isto é, o executor de técnicas delegadas pelos médicos (que são a base e fundamento de existência da Enfermagem) e vão ver muitos licenciados da saúde a usurpar funções só nossas até há pouco tempo atrás.

Estamos a recolher o que foi semeado nos últimos anos. Indignação porquê? Só alguns desvairados previram isto?

O tempo de remediar é urgente e escasso, vamos a isso!

Abraço.

Offline susy4

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 123
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #27 em: Agosto 29, 2008, 13:05:01 »
Vi e  nem queria acreditar.... TV noticia que a partir de Outubro os farmaceuticos vao administrar vacinas ...ahhh e cuidados domiciliários e primeiros socorros....
Falaram que nos centros de saude nao ha disponibilidade de horarios e que assim é mais facil.....bem estou  triste........
conseguiram...

E mais com a referencia  explicita de que esta era uma medida do Sr Ministro da Saude

Offline Ziiiita

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 20
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #28 em: Agosto 29, 2008, 13:34:09 »
administração de vacinas nas Farmacias!!! Meu Deus, eu ñ vou=) nem aconselho ninguem! rx anafilactica!!! ninguem pensa nisso...

Offline JoanaMMM

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Re: Curso de vacinação para farmaceuticos
« Responder #29 em: Agosto 29, 2008, 13:52:28 »
Cabe-nos a nós alertar os utentes para a importancia da administração de terapeutica por profissionais qualificados.
No que depender de mim,  e numa vertente mais radical admito, pessoas mais próximas vão ser  instruidas no sentido de não aceitarem a administração de terapeutica nas farmácias por farmaceuticos/técnicos de farmácia, e se houver possibilidade para tal, nem comprarem medicação nas farmácias onde não sejam contratados profissionais adequados às diferentes funções.