Autor Tópico: Cabala contra os Enfermeiros?  (Lida 4095 vezes)

Offline Miguellopes

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 537
    • Ver Perfil
Cabala contra os Enfermeiros?
« em: Maio 18, 2008, 23:29:05 »
É lamentável estas coisas...


Um profissional de Enfermagem que se preze e labute em prol da elevação da sua classe deve ter conhecimento do seguinte:

O Manuel Pizarro, Secretário de Estado da Saúde deve andar, certamente, a zombar dos Enfermeiros e da Enfermagem. As suas declarações ao Jornal Vida Económica são – no mínimo – uma injúria real à decência da nossa profissão!
Se existem motivos circunstanciais que me tiram verdadeiramente do sério, este é, sem sombra de dúvida, um deles.
O Pizarro – médico de profissão - gosta de endeusar os seus pares. "A formação de médicos é altissímamente exigente" – diz, acrescentando que "o país tem de ter absoluta garantia de que essa formação é feita de acordo com os mais elevados padrões".
Para gáudio da capoeira, atesta indiscutivelmente que não é possível abrir faculdades privadas de medicina porque até agora nenhuma das propostas foi "suficientemente sustentada do ponto de vista pedagógico". Relembrou ainda que "por alguma razão as faculdades de medicina estão sempre acopladas a grandes hospitais". (Quase todos os outros países têm privadas de medicina, mas pelos vistos o solo tuga não é suficientemente digno para receber formação de médicos)

Isto irrita-me: a ponderação de abertura ou não de uma faculdade privada de medicina faz parar o país e mobilizar todo o capital humano, político e intelectual da nossa praça, faz correr rios de tinta nos jornais, discutindo-se tudo isto até à exaustão só para avaliar se é possível criar mais uma faculdade (cheiro nauseabundo a lobbys) para formar deuses do Olimpo...
Este processo de formação dos omnipotentes do estetoscópio parece ser em tudo diferente da abertura das escolas de Enfermagem que, abriram sucessivamente, sem garantidas de qualidade, sem corpos docentes qualificados, sem qualquer agregação a hospitais centrais, sem “campos de estágio” manifestamente suficientes de ponto de vista quantitativo e pedagógico.
Deve ter sido um secretáriozeco do Ministério (não temos direito a ninguém mais bem colocado na hierarquia) que, vendo à sua frente a incomodativa papelada para o processo de abertura de mais escolas de Enfermagem, resolveu despachar (favoravelmente) todas (até porque a hora do almoço estava a chegar e estava com pressa!) com o espírito "que-se-lixe-afinal-de-contas-é-só-para-formar-enfermeiros-de-meia-leca"!

E deu no que deu. Abriram-se escolas de Enfermagem levianamente, sem condições, algumas delas no meio de desertos académicos, sem hospitais nas proximidades e com estágios de 5ª categoria: o lar da Sr.ª Fulana ou o infantário da D. Sicrana!
Mas não é só: as faculdades de medicina estão sempre a ameaçar os numerus clausus (vagas), porque, desgraçadas, não têm espaço para tanto aluno sedento de conhecimento. As escolas de Enfermagem, por seu lado, com espaços arábicos, abrem vagas como quem cultiva batatas!

Lembro todos os colegas que possam não saber (talvez os mais novos), que em 1973, com apenas 3 faculdades de medicina, entraram 4000 alunos para as mesmas. No ano seguinte, 1974, se o ensino não tivesse sofrido a reforma que foi vítima, tinham entrado em cerca de 5000 alunos!! Não sabiam? Se calhar também não sabiam que ainda existem alguns médicos a exercer com o curso de medicina realizado em… 3 anos! Pois é…
Tanta pieguice e lamechice e afinal de contas…
Afirmam que as 7 faculdades estão "a abarrotar", vejam só (!), para formar pouco mais de 1000 alunos...!

Atenção, não discordo das exigência de qualitativa e pedagógica seja de quem for, só não compreendo e não aceito que os Enfermeiros não sejam alvo da mesma atenção, rigor e ponderação. O ensino de Enfermagem não merece?
Depois disto, espero mesmo para ver se a Ordem dos Enfermeiros, o tal organismo regulador que diz querer dignificar a formação e o exercício profissional, remete algumas palavras para a imprensa e para os seus membros, ou pelo contrário, se fecha no imperdoável silêncio subjugado!


in doutorenfermeiro.blosgopt.com

Offline Caldas

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1323
    • Ver Perfil
    • http://ocantosocial.blogspot.com
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #1 em: Maio 18, 2008, 23:31:10 »
Mas algum ponto na entrevista fala de outros profissionais da saúde sem serem os médicos? Alguém sabe se as entrevistas chegaram a outros âmbitos? Não se esqueçam que a enfermagem não o centro do mundo, muito menos tem uma pressão mediática e social. Enfim, post sobre algo sem 1 base a não ser uma mera teoria da conspiração.

Offline J.Ribeiro

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 334
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #2 em: Maio 19, 2008, 09:48:37 »
Sendo ou não teoria da conspiração...


è a verdade... parece que ninguém a quer ver...

ninguém quer resolver o problema da saúde em Portugal... o excesso de peso do lobby médico...

é tudo tão caro, tão dificil de implementar... dificil de fazer... porque o lobby médico protege com capa de aço todo o rebanho, ainda que entre eles só falte andar á pancada...

os custos da saúde têm ue ser imputados à classe médica, a não resolução dos problemas prende-se com o número reduzido de médicos. Formem mais, abram as portas aos estrangeiros...

Só num país idiota, feito de idiotas é que um grupo consegue fazer tanto mal a tantos...

Offline SandroMelo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1286
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #3 em: Maio 19, 2008, 14:58:39 »
A formação dos médicos representa o extremo de uma questão, que no outro extremo tem a formação de enfermeiros.
Formam-se poucos médicos e exisge-se qualidade, dizem eles.
Em minha opinião formam-se enfermeiros em excesso e em alguns casos (ressalvo que acredito não ser a maioria), com qualidade formativa duvidosa.

Resultados:
- desemprego na enfermagem;
- baixos salários para os enfermeiros;
- poder reinvidicativo muito baixo para a nossa classe.
- futuro? exisitirá algum?

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #4 em: Maio 19, 2008, 15:24:39 »
Os médicos é que têm razão: compreenderam as leis do mercado e tiram o melhor proveito delas. A Enfermagem vive ainda numa lógica de pseudo-altruísmo quase "monástico".
Resultado: A Medicina Floresce e a Enfermagem qualquer dia passa a ser uma profissão de voluntariado

Offline J.Ribeiro

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 334
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #5 em: Maio 19, 2008, 22:14:51 »
o pior é que concordo...

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #6 em: Maio 20, 2008, 03:59:26 »
Os médicos são o exemplo a seguir?

Ou são o exemplo do que não deveria nunca ter acontecido?

A existir cabala esta é direccionada a todos os cursos de saúde excepto a Medicina... e não especificamente contra os enfermeiros.

Digam-me uma coisa... a serem não-enfermeiros, não-profissionais de saúde, achariam justo uma qualquer classe ou corporação ter poder para influenciar de maneira abusória as decisões a si concernentes, fosse ela a Medicina ou a Enfermagem?

É que eu como contribuinte espero sempre que nenhuma atinja poder suficiente que lhe permita ter abusos, mesmo sendo a Enfermagem...

Offline J.Ribeiro

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 334
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #7 em: Maio 20, 2008, 14:15:23 »
;)


O problema não está aí.. nem foi a isso que a malta se referia...

As leis de mercado aplicam-se a tudo... mas os enfermeiros acham que não. Têm o "dever" de fazer sempre mais e de borla... pra bem do doente, de deus, da familia e da comunidade...

Pois mas eu acho que o enfermeiro também come, o enfermeiro tabém quer criar os filhos, também quer viajar e divertir-se..
e também quer ter reconhecimento e dignidade no trabalho...

E para criar condições para tal, e para não ser levado por parvo, o enfermeiro também tem que compreender que é preciso lutar com as mesmas armas, ainda que algumas possam ser moralmente criticáveis... mas asseguram algum bem estar para a maioria.

Algo que na enfermagem custa a entrar...

Saudaçõs

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #8 em: Maio 20, 2008, 22:44:32 »
Independentemente de ter razão ou não, quanto Às armas que diz precisarmos de utilizar, este mercado não é livre, existem muitas regras, que impedem uma real competitividade. Se fosse livre hoje em dia existiriam muitos mais médicos do que enfermeiros, até acredito que enfermeiros existiriam umas centenas, se o mercado fosse liberalizado hoje.

Portanto o que está aqui em questão é mesmo isso... o nosso mercado funciona, o dos médicos é que não. Como reagimos? Invejamo-los? ou alteramos as regras do mercado?

Offline J.Ribeiro

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 334
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #9 em: Maio 27, 2008, 23:54:11 »
Não se trata de inveja, nem de alterar regras universais de economia...

Apenas os enfermeiros têm que entender que não podem dar sempre a outra face e estar sempre disponiveis pra tudo!

Não podem estar disponiveis pra aumentar desmesuradamente a oferta formativa,

Não podem estar disponiveis para trabalhar de borla,

Não podem estar disponíveis para se esquecerem de defender a longo prazo a enfermagem e os enfermeiros.

Não se podem esquecer que os problemas fundamentais da profissão, que estavam em vias de resolução (até se criou uma ordem profissional, hoje já não seria possível!), quando havia notória carência de enfermeiros... retrocederam décadas ...

Não se esqueçam que para já... quem forma enfermeiros... ainda são outros enfermeiros...

Offline Herodes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2220
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #10 em: Outubro 22, 2008, 07:07:29 »
Não é uma questão de ter sido a Medicina a actuar bem e a Enfermagem actuar mal.
Falta é regulação.
Falta exigência nas instituições de saúde.
Falta coragem aos enfermeiros para denunciarem os escândalos que presenciam.

...o problema é que alguns alinham neles... :-[

Offline SandroMelo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1286
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #11 em: Outubro 22, 2008, 10:47:12 »
Citação de: Herodes
Não é uma questão de ter sido a Medicina a actuar bem e a Enfermagem actuar mal.
Falta é regulação.
Falta exigência nas instituições de saúde.
Falta coragem aos enfermeiros para denunciarem os escândalos que presenciam.

...o problema é que alguns alinham neles... :-[

Tens razão...e isso passa por quem?...Pela Ordem certamente!

Offline F_NIGHTINGALE

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 32
    • Ver Perfil
Re: Cabala contra os Enfermeiros?
« Responder #12 em: Outubro 24, 2008, 18:47:21 »
É um pouco a história da pescada de rabo na boca...