Autor Tópico: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos  (Lida 9048 vezes)

Offline ruipintos

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 75
    • Ver Perfil
AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« em: Fevereiro 19, 2008, 19:56:17 »
Olá!

Nesta onda de todos tentarem usurpar das nossas funções, gostaria de saber a opinião dos colegas qt às jornadas e congressos dos AAM que ultimamente têm surgido.

Será que têm competências ou formação para fazerem reuniões "científicas" e será que não tratam de assuntos inerentes às competências do enfermeiro?

Pergunto isto porque numa das jornadas o tema era posicionamentos do doente e noutra das jornadas era cuidados ao doente entubado. Para onde caminharemos e será que devemos deixar continuar isto?

O que é certo é que muitos dos nossos colegas incentivam estas coisas e ajudam a fazer comunicações e posteres que, afinal das contas, não deveriam ser assuntos para tratar no âmbitos das competências do AAM.

Dêem-me a vossa opinião sobre o assunto!

Cumprimentos

Offline Sofia Carvalho

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #1 em: Fevereiro 19, 2008, 21:06:18 »
Ola colega!

Claro que o que acabou de citar é um absurdo!! Trabalho com auxiliares que estao permanentemente a tentar passar por cima de nós, fazendo e abordando factos que so nos dizem respeito a nós.

Revolto-me muito com esta temática e luto diariamente pelas nossas funçoes, mas é muito dificil, até porque ha chefes de Enfermagem que mais deveriam ser chefes de AAM.

Offline alleinade

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #2 em: Fevereiro 19, 2008, 21:08:47 »
Oie,

"Será que têm competências ou formação para fazerem reuniões "científicas", tal como os enfs têm o direito de adquirirem conhecimentos, com o objectivo de serem melhores profissionais.

"e será que não tratam de assuntos inerentes às competências do enfermeiro?", se tratam não deviam tratar, mas será que tratam?!

"O que é certo é que muitos dos nossos colegas incentivam estas coisas e ajudam a fazer comunicações e posteres que, afinal das contas, não deveriam ser assuntos para tratar no âmbitos das competências do AAM",  não deviamos incentivar?! Entao não faz parte das nossas competências formar os auxiliares?!

A formação dos auxiliares incomoda -o?! A mim não...

Nos EUA, uma pessoa comum sabe SBV, em Portugal os AAM sabem SBV?!

Inte

Offline betisinha

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 91
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #3 em: Fevereiro 19, 2008, 21:33:52 »
o que esta na base deste problema é que o AAM nao deveriam sequer fazer posionamentos nem alimentar os doentes por gavagem. estes procediemntos fazem parte das nossas competencias e nao os podemos deixar usurpar as nossa funçoes. no serviço onde trabalho estas técnicas sao exclusivamente feitas por enfermeiros

Offline NiniSF

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 24
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #4 em: Fevereiro 19, 2008, 22:18:01 »
Citação de: "betisinha"
o que esta na base deste problema é que o AAM nao deveriam sequer fazer posionamentos nem alimentar os doentes por gavagem. estes procediemntos fazem parte das nossas competencias e nao os podemos deixar usurpar as nossa funçoes. no serviço onde trabalho estas técnicas sao exclusivamente feitas por enfermeiros


Existem sempre profissões que vêm o crescimento das outras como uma ameaça, nós sabemos isso por experiência própria... será que neste caso não estamos a fazer o papel contrário??

Em relação aos temas abordados: As AAM colaboram com os enfermeiros nos posicionamentos dos doentes, será que é correcto serem recrutadas na rua e começarem a desempenhar este papel sem qq tipo de formação, será que os enfermeiros gostam de trabalhar com ignorantes e se sim será por insegurança ou medo de serem postos em causa; relativamente ao doente entubado, os cuidados não são só alimentar por gavagem, existem os cuidados à boca... nem que seja só saber que se a sonda se exteriorizar não devem "empurrar para dentro".

Para além de tudo isto, as AAM não trabalham só no hospital, trabalham em lares sem enfermeiro onde assistem nas higienes, trabalham com ajudantes de família assistindo nos cuidados ao domicilio quando solicitado às IPSS que são parceiros reconhecidos por lei, na rede de cuidados continuados integrados, etc, etc, etc.

Pessoalmente acho que é bom termos pessoas esclarecidas a trabalhar com os nossos doentes. Já tive o privilégio de trabalhar com AAM's excelentes que não usurparam o meu papel, apenas foram competentes no seu que não é só desenrascarem-se como puderem para fazer o que lhe mandam!

Offline SandroMelo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1286
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #5 em: Fevereiro 20, 2008, 11:55:13 »
Colegas

Atenção. Os AAM não usurparam nenhuma das nossas funções!
Fomos nós que lhas entregemos de bandeja.
Quando há 11 anos comecei o curso, achava estranho os AAM prestarem cuidados de higiene a doentes com necessidades especiais de cuidados, sem qualquer supervisão, a alimentarem doentes por gavagem e melhor ainda a administrarem a terapeutica que os srs. enfermeiros gentilmente deixavam na mesa de apoio.

Hoje, no hospital onde fiz a maior parte dos estágios enquanto aluno, e depois orientei alunos enquanto docente, é prática comum os AAM no final dos turnos trazerem a folhinha com os volumes urinários dos doentes, etc, etc, etc.

Temos obviamente que fazer algo em relação a isto, mas somos os principais culpados pelo que está a acontecer.

Offline Marsoa

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 29
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #6 em: Fevereiro 20, 2008, 12:08:19 »
Concordo com o colega, nós somos os responsaveis por esta situação!
As funções de enfermagem que os AAM exercem são feitas perante o enfermeiro, por isso é o enfemeiro que se deve impor e contrariar tal situação!

Saudações a todos

Offline ruipintos

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 75
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #7 em: Fevereiro 20, 2008, 12:11:33 »
Em primeiro lugar, e respondendo à colega alleinade, estou muito preocupado com este seu discurso. É por estas e por outras que já se falou em auxiliares de enfermagem e que felizmente para nós a ideia não foi prá frente, como nos exemplos de espanha e outros países que a necessidade de enfermeiros é muito mais pequena. E depois não sou eu que tenho que formar os auxiliares. a instituição é que tem a obrigação de o fazer. Se nos colocam a fazer esse trabalho, isso já é diferente. É porque temos competência para o fazer. E até nem sou contra na formação dos AAM. Acho é que esta formação deve vir de encontro com as necessidades dos serviços e do hospital ou lar ou o que quer que seja.

Fazer formação aos AAM sim, mas CUIDADO!!! Não lhes ensinem demais... Mais do que as funções deles não!!! É isso ou a nossa profissão vai ficar de mal a pior.

E colega alleinade, toda a gente tem direito a formação qd esta se faz na área das competências dos mesmos. Agora qd essa passa para além dos limites e com a conivência dos colegas, isso preocupa-me grandemente!!!

Depois referiram os cuidados de higiene à boca no doente entubado. Caros colegas, tudo isso é das nossas competências. Avaliar diureses é das nossas competências, auxiliar o doente na alimentação é das nossas competências. Tudo o que os auxiliares fazem AO DOENTE é das nossas competências. Se os deixamos fazer, isso é pura burrice nossa. É desleixo da nossa profissão.

E com isto não quero dizer que os AAM não são necessários. São necessários para auxiliar como o nome da profissão o indica. Não para fazerem aquilo que somos nós, como profissão científica, deveríamos fazer. Trabalho com alguns bons auxiliares, mas outros...

Colegas, muito cuidado!!! Qualquer dia passam-nos a perna e nós continuamos a ver como temos feito.

Cumprimentos

Offline CarlosPires

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 31
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #8 em: Fevereiro 20, 2008, 14:27:13 »
realmente concordo com muitas opiniões que aqui foram dadas. Para mim prestar cuidados de higiene ao doente são funções de um enfermeiro, como medir diureses, como trocar fraldas, como auxiliar os doentes na alimentação, etc. Os AAM são necessários sim, mas não devem substituir os enfermeiros nas suas funções, o problema é que muitos colegas acham que não devem fazer certas coisas porque têm uma licênciatura ou uma formação superior... mas a verdade é que muita da situação em que se vê a Enfermagem em Portugal na actualidade é culpa dos Enfermeiros! Quantas funções sao delegadas aos AAM que fazem parte das funçoes dos enfermeiros? O problema é que a maior parte dos AAM não têm formação técnica nem humana para fazerem coisas que muitas das vezes são das funções dos Srs Enfermeiros... E realmente não o deveriam fazer. Se pensarmos existe também desemprego não só pelo numero de recem licenciados em enfermagem, basta pensarmos que ha muitos sitios que em vez de haver um enfermeiro há um AAM! Se os enfermeiros nunca tivessem delegado funçoes que são de excelencia de enfermagem alguns dos problemas que vive hoje a profissão não se punham....
Cumprimentos

Offline alleinade

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #9 em: Fevereiro 20, 2008, 16:56:23 »
Oie,

Caro colega Ruipintos, todos temos direito a ter uma opinião, eu dei a minha e não retiro nada do que escrevi...

Eu trabalho num serviço onde os auxiliares têm formaçao de ano e meio ou dois anos, não estou certa, fazem registos, participam nas passagens de turno e nas reuniões de sintese, não são técnicos de enfermagem, nem auxiliares de enfermagem, são o mesmo que os AAM - auxiliam enfs e medicos na prestação de cuidados...

O facto dos auxiliares terem formação leva a que exista qualidade nos cuidados prestados e  que exista trab de equipa, que em portugal é uma utopia... Têm formação, mas não tiram o lugar a um enfermeiro, garanto -lhe que os enfs não estão preocupados com isso, quem quiser ser enf tira um curso de enfermagem,alias aki muitos enfs antes eram auxiliares, mas para o serem tiveram de tirar o curso de enfermagem...

A formação dos auxiliares é pra ontem, e se os enfs soubessem o lugar que ocupam no sistema de saude seriam os 1 a incentivar esta formação, o problema é que chegamos a uma fase onde os enfs não sabem mais quem são nem o que realmente é da sua competência, nem sabem o que querem...

Eu percebo que os enfs dado à situação actual da enfermagem tenham medo de serem afastados da saude, eu propria fui obrigada a emigrar mas nem por isso deixo de apoiar a formaçao dos auxiliares.

Eu prefiro trabalhar com um auxiliar com formação do que trab com uma pessoa que não tem noçoes de etica, sigilo profissional, normas basicas de higiene, sbv, etc

E o problema em portugal ainda é mais grave, é que na maior parte das vezes os auxiliares prestam cuidados de higiene sozinhos, e nãome venha dizer que não...

Eu sou a favor da formação dos auxiliares, sei qual a minha posiçao enquanto enf no sistema de saude, não tenho medo que me tirem o lugar...

Inte

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #10 em: Fevereiro 20, 2008, 17:13:59 »
Por mim as AAM até podiam falar de física quântica nos seus congressos! Não me melindro nada que façam congressos onde falem de áreas da Enfermagem. Numa sociedade democrática não existem Feudos de conhecimento (passamos a referir o mesmo em relação aos médicos). Não é possível implementar uma ditadura intelectual a ninguém nem enclausurar os manuais de Enfermagem num templo onde apenas os Enfermeiros têm acesso! O que interessa é delimitar bem no campo da prática aquilo que é nossa função exclusiva e defendermos o nosso terreno ao nível funcional. Aí sim podemos e devemos interferir não numa óptica de corporativismo (se bem que corporativismo qb não faz mal) mas numa óptica de defesa da qualidade dos cuidados .
Além do mais devemos reflectir neste caso das auxiliares; nós fazemos o mesmo que elas mas numa dimensão diferente: organizamos congressos de Enfermagem onde falamos mais de Medicina do que de Enfermagem e onde chegam a haver tantos oradores médicos como Enfermeiros! Claro que se nós não falamos e debatemos devidamente aquilo que é nosso, alguém o há-de fazer por nós (neste caso as AAM).
Já agora e concluindo acho muito bem que as AAM façam os seus congressos, uma vez que a profissionalização da sua actividade é um imperativo. Têm todo o direito às suas reuniões assim como têm os polícias, os vendedores da Avon ou os técnicos de ar condicionado. Não vejo isto como uma ameaça a nós, desde que executemos o nosso papel com profissionalismo e qualidade. Essa é a nossa melhor garantia!

Offline Ena Rot

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 274
    • Ver Perfil
    • http://enarot.blogs.sapo.pt/
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #11 em: Fevereiro 20, 2008, 17:39:41 »
Alguns Médicos têm vindo a delegar nos Enfermeiros tarefas que consideram menores.
Alguns Enfermeiros têm vindo a delegar nos AAM tarefas que consideram menores.
Será isso?
 ::)
.: Navegando e tentando Cuidar de outros Navegares :.

Google Reader -Ena Rot's shared items
Rabiscos
what am I doing...

Offline CarlosPires

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 31
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #12 em: Fevereiro 20, 2008, 18:02:06 »
Realmente todos temos direito a ter uma opinião formada e a expressá-la! A minha opinião como já disse é que as funções de enfermagem que alguns julgam ser menores não devem ser delegadas aos AAM, até porque independentemente de quem as faça a responsabilidade é do enfermeiro que tem o doente atribuido e que foi alvo do cuidado pelo AAM que deveria ter sido efectuado pelo enfermeiro. Concordo que deveria haver formação para os AAM e que se deveria defenir melhor a actuação dos mesmos.

Offline SandroMelo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1286
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #13 em: Fevereiro 20, 2008, 20:24:37 »
Naturalmente acho que os AAM devem ter formação, mas dirigida para aquelas que podem ser as suas funções.
Um exemplo dessa formação seria em SBV, que muitos não têm e poderiam ser uma ajuda preciosa.

Offline ruipintos

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 75
    • Ver Perfil
Re: AAM, o seu papel e as suas jornadas e congressos
« Responder #14 em: Fevereiro 20, 2008, 21:02:43 »
Cara colega alleinade, é evidente que cada um tem a sua opinião. Provavelmente a realidade do local onde trabalha é um pouco diferente da minha.

Tenho no meu local de trabalho óptimas AAM mas tb tenho que outras em que não tenho confiança e estou certo que nem com formação estas últimas se podriam no seu lugar.

De qq forma, sou tb a favor da formação destas, mas tal como o colega Sandro diz "dirigida para aquelas que podem ser as suas funções".

Cumprimentos