Autor Tópico: Éter em úlceras venosas  (Lida 10390 vezes)

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Éter em úlceras venosas
« em: Janeiro 18, 2008, 19:29:09 »
Olá pessoal!

Sim o assunto é mesmo éter em úlceras venosas...

Tenho um utente que foi a uma consulta a um cirurgião vascular que passou uma guia de tratamento onde se lê "lavagem das feridas com éter"...

Quando li fiquei a olhar para aquilo, fui perguntar ao médico da minha equipa e ele respondeu: Se a cirurgia vascular prescreveu... Eles é que são os especialistas...

O que é verdade é que o tratamento já tem vindo a ser realizado há cerca de 6 meses e as feridas evoluem muito lentamente... Mas em dois dias (após ter ido à dita consulta, na qual foi realizada lavagem com éter) as feridas evoluiram substancialmente!

Digam de vossa justiça!

Offline betisinha

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 91
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #1 em: Janeiro 18, 2008, 20:44:49 »
nunca vi nada tao disparatado
eu recusar me ia a cumprir tal prescrição
abraço

isto há cada cirurgiao vascular!!

Offline Álvaro Matos

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 442
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #2 em: Janeiro 18, 2008, 20:55:00 »
Citação de: betisinha
nunca vi nada tao disparatado
eu recusar me ia a cumprir tal prescrição
Não faço a menor ideia quanto à utilização do Éter no tratamento de feridas.
Mas quando a colega ,diz o que diz ,parto do pressuposto que terá mais dados.
Seria útil que os partilhasse aqui.

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #3 em: Janeiro 18, 2008, 21:33:53 »
Citação de: betisinha
nunca vi nada tao disparatado
eu recusar me ia a cumprir tal prescrição
abraço

isto há cada cirurgiao vascular!!

Pois é mas como o cirurgião vascular é chefe de serviço e tem uma ligação ao Conselho Inglês de Angiologia... É o que diz no cima da prescrição, na parte da identificação...

E já agora com que base é que diz que é disparatado? Eu tive a pesquisar e não encontrei nada... nem a favor nem contra...

Cumprimentos.

Offline FysGa

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 75
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #4 em: Janeiro 18, 2008, 22:57:30 »
Sobre esse assunto recomendo a leitura deste artigo, talvez seja mais esclarecedor:

http://visaoenfernaldacoisa.blogs.sapo.pt/3437.html

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #5 em: Janeiro 19, 2008, 14:02:08 »
éter em úlceras venosas?

nunca tinha ouvido...mas se a cirurgia vascular prescreveu...se existirem estudos sobre o caso...porque não acreditar?

estamos aqui para aprender...

Offline Álvaro Matos

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 442
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #6 em: Janeiro 19, 2008, 14:40:17 »
Citação de: FysGa
Sobre esse assunto recomendo a leitura deste artigo, talvez seja mais esclarecedor:

Que a compressão é essencial no tratamento das ulceras venosas há muito tempo que eu cheguei a essa conclusão. Há mais de dez anos que utilizo a terapia compressiva.
Mas o que está aqui em causa é saber se o Éter tem potencialidades,perceber o mecanismo de actuação,ou simplesmente concluir que é placebo.

Offline EnfAF

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 35
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #7 em: Janeiro 19, 2008, 16:02:57 »
Nunca ouvi falar em tal... mas não digo que não possa ser possível, estamos sempre a aprender não e?!
EnfAF

Offline betisinha

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 91
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #8 em: Janeiro 19, 2008, 18:15:25 »
se eu entendi bem  o éter destinava-se apenas a lavar a ferida. ora para lavar nao so a úlceras venosa como toda a perna o ideal é água norna e sabao.
as úlceras venosas só se tratam com compressao nao há nada a fazer!

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #9 em: Janeiro 19, 2008, 18:46:34 »
Citação de: betisinha
se eu entendi bem  o éter destinava-se apenas a lavar a ferida. ora para lavar nao so a úlceras venosa como toda a perna o ideal é água norna e sabao.
as úlceras venosas só se tratam com compressao nao há nada a fazer!

Olá!

Pois eu já lavo com água morna a perna aí há 6 meses... E a evolução é muito lenta... O doente em questão, que já vem a ser acompanhado há uns valentes meses na cirurgia vascular do seu hospital de referência não via evolução na ferida... E foi, por sua vontade, à consulta privada...

Eu estava a lavar a ferida com água morna e a aplicar Inadine (devido à sua acção germicida) e Actisorb Silver (acção adsorvente e germicida, já que a ferida apresentava cheiro acentuado)... 3 vezes por semana.

A alteração que o médico fez foi passar a fazer lavagem com éter e aplicar o Actisorb Silver sem o invólucro (sim eu sei que não se deve retirar o invólucro), não tendo mencionado terapia compressiva. Confesso que não tenho experiência na aplicação da terapia compressiva.

O que é verdade que o penso foi feito na consulta numa quarta (com éter) e na sexta a ferida tinha evoluido notoriamente e não apresentava cheiro.

Na próxima vez que realizar o penso vou fotografar a ferida e acompanhar a evolução através de fotografias, que colocarei à posteriori aqui no FE.

Cumprimentos.

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #10 em: Janeiro 20, 2008, 13:08:27 »
Um só caso não é representativo de nada nem poderá indicar ou contra-indicar um determinado procedimento. O uso de éter nas feridas não está documentado nem existem estudos sobre tal procedimento. É uma questão de tratar uma série de pacientes selecionados com esse método e no final fazer um levantamento dos resultados.

Offline ana parece

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #11 em: Janeiro 21, 2008, 19:11:26 »
olá!!
1º o mais indicado actualmente para a lavagem de úlcera de perna é água a 37ºc e sabão neutro, e limpeza com Soro Fisiológico à mesma temperatura, para remoção de algum sabão (apesar de haver estudos q contraindicam a sua utilização).
apesar de lavares o membro à 6 meses c água e sabão, e não veres grande melhoria, é por não ser única exclusivamente da responsabilidade da água e sabão a melhoria de uma úlcera de perna, mas sim devido aos antecedentes pessoais do doente, nutrição, hidratação, medicação, adesão às medidas terapêuticas, etc, etc... por isso é dificil a melhoria das úlceras de perna!!!! e por a terapia compressiva ser a mais indicada na cicatrização de úlceras de origem venosa, visto que dizes que não tens muita experiência na terapia compressiva.

2º coisa: utilizar 2 pensos (Inadine e actisorb silver) é gasto de material. Isto porque como dizes e bem, o inadine tem uma acção germicida, e por isso ao controlar a infecção, seja exsudado, ou outro sinal, também controla o odor. Ou optas por um ou pelo outro.
 Se a ferida apresentava cheiro muito desagradável, é porque podias estar perante uma infecção!!! o doente poderia precisar de alguma antibiótico sistémico, era preciso realizar exames bacteriológicos.

3º de acordo com os estudos mais actuais, uma úlcera de origem venosa, só cicatriza se tiver terapia compressiva. assim deve relizar-se ecodoppler, e aplicar ligaduras de curta/ longa tracção.

4º - tenho, de acordo com a evidência, constatado melhoria de úlceras venosas com clorohexidina a 0,2%, sendo esta uma solução anti séptica. Por isso não me admiro q possam haver melhorias com éter.

cumprimentos
 
e boa sorte!!!

Offline NiniSF

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 24
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #12 em: Janeiro 22, 2008, 00:46:19 »
O saber construido na base do que observamos na nossa prática diária é saber empirico. O saber baseado na evidência é aquele que se constrói sobre estudos e investigações comprovados e publicados... este chavão da evidência infelizmente vai-se repetindo muitas x por estes lados... de acordo com a evidência a clorehexidina é inactivada pela presença de material orgânico.
Relativamente ao resto da lição nada de novo... o que é mesmo novo é esta do éter que de acordo com a evidência não tem provado ter qq tipo de utilidade mas de acordo com a prática ... faz lembrar aquela: não acredito em bruxas pero que las ai ai. Parece que temos que manter a mente aberta...
Gostava muito de ir vendo essas fotos

cumprimentos.

Offline Esquiloatento

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 91
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #13 em: Janeiro 22, 2008, 14:48:00 »
De facto achei estranho o uso de éter no tratamento de feridas, mas esta é uma área recheada de novos produtos e de normativas actualizadas para um desempenho mais ou menos standardizado dos profissionais de saúde. O Betadine é e foi usado muitos anos e há quem diga que não se deve usar.  O mercúrio-cromo tb foi usado durante anos e agora já há estudos a evidenciar o seu uso nocivo. Talvez um dia se venha a usar o éter e só passado uns anos haja estudos que comprovem o seu uso nocivo.
Para aqueles que cumpram este tipo de prescrições, tenham cuidado pois penso ser uma intervenção pouco estudada.

Offline enf.cat.denis

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 19
    • Ver Perfil
Re: Éter em úlceras venosas
« Responder #14 em: Janeiro 22, 2008, 16:03:06 »
olá pessoal

Durante o meu estagio em cuidados continuados um dos Sr. assitidos tinha uma ulcera venosa que era maioritariamente constituida por tecido de epitelização e em algumas zonas tecido de granulação. O penso era feito 3x por semana no domicilio e encontrava-se sempre repassado com grande quantidade de exsudado.
Na ultima visita domiciliaria que realizei a esse Sr. o enfermeiro efectuou limpeza da ulcera com eter.
Como desconhecia o procedimento perguntei ao enfermeiro o porquê da utilização de eter, ao que ele me respondeu que iria controlar o exsudado (no dia em questão encontrava-se amarelo esverdeado e com odor desagradável- também foi prescrito antibiotico (ou foi pedido ao médico para prescrever antibiotico-já não me recordo). O meu estagio terminou no dia seguinte e não tive oportunidade de verificar a evolução da ulcera.
Na altura pesquisei documentação que fundamentasse este procedimento mas não encontrei.
Se alguém tiver informação sobre este tema era interessante partilha-la...
beijocas :D