Autor Tópico: Abaixo o Enfermeirês  (Lida 11410 vezes)

Offline Carlos1983

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 16
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #30 em: Janeiro 13, 2008, 02:39:58 »
No meu estágio de integração à vida profissional deparei-me com um orientador super exigente (e muito bem!), a utilização de termos técnicos era obrigatória! Quer dizer, nem se punha em questão... menos na passagem de turno, porque por aquilo que me apercebia havia colegas que não entendiam metade do que eu dizia...
"Copro quê? coprocultura? nós aqui não é assim que dizemos!", ha peço desculpa...  :-
"Glicemia capilar??? Bm test, é isso?", por acaso nem era essa a marca, mas tá bem...
Estava a ver o dia em que dizia fezes, ficava tudo a olhar para mim e tinha que dizer "caca" (?)  :o
Só a mim...

Acho que o enfermeirês passa também pelo uso do diminutivo, ou seja, um profissional atencioso e dedicado utiliza sempre o diminutivo!
"o doente esteve benzinho",
"Já comeu a comidinha?”,
“Vamos tomar o banhinho?”
Sem comentários…

Offline Benzodiazepina

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 980
    • Ver Perfil
    • http://artedecuidar.wordpress.com
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #31 em: Janeiro 13, 2008, 02:47:33 »
Desculpem-me a estupidez.
Mas é que a mim nunca me passou pela cabeça NÃO usar termos técnicos, sempre tive orientadores que não admitiam tal coisa (e BEM!) e acho inacreditável haver profissionais que falam assim..  :-

Offline FJ

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 226
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #32 em: Janeiro 13, 2008, 17:42:47 »
então Sr X...vamos aki ver como está a tensãozinha???

é tipico.....

ou então a tipica picadinha do dedo.....muito na moda...

Offline RicardoEspiritoSanto

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #33 em: Janeiro 13, 2008, 21:47:35 »
8)

Sem dúvida que a utilização indevida de termos, ou a não utilização pura e simples... é preocupante...


Mas também acho que é algo que está a mudar... cada vez mais há o cuidado com a linguagem, com o rigor cientifico...

apesar de todos os dias ouvir coisas que até assustam...

num passagem de turno disse que o doente tinha uma ulcera de pressão de grau II... e tive que explicar o que queria dizer... ou então a super frequente assunção do osso mais próximo da zona de pressão e não a regiaão anatómica... caso do famoso calcaneo no lugar do calcanhar...

nota-se mais na malta mais madura, mas os semi maduros tambem se esquecem... cabe aos fresquinhos bater nestas coisas e aprender outras que possam falhar...


Saudações cordiais..
 8)

Offline Álvaro Matos

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 442
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #34 em: Janeiro 13, 2008, 22:14:22 »
O enfermeirês é transversal a todas as idades. Embora admita que percentualmente possa ser mais elevado na faixa etária mais alta. Mas o fenómeno começa logo nos bancos da Escola pois ainda há pouco tempo atrás uma aluna dizia para um utente “vamos então levar a vacina “. Questionei-a em tom de brincadeira se ia levar alguma vacina e ela disse-me prontamente “sabe é que estamos assim habituadas”.
Quanto ao desconhecimento das zonas anatómicas tal deve-se ao facto de se estudar apenas a anatomia descritiva, que acaba por ser decorada e consequentemente esquecida. Quem aprendeu a anatomia funcional não tem esse tipo de problemas.
Mas as situações mais caricatas encontram-se nos registos,há registos verdadeiramente hilariantes.Um dia destes abro um tópico com algumas destas preciosidades.

Offline J.Ribeiro

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 334
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #35 em: Janeiro 16, 2008, 19:58:46 »
8)
Sem dúvida, colega Alvaro Matos, nas escolas é que começa a forjar-se a linguagem que será utilizada no contecto de trabalho.
E também é verdade que os melhores professores que tive era malta dos 40... :)

E super competentes, e rigorosos na linguagem!

Mas como venho de ortopedia, faz-me confusão a falta de rigor, quer dos registos quer da linguagem, seja entre colegas, seja com os doentes...

E por vezes é arrasador ter que ouvir algumas...

Saudações

Offline Ena Rot

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 274
    • Ver Perfil
    • http://enarot.blogs.sapo.pt/
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #36 em: Janeiro 16, 2008, 20:32:02 »
E as Siglas, das quais tanta gente parece gostar, dão um certo estatuto de perito...

"O Sr. y tem ETE às 8 horas, fica em jejum, foram-lhe prestados cuidados de higiene no leito, etc."

Afinal o que é uma ETE?
.: Navegando e tentando Cuidar de outros Navegares :.

Google Reader -Ena Rot's shared items
Rabiscos
what am I doing...

Offline Carlos1983

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 16
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #37 em: Janeiro 21, 2008, 10:42:39 »
sim? o k é? alguém sabe?

Offline Francisco Matos

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 21
    • Ver Perfil
    • http://mestredafoto.hi5.com
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #38 em: Janeiro 22, 2008, 00:04:45 »
Citação de: Magistral Estratega
"Em relação ao colega que refere esta posição como resquícios de Salzarismo, devo dizer que o contrário é que é verdade. Só porque alguém um dia definiu que todos os doentes devem ser tratados de igual forma, isso não quer dizer que tenhamos de levar a coisa à letra como seres desprovidos de atitude crítica e obedientes. O tratamento igual implica respeito igual por todos os doentes, incluindo o respeito pela diferença. "

A minha alusão ao salazarismo tem a ver com os resquícios deixados por esses tempos saudosos para alguns... não consigo entender como, mesmo que não tenha vivido nesse "Tempo"... Resquícios esses incorporados pelos mais doutos dessa época, que se habituaram a serem tratados com reverência e um "respeito" digno das mais profundas relações de vassalagem e nobreza, tanto que alguns deles até inscreveram o seu título no BI. E sim isso não deve ser só motivo de riso mas sim de chacota até... que arrogância!!! Por isso é que ainda vivemos numa sociedade quase feudal em tantos aspectos, em que se respeita mais alguém por ter um curso superior( e dentro destes alguns ainda mais) do que alguém que tenha menos estudos.

É graças a estas atitudes de subserviência e conivência com estes comportamentos que vamos mantendo uma sociedade permissiva e ignorante, que delega os direitos (e os deveres também) naqueles que acham mais inteligentes... aprendemos a respeitar alguém não pela competência e dignidade mas porque é alguém "importante"- que mentalide pequena temos(os Portugueses)... Criámos complexos de inferioridade nas pessoas, só porque elas não são doutoras, e claro isso teve o reverso da medalha: já que não contam para nada e estão habituados a que ninguém os oiça ou os ache no direito de serem tratados de igual para igual ( e desculpem mas se estivesse num local qualquer e chamassem a alguém ao meu lado "sr Eng X" e a mim que não me conhecessem me chamassem por sr Y concerteza que me iria sentir rebaixado e ignorado (calculo que talvez se ouvisse isso tantas vezes até iria pensar que é a ordem natural das coisas e relamente as coisas tivessem mesmo de ser assim... Nããããõ me parece, pelo menos eu não penso assim).

Portanto digo e reafirmo, naquelas pessoas que se acham no direito de serem chamadas pelo título profissional fora do seu local de trabalho e desempenho da profissão (por exemplo quando estão doentes e acham-se no direito ou sentem-se ofendidas por não serem tratadas como sempre foram) digo-lhes: não se trata de lhes faltar ao respeito mas sim de respeitar os semelhantes na mesma situação. Acabemos com estas hierarquias bacocas e podres. Respeito por todos e não só por alguns.

E concordo, pelas mais que evidentes razões, que devamos saber a profissão do utente, mas não tratá-lo pelo título profissional,que eu saiba o nome que está no BI não inclui isso (salvo aquelas "honrosas" excepções...)




Caro Amigo Magistral_Estratega,

Penso que não compreendeu o que a colega lhe quis transmitir =)

Os grandes males mundiais começam com problemas de interpretação ;)

Cumprimentos,

Francisco Matos
quot;Procurai deixar o mundo um pouco melhor do que quando o encontraste." - Baden-Powell

Francisco Ivan de Castro Matos

Offline enfmpaulino

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 36
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #39 em: Janeiro 22, 2008, 00:29:41 »
Essencialmente acho que devemos adequar a linguagem ás circuntâncias , por exemplo se estiver na presença de um idoso de certeza que não lhe vou dizer :
- vou -lhe pesquizar a glicémia capilar", mas sim " - vou-lhe fazer a picadinha no dedo para ver como está o açucar"

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #40 em: Janeiro 22, 2008, 22:41:56 »
Citação de: enfmpaulino
Essencialmente acho que devemos adequar a linguagem ás circuntâncias , por exemplo se estiver na presença de um idoso de certeza que não lhe vou dizer :
- vou -lhe pesquizar a glicémia capilar", mas sim " - vou-lhe fazer a picadinha no dedo para ver como está o açucar"



Isso é relativo, não nivele o povo todo por baixo, nós também temos a obrifação de educar....

Offline letita

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 168
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #41 em: Janeiro 23, 2008, 20:04:12 »
Cara colega Ena Rot e restantes colegas: ETE significa julgo eu ;D Eco transesofágico ...........................cumprimentos

Offline Leugim

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 430
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #42 em: Janeiro 23, 2008, 20:30:54 »
Citação de: letita
Cara colega Ena Rot e restantes colegas: ETE significa julgo eu ;D Eco transesofágico ...........................cumprimentos

Sim, está correcto.  ;) A não ser que signifique Estação de Tratamento de Esgotos...  ::) ;D

O principal problema do "enfermeirês" e das abreviaturas e siglas são as dificuldades da nossa defesa, caso tenhamos de nos defender... Isto porque podem causar confusão e podem existir siglas iguais mas com significados diferentes...

Offline Álvaro Matos

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 442
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #43 em: Janeiro 23, 2008, 21:37:47 »
Há muitos anos atrás era Escola Técica de Enfermagem,donde pretensamente saía a elite da Enfermagem Portuguesa.

Offline enfmpaulino

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 36
    • Ver Perfil
Re: Abaixo o Enfermeirês
« Responder #44 em: Janeiro 23, 2008, 23:36:16 »
Claro colega temos de adequar o discurso ao intelocutor, mas mais grave do que falar, é ler nalguns diários de enfermagem erros ortográficos, nada adequados a senhores (as) licenciados. Em relação ás siglas elas são utilizadas no hospital onde trabalho e temos uma lista de siglas com o respectivo significado