Autor Tópico: Sustentabilidade do SNS  (Lida 6369 vezes)

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #15 em: Dezembro 17, 2007, 19:03:39 »
E não lhe dão valor porquê? Porque apostaram em ser mini-hospitais, descurando totalmente a actividade de prevenção  primária e entregando a secundária aos hospitais... Hoje em dia são excepções (e honrosas é preciso dizê-lo) os CS que se entregam ao seu verdadeiro papel mas infelizmente mesmo que o façam de nada serve pois nisto o que é preciso mesmo é actuar globalmente.

E quando digo que o SNS tal como existe hoje está obsoleto é porque o paradigma actual é colocar mais médicos nos Centros de Saúde quando se há sector em que eles são dispensáveis é esse, os CSP são feitos à imagem das competências do Enfermeiro... também é preciso que não nos demitamos das nossas responsabilidades. 

Offline letita

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 168
    • Ver Perfil
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #16 em: Dezembro 17, 2007, 21:52:23 »
caros colegas hoje ouvi a seguinte notícia : " os médicos do sector público vão receber em função da produtividade "? k lhe parecem estas notícias ? quais as consequências? como irão eles reagir a isto?  cumprimentos ;D                               

Offline mariamariamaria

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 926
    • Ver Perfil
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #17 em: Dezembro 18, 2007, 20:55:18 »
Olá,

Já imaginaram um sistema em que, quando a nossa avó que vive só e toma conta de si, tem uma pneumonia que não necessite de ventilação mecânica, possa chamar o médico a casa ( o SNS paga porque há protocolos que se cumprem), o médico prescreve tratamento que necessita de Enfermagem que se desloca a casa da avó com a receita aviada e o receituário e diagnostica as necessidades da avó.
Afinal ela também presisa, não só do compressor para aerossol (que o CS fornece), mas de apoio domiciliário para trazer comida. Então o enfermeiro contacta o CS e fornece o seu diagnóstico da situação daquele utente e as medidas para resolver os problemas, como sejam o do apoio domiciliário. Esse enfermeiro ou colega vai a casa da avó todos os dias para ver se tudo corre bem, se está a ser cumprido o plano, se é preciso chamar novamente o médico ou outro tipo de apoio.

A avó cura-se na sua casa, o hospital não é vislumbrado (uma cama de hospital é muito cara), e todos cumprem o seu papel, até a família que pode passar o dia junto da avó sem ter de esperar pela hora das visitas dos hospitais.

Isto existe no nosso país? É sustentável? Não sei.
É mais caro do que o internamento simples e mantido por serem casos sociais? Não sei.

Abraço.

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #18 em: Dezembro 19, 2007, 00:39:15 »
Citação de: mariarebelo1
Olá,

Já imaginaram um sistema em que, quando a nossa avó que vive só e toma conta de si, tem uma pneumonia que não necessite de ventilação mecânica, possa chamar o médico a casa ( o SNS paga porque há protocolos que se cumprem), o médico prescreve tratamento que necessita de Enfermagem que se desloca a casa da avó com a receita aviada e o receituário e diagnostica as necessidades da avó.
Afinal ela também presisa, não só do compressor para aerossol (que o CS fornece), mas de apoio domiciliário para trazer comida. Então o enfermeiro contacta o CS e fornece o seu diagnóstico da situação daquele utente e as medidas para resolver os problemas, como sejam o do apoio domiciliário. Esse enfermeiro ou colega vai a casa da avó todos os dias para ver se tudo corre bem, se está a ser cumprido o plano, se é preciso chamar novamente o médico ou outro tipo de apoio.

A avó cura-se na sua casa, o hospital não é vislumbrado (uma cama de hospital é muito cara), e todos cumprem o seu papel, até a família que pode passar o dia junto da avó sem ter de esperar pela hora das visitas dos hospitais.

Isto existe no nosso país? É sustentável? Não sei.
É mais caro do que o internamento simples e mantido por serem casos sociais? Não sei.

Abraço.

Uma utopia... Insustentável, caríssimo e absolutamente impraticável à luz da nossa realidade actual.

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #19 em: Dezembro 19, 2007, 10:19:58 »
Citação de: Magistral Estratega


Uma utopia... Insustentável, caríssimo e absolutamente impraticável à luz da nossa realidade actual.

Eu não estou assim tão convencido disso..... no nosso país existem alguns locais onde já se vislumbram cuidados assim - não de origem estatal, mas sim vindas de IPSS e com a enfermagem ainda muito tímida.... - nesses locais os familiares têm é medo da hospitalização....

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #20 em: Dezembro 19, 2007, 11:04:26 »
existem alguns locais e algumas pessoas que podem fazer iso... agora fazer disso uma prática corrente... e paga pelo SNS... era rapidamente a falência.

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #21 em: Dezembro 19, 2007, 11:23:21 »
Nem por isso, pois nesses sitios o estado continua a pagar ..... e o facto é que o fenómeno da desospitalização ocorre nesses locais, as necessidades de internamentos, ou reinternamentos diminuiu. Logo a necessidade de serviços hospitalares diminui (e quem consome muito dinheiro são os cuidados de saúde diferenciados).


É certo que à partida fica mais caros, pois obriga a criar infraestruturas, mas a curto/médio prazo tem-se o retorno.

Offline Caldas

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1323
    • Ver Perfil
    • http://ocantosocial.blogspot.com
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #22 em: Março 21, 2008, 02:01:17 »
Interessante ou não, alguma da filosofia das USF já assenta um pouco também nessa filosofia. Em que a equipa multidisciplinar vai a casa da pessoa para se inteirar e planear intervenções multidisciplinares para que a pessoa responda positivamente no seu padrão de saúde.

Penso que o SNS é sustentável. Contudo, é necessário muito investimento, não em termos financeiros, mas em termos de gestão. Como já se falou aqui e como ouvi o actual Secretário de Estado da Saúde afirmar, o problema do SNS é não ter uma política de recursos humanos. Concordo, e faz com que existam discrepâncias que tornam os cuidados de saúde uma verdadeira barbárie.

É necessário que o SNS seja competitivo e atractivo para os seus agentes, senão corremos o risco de continuar a haver movimentos e desvios de trabalho para o privado, onde os agentes são os mesmos, mas novamente financiados pelo estado e pagos ainda pelas pessoas. Como é óbvio não acredito que todo o privado seja assim, mas uma parte é.

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #23 em: Março 21, 2008, 03:52:21 »
Tenho alguma pena que a reforma dos CSP não tenha sido mais profunda, sinceramente isto das USF cheira-me a operação de cosmética. Perdeu-se a oportunidade de uma reforma mais revolucionária... é que fazer outra revolução dentro de pouco tempo será impensável, pelo que continuaremos a manter um modelo de prestação de cuidados ineficiente e que em pouco contribuirá para suster a escalada de custos que se manterá até que a população idosa portuguesa comece a decrescer, o que deverá acontecer lá para o final deste século... mas também nessa altura todos os sistemas sociais já terão ruído e já teremos problemas mais graves com que nos preocupar.

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #24 em: Março 21, 2008, 15:12:28 »
Citação de: Magistral Estratega
Tenho alguma pena que a reforma dos CSP não tenha sido mais profunda, sinceramente isto das USF cheira-me a operação de cosmética. Perdeu-se a oportunidade de uma reforma mais revolucionária... é que fazer outra revolução dentro de pouco tempo será impensável, pelo que continuaremos a manter um modelo de prestação de cuidados ineficiente e que em pouco contribuirá para suster a escalada de custos que se manterá até que a população idosa portuguesa comece a decrescer, o que deverá acontecer lá para o final deste século... mas também nessa altura todos os sistemas sociais já terão ruído e já teremos problemas mais graves com que nos preocupar.

tenho que concordar, mudar o nome pareceu-me mais uma operação de marketing, que uma mudança estrutural. O Centro de Saúde já perconizava tudo aquilo que o colega Caldas afirmou, faltou foi a vontade... o que mudou desde então?

Offline Herodes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2220
    • Ver Perfil
Re: Sustentabilidade do SNS
« Responder #25 em: Outubro 22, 2008, 07:51:44 »
O Estado está mais inclinado para o princípio do utilizador pagador.
Água
Luz
Telefone
TV Cabo
Electricidade
Esgotos
Condomínio
Seguro do Carro
Cotas da OE
Cota do Sindicato
Ginásio
Gasolina
...
SEGURO DE SAÚDE!