Autor Tópico: Ensino do suporte básico de vida  (Lida 7367 vezes)

Offline ana_santos

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 17
    • Ver Perfil
Ensino do suporte básico de vida
« em: Outubro 05, 2007, 18:53:53 »
Estava a pensar definir como um dos objectivos do meu estagio em saúde comunitaria, a
realização de sessões de suporte básico de vida para a população em geral, ou se for mais pertinente outro grupo populacional mais restrito como os professores ou alunos de uma determinada escola.
Gostaria de saber qual a vossa opinião, se é ou não pertinente, experiências pessoais nesta area e já agora sugestões e ideias para a sua implementação mais eficaz.

Aproveito também para agradecer a imensa ajuda que este site e os seus utilizadores proporcionam aos alunos de enfermagem como eu, que vê nele uma oportunidade fantastica de partilha de conhecimentos !!!  :)

Offline juca maruca

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 55
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #1 em: Outubro 05, 2007, 19:07:45 »
è uma ideia inovadora implementar esse tipo de sessões num estagio de comunidade...Sou aluno de 4º ano e acabei recentemente formação especifica de Suporte Básico e Avançado de vida com prática de DAE. Só depois desta formação especifica me senti preparado para efectivamente socorrer alguem em caso de paragem pois penso que existem muitas lacunas na formação ao nível da escola (Ângelo da Fonseca, vulgo ESENFC polo A...bahhh)...Assim penso que é necessário ter um background amplo e dominar bem essa temática pois temos que saber adaptar o suporte básico de vida para "leigos", o que nem sempre é fácil...Mais complicados e torna quando falamos da vertente pediatrica no caso de querer executar essa formação numa escola, uma vez que existem muitas diferenças...Mas é sem dúvida uma óptima ideia...cumprimentos

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #2 em: Outubro 05, 2007, 19:12:36 »
Sinceramente gostei da ideia e penso que seria uma ideia muito engraçada. O suporte básico de vida não é só para profissionais de saúde é para toda a população. Sei que há uns anos deram formação numa escola secundária aos professores sobre suporte básico de vida e foi bem aceite por todos.

Também me disseram que alguns países têm no seu currículo escolar disciplinas de cuidados de saúde, onde abordam primeiros socorros, suporte básico de vida, entre outras coisas.

Penso ser interessante.

Offline sidoniofaria

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 183
    • Ver Perfil
    • http://supervisaoclinicanaenfermagem.wikidot.com
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #3 em: Outubro 05, 2007, 22:02:39 »
Vivemos num País com uma política de educação que não contempla nos seus programas escolares coisas básicas mas essenciais para que a sua população seja educada no sentido da prevenção.
São exemplos:
Porque não um curso de suporte básico de vida nas aulas de socorrismo ou ainda mais cedo numa outra disciplina e com a respectva reciclagem nos anos posteriores, já que de 5 em 5 anops estes procedimentos são revistos;
Porque não aulas de prevenção rodoviária com a possibilidade de ao fim de um ano lectivo os jovens pudessem ficar habilitados com carta de condução à semelhança do que se passa nos Estados Unidos.
Enfim, pode ser que algum dia haja alguém que pense para o amanhã...
Abraço
Supervisão Clínica na Enfermagem, no caminho da Excelência dos Cuidados.
http://supervisaoclinicanaenfermagem.wikidot.com

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #4 em: Outubro 05, 2007, 22:19:26 »
Força com a ideia. É de dinamismo como esse que é preciso nos cuidados de saúde primários. Se precisares de ajuda com alguma coisa é só dizer.

Offline tacamado

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 104
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #5 em: Outubro 06, 2007, 10:41:16 »
Acho muito bem.

Deixo só uma recomendação:  tem que ser muito bem explicado e muito bem ensinado o SBV,principalmente a avaliação da vitima, senão corre-se o risco de cair uma pessoa na rua (por exemplo por hipoglicémia) e cai-lhe alguém em cima a fazer SBV.

E já agora: acho muito boa ideia, mas tens que ver se no âmbito e atendendo à duração da estágio tens possibilidade de atingir esse objectivo,o que às vezes não é fácil...
Nem sempre todas as ideias são executáveis, por variáveis externas como o tempo do estágio.

No entanto, o SBV devia ser aprendido por todos quase desde o berço.

Força nisso

Offline Luisa

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 32
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #6 em: Outubro 06, 2007, 15:50:30 »
Acho uma boa ideia uma vez k considero k toda a população deveria ter formação em SBV e primeiros socorros.

Já agora, será k o colega martaejorge nos poderia falar da formação k fez em SBV e SAV, e onde a tirou?

Offline juca maruca

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 55
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #7 em: Outubro 07, 2007, 02:21:20 »
Boas...O curso que tirei foi atraves da sinais vitais, empresa credenciada pelo iqf...Foram 30  horas com vertente teorica e bancas práticas, penso que os formadores eram também eles credenciados pelo instituto português de ressuscitação e faziam ainda VMER´s, portanto muito experientes...Para informações: www.sinaisvitais.pt e lá poderão aceder às numerosas formações que a empresa disponibiliza...Cursos no Porto, Lisboa e Coimbra...O meu foi em Coimbra e também tirei no Verão um de 30 horas de CIPE...Os formadores são realmente excepcionais...Cumprimentos...A avaliação de Sbv e SAV foi um exame teorico e um exame prático....

Offline mc_enf

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 81
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #8 em: Outubro 07, 2007, 13:03:19 »
Com certeza uma boa ideia de formação. No entanto a formação de SBV e SAV anunciada pela Sinais vitais é muito básica e ministrada em linhas gerais. Para quem não tem qualquer formação é um bom início, mas o facto de ter prática com DAE não dá competências para executar a técnica. Considero que esta formação é mais um Apoio ao SAV, ou um ligeiro aprofundamento de SBV.

Dou formação em primeiros socorros e SBV a bombeiros e são abordados esses temas de apoio ao SAV também. Em 30 horas não dá para aprofundar as temáticas...mas, como disse, é um bom começo.

Transmitir esses conhecimentos à população em geral seria excelente. No entanto as entidades competentes não o fazem de forma gratuita. Sem dúvida uma excelente ideia incluir estas ideias em SES.


Saudações

Offline tacamado

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 104
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #9 em: Outubro 07, 2007, 13:23:02 »
MC_enf

Desculpa,mas discordo totalmente da tua opinião,em especial no que diz respeito ao DAE e a ser um bom curso para quem não tem formação.

Quando distribuíram DAE pelos Centros de Saúde fui uma das pessoas que fui à formação e garanto-te que a formação da Sinais Vitais,no ensino do DAE,é bem melhor que a dada pela ARS e pela empresa que os fornece.
(estes são os meus termos de comparação,mas também não acho que usar um DAE seja um bicho de 7 cabeças)

E já agora,a formação da ARS foi 2h... Não me parece que chega para usar um DAE... Mas é a realidade

O nome do curso na Sinais Vitais é:  S. Básico e Avançado de Vida c/ prática desfibrilhação manual e DAE, mas a parte do SAV nem sequer é avaliada de forma prática. é sim no sentido de entender o processo de reanimação, sendo o principal objectivo do curso sair de lá a realizar um correcto e eficaz SBV.
No entanto, como enfermeiros,temos que executar,pensar e avaliar e acho que o curso da SV o faz bem.
Se calhar quem faz um curso de SBV e não tem formação na área é-lhe ensinado a executar...
Não sei se fizeste o curso da Sinais (nem é isso que está em causa),mas alguns colegas já tinham feito outros cursos e disseram que não tinha nada a ver.

E a formação, por muito boa que seja, é sempre diferente de lado para lado... E em reanimação nem cursos de 100h chegavam...Mas concordo que é um bom começo

Abraço

Offline juca maruca

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 55
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #10 em: Outubro 07, 2007, 18:08:11 »
Não devemos esquecer que o SAV é algo que é delegado aos médicos uma vez que requer técnicas invasivas bem como administração de farmacos entre outros...Contudo é (ou deveria ser)competência do enfermeiro saber que farmacos sao utilizados, dosagens bem como tempos de administração..A referencia a SAV nesta formação prende-se com isso mesmo..Treinamos algumas vezes SAV ao ponto de eu me sentir melhor no SAV do que no SBV...é certo que nem 100 horas chegariam para SBV e SAV, contudo penso que saimos de alguma forma minimamente preparados para efectuar ou participar SAV..Dizer ainda que na avaliação teorica é abordado o SAV em muitas questoes...Penso que não é um curso para iniciados pois os formadores sao realmente exigentes...Quanto aos outros cursos que sao ministrados por outras entidades como por exemplo Cruz Vermelha, nada têm a ver com aquele pois existiam lá muitos colegas que ja tinha feito na cruz vermelha salvo erro, e disseram que era um curso mais generalista e menos vocacionado para profissionais de saúde...cumprimentos

Offline Luisa

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 32
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #11 em: Outubro 07, 2007, 20:57:40 »
Obrigada pela informação colega

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #12 em: Outubro 08, 2007, 00:42:07 »
O SAV ser delegado aos médicos não é assim tão taxativo, assim como as técnicas invasivas, temos que ver em que contexto estamos inseridos......
Em relação à formação, se todos deveriamos ter SAV.... primeiro todos deveriamos saber SBV,  o que está longe da realidade, um bom SBV por vezes é o suficiente para quando a equipa de SAV chegar possibilitar um doente viável.
Em relação ao SAV, é uma formação interessante de se ter, mas que depois na ausência de prática vai-se esbatendo, ficando só umas linhas gerais.....
O DAE é um instrumento importante, mas que necessita de formação, e realmente 2 horas de formação é só para apresentar aparelho.....

Offline mc_enf

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 81
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #13 em: Outubro 08, 2007, 14:12:58 »
Caro colega Tacamado,

aceito e entendo a sua discórdia. Cada qual tem a sua opinião e por isso o mundo não tomba ;)

O minha primeira formação de SBV foi o TAT dos bombeiros, que já foi na altura de 36h. Mais recentemente, há 4 anos tirei o TAS na Escola Nacional de Bombeiros e posteriormente a recertificação. Também lá foi abordada a temática do SAV e a prática de DAE. Talvez por isso a formação da SV não me tenha impressionado tanto...

Lógico que não ponho sequer em causa a qualidade da formação ministrada pelos formadores da SV, pelo contrário. Acho sim que é um curso básico, pois a carga horária não permite mais.

Acima de tudo, deve-se saber executar bem o protocolo do SBV.

Saudações

Offline tacamado

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 104
    • Ver Perfil
Re: Ensino do suporte básico de vida
« Responder #14 em: Outubro 08, 2007, 14:19:07 »
Mc_enf

Pessoalmente até acho que,e falando em horas e treino (uma vez que em contexto real nem todos nos vivemos reanimação diariamente), que seria muito pertinente termos uma recertificação (como referiu que fez no TAS) em cursos de SBV.

Porque sem duvida nenhuma...Quem não treina,esquece