Autor Tópico: Terão todas as pessoas direito à Saúde?  (Lida 10071 vezes)

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Terão todas as pessoas direito à Saúde?
« Responder #15 em: Janeiro 14, 2009, 00:00:24 »
Parece-me uma comparação injusta, visto que a pública é que aguenta com o grande bolo dos utentes num serviço de urgência....

Na privada (ou em pelo menos 90% dessa) quando a coisa complica envia-se para a pública...

Os privados atendem com celeridade pois não têm o volume de utentes que tem um público. De longe que o SNS vai bem, está a ficar moribundo, mas continuo a achar que se fosse colocado em prática o que está previsto neste.... teriamos dos melhores sistemas do mundo....

Mas enfim, o nosso SNS é um reflexo da nossa sociedade.....

Offline EFerreira1984

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 182
    • Ver Perfil
Re: Terão todas as pessoas direito à Saúde?
« Responder #16 em: Janeiro 14, 2009, 00:20:12 »
A minha resposta à questão é: SIM.

Todas as pessoas devem ter direito a cuidados de saúde (se de facto têm acesso aos mesmos, isso é outra conversa), mas direito têm.

Eu, enquanto enfermeira estou presente para cuidar das pessoas e não para as julgar, ou sequer às suas atitudes.

Afinal, eu cuido de pessoas e as pessoas têm defeitos, feitios e fragilidades. Eu gosto de cuidar das pessoas precisamente por isso... por cada particularidade que possuem, por cada atitude que tomem, por mais irracional que pareça. O ser humano é defeitoso e é de ser humanos que eu cuido!

Nenhum de nós é perfeito... Todos merecemos ser cuidados... E os julgamentos, esses, eu deixo-os para os Srs. Juízes.
Ass: Eu

Offline BbEeLlIiNnHhAa

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 185
    • Ver Perfil
Re: Terão todas as pessoas direito à Saúde?
« Responder #17 em: Janeiro 14, 2009, 08:59:23 »
não existe nem nunca vai existir um mundo em que não haja comportamentos de risco, por muito esforço que os profissionais de saude façam no sentido da prevenção. e nem é preciso ir muito longe...quem não teve ja um comportamento classificado como de risco, que atire a primeira pedra! e nem é preciso fumar ou consumir outras drogas, por exemplo (um exemplo um bocado banal mas...) conduzir acima do limite de velocidade, andar de bicicleta sem as protecções, reparar a torradeira com um garfo, etc...  :P seguindo a linha de ideias acho que não deve haver assim tanta gente com direito a saude...
não costumo criticar colegas mas sinceramente adimra-me que sejam profissionais de saude que coloquem esta questao,mesmo que seja num forum de discussão. se nao conseguem chegar a resposta sozinhos ao menos que tivessem ido as aulas em que se falava de dignidade humana... :-[

Offline Miss Nurse

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1183
    • Ver Perfil
Re: Terão todas as pessoas direito à Saúde?
« Responder #18 em: Janeiro 14, 2009, 14:12:32 »
Sinceramente, esta questão nem se deveria colocar na cabeça de profissionais de saúde que tem o dever de cuidar de todos sem julgar...TODOS têm direito à saúde, independentemente da sua raça, profissão, fé, escolhas de vida, hábitos de risco, comportamentos...TODOS sem excepção...se quiserem falar sobre o facto de todas as pessoas terem ACESSO a cuidados de saúde, muito bem...agora direito todos têm...

Offline artur_gaio

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 298
    • Ver Perfil
Re: Terão todas as pessoas direito à Saúde?
« Responder #19 em: Janeiro 15, 2009, 03:36:42 »
n sei se isso será assim tao linear na nossa realidade, pq os serviços de saúde n chegam para tudo...
Direito todos têm, mas às vezes é preciso escolher: temos dois doentes críticos que precisam de ir para uma unidade, mas só temos uma vaga... Já ouviram estas palavras, suponho eu... Eu, já as ouvi algumas vezes, seguidas de outras: o que acha, sr. enfermeiro, quem vai?
E agora digam-me: tem o mesmo direito um artista que fez uma overdose que o desgraçado do senhor que ia para o trabalho e teve um acidente ou foi atropelado?

Offline Miss Nurse

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1183
    • Ver Perfil
Re: Terão todas as pessoas direito à Saúde?
« Responder #20 em: Janeiro 15, 2009, 13:52:15 »
Isso tem a ver com prioridades e com a gravidade de cada situação e com o tipo de cuidados que são necessários para cada um...mas o direito é de ambos e de qualquer forma presta na mesma cuidados ao utente k não tem vaga disponível num serviço não o deixa à mercê só porque cometeu um erro...nem sempre conseguimos chegar a toda gente a tempo de resolver o problema e existem prioridades consoante a gravidade, daí existir triagem, mas o direito é de todos nem nós somos ninguém para julgar e decidir quem tem ou não direito...

Offline Miss Nurse

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1183
    • Ver Perfil
Re: Terão todas as pessoas direito à Saúde?
« Responder #21 em: Janeiro 15, 2009, 13:52:42 »
Isso tem a ver com prioridades e com a gravidade de cada situação e com o tipo de cuidados que são necessários para cada um...mas o direito é de ambos e de qualquer forma presta na mesma cuidados ao utente k não tem vaga disponível num serviço não o deixa à mercê só porque cometeu um erro...nem sempre conseguimos chegar a toda gente a tempo de resolver o problema e existem prioridades consoante a gravidade, daí existir triagem, mas o direito é de todos nem nós somos ninguém para julgar e decidir quem tem ou não direito...

Offline artur_gaio

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 298
    • Ver Perfil
Re: Terão todas as pessoas direito à Saúde?
« Responder #22 em: Janeiro 16, 2009, 20:24:59 »
Pica pau, obviamente... Mal era se assim não fosse...
O que eu queria alertar no meu post é que, muitas vezes, todos nós acabamos por fazer um juízo sobre o doente que "merece mais" ou o que "merece menos"...
Inconscientemente, todos nós o fazemos, não estando cmo isso a dizer de forma alguma que haja alguém que n tenha direito à saúde, aliás é um direito essencial de qualquer cidadão.
Era só nesse sentido, embora todos nós saibamos que nao nos compete fazer juizos de valor, esta é uma situação em que todos nós o fazemos, tendo sempre o bom senso de não deixar transparecer isso na nossa acção...
Na situação supracitada, claro que tentamos cingir-nos ao doente que apresenta um quadro pior à nossa avaliação, mas a questão que eu levanto tem a ver com esses juízos de valor: se os dois doentes apresentarem exactamente o mesmo grau de necessidade (o que será muito dificil de avaliar) nao teremos tendencia a aconselhar o segundo?
era essa a questão que eu queria deixar no ar...