Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - jotix

Páginas: 1 2 [3] 4 5 ... 9
31
Caro ruisou,

Tal como a Leonor te disse, tu tens um currículo invejável, e penso que não terás qualquer tipo de dificuldade em encontrar emprego na tua área. Aliás, até penso que os hospitais estarão dispostos a negociar contigo para te ter no quadro, para não falar das Interims, nomeadamente da Assisteo.

Genebra, fica mesmo colado à França. Aliás, o seu lado pertence também um pouco à França. É normal que se encontre muitos franceses a trabalhar. São espertos: ganham mais na Suiça, pagam menor volume de impostos à França e depois tem acesso a um custo de vida melhor que a Suiça.  ;D

32
Caro ruisou,

Permite-me dar a minha opinião, que já trabalho em França há algum tempo.

Não sei quanto ganhas em Portugal, mas quando se emigra, é porque à partida procuramos condições melhores, que nos abram portas para uma melhor qualidade de vida. O problema é que sinceramente, depende muito do nosso conceito de qualidade de vida.
Se for dinheiro que procuramos, não sei se França é mais vantajosa que Portugal.
Talvez encontres um ordenado bruto superior a 2300€/ mês. Removendo as contribuições sociais e as seguranças sociais, ficará-se com 1800-1900€ líquidos.
Depois, o Estado que já nos ficou com grande parte para causas sociais, vem ainda pedir dinheiro para Impostos. Dependendo obviamente de vários factores, no piores dos cenários poderás ter de pagar mais de um ordenado e meio por ano, e nos melhores cenários não pagares nada em Impostos. Assim, nos piores cenários, ficarás com um ordenado líquido de quase 1700€. Tire-se agora as despesas com o alojamento e tudo que mais.

Claro que um ordenado bruto de 2300€, é já um muito bom ordenado, em CDI (COntrato de duração Indeterminada). E nem sempre é fácil de encontrar.
Em França, existe ainda vários prémios, resultantes da nossa "velhice" em Enfermagem. E por isso, os ordenados variam. Este ordenado que apresentei é um que se pode encontrar na região de Paris e com pouco tempo de carreira.

Em regime de Interim, as coisas são diferentes. Normalmente, os ordenados são superiores aos de CDI, como é obvio.

Além disso, se em Portugal existe ordenados em dobro no Natal, nas Ferias e não sei que mais. Em França, isso parece-me não existir. Sinceramente, não estou muito ocorrente disso, pois sempre trabalhei e trabalho como Interimer, ambicionando ser liberal.

Contudo à lingua, pela minha experiência, tenho visto algumas pessoas que tem imensas dificuldades no francês. Sobretudo aqueles/ aquelas que vem da Roménia, e outros países do leste. Os francêses, não são por norma exigentes com a lingua. Precisam de tanto Enfermeiros, que não olham a meios para os ter. Principalmente em hospitais geriátricos.
Mas claro que deve-se saber falar o francês, pelo menos o A2.

33
Eu nunca trabalhei na Suiça. Mas sinceramente até gostaria de trabalhar para conhecer o País.

Pelo que tenho visto nestes posts, acho que o trabalho da Leonor é de boa fé e excelente. Não refere unicamente as maravilhas de emigrar, da Suiça, apresentando também os aspectos menos bons, mas muitos importantes numa tomada de decisão para ir para o estrangeiro.

Aliás, e pela experiência, com Interims, normalmente (salvo excepções) as pessoas são extremamente simpáticas e prestáveis. Mas claro, basta pensar que se o Enfermeiro ganha 1500€, a Interim factura ao seu cliente (hospital, lar, ...) mais de 5 mil Euros. É de facto, e sejamos verdadeiros o negócio da China. É claro que alguma parte desse dinheiro é canalizado para o Estado. É o estado que recebe do Enfermeiro (Interimer) e da Interim, e que depois ajuda o cliente da Interim com subsídios por ter pedidos serviços a uma Interim.

Portanto, se pensarem que uma Interim vos está a oferecer demasiadas coisas boas, fiquem descançados! Eles continuam a ganhar com o v/ trabalho. É preciso até conhecer várias Interims e negociar, porque a concorrência é feroz!

Mais uma vez eu não conheço a Suiça, e portanto nada sobre ela poderei dizer. Mas penso que deverá ser um país muito interessante para conhecer. Depois, o gostar ou não, compete a cada um. E tentar ou partir numa aventura, não faz mal a criatura alguma! ;D

Já agora Leonor, lá na Suiça, também se trata por Enfermeiro A e Enfermeira B. É porque na França, é só Mr ou Mme e entre colegas é o primeiro nome.

P.S.: Uma Interim, é uma empresa de trabalho temporário, que disponibiliza trabalhadores de diversas áreas para responder aos pedidos de clientes.

34
Assuntos laborais / Re: Pampilhosa da serra
« em: Agosto 27, 2010, 23:15:18 »
Pampilhosa da Serra, já é por si um concelho de fraca quantidade em população, e se ainda colocam um critério de 1 ano de experiência, não sei o que querem, se é interessados ou desinteressados.

35
Trabalho com a Interim Nation já para mais de 6 meses e só tenho coisas boas a dizer  ;D

Efectivamente, a Interim Nation, ou as pessoas que fazem parte do departamento Médical, pautam por excelentes qualidades humanas, onde se enquadram aspectos positivos de simpatia, prestabilidade e honestidade.

Dada a escassez de empregabilidade em Portugal, penso que procurar emprego através da Interim Nation, é uma forma rápida de o conseguir, ganhando-se ainda experiências enriquecedoras e claro mais dinheiro que em Portugal  ;)

Ninguém faz entrevistas de tortura psicológica, nem muito menos se passa o horror de ficar em filas de espera a roer as ulhas à espera da nossa entrevista na ânsia de ser admitido. A minha experiência com a Interim Nation é justamente oposta a esta realidade.  :)

Não menos importante, é o facto de contarmos com uma boa recepção em França, em que as pessoas do departamento Médical se prontificam a nos receber, conduzindo-nos nos restantes processos de integração (conhecimento da instituição onde se irá trabalhar, apresentação às equipas de chefia, apresentação do alojamento, informação sobre regalias).

A somar a todos estes últimos aspectos, desde já bastante positivos, a procura e pagamento de alojamento, bens essenciais e viagens de ida e volta a Portugal fica tudo a cargo do departamento Médical da Interim Nation  ;D É sempre bom contar com excelente profissionalismo.  ;)

Relativamente aos campos de trabalho, a minha experiência é em lares de idosos, e devo dizer que a realidade em cuidados, não difere da de Portugal nesta área (exceptuando alguns pontos, como é obvio). Mas existem também ofertas de emprego para outras áreas, nomeadamente hospitalar.

Pela minha experiência, os ordenados diferem de instituição para instituição, não sendo taxativos. Normalmente rondam o valor que a Verónica apresenta. Todas as despesas inerentes ao alojamento, e viagens de ida e volta a Portugal ficam a cargo da Interim.

Com isto tudo, ganhamos todos. Ganhamos nós Enfermeiros: uma nova lingua, novas experiências e mais dinheiro. Ganham ainda as instituições, que necessitam de Enfermeiros e claro a Interim Nation.

Parece que tou a fazer publicidade à Interim, mas não... simplesmente é uma forma de reconhecimento do agrado que lhe tenho.

36
Assuntos laborais / Re: Licenciados 2008/2009
« em: Abril 11, 2010, 22:15:51 »
Eu terminei o curso em Julho de 2009. E por opção, só comecei a trabalhar em Outubro.

Mas agora que me lembro, eu tive de pagar 150€ por uma suposta carta de curso, e até agora nunca recebi nenhum diploma embalado numa lata. É bem verdade que fui forçado a pagar esse valor, porque caso contrário, nunca o faria.
Desde quando acabei o curso até agora, nunca recebi essa tal lata.
Incompetência e roubalheira são adjectivos bem credíveis a algumas das instituições publicas portuguesas.

37
isa.86, o teu namorado parece não te ter dado muito feedback. ;D

A integração depende das instituições. A minha primeira foi de mês, esta segunda missão foi de 15 dias. Mas não te preocupes, com o tempo, entra-se no esquema...

Antes de vir para França sabia desenrascar-me no Francês. Mas não tenho medo disso, com o tempo vais aperfeiçoando a coisa...

38
Olá isa.86,

Acredito que a Interim Nation irá encontrar uma boa solução para ti.

A região Parisiana (Île de France) é repleta de oportunidades de emprego. Nem todas as oportunidade são viáveis por uma empresa Interim.

No meu caso, já sou funcionário da Interim Nation para mais de 5 meses, e só tenho bem a dizer.

Na primeira missão que fiz, dentro dos Altos Pirenéus (Sul de França, junto à Espanha), foi num lar de idosos com excelente qualidade em recursos humanos e organizacional.
Nesta segunda missão, estou justamente na  Île de France, também num lar de idosos, com diferenças (como não poderia deixar de ser) do primeiro onde estive, mas igualmente apreciáveis.

Relativamente aos Enfermeiros que existem por "turno", isso dependerá muito da instituição e do tipo de serviço. A minha experiência é haver no máximo 3 Enfermeiros durante a manhã e 1 à tarde. Mas muito frequente, é 1 Enfermeiro durante todo o dia (no meu caso, com cerca de 80 residentes). Mas como disse, isso depende da instituição. Nada é taxativo...

Mas se tens já o teu namorado em França, certamente que ele te poderá responder as todas tuas dúvidas  ;D

Bem, Coragem para vires pa França. E a escolheres, escolhe a Interim Nation (não te digo isto porque ganho uma comissão ou qq coisa do género, mas sim porque a Interim Nation é impecável).

39
Uma grande correcção: A enfermagem não é um curso leccionado em Universidades, e por conseguinte, nem em Faculdades.

A Enfermagem é leccionada em Escolas Superiores Técnicas, que em termos organizacionais diferem das Faculdades. Sendo a Enfermagem um curso de grande ênfase  prática, não terá lógica que seja leccionado em Universidades.

40
A problemática não reside propriamente nos contractos. Reside ainda também nas muitas exigências que os desempregados impoem. Ora claro, quando não há força de vontade, nem sempre a coisa corre como se quer.

41
Anúncios de Emprego / Re: :: Contexte Médical - França
« em: Fevereiro 24, 2010, 22:10:03 »
Para se atingir um nível B2 com cursos, é verdadeiramente difícil. Mas vejo que estás empenhada ...

Penso que para França não será necessário ter exactamente um nível B2. Um A2 normalmente passa-se... (falo por mim).

É uma questão de entrares em contacto com as empresas de recursos humanos internacionais, e logo vês se eles te aceitam ou não.

Sugiro-te a Interim Nation.

À prochaine fois

42
Anúncios de Emprego / Re: Recrutamento imediato de enfermeiros - DGS
« em: Novembro 05, 2009, 16:11:17 »
Citação de: nocas_ju
Citação de: jotix
Que fantuchada esta!

Gastam dinheiros gerados pelas empresas e trabalhadores portugueses, para formar pessoas que já são formadas (ou deveriam ser) e que, a meu ver, não seria de todo necessário um enfermeiro para estar a fazer o que qualquer pessoa é capaz.

Depois, é a história, da incompetência e da irresponsabilidade para com os enfermeiros. Merecem certamente mais respeito ;)

Colega jotix, parece-me que os enfermeiros que estão a trabalhar na saúde 24 tb merecem mais respeito da sua parte...
a triagem que fazem não é tão simples quanto parece e não era qualquer pessoa que a conseguiria fazer... e, do meu ponto de vista, todos nós precisamos sempre de mais formação, a licenciatura não nos confere por si só sabedoria absoluta, ou estou errada?
como enfermeiro, deveria ficar satisfeito por a enfermagem se estender a outras áreas que não apenas o contexto clínico, e áreas em que nos é conferida autonomia que dificilmente teríamos em contexto clínico, de forma a que reconheçam o nosso valor não apenas pelos procedimentos técnicos.
Esta é a minha opinião, se estou errada, as minhas desculpas...

De facto, o curso não confere de forma alguma a sabedoria absoluta. Muito, mas muito longe disso. Mas também é certo que cabe ao enfermeiro, fazer um próprio estudo.

Quanto ao resto, são teorias, em que o estado perde, à custa de empresas privadas.

43
A este Ordenado base de 2200€, não se esqueçam de deduzir os impostos e compromissos oficiais.

Além disso, ponham o preço da estadia e tudo que mais.

Nem tudo o que luz é ouro!  ;)

44
Anúncios de Emprego / Re: Recrutamento imediato de enfermeiros - DGS
« em: Novembro 04, 2009, 16:30:27 »
Que fantuchada esta!

Gastam dinheiros gerados pelas empresas e trabalhadores portugueses, para formar pessoas que já são formadas (ou deveriam ser) e que, a meu ver, não seria de todo necessário um enfermeiro para estar a fazer o que qualquer pessoa é capaz.

Depois, é a história, da incompetência e da irresponsabilidade para com os enfermeiros. Merecem certamente mais respeito ;)

45
Anúncios de Emprego / Re: :: Contexte Médical - França
« em: Outubro 26, 2009, 13:19:46 »
Citação de: Enfermacy
Colega Fabiana, enviei MP com o meu e-mail... ;D



Colega Jotix,
Será que podia falar um pouco sobre os aspectos negativos? tou de partida e as  ??? ainda aão algumas...


Cumps

Depende do que se considerar Negativo. No meu caso, axo k não tem aspectos negativos relevantes.

Mas um, pode ser, o facto de não existir distribuição de utentes. É, mais do género, por rotinas... Um faz aquilo e outro faz outra coisa... e acaba-se por perder na informação dos utentes.

Páginas: 1 2 [3] 4 5 ... 9