Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - Carina_ESEP

Páginas: 1 [2]
16
Assuntos laborais / Re: Concurso hospital magalhães lemos?
« em: Agosto 31, 2010, 23:45:16 »
O facto de não divulgarem para serem menos pessoas em candidatura, a consideração sequer dessa hipótese, é repugnante para mim. Provavelmente foi isso que aconteceu, não tenho muitas dúvidas. Mas é bastante triste que assim seja. O ideal seria que houvesse um espírito de equipa, que nos uníssemos. O problema é que nem os "novos enfermeiros" são unidos...E andamos aqui a pregar aos peixes. Isto vai de mal a pior. Não estarão certos das suas capacidades de argumentação ou comunicação? Da sua qualidade? Talvez temessem mais candidaturas. Quem é bom é bom em cem é bom em mil.
E depois...se não arranjar eu hoje emprego, arranjou outro, já é menos um, poderá dar-se que amanhã seja eu! Quem sabe...

É incrivel a competitividade que existe...seremos sempre o elo mais fraco da saúde...porque qualquer um se deixa corromper ou enganar...e não pensam duas vezes em espetar uma faca nas costas do par. Desde que isso seja o preço para ganhar algo.

Desculpem se estou a ser demasiado agressiva...mas esta situação mexeu comigo porque foi pessoal.
E não me parece que sejam assim tantas as cunhas...Conheço uma pessoa nos 10 primeiros e outra nos 20 primeiros e nenhuma delas tinha cunha...simplesmente foram a entrevista...têm estágios lá...são da zona...e eram poucas pessoas.

Por mim tudo bem...já passou...outras oportunidades virão...que os colegas façam bom proveito do seu emprego mas que acima de tudo prestem um bom serviço, sejam os melhores,  que os utentes daquele hospital bem precisam!

17
Assuntos laborais / Re: Vila nova de gaia
« em: Agosto 31, 2010, 23:33:23 »
Eu não atiro pedras a ninguém...se calhar numa situação diferente...eu só acho que se as pessoas querem mão-de-obra qualificada devem pagar o justo. E se os profissionais querem assumir a responsabilidade da sua profissão devem receber o justo. Agora se precisam de dinheiro...pois...não posso falar no vazio. Talvez eu procurasse outras soluções. Aliás...tenho colegas que acabaram o curso comigo e na necessidade de fundos monetários estão a trabalhar noutras áreas, a ganhar o justo pela respectiva área onde trabalham e a procurar o lugar delas na enfermagem!

Eu não quero de maneira nenhuma melindrar ninguém, até porque não sei o dia de amanhã, nem sei em que condições alguém aceita este emprego, mas a verdade é que enquanto houverem enfermeiros a este "preço", a sociedade, como é óbvio, não conseguirá ver a necessidade de pagar qualquer outra quantia.

Se eu não soubesse que consultar um advogado é caro, e havendo um que cobra 0,0005% dos ganhos de um  processo e satisfaz as minhas necessidades porque haveria eu de pagar mais?

18
Assuntos laborais / Re: Licenciados em 2010
« em: Agosto 31, 2010, 23:27:33 »
Eu também terminei o curso em julho e como a maioria ainda espero, procurando, por emprego.
Isto está muito mau mesmo... E eu pondero a ida para o estrangeiro...pelo menos pelo que tenho lido é bastante aliciante...e muito diferente desta espera que desespera!
Em relação à cédula...na inscrição na ordem deram-me o recibo e disseram que serviria para nos candidatarmos mas não para exercer! Sou do norte...existe mais algum documento que se possa pedir durante estes três meses?
Eu desconheço...

Mas na bolsa para o centro hospitalar de Gaia aceitaram o recibo...já não chega o desemprego que por aqui anda...só me faltava mesmo esta montanha de burocracias...
Boa sorte a todos e para mim também..que nunca é demais!

19
Assuntos laborais / Re: Vila nova de gaia
« em: Agosto 30, 2010, 16:27:04 »
Há uma máxima que as pessoas utilizam muitas vezes quando digo que está difícil arranjar trabalho que é aquela do "ahh...não fazia ideia...até tinha um primo de um tio de um amigo meu que tinha um familiar acamado e queria um enfermeiro e demorou imenso para conseguir arranjar!!"

Agora percebo a dificuldade...

20
é precisamente essa parte que também não está a funcionar correctamente. Mas enviaste e-mail para eles a reportar a situação e eles solucionaram ou posteriormente conseguiste concluir os passos?
A inscrição é no sentido de ter mais um local de divulgação...mal não deve fazer!

21
por alguma razão que me é desconhecida não consigo submeter após preenchimento dos dados =S

22
Assuntos laborais / Re: Vila nova de gaia
« em: Agosto 29, 2010, 00:09:06 »
Eu também fiquei a pensar se seriam mesmo as noites todas...mas enfim...é tão "indecente" que nem me dei ao trabalho de perguntar!

23
Assuntos laborais / Re: Concurso hospital magalhães lemos?
« em: Agosto 29, 2010, 00:06:52 »
também tive "colegas" que souberam e concorreram mas não divulgaram...E agora já percebo quando me vieram dizer que ficaram bem classificados....40 candidatos...

Enfim...
Isto está cada vez mais "cada um por si".

24
Escola superior de Enfermagem do Porto =)

A crescer a a mostrar o que vale ;)

25
Sou aluna de enfermagem. Iniciei este ano os ensinos clinicos, (3º ano) e já passei pela intervenção na comunidade, estou agora em intervenção hospitalar. E a minha inocência que trazia dos dois anos de formação teórica foi abanada de uma forma muito assustadora.

Ainda não consigo lidar com os Internos a pedirem 'tiras de adesivo' que estão ao alcance deles aos enfermeiros e depois acrescentarem que é para um residente como se isso fosse mudar o facto de que podem ser eles a irem buscar o material. Pior que isso é eu estar já fora da hora de trabalho a terminar planos de enfermagem na central e uma Médica Interna abordar-me (e a uma colega minha) e pedir um bisturi para o doutor XPTO. E quando a minha colega com paciência de santo se levanta e se dirige a sala depara-se com 6 internos de mãos atrás das costas que não foram capazes de abrir a gaveta devidamente rotulada com a palavra BISTURI e retirar um para servir o afamado doutor.

Bem...posto isto tenho a dizer que mesmo sendo um projecto de enfermeira e que vou dentro de pouco mais de um ano enfrentar o 'inferno' que tem sido descrito e que sabemos que é a actualidade adoro a minha futura profissão. Já tive em mente a Medicina mas no 12º ano a pesquisa das duas profissões mostrou-me que enfermagem se faria mais perto do doente e foi assim que concorri e fui colocada na minha primeira opção. É assim que estive dois ano sem lidar com a prática, com medo de descobrir no terceiro que não era isto que queria e também foi assim que este ano, apesar de muitas dificuldades e injustiças estou ciente que é esta a profissão que quero exercer (se me deixarem) e a profissão que amo.

Se vou ser doutora? vou. Porque com uma licenciatura, em Portugal, toda a gente é doutor. À parte disso espero vir a ser enquanto puder e me deixarem SENHORA ENFERMEIRA.


E quando me perguntam se quando acabar o curso vou tirar medicina tenho apenas uma resposta: Não sei o que me espera no futuro mas o que eu quero mesmo é encontrar emprego em Enfermagem e continuar a minha formação nesta área. As escolhas que terei que fazer para sobreviver já só ao futuro pertencem mas também ninguém me tira da ideia que os médicos que são médicos depois de terem uma licenciatura em enfermagem são melhores pessoas e melhores profissionais pelo menos no que diz respeito à interacção humana.

Cumprimentos e desculpem o testamento*

26
Cuidados Gerais / Re: Dormir no turno da noite
« em: Abril 19, 2009, 00:45:11 »
Ainda só fiz turnos de noite como aluna, e num serviço de medicina, com duração de 12h e meia. Na primeira noite não dormi e procuro sempre dormir na tarde anterior mas de manhã estava completamente esgotada. Numa das outras noites, com grande insistência de uma das enfermeiras descansei cerca de 30minutos que foi o suficiente para estar mais alerta no inicio da manhã. Claro que no caso do serviço de medicina há a necessidade de posicionar os doentes quase todos dependentes a horas certas mas das 3h às 5h/6h é tudo mais calmo.
No entanto há uma coisa que como aluna me assustou, os enfermeiros que estão de serviço se deitarem todos ao mesmo tempo. Isto porque não consigo dormir sem saber que os doentes pelos quais estou responsável  estão a ser vigiados (muitas vezes com graves patologias respiratórias e que facilmente e sem ninguém dar por isso se 'afogam' em secreções que não conseguem expelir) e o que acontece é dividir com colegas também alunas o mini-descanso ou até nem dormir.
Por esta razão embora já tenha 'esticado as pernas' (admito) nunca consigo descansar o suficiente, apesar da insistência de todos para que o faça! Normalmente as horas que durmo de tarde permitem-me aguentar a noite toda acordada, ainda só me troca é o horário todo porque sou capaz de dormir o dia seguinte por inteiro!


cumprimentos de alguém sem experiência nenhuma mas que teve vontade de partilhar opinião! =)

Páginas: 1 [2]