Autor Tópico: RIFOCINA!  (Lida 25869 vezes)

Offline AlexandreG

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 12
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« em: Maio 11, 2007, 22:59:35 »
Queri perguntar aos colegas se têm experiencia da utilização da Rifocina em UP infectadas!
Os estudos acerca da eficacia deste antibiotico local nunca foram colcluidas e tenho experiencias fantásticas na sua utilização.

Qual a vossa opinião??

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #1 em: Maio 11, 2007, 23:20:05 »
Rifocina é um tuberculostático. Não existem evidências da sua utilidade na aplicação tópica. Aliás, nem existem formulações próprias para a via tópica. O uso de ATB está reservado para situações bem delimitadas e a Rifocina não é o fármaco de eleição. Existe melhor!

Offline hotvitor

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 135
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #2 em: Maio 12, 2007, 17:57:07 »
Então e o que é melhor?
Olha que isto é muito bom, só que nunca trabalhou com ela é que duvida.

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #3 em: Maio 13, 2007, 15:22:14 »
Já trabalhei com a Rifonina e não tive resultados muito bons.
As indicações mais recentes colocam de lado o seu uso.

Offline hotvitor

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 135
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #4 em: Maio 13, 2007, 18:19:24 »
Mas o que é que existe de melhor então em termos de antibioticoterapia?

Offline Boss_Nunes

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 141
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #5 em: Maio 13, 2007, 20:22:46 »
Algumas pessoas da velha escola aconselham a sua utilização, na minha opinião veja os post existentes que referem o tratamento de up infectadas onde o tema está a ser discutido.
Hugo Santos
AKA bossnunes

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #6 em: Maio 14, 2007, 00:04:16 »
Produtos impregnados com prata (Acticoat, Aquacel Ag )são mais efectivos na maioria das infecções. Actualemnet o cadéxomero de iodo tem suscitado um cerscente interesse.

Offline paulo_ramos

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 100
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #7 em: Maio 14, 2007, 00:18:02 »
olá a todos.

A rifocina bem como a aplicação de antibióticos tópicos está contra-indicada no tratamento local de feridas infectadas porque:
1. nunca se tem a noção de que quantidade de atb passa para a circulação sistémica, podendo assim contribuir para o aumento das resistências bacterianas, estando nós a falar de um tuberculostático o caso ainda é mais sério;
2. provoca com alguma frequência reacções alergicas locais (principalmente em clientes com úlceras de perna);
3. colora e seca o leito da ferida, podendo, no primeiro caso, mascarar sinais de involução da ferida e no segundo caso provocar maior dor na execução do tratamento.

Estes são alguns dos argumentos contra a utilização da rifocina no tratamento de feridas infectadas. quem estiver interressado nos seguintes sites encontram informação actualizada sobre tratamento da infecção de feridas: www.o-wm.com, www.ewma.org.

um abraço a todos.   :D

Offline hotvitor

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 135
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #8 em: Maio 14, 2007, 21:59:49 »
Dah !  :?
Prata e iodo não são antibióticos mas antissépticos. Mas são de facto os mais seguros e eficazes no tratamento de feridas. Acho que a antibioticoterapia só deve ser utilizada em casos de extrema infecção e não para usar banalmente.
Quanto ao cadexomero de iodo, ouvi falar bem, informei-me do preço, que é de facto astronómico. SOn_goku, podes partilhar connosco particularidades/experiencia com este produto?
Já agora mando outra acha para a fogueira: Que acham da Sulfadiazina de Prata? A minha experiência é muito boa! Combate muito bem a infecção e hidrata ajudando na limpeza e estimulação da cicatrização. Mais alguém tem experiência com isto?
Abraço a todos!

Offline paulo_ramos

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 100
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #9 em: Maio 14, 2007, 22:53:18 »
Quem disse que a prata e o iodo eram atb :roll:

Se foi o meu post que lançou confusão peço desculpa!

Atb em tratamento de feridas só por via sistémica, quando os utentes apresentam sinais de infecção (febre, leucocitose aumento da pcr e vs).

Aconselho realmente a leitura dos documentos de posição da EWMA e os suplementos sobre infecção da OWM.

A sulfadiazina de prata já foi discutida no fórum, contudo já vi bons resultados com este produto, no entanto não tenho grande experiência...

Citando O joão goveia á cerca deste produto: ...." Parece-me que a sulfadizina de prata já será um produto a pertencer ao passado, senão vejamos:
- a sua utilização exagerada levou ao aparecimento das primeiras estirpes resistentes à prata;
- produz um efeito denominado de argência, que não é mais do que a coloração dos tecidos integros como se tivessem sido pintados a prateado, mascarando assim possiveis macerações de tecidos anteriormente integros;
- Tem na sua composição um antibiótico, que leva à criação de resistências ao mesmo, podendo inclusivamente levar a reacções alérgicassistémicas;
- os produtos actuais são todos bons, desde que utilizados com crit+erios e sabendo o que se pretende atingir como objectivo. O meu receio futuro é que se generalize uma prática que deve ter como critérios os mesmos que quando se toma um antibiótico: deve-se dar um periodo de tempo de actuação para avaliar e no final de 14 dias reavaliar se se obteve o resultado pretendido."


Um abraço :D

Offline hotvitor

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 135
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #10 em: Maio 15, 2007, 10:34:13 »
Não foi o teu comentário! Desculpa se assim o fiz transparecer. Já agora algué tem experiência de utilização de Rayonfur (Compressa impregnada de antimicrobiano)?

Offline FysGa

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 75
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #11 em: Junho 02, 2007, 12:30:54 »
Caros colegas:

Cada vez mais a resistencia bacteriana é um tema que assume contornos tão importantes que, em termos de actuação de Enfermagem, temos de ter em conta.

1º, é um erro gravíssimo o uso de um tuberculostático numa ferida. Há que ponderar SEMPRE o risco-benefício e todos nós sabemos que este tipo de ATB já começam a ser cada vez menos eficaz no tratamento das várias formas de infecção por BK pelo abandono do tratamento em ambulatório por parte dos doentes, pelas consequentes resistencias bacterianas criadas.

2º, os ATB tópicos actuam muito superficialmente e as feridas infectadas alojam microorganismos internamente nos seus tecidos (daí o facto da zaragatoa ser um método cada vez mais abolido e pensar-se mais na biópsia da ferida), logo não se encontra vantagens na sua utilização

3º, numa infecção exacerbada o emprego do ATB sistémico é o mais indicado até pelo risco de sépsis que se encontra inerente.

4º, existem tal como foi já descrito vários produtos no mercado com propriedades bactericidas, com menos riscos para o doente

Conclusão: Não existem vantagens no emprego de ATB tópicos, logo qual a razão do seu emprego? Somos Enfermeiros ligados à ciência e vamos pensar como tal, e abolir o "achismo" pois se têm resultados, onde os provou? Fez um estudo estatístico com controlo de varáveis?

PS: A sulfadiazida não hidrata, mantém o meio húmido que é diferente  :wink:

Offline hotvitor

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 135
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #12 em: Junho 03, 2007, 16:12:17 »
Ou isso!

Offline Son_Goku

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 527
    • Ver Perfil
RIFOCINA!
« Responder #13 em: Junho 03, 2007, 17:23:30 »
Sobre o Rayonfur (compressa impregnada de nitrofurazona) tem indicações muito específicas, partilhadas com os restantes antibióticos tópicos. Já a usei em algumas úlceras infectadas, por períodos até cerca de 10 dias. Os resultados em algumas úlceras foram favoráveis, mas não me parece que tenha vantagens sobre outros produtos existentes no mercado, nomeadamente  os impregnados com prata. A indicação primária desta gaze são as queimaduras mas a este nível não tenho experiência com este produto

Offline mariamariamaria

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 926
    • Ver Perfil
Re: RIFOCINA!
« Responder #14 em: Junho 29, 2007, 20:28:16 »
Olá a todos,

A rifocina é usada há muitos anos. Pessoalmente tenho excelentes resultados com ela em úlceras de grau I ou II, com sinais de infecção. É quase milagroso. No caso de úlceras do tipo queimadura, como abrasões e soluções de continuidade resultantes de ruptura de flictenas, excepto de terceiro grau, tenho como eleito a Sulfadiazina de Ag. São medicamentos diferentes, mas estamos a falar da rifocina, não é?

 A Rifocina não tem , no entanto, resultados em úlceras mais profundas. Aí, dependendo do grau, deve-se escolher o material em função da disponibilidade da instituição.

Bactericidas: Ag; Odores: Carvão; Desbridantes: desde o cirúrgico ao hidrogel.

Repudio as placas de Varihesive pelos sulcos que o seu enrrugamento provocam, em zonas de angulação.

O Alevyn, ainda não formei opinião...

Abraço