Autor Tópico: Entrevista ao Bastonário Germano Couto  (Lida 6818 vezes)

Offline Roten_Boy

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1076
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« em: Dezembro 19, 2011, 09:08:32 »
O Forumenfermagem irá conduzir em breve uma entrevista ao recente eleito Bastonário Germano Counto.

[align=center:31wygzeu][/align:31wygzeu]

Pedimos a colaboração de todos membros com perguntas que gostariam de ver respondidas pelo Enf. Germano Couto.

Por favor, sejam objectivos. Coloquem as questões respondendo neste tópico.

Offline BV1

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 70
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #1 em: Dezembro 19, 2011, 13:57:55 »
Qual a posição do Bastonário (e da ordem) relativamente ao controverso acordo/protocolo assinado entre INEM/DGS/OM/OE para o pré-hospitalar?

Offline frederico.

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 18
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #2 em: Dezembro 19, 2011, 14:39:35 »
Boa tarde, gostaria de saber que posição irá e poderá ter a Ordem, relativamente ao numero elevado de vagas que abrem todos os anos para o curso de enfermagem com o flagelo de recém licenciados no desemprego?? Saudações

Offline enfermeiredo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 878
    • Ver Perfil
    • http://groups.google.com/group/noticias-da-enfermagem
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #3 em: Dezembro 21, 2011, 14:13:42 »
Boa tarde. Que se propõe a Ordem dos Enfermeiros fazer para quantificar as necessidades de cuidados especializados em cada um dos contextos de exercício profissional e para cada uma das especialidades? Obrigado
O povo opõe-se à massa;
vive da liberdade e da consciência de cada um

Pio XII
Rádio Mensagem de Natal de 1944
Sobre a democracia
O 5.º Natal de guerra

Offline BV1

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 70
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #4 em: Dezembro 21, 2011, 19:15:31 »
Como vai implantar o MDP (movimento de desenvolvimento profissional), desculpem é modelo!
Quem vai financiar a sua aplicação?
Quem vai pagar aos Enfermeiros?
Quem vai pagar aos Tutores?
O que fazem aos enfermeiros (que o são efectivamente!) que não obtenham aprovação: uma, duas, três, quatro vezes etc?

Obrigado

Offline NocBeast

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 59
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #5 em: Dezembro 22, 2011, 20:20:38 »
Boa tarde.
Gostaria de conhecer a posição do recém eleito bastonário da Nossa Ordem acerca da acumulação de trabalhos por parte dos Enfermeiros, ou seja, os chamados "duplos", "triplos"....e por conhecimento próprio colegas que conseguem acumular funções em mais de 4 instituições diferentes. Para quando uma discussão clara e objectiva sobre este ponto e uma regulamentação cuidada?
Outra questão que considero importante, o pagamento de quotas por parte de recém-licenciados!!!Porque razão temos que pedir aos progenitores 100€ anuais para pagamento de quotas sem que tenhamos fonte de rendimento próprio?!Não seria viável equacionar um período de isenção para recém-licenciados?
Obrigado.

Offline Galrinho

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 32
    • Ver Perfil
    • http://mentalhealthportugal.blogspot.com/
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #6 em: Dezembro 25, 2011, 21:32:30 »
Existem actualmente Unidades de Psiquiatria que estão a ser geridas por Enfermeiros Chefes /Responsáveis com especialidade diferente desta área, e que em alguns casos, têm complicado a dinâmica destas equipas de enfermagem.
As Unidades de Psiquiatria são muito específicas, e constitui alguma insegurança nos chefes que, não têm competências nesta área. Por essa razão, é emergente que o Enf. Chefe das Unidades de Psiquiatria sejam substituído por chefes com a especialidade de Saúde Mental e Psiquiatria. Concorda?

Offline Vitor A.

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 512
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #7 em: Dezembro 26, 2011, 19:38:43 »
Como prevê a OE responsabilizar os Enfermeiros que não dignifiquem a sua Classe?
No reencaminhamento de mail´s, Por Favor Usem Cco. ou Bcc (Cópia Oculta)
" Retire os endereços dos amigos antes de reenviar "
" Dificulte a disseminação de vírus e spams "
" Proteja a sua privacidade e a dos Outros

Saudações. Vitor A. :)

Offline Roten_Boy

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1076
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #8 em: Janeiro 22, 2012, 23:19:26 »
Entrevista brevemente online nos Destaques Mensais.

Obrigado pela vossa contribuição

 ;)

Offline BV1

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 70
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #9 em: Janeiro 31, 2012, 18:14:14 »
Exº Sr Batonário
Com todo o respeito, V.ª Ex.ª não respondeu à minha questão!...
Acho que as atribuições da OE vão muito para além da qualidade dos cuidados de enfermagem. Se cuidados de enfermagem forem prestados por enfermeiros é do ambito da ordem. Se cuidados de enfermagem forem prestados por curandeiros não é responsabilidade da ordem?!...
A ordem tem que ter um papel regulador e disciplinador para fora e para dentro da profissão. Tem o dever  moral, ético e legal de garantir que cuidados do ambito da enfermagem sejam prestados com confiança, qualidade e segurança para o doente. E sempre que se justifique, deve deligenciar esses atropelos a instâncias legais superiores, alertando para os perigos e maleficios à saúde das pessoas.

Offline BV1

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 70
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #10 em: Fevereiro 08, 2012, 21:10:50 »
Como referi anteriormente o Ex.mo Sr Bastonário (Enf. Germano Couto) não respondeu à minha questão!...
Ainda a propósito do pré-hospitalar chegou-me um email que relata a preocupação dum colega, mas penso ser transversal a toda a classe, passo a citar:
" Apelo urgente ao Sr. Bastonário da Ordem dos Enfermeiros
Exmº Sr. Bastonário

Como lhe foi solicitado aguardamos uma tomada de posição pública sobre a carreira dos técnicos do pré – hospitalar. Tanto mais que este assunto não é desconhecido do Sr. Bastonário da OE. Temos uma vaga ideia de lhe ouvir dizer que honra os compromissos da OE, assumidos; para o lado dos Enfermeiros ou dos TAE?

Sabemos que se prepara o inicio de uma formação de seis semanas, para habilitar estes profissionais a executar determinados procedimentos. A administração de intra – ósseas, punções venosas etc… . O procedimento relativo às intra – ósseas é a todos os títulos revelador da irresponsabilidade de quem patrocina esta formação e estes profissionais. Duvido que algum Enfermeiro o tenha executado, no INEM, assim como a maioria dos médicos. Isto é uma provocação de que denunciaremos os autores, sejam quais forem, para saberem os riscos que o cidadão, que pode ser um de nós, corre na mão destes incompetentes, para o fim, em vista.

Esta formação incidirá essencialmente, ao que nos foi dado saber, em punções. Punção periférica…tenta três vezes…não consegue e coloca intra - óssea. Ficam habilitados a colocar intra – óssea em crianças queimadas …imagine-se. Já agora veicula-se também que estes técnicos farão estágio na urgência dos hospitais.
Temos de informar os enfermeiros dessas unidades quais as atitudes a tomar, em tais circunstâncias.

O que aqui está em causa Sr Bastonário, não é somente a invasão das nossas competências, mas um risco para as pessoas. Colocar profissionais com conhecimentos de anatomia e fisiologia de 12 º ano a executar tais procedimentos, é uma irresponsabilidade que a opinião pública tem de saber, para perceber o risco a cada um fica sujeito. Estes expedientes poderiam tolerar-se quando havia um défice de enfermeiros. Com Enfermeiros no desemprego, não se justifica a não ser para garantir uns euros malditos aos que andam pelas escolas de enfermagem.

Este nosso apelo vai no sentido de perceber se Vª Exª se revê no documento que circulou durante a campanha (Carreira de TAE), e que tinha o acordo da ordem anterior, tem apoio da sua parte. É necessário este seu esclarecimento urgente, e que seja público e audível.

Tem Vª Exª que esclarecer que procedimentos legais e disciplinares, terá a OE para com os Enfermeiros formadores destes técnicos, quer na vertente teórica, quer na prática, porque em ambas áreas de formação tem de ser penalizados da mesma forma. É fundamental que os Enfermeiros percebam aqui neste ponto com que OE podem contar. Se com aquela que esteve de acordo com tantas medidas prejudiciais para a nossa profissão (esta incluída), se com uma OE que seja defensora intransigente do que é nosso, e que não permita a invasão da profissão por profissionais de formação apressada. È importante lembrar a quantidade de Enfermeiros desempregados, e que tão bom desempenho poderiam ter nesta área. É uma atitude corporativista, pois chamem-lhe o que quiserem."

Quem achar por bem pode comentar!...

Abraço

Offline RaquelSofia7

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #11 em: Fevereiro 09, 2012, 00:24:48 »
colega, concordo plenamente. Ainda sou estudante mas ja tenho a plena noção do que se esta a passar. Ja tenho dito aqui no fórum que cada vez mais temos que nos destacar enquanto enfermeiros, senão daqui a nada nos da valor e infelizmente muitas das profissões estão aos poucos ficarem com as nossas funções. Face a isto temos que lutar contra isto e claro, fazer algo mais. . .

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #12 em: Fevereiro 11, 2012, 22:01:04 »
Boa noite

Não sei se os colegas já pediram parecer ao Conselho Jurisdicional e Conselho de Enfermagem acerca deste problema, eu já o fiz.

De qualquer forma, dentro em breve esperem por uma tomada de posição pública acerca desse problema e acima de tudo por uma intervenção nos meandros políticos.

Está muita gente empenhada nisso dentro da OE, até porque são atingidos directamente por essa medida. Por isso não pensem que não está a ser discutido e proposto um modo de resolver estas questões.

Offline BV1

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 70
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #13 em: Fevereiro 13, 2012, 15:57:04 »
Por curiosidade!...
Para os mais distraídos queria só informar que TAE significa tripulante (…de condutor e ajudante deste) de ambulância de emergência. Quando estes senhores pensaram que podiam tomar conta das funções dos enfermeiros, resolveram mudar o nome e torná-lo mais pomposo. Então mudaram o nome para técnicos das ditas... Agora que já são ténicos (provavelmente de condução, mecânica e pneus!...) querem ampliar as suas habilidades (não competências!...), invadindo as áreas de competência dos enfermeiros e aí por diante. Se o negócio continuar de feição, ainda vamos ver estes artistas a mudarem outra vez de nome! Talvez o próximo seja DAE (dotor de ambulância de emergência). Então aí, nem médicos nem enfermeiros são precisos no pré-hospitalar!....

Offline RaquelSofia7

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Entrevista ao Bastonário Germano Couto
« Responder #14 em: Fevereiro 14, 2012, 00:47:13 »
Eu gostava de saber o parecer da ordem face a este fenómeno. Fiquei curiosa. BV1, gostei do comentário. Daqui a nada não é necessário profissionais de saúde. Enfim, pensem que se baixarmos os braços e nada fizermos sobre isso, os Enfermeiros vão para o fundos dos fundos. . A