Forumenfermagem

Autor Tópico: Ciclo de Cinema: Dia Mundial da Saúde Mental - 10, 21 e 25 de Outubro - Porto  (Lida 1341 vezes)

Offline pedrojosesilva

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1883
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Lisboa, 7 de Outubro de 2011 – No próximo dia 10 de Outubro comemora-se o Dia Mundial da Saúde Mental e para assinalar de forma especial essa efeméride, a Mesa do Colégio da Especialidade de Saúde Mental e Psiquiátrica (MCEESMP) da Ordem dos Enfermeiros vai realizar, em parceria com o Espaço T, um Ciclo de Cinema.

O referido Ciclo de Cinema decorrerá nos dias 10, 21 e 25 de Outubro, pelas 21 horas, no Auditório da Biblioteca Almeida Garret, no Palácio de Cristal - Porto. Em exibição estarão os filmes «Seraphine», «O quarto do filho» e «Tarnation» e as sessões têm entrada livre. No final de cada filme haverá um espaço de debate que contará a participação de comentadores convidados da área do Cinema e da Saúde Mental.

Com esta iniciativa pretende-se fomentar a aproximação dos cidadãos às temáticas da Saúde Mental, reflectindo sobre a doença e, simultaneamente, investindo na promoção do bem-estar psíquico e emocional.

Recorde-se que «The great push: investing in Mental Health» foi o lema escolhido pela World Federation for Mental Health para comemorar o Dia Mundial de Saúde Mental em 2011. Em Portugal, a Ordem dos Enfermeiros adoptou esse lema, transformando-o em «O grande impulso: investir na Saúde Mental». Trata-se de uma chamada de atenção que visa levar a Saúde Mental ao topo das «agendas» políticas dos responsáveis governativos.

Assistimos, desde há vários anos, ao reconhecimento pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Comissão Europeia (CE) de que a doença mental é uma das questões mais urgentes com que nos defrontamos e que afecta uma em cada quatro pessoas na Europa.

Acrescem actualmente as rápidas alterações com que nos confrontamos - motivadas pela crise económica, o desemprego, a pobreza para onde muitas pessoas e famílias são empurradas, a insuficiência de recursos públicos para fazer face às necessidades de bens básicos. Estas constituem um risco acrescido e são uma verdadeira e séria ameaça ao bem-estar e à saúde mental das populações.

Por outro lado, o reconhecimento de que a Saúde Mental influencia o desempenho e produtividade, a satisfação profissional e, consequente, a qualidade de vida, deve ser um motivo de preocupação e de incentivo à adopção de programas consistentes e integrados de promoção da Saúde Mental e prevenção da doença.

Consulte o programa do Ciclo de Cinema em http://www.ordemenfermeiros.pt/eventos/ ... proteg.pdf