Autor Tópico: Quantos de nós estamos desempregados, e quantos de nós temos mais que um emprego  (Lida 12457 vezes)

Offline José Dores

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Não, a reforma do ACES está em curso e ainda não foram feitas as condidaturas deste CS. Mas por opção pessoal irei integrar a UCC, porquê a pergunta, pelo salário? Eu trabalhava numa SUB, tinha suplementos sim, acresce no ordenado mas não o o suficiente na minha perspectiva. Ganho pouco, considero que deveria ganhar mais pelas horas que já faço e pelos níveis de conhecimento exigido em várias áreas, com a reforma em curso a qualidade será ainda maior e ainda bem, mas isso exige que eu tenha um nível de conhecimentos mais elevado, como qualquer colega enfermeiro, pelo que o salário deveria ser de acordo.

Ao deixar de haver quem faça duplo (a não ser quem tenha obrigações financeiras que o impede) iriamos criar mais postos de trabalho, menos colegas no desmprego, melhores ofertas de trabalho e melhor defesa da nossa profissão, parece-me lógico, embora não linear, cada pessoa tem o seu contexto familiar e os seus problemas financeiros.

Offline dprocha

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 410
    • Ver Perfil
    • http://Ifonix.blogspot.com
Pois à quem considere imoral ter 2 empregos, à quem ache necessário. Cada um "acha" uma coisa, no entanto a realidade, cada um terá de lidar na melhor forma que sabe. Uns que tinham um nível de vida que precisam manter, outros porque têm perspectivas de vida ao qual necessitam de ganhar mais uns extras. Ter um, dois ou três empregos isso tem haver com cada um e acho que não deve ser posto em causa.
Também a meu ver nem todos os "segundos" empregos deveriam ser considerados "primeiros" empregos para outros.
Colega José Dores...também acho que essa opinião no mínimo radical não deveria ser imposta mas sim apenas partilhada. Em forma de debate e não de ataque...
E essa opinião linear de todos terem apenas um emprego com o resultado de menos desempregados...não é suficiente e não é uma medida acolhida por todos.
Já agora se ganhássemos como licenciados, talvez deixasse de haver "segundos" empregos...ou não... ;)

P.S. Empregado à 5 anos e não tenho dois empregos ;)

Offline simpleumm

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
Sou enfermeiro a 2 anos no serviço publico e tenho a responsabilidade de gerir um duplo onde por acaso coloquei mas 5 colegas a trabalhar. Faco ainda um 3 trabalho no mes de agosto somente.

Engraçado o que aqui li pois as contas de cada um so a cada um pertencem.
Segundo cheguei na minha fase inicial a ir a entrevistas de trabalho onde era necessario trabalhar no hospital para trabalhar lá. (isto e que eu nunca percebi)

quando tentei contratar colegas para o partime que estavam no desemprego tive respostas que era so uns dias que não chegava... Temos pena então façam-se a vida.

Se pudesse ia embora ja mas tb não me posso queixar pois tenho trabalho mas posso deixar de ter de um dia pro outro.

E há aqui um promenor que acho graça fazer duplos ou triplos e preciso uma coisa, capacidade, amor pelo trabalho e espirito de sacrificio e ainda uma familia que perceba e apoie.

Como costumo dizer sobre o dinheiro que ganho e o trabalho que tenho!
Não olhem so para os copos que bebo mas tambem para as quedas que dou.

Cumprimentos

Offline Bakunine

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 12
    • Ver Perfil
Deus me acuda! Tanto pontapé no Português. É Há do verbo haver (trabalho há dois meses...) e não a. Tanta licenciatura e tanta ignorância Senhor!
Quanto ao duplo. A ingenuidade paga-se caro. Não é por acabar os segundos empregos que haverá mais postos de trabalho disponiveis. Isso não é linear e acaba na prática por resultar em menos postos de trabalho. Não lutem por baixar os outros ao vosso nível. Isso é mesquinhice e curteza de ideias, bem à (agora sim... à) portuguesa. Lutem para chegar ao nível deles. Uma corrente tem a resistência do seu elo mais fraco e não do mais forte, por isso tratem de se tornarem vocês mesmos fortes. Façam projectos, criem trabalho, não é fácil mas é melhor que ficar sentado a lamuriar-se como o Calímero. Exijam, manifestem-se, não sejam carneiros a serem levados ao matadouro. Mexam-se porra.

Offline Fillipinha

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 39
    • Ver Perfil
Citação de: José Dores
Eu tenho um trabalho desde há 2 anos e estive 2 meses sem fazer nada depois de terminar o curso.

Fui já convidade cerca de 10 vezes para ir para um segundo trabalho mas respondo sempre o mesmo, não poderei aceitar por uma questão de principio, o dinheiro é sempre bem vindo mas existem pessoas que não ganham nada. Eu acho mesmo imoral a posição das pessoas que têm duplo. Acho que as pessoas que têm duplo deveriam ser obrigadas a demitir-se até que todos os enfermeiros tenham pelo menos um trabalho e deveriam ser expulsos do sindicato caso sejam sócios... porque falar é fácil, exigir melhorias na profissão na conversa de café é simples, mas ter moral e ter principios que resistam é que é mais dificil.

existem pessoas que recebem o salário minimo, e sobrevivem, não é argumento válido dizer que o salário a rondar o salário médio nacional (1000 euros) não é suficiente paras as despesas... então foi porque a pessoa quis viver uma vida que não correpondia às suas possibilidades.

Desculpem a minha opinião tão severa mas é mesmo isto que penso... o coorporativismo na enfermagem tem mesmo de surgir... estes oportunismos reles são nojentos... todos queremos ganhar mais, tal como merecemos pelo nosso grau de escolaridade, pelas 8 horas diárias que trabalhamos, não queremos ganhar mais fazendo mais horas... e com gente a vender-se facilmente ou a desistir de principios com facilidade nunca lá chegaremos.


Caro colega, para se ter 2 ou 3 empregos muita coisa fica para trás, família, amigos,  borgas, etc, etc...
No meu caso posso considerar que tenho 2 ou 3 empregos dependendo da perspectiva. Não foi uma questão de escolha simplesmente de aproveitar as oportunidades que surgiram. Por amor ao que faço não conseguia escolher nenhuma das 3 coisas que faço. Emprego principal: Clínica de Hemodiálise, segundo emprego: part-time no PUBLICO.  e terceira actividade: projecto inovador na area da cirurgia vascular.

As 3 se completam e sou feliz assim. não é por uma questão de dinheiro porque felizmente não tenho grandes encargos.
Deixem-se de criticar e façam-se à vida. Porque é por sermos assim que a nossa classe nunca muda. Ajudar a dignificar a profissão não criticar os colegas, mas sim se nos unirmos e formarmos uma classe digna de ser respeitada.

 ;)
AnMartins

Offline lightover

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 623
    • Ver Perfil
Pois.. eu acho q esta questao ate está mal colocada... tenho colegas que têm mais que um emprego e nem 1 salario de gente ganham... com 2 empregos ganham 500€... basta ser part-time! mas continuam a ser 2 empregos... 

Offline Vitor A.

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 512
    • Ver Perfil
Antes de haver um Boom de escolas de enfermagem com o respetivo Boom de recem formados, havia duplos/triplos, tal como hoje ainda existem.

Os encargos monetarios que os colegas assumiram nessa altura provavelmente ainda se mantem ou ainda sao maiores, pelo que ´e muito pouco provavel que deixem de ganhar para dar lugar a outros que ainda esperam pela sua oportunidade. No sei ate que ponto sera correto pedir-lhes isso?

Eles nao tiveram culpa de no passado haver escassez de enfermeiros e haver muita oportunidade de emprego.
Os que agora sao recem formados tambem nao tem culpa de haver falta de emprego por excesso de formaçao e/ou baixa empregabilidade na enfermagem.

Ja tive ex alunos que trabalham em varios sitios ao mesmo tempo, e mesmo assim, nao chega a um salario de enfermeiro base!
No reencaminhamento de mail´s, Por Favor Usem Cco. ou Bcc (Cópia Oculta)
" Retire os endereços dos amigos antes de reenviar "
" Dificulte a disseminação de vírus e spams "
" Proteja a sua privacidade e a dos Outros

Saudações. Vitor A. :)

Offline toupica

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
Posso intervir? É que parece que a culpa é dos recém-licenciados... Por causa do boom de escolas? Pois não sei... Não entendo como é possível haver colegas a fazerem 24 horas seguidas em 2 e 3 sítios. Não existem leis que limitam o trabalho semanal? Pois, deveriam existir. Havia trabalho para todos. Dignificava-se a profissão ao prestar melhores cuidados, digo isto porque certamente não é humanamente possível manter o mesmo nível de cuidados após mais de 20 horas seguidas de trabalho...
Neste momento estou desempregado há 8 meses... (Sou um ex-recém licenciado... pois como alguém disse, um bebé de 8 meses já não é recém-nascido...) Faço voluntariado num lar, como "enfermeiro" (está escrito entre aspas, pois tem 2 enfermeiros em part-time em 2.º emprego)... Apenas me sujeito a isto para poder dar o "salto" para o estrangeiro, pois neste momento até para isso pedem experiência profissional ou voluntariado na àrea.

PS: Já tentei bater em todas as portas... Já me questionei sobre qual a razão de ter insistido num curso que gosto e numa profissão que pretendo exercer, chego à conclusão que mais fácil seria não ter estudado, feito sacrifícios e ter enveredado pela carreira de Beneficiário do Rendimento Social de Inserção :-[

Offline enfmiguelp

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 212
    • Ver Perfil
Sinceramente nao concordo em duplos e triplos, quando os num desses sitios seja um hospital/centro de saude. Culpa é dos colegas, porque sim mil euros ainda dá para muitas coisas. e resumidamente, posso afirmar que devido a ganancia dos colegas sem etica (que trabalham em 2/3sitios) conheço um caso que devido a isso despediram um colega, so porque esse colega iria retirar cerca de 30/40eur no duplo ou triplo desses colegas. VERGONHOSO.
Cumps :D

Offline Fillipinha

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 39
    • Ver Perfil
Citação de: enfmiguelp
Sinceramente nao concordo em duplos e triplos, quando os num desses sitios seja um hospital/centro de saude. Culpa é dos colegas, porque sim mil euros ainda dá para muitas coisas. e resumidamente, posso afirmar que devido a ganancia dos colegas sem etica (que trabalham em 2/3sitios) conheço um caso que devido a isso despediram um colega, so porque esse colega iria retirar cerca de 30/40eur no duplo ou triplo desses colegas. VERGONHOSO.

vergonosa é esta discussão.
 Eu trabalho em dois sitios, digo dois pk só sou paga em 2 sitios. mas antes desta fase d minha vida tambem lutei, tambem  levei com muitas portas na cara, tambem tive de tomar a decisão mais dificial da minha vida e ir para fora. agora voltei com a oportunidade de viver perto de casa. com 2 trabalhos. mas optei pelo privado.
AnMartins

Offline enfmiguelp

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 212
    • Ver Perfil
Citação de: Fillipinha
Citação de: enfmiguelp
Sinceramente nao concordo em duplos e triplos, quando os num desses sitios seja um hospital/centro de saude. Culpa é dos colegas, porque sim mil euros ainda dá para muitas coisas. e resumidamente, posso afirmar que devido a ganancia dos colegas sem etica (que trabalham em 2/3sitios) conheço um caso que devido a isso despediram um colega, so porque esse colega iria retirar cerca de 30/40eur no duplo ou triplo desses colegas. VERGONHOSO.

vergonosa é esta discussão.
 Eu trabalho em dois sitios, digo dois pk só sou paga em 2 sitios. mas antes desta fase d minha vida tambem lutei, tambem  levei com muitas portas na cara, tambem tive de tomar a decisão mais dificial da minha vida e ir para fora. agora voltei com a oportunidade de viver perto de casa. com 2 trabalhos. mas optei pelo privado.

Actualmente nem toda a gente tem essa sorte.. ou conhecimentos ou assim. por isso sim.. condeno quem trabalhe em dois sitios, mas no sentido, se ja tao no publico e ganham mil e tal.. não é ir po privado ganhar quase isso ou +/-metade, roubando lugar a colegas.
Cumps :D

Offline Bakunine

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 12
    • Ver Perfil
"Actualmente nem toda a gente tem essa sorte.. ou conhecimentos ou assim. por isso sim.. condeno quem trabalhe em dois sitios, mas no sentido, se ja tao no publico e ganham mil e tal.. não é ir po privado ganhar quase isso ou +/-metade, roubando lugar a colegas."
Enfmiguelp:
Lamentas-te imenso, usas um discurso de coitadinho, a culpa é dos outros, tens muita consciência mas deixa-me perguntar-te algo. E competência? Tens? És capaz de substituir outro com vários empregos? Se ele tem vários empregos é porque alguem lhe encontra competências. A mim como empregador (tambem) de enfermeiros estou-me nas tintas para que o colega tenha dois, três ou quatro empregos, interessa-me é que ele no meu emprego saiba o que faz e o faça bem. Chega de discurso do coitadinho. Abraço

Offline enfmiguelp

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 212
    • Ver Perfil
Acho que não se prende a questão que se se é competente ou nao... Apenas referir o que eu disse.
Cumps :D

Offline Vitor A.

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 512
    • Ver Perfil
Caro colega "toupica"
São varios os culpados da Enfermagem andar pela rua das amarguras. O Boom das escolas é certamente Também um deles.
Os culpados vão desde as cúpulas até ás bases.

Vejamos:
 Houve um Boom de escolas e com isso um boom de alunos que em nada dignificam a enfermagem, pois escolheram a enfermagem como um escape. Uns são bons profissionais, felizmente, outros, tenho vergonha de ter "colegas" assim.... É que somos todos metidos no mesmo saco, facto esse que eu recuso!
Tive alunos do 4º ano nos quais perguntei. O que era metoclopramida? O aluno respondeu... "É para os Vomitos.... " Isto um aluno do 4º ano. É por isso que eu Chumbo alunos!!

Se eles chegaram ao 4º ano assim, porque será? A culpa é de quem Dos profissionais que os deixaram chegar, ou das escolas que recorrem a pessoas que se dizem enfermeiros, profissionais da "arte de cuidar" e ensinam os outros a cuidar! Algo que eles nunca o foram Bons! Como é que alguém pode ensinar algo, da qual nunca teve capacidades para o fazer?

Como é que os que são responsáveis pelos serviços permitem que os seus elementos não sejam produtivos? Trabalhem em um ou dois ou trés sitios? Serão esses responsáveis também profissionais?  Importante é saber o que faz e se faz Bem! Trabalhem em um ou dois serviços.
Temos colegas que trabalham apenas num sitio e nada são produtivos e nada bons... temos colegas que trabalham em varios e em todos são produtivos e muito bons na prestação de cuidados
Temos colegas que em nada dignificam a classe e são valorizados com uma palmadinha nas costas se um dia até trabalha um bocadinho mais do que o nada habitual!! Temos colegas que trabalham diáriamente e BEM, e são premiados..... com mas trabalho pois é a eles que as pessoas/doentes preferem, nem que tenham de esperar pelos mesmos, prescindindo dos outros que em nada dignificam a classe. Esses também são certamente culpados, pois para fazerem o trabalho que fazem, mais vale não o fazerem.....

Outros culpados serão alguns detentores do titulo de enfermeiros e que ocupam cargos de responsabilidade mas as decisões que tomam são os que muitos sentem na pele. Há uns bons anos trás tive uma diretora de enfermagem que lutava pela enfermagem, pelos enfermeiros da instiuição. Despediu quem era mau profissional, valorizou quem era produtivo! Agora outros valores falam mais alto, o seu posto na hierarquia, a defesa do ordenado ao final do mês, tantas coisas.

Na minha perspetiva, os culpados são mais que muitos, uns mais outros menos.... Culpar quem eventualmente tem sucesso no mercado de trabalho, julgo eu que não é solução, solução  seria mostrar á sociedade aquilo que somos realmente, Um pilar da sociedade e que com mais e melhores enfermeiros, todos ficariam a ganhar. Atacar colegas que trabalhem em mais que um trabalho não fará parte da solução.

Como em todas as profissões, há bons e menos bons e maus! O mercado cada vez é mais seletivo na prestação de cuidados, o nosso não é excepção.

A saúde não tem preço.... mas tem custos.
No reencaminhamento de mail´s, Por Favor Usem Cco. ou Bcc (Cópia Oculta)
" Retire os endereços dos amigos antes de reenviar "
" Dificulte a disseminação de vírus e spams "
" Proteja a sua privacidade e a dos Outros

Saudações. Vitor A. :)

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Citação de: Vitor A.
A saúde não tem preço.... mas tem custos.

 ;) ouvi essa frase algures

Abraço, RR