Autor Tópico: Recrutamento um Enfermeiro para uma Instituição Social, em regime de Part-Time  (Lida 16558 vezes)

Offline Hugodvj

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 282
    • Ver Perfil
Estamos a Recrutar um Enfermeiro para uma Instituição Social, em regime de Part-Time
 


Zona

Leiria

Empresa:
 
Q4U Consulting Lda



Categoria

Saúde / Medicina / Enfermagem

Tipo:
 
Part-Time

 

Referencia
 
# 1267896

Data:
 
9-6-2011



Partilhar Ver mais ofertas semelhantes  Receber ofertas semelhantes por email
--------------------------------------------------------------------------------

Anúncio:

Principais tarefas: Assegurar os cuidados básicos de saúde e bem estar dos clientes na área da terceira idade, coordenar a administração medicamentosa e promover a articulação entre o médico da instituição e os restantes colaboradores. Desenvolver os conhecimentos da equipa de acção directa para aplicação das técnicas e procedimentos relativos aos cuidados básicos de saúde e conforto da pessoa idosa. Intervenção na área da primeira infância, ensino e acompanhamento do desenvolvimento.

 Requisitos:
• Formação: Licenciatura em Enfermagem (factor eliminatório);
• Experiência profissional mínima de 2 anos (factor preferencial);
• Responsável / Dinâmico;
• Assíduo e Pontual;
• Fortes competências sócio relacionais e de pró-actividade;
• Boas competências comunicacionais;
• Naturalidade ou residência na zona de Pombal (factor preferencial).

Oferece-se:
• Remuneração e regalias de acordo com a função
• Ambiente profissional aliciante
• Integração em equipa de trabalho jovem

Data de admissão: Imediata

Todos os interessados deverão enviar o seu CV e carta de apresentação para o email “geral@q4u-consulting.pt”, ou entregar presencialmente nas instalações da Q4U Consulting na Rua Filarmónica Artística Pombalense, Lote 5, Nº33, R/C | 3100-430 Pombal
(Rua dos serviços técnicos da Câmara Municipal de Pombal).


Ver Oferta de Emprego: http://www.net-empregos.com/detalhe_anu ... z1P0HPjmyi
 www.net-empregos.com - O maior site português de ofertas de emprego

Offline rsna

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 27
    • Ver Perfil
LOLOL, experiência mínima de 2 anos para trabalhar com idosos numa instituição... hehe

Offline Valgaeren

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 550
    • Ver Perfil
sim e? esse comentario foi um bocado discriminador em relaçao aos cuidados para com os idosos oh colega!!!
DURA PRAXIS SED PRAXIS

Offline White Wolf

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 261
    • Ver Perfil
Em part-time? A maioria das IPSS não mudam.

Offline Nuno88

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 240
    • Ver Perfil
se calhar o colega não queria referir-se propriamente aos idosos mas sim à experiência mínima de 2 anos... eu pergunto-me um recém licenciado vai arranjar experiência onde? se praticamente todos os anúncios  pedem e são factores de exclusão a experiência... volta-se à mesma situação quem tem Cunhas arranja quem não tem emigra... e assim anda o nosso Portugal, com recibos verdinhos e com a exploração que há nesta nossa mui nobre classe...

Cumps

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Citação de: rsna
LOLOL, experiência mínima de 2 anos para trabalhar com idosos numa instituição... hehe

um comentário nada correto...enfim...devem pensar melhor antes de fazerem certos comentários...

Offline rsna

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 27
    • Ver Perfil
Citação de: Valgaeren
sim e? esse comentario foi um bocado discriminador em relaçao aos cuidados para com os idosos oh colega!!!

O comentário é discriminador relativamente a colegas recém-licenciados que estão perfeitamente aptos para prestar cuidados a idosos.
2 anos de experiência para quê?? nem sequer é meio hospitalar...
Auto valorizem-se.

Offline LOL_lypop

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 131
    • Ver Perfil
Caros colegas...
Todos os anos, à medida que os cursos vão terminando e o emprego escasseia, vamos vendo posts a respeito de como um enfermeiro sai das escolas perfeitamente apto a resolver todos os problemas e autónomo no exercício da sua profissão.
Lamento informar mas eu trabalho há 5 anos e ainda não sei muitas coisas, ainda preciso de ajuda em muitas coisas... E comecei a minha vida profissional num hospital cirurgico privado onde fazia noite sozinha - tive que me desenrascar - mas asseguro que a minha prestação de cuidados era pouco mais do que suficiente para a necessidade - porque nunca apanhei situações complicadas!
Daqui a 5 anos quero ver onde estão essas certezas todas que um recém-licenciado está perfeitamente apto a prestar cuidados a idosos ou a individuos em qualquer outra fase do seu ciclo de vida... E gostaria de ver todas essas certezas no vosso local de trabalho onde, apesar da fanfarronice por aqui, há pessoas com muitos mais anos de experiência que poderão ter a teoria menos presente mas resolvem muito mais problemas: respeitemo-nos e respeitemos a experiência que é por si só muito valiosa! A escola transmite a teoria, mas a nossa profissão é prática e exige muitos anos até termos um enfermeiro apto/autónomo!

Offline LOL_lypop

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 131
    • Ver Perfil
Acrescento ainda que nem todos os serviços podem ser passíveis d receber recém-licenciados. Eu compreendo que ter um part-time é melhor que nada para quem está desempregado, mas o empregador precisará de confiar no enfermeiro, de ter certeza que ele não vai arranjar um full-time daí a 2 meses e deixa de lá trabalhar precisando de integrar outro elemento. Para além disso seguramente precisa de alguém com conhecimentos suficientes para ser autónomo - e essa reflexão deixei-a no post anterior.
Valorizemos o que temos e compreendamos que se estivessemos do lado de quem emprega gostariamos de ter alguma confiança de que aquele indivíduo não vai sair dali ao fim de 2 meses e que tem know-how suficiente para não pôr em causa a prestação de cuidados na população a que se dirige (num lar de idosos as nossas acções não se referem só a dar banhos e fazer pensos! é para isso que lá está o enfermeiro - para garantir que o que puder ser feito no local o é efectivamente).

Offline toupica

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
Convinhamos que um RL para começar a trabalhar tem de ser por algum lado... Ora a partir do momento que o mercado de trabalho se encontra vedado, por exigência de experiência profissional e quando existem inúmeros colegas a fazerem duplos, triplos e afins torna-se complicado trabalhar!

Mas convinhamos também que não é neste tópico para se ter esta convera... Cumps

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Citação de: rsna
Citação de: Valgaeren
sim e? esse comentario foi um bocado discriminador em relaçao aos cuidados para com os idosos oh colega!!!

O comentário é discriminador relativamente a colegas recém-licenciados que estão perfeitamente aptos para prestar cuidados a idosos.
2 anos de experiência para quê?? nem sequer é meio hospitalar...
Auto valorizem-se.


a maneira como o comentário está escrito demonstra desvalorização para com quem trabalha com idosos...

Offline LOL_lypop

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 131
    • Ver Perfil
@toupica toda a razão, não é este o tópico mas esta discussão (saudável) começou aqui e se abrir um novo tópico desconfio que poucos o lerão, enquanto que muita gente aqui virá à procura desta oferta... Os RL devem começar a trabalhar num serviço com outros colegas, em que não tenham que assegurar sozinhos um turno: imagino um familiar meu a ser cuidado exclusivamente por RL, que ao fim de 1 ou 2 meses no lar saem porque encontram melhor... E eu vou visitá-lo e vejo todos os meses pessoas diferentes e muito jovens, que imagem fica da empresa? E dos cuidados prestados? Cada coisa a seu tempo... Trabalhar sozinho é sempre difícil, que fará para quem começa - fica sem rede, sem ter a quem perguntar...
Outra opinião pessoal: o mercado encontra-se vedado mas há muito que já não é por existirem duplos e triplos (porque neste momento quem tem duplos fora da região de lisboa e sul não deve ter muito mais do que um laboratório de análises e esses locais não sustentam ninguém! o enfermeiro que lá for só vai para um extra, porque não faz vida desse tipo de locais e é por isso que se destinam a pessoas com exepriência e são part-times com meia-dúzia de horas), é sim pela quantidade de escolas e de enfermeiros RL que saem para o mercado de trabalho que manifestamente está lotado! O problema é das escolas e do governo por continuarem a aumentar as vagas para enfermagem e da administração dos hospitais que tentam fazer omeletes sem ovos - ou seja, não admitem enfermeiros aos serviços mesmo que estes sejam necessários...
Enfim, perdoem-me o off topic...

Offline toupica

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
@LOL_lypop provavelmente não prefere ter um enfermeiro com experiencia numa instituição de apoio a idosos que faz acompanhamento dos utentes apenas 3 horas por dia, durante duas vezes por semana. Isso acontece muito. Basta uma ronda pelas regiões onde a população é mais idosa (Interior) e realmente constata essa situação. De que serve 10 anos de experiência, se o enfermeiro não está presente na instituição? Onde está a ética profissional? Pois não está... Sendo que falo de enfermeiros que acumulam funções no público e dão "uma perninha" no privado a troco de uns euros a mais. Solução para isto... Uma sugestão, talvez adoptar o sistema espanhol, com uma bolsa de recrutamento organizada por regiões. Assim, havia possibilidade de existir a tal experiencia em meio hospitalar como é referido no anuncio deste tópico, e era escusado existirem tantos desempregados na nossa classe. Mais lhe digo. Escolas a mais, com vagas a mais... Principalmente no ensino privado, que muitas vezes deixa muito a desejar em termos comparativos com o público! Mas quem manda, manda bem... e o meu ponto de vista é apenas isso... Cumps ;D

Offline jcfov

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 15
    • Ver Perfil
""Escolas a mais, com vagas a mais... Principalmente no ensino privado, que muitas vezes deixa muito a desejar em termos comparativos com o público!""
Colega, escolas a mais com vagas a mais... concordo.
Quanto aos alunos da privada, deixarem muito a desejar... não concordo! Os bons e maus alunos saem de ambas as escolas, lhe garanto!
Basta orientar alunos de ambas as escolas!
Há pessimos alunos nas duas escolas e optimos alunos igualmente nas duas escolas! Lhe garanto!

Offline Kattie_PT

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 30
    • Ver Perfil
""Escolas a mais, com vagas a mais... Principalmente no ensino privado, que muitas vezes deixa muito a desejar em termos comparativos com o público!""

Por amor da Santa....Eu acho que já chega da discriminação Público/Privado...Recém Licenciado/Enf com Experiência...Já chega!!
Estamos uma classe cada vez mais distante uns dos outros, somos os primeiros a criticar os nossos colegas, somos os primeiros a dizer mal de Enfermagem, a dizer que está tudo mal e a nada fazer.... Deixamos toda a gente entrar no meio de nós e minar a nossa segurança, e pior ainda minamos os nossos colegas e companheiros de uma forma cruel e nada civilizada.

Somos todos enfermeiros, uns com mais capacidades outros com menos, uns melhores e outros piores mas é assim em todo o lado. Temos é de crescer e ver que é nesta diferença que crescemos, aprendendo com os melhores, ensinando-lhes o que eles não sabem e ajudando aqueles que não sabem tanto como nós.

É triste mas em mais lado nenhum se vê próprios colegas de profissão num ataque tão desumano como aqui...