Autor Tópico: Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto  (Lida 4407 vezes)

Offline Boss_Nunes

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 141
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« em: Dezembro 30, 2006, 10:58:09 »
Caros colegas, o que acham da posição tomada por parte da ordem dos médicos que repudia a nova medida implementada pelo governo para controlar a assiduidade dos médicos e dos efermeiros? será que é verdade o que o bastonário da ordem dos médicos diz "os médicos trabalham muito mais do que para aquilo que lhes pagam" então e será que saem a horas ou antes do tempo? e o que dizer então dos nossos ordenados? por favor dêem o vosso testemunho. Eu concordo.
Hugo Santos
AKA bossnunes

Offline isabelmeireles

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 130
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #1 em: Dezembro 30, 2006, 14:22:43 »
Olhem, por mim podem coocar qualquer sistema de controlo de assiduidade. Desde que trabalho só saí um dia ou outro mais cedo 5 min que a hora marcada e chego sempre mais cedo ao trab. Agora os srs doutores é que nao funcionam bem assim...
Por isso este barulho todo

Offline JoanaMMM

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #2 em: Dezembro 30, 2006, 15:59:20 »
Como se custuma dizer: "Quem não deve não teme" e para nós enfermeiros que cumprimos com o nosso horário não faz grande diferença.

Acho a atitude dos Srs Doutores uma palhaçada, se acham que trabalham mais do que lhes pagam, então não sei porque tanta celeuma.

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #3 em: Dezembro 31, 2006, 14:34:57 »
Muito sinceramente penso que esta atitude peca por tardia. Nós enfermeiros só saímos do serviço quando somos substituídos e geralmente entramos a horas para substituir os colegas do turno. Penso que a nós enfermeiros, não irá afectar em nada.
Os médicos sentem ameaçados pois todos sabem que não cumprem horários. Entram quando querem e saiem quando querem. Não cumprem horários e nunca sabemos onde andam...pelo menos a grande maioria
:)

Offline Parreira

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 211
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #4 em: Janeiro 01, 2007, 17:16:59 »
para mim tanto faz que ponham sistemas de controlo de assuidade por mais sofisticados que sejam, pois cumpro sempre os horários, pq. tenho de entrar sempre antes da hora para substituir os colegas e sair depois da hora porque passamos os doentes aos colegas que entram. Já com os médicos não acontece o mesmo por isso tanto barulho, pois quando mexem nas "regalias" desses senhores até o ministro treme.

Offline jokinha

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 20
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #5 em: Janeiro 02, 2007, 13:55:30 »
Este assunto mostra realmente o que os medicos pensam de si proprios:que estao acima de qualquer lei, que nao sao funcionarios publicos com direitos e DEVERES,que trabalham mais do que as horas previstas, que sao mal pagos!!! e que nao precisam de ninguem para os controlar!!!No que diz respeito a nós, enfermeiros, esta nova modalidade de controlo da assiduidade nao nos afecta, ja que, como todos sabemos, somos dos poucos profissionais de saude que cumpre realmente o seu horario com assiduidade.Os medicos estao com problemas relacionados nao só com a pontualidade mas tambem com a assiduidade.Quem nao deve nao teme.Que venham essas maquinas para das duas, uma:ou começamos a ter os medicos nos serviços diariamente e a horas ou vai haver algumas desagradaveis surpresas para o senhor bastonario da ordem dos medicos!

Offline Cortezenf

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 51
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #6 em: Janeiro 02, 2007, 16:26:27 »
Esta medida pode ser analisada sobre vários ponto de vista. No que respeita a nós Enfermeiros e Enfermeiras não nós afecta em nada, como já disseram colegas atrás, ninguém sai do serviço sem ser substituído, só peca pelo facto de o sr. P.M. andar a esbanjar dinheiro nosso em aparelhos de controle que de facto não serão nada baratos, quando salários justos o sr. P.M. não paga.

Quanto aos senhores médicos, a coisa já não é vem assim, basta falar nos que ficam de urgência nos serviços, e nunca se encontram lá, e vai-se mais tarde a saber que estão a operar na privada, como casos que toda a gente conhece. Talvez para estas e outras más praticas dos doutores o sistema não sirva.... !!!

 :oops:
TODOS UNIDOS POR UMA ENFERMAGEM COM MELHORES CONDIÇÕES, PARA MELHORES CUIDADOS

Offline fernandagrou

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #7 em: Janeiro 04, 2007, 11:22:47 »
creio que para todos nós, enfermeiros, a colocação de relógios de ponto não fará qualquer diferença pois diariamente somos dos poucos grupos profissionais que cumprimos horários. Contudo, acho que os inúmeros problemas da saúde não se resolvem com relógios de ponto, é apenas uma forma de desviar as atenções para as verdadeiras questões e alterações que se preconizam.

Offline Boss_Nunes

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 141
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #8 em: Janeiro 04, 2007, 13:09:18 »
Cara Fernanda, não acha que este é um inicio? como se pode alterar alguma coisa se não há ordem e rigor no cumprimento de horários?
Hugo Santos
AKA bossnunes

Offline ruienf

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 241
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #9 em: Janeiro 04, 2007, 15:37:00 »
Concordo plenamente com a uniformização de controlo de assiduidade e pontualidade. Por outras palavras, ou todos picam o ponto, ou todos assinam o livro de ponto ou todos colcoam o dedo na sensor. Grave é o que se passa no local onde trabalho (HGSA, EPE) onde os enfermeiros picam o ponto e os médicos assinam uma folha de ponto. Felizmente, aparentemente a instituição vai adoptar o sensor digital (espera-se que para todos os profissionais).
Quanto aos médicos fazerem barulho: decerto não são os médicos que cumprem o horário os que andam para aí a lançar a confusão...
Rui Pedro Silva

Offline AnaSousa

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 5
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #10 em: Janeiro 04, 2007, 20:52:01 »
Concordo plenamente com esta atitute. Esta renitencia por parte dos Srs Doutores só vem mostrar que o cumprimento dos horarios por parte deste profissionais de saude está um pouco aquém daquilo que seria de esperar.
Para nós, enfermeiros,este controlo da assiduidade e pontualidade só vai provar que entramos mais cedo, saimos mais tarde e não somos mais bem pagos por isso...  :?
na Catarina Sousa

Offline Fernando Leite

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
    • http://www.tdtonline.org/forum e www.tdtonline.org/portal
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #11 em: Janeiro 05, 2007, 02:54:21 »
Boa noite ! Sou técnico de diagnóstico e terapêutica ( técnico de radiologia ) e sobre este triste assunto escrevi isto no fórum das Tecnologias da Saúde Online:

Citação de: "Fernando Leite"
Bem, acabo de vêr na televisão a reportagem sobre isto e depois a entrevista do ministro da saúde no SIC Noticias:

Cá vai o que me vai na alma:

 :arrow: As respostas dos médicos do hospital Pedro Hispano à medida do ponto por impressão digital são no mínimo ridiculas e querem tapar os olhos aos portuguêses atirando para a cara aquela permissa de sempre: "Essa medida "x" vai prejudicar o atendimento dos doentes". Mentira !!!!

 :arrow: De todas os argumentos que os médicos utilizaram aquela do " Aí agora vou ter de parar a cirugia a meio é ?" é autenticamente se fazerem de ingénuos e parvos pois não cabe na cabeça de ninguém que um sistema que fosse implementado implicaria aquilo !!!

Agora gostava de saber ( alguém que me elucide sff !!! ):

 :arrow: Porque é que os médicos em Portugal são a única classe ( da saúde ) onde não existe concorrência ? Porquê ?

 :arrow: Porque é que não se abrem faculdades privadas de medicina ( ja existem de med. vet. de med dentária ) e alunos do secundário com médias de 18,4 têm de ir estudar medicina para fora de Portugal ? Porquê ?

 :arrow: Porque é que os médicos não podem ser ( segundo eles ) controlados pelo sistema do ponto ? Porquê ?

 :arrow: Porque é que os médicos são a classe que recebe incentivos a 40 % do ordenado ? Porquê ?

 :arrow: Porque é que os médicos não são chamados à responsabilidade quando chegam mais de uma hora atrasados para dar uma consulta ? Porquê ?

O ministro referiu que nos livros amarelos 90% são do serviço de urgência e consultas onde a reclamação mais frequente é:

O ATRASO DO MÉDICO NA HORA DA CONSULTA !

É para terem mais tempo para ir para as suas clínicas privadas ?

Um técnico de diagnostico e terapêutica se chegar constantemente atrasado e não cumprir o horário o que é que lhe acontece ? E ao enfermeiro ?

As pessoas, a sociedade tem de ser acordada para a realidade de que os médicos não são os Deuses que se pintam e nem devem ser endeusados.

Muitos médicos gostam de fazer passar a imagem de que "termos médicos é um privilégio". Não !!!! Termos médicos é algo que nos é direito e eles têm obrigação de trabalhar e nos tratar como qualquer outro profissional de saúde.

Porque quando o sol nasce é para todos e quando chove tem que cair na cabeça de toda a gente. TODA !

PS: neste meu tópico quando me refiro a "médicos", não estou obviamente a generalizar, pois existem aqueles que também dão no duro e trabalham como os outros profissionais da saúde !

E já agora um grande aplauso a este ministro que tem mostrado uma coragem como nunca se viu em Portugal em relação à classe médica.

Offline pmrgordo

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #12 em: Janeiro 05, 2007, 17:15:01 »
Citação de: "Fernando Leite"
Boa noite ! Sou técnico de diagnóstico e terapêutica ( técnico de radiologia ) e sobre este triste assunto escrevi isto no fórum das Tecnologias da Saúde Online:

Citação de: "Fernando Leite"
Bem, acabo de vêr na televisão a reportagem sobre isto e depois a entrevista do ministro da saúde no SIC Noticias:

Cá vai o que me vai na alma:

 :arrow: As respostas dos médicos do hospital Pedro Hispano à medida do ponto por impressão digital são no mínimo ridiculas e querem tapar os olhos aos portuguêses atirando para a cara aquela permissa de sempre: "Essa medida "x" vai prejudicar o atendimento dos doentes". Mentira !!!!

 :arrow: De todas os argumentos que os médicos utilizaram aquela do " Aí agora vou ter de parar a cirugia a meio é ?" é autenticamente se fazerem de ingénuos e parvos pois não cabe na cabeça de ninguém que um sistema que fosse implementado implicaria aquilo !!!

Agora gostava de saber ( alguém que me elucide sff !!! ):

 :arrow: Porque é que os médicos em Portugal são a única classe ( da saúde ) onde não existe concorrência ? Porquê ?

 :arrow: Porque é que não se abrem faculdades privadas de medicina ( ja existem de med. vet. de med dentária ) e alunos do secundário com médias de 18,4 têm de ir estudar medicina para fora de Portugal ? Porquê ?

 :arrow: Porque é que os médicos não podem ser ( segundo eles ) controlados pelo sistema do ponto ? Porquê ?

 :arrow: Porque é que os médicos são a classe que recebe incentivos a 40 % do ordenado ? Porquê ?

 :arrow: Porque é que os médicos não são chamados à responsabilidade quando chegam mais de uma hora atrasados para dar uma consulta ? Porquê ?

O ministro referiu que nos livros amarelos 90% são do serviço de urgência e consultas onde a reclamação mais frequente é:

O ATRASO DO MÉDICO NA HORA DA CONSULTA !

É para terem mais tempo para ir para as suas clínicas privadas ?

Um técnico de diagnostico e terapêutica se chegar constantemente atrasado e não cumprir o horário o que é que lhe acontece ? E ao enfermeiro ?

As pessoas, a sociedade tem de ser acordada para a realidade de que os médicos não são os Deuses que se pintam e nem devem ser endeusados.

Muitos médicos gostam de fazer passar a imagem de que "termos médicos é um privilégio". Não !!!! Termos médicos é algo que nos é direito e eles têm obrigação de trabalhar e nos tratar como qualquer outro profissional de saúde.

Porque quando o sol nasce é para todos e quando chove tem que cair na cabeça de toda a gente. TODA !

PS: neste meu tópico quando me refiro a "médicos", não estou obviamente a generalizar, pois existem aqueles que também dão no duro e trabalham como os outros profissionais da saúde !

E já agora um grande aplauso a este ministro que tem mostrado uma coragem como nunca se viu em Portugal em relação à classe médica.


Caro Fernando, concordo quase totalmente com o que diz, mas infelizmente não posso concordar neste parágrafo final, já que o Ministro continua a parecer demonstrar coragem pq na prática tudo está na mesma! Senão Vejamos:
1- com encerramento de algumas maternidades e Salas de Parto (ex. Figueira da Foz), cujo objectivo era de concentrar meios (neste caso em Coimbra) o que é q se verifica hoje? Os médicos pedem aos colegas, centros de saúde e os que têm privada desta especialidade, para não enviarem as grávidas, ficando deste modo com elas na sua clinica privada e ao mesmo tempo os colegas de Coimbra não tem q fazer horas extrordinárias na Maternidade.

2- Esta estória do "picar do ponto" e a inclusão sobretudo dos Enfermeiros nesta "guerra" é para justificar o quê? Todos sabemos que os Enfermeiros são provavelmente os profissionais de saúde que cumprem religiosamente o seu horário, e que disponibilizam muitas horas extra-horário para os hospitais, com passagens de turno, com reuniões etc, etc...
Eu pico cartão à cerca de 10 anos, até os chefes o fazem, assim como todos os outros funcionários, e os únicos não o fazem, sabem quem são?... é claro, os srs. doutores...
As administrações sabem disto, pq é que não actuam? Os directores de Serviço (que são médicos, como sabemos) sabem disto! Mas não interessa estar a criar conflitos na paz e nos lobies existentes...
Houve algumas instituições onde os directores se demitiram por esta medida... isto até é para rir, algúm enfermeiro director podia fazia isto? algum enfº chefe o poderia fazer? obviamente que não, pq só os únicos donos e os únicos que se acham imprescindiveis na saúde em Portugal são os médicos...
Quantos médicos conhecem que são deputados? Há muitos!... Governantes? Tb há muitos!...Enfermeiros conhecem alguns, ou algum? è aqui que se vê o poder do lobie e a nós vão dando umas migalhas, que muitos teimam em aceitar e em se baixar para as juntar!...

Enfermeiros, ou nos unimos, ou lutamos pela dignidade profissional, sem admitir servirmos só para desulpar e encobrir outras classes superprotegidas e cada vez mais poderosas e aqui, caro Fernando (e veja a sua classe profissional) vai-me desculpar mas, parece-me que ainda não é este Ministro que vai conseguir acabar com a "única profissão em que se ganha mais do que em Espanha e menos se trabalha... os médicos!" (palavras de uma médica espanhola a exercer em Portugal!!!

Sem mais, desculpem a extensão dos comentários!

Um 2007 melhor para todos e sobretudo para a Saúde em Portugal!

Offline mariamariamaria

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 926
    • Ver Perfil
Médicos e enfermeiros não querem picar o ponto
« Responder #13 em: Janeiro 05, 2007, 19:18:54 »
Todos sabemos que os médicos não cumprem horários, mas o facto que me parece mais grave é o facto de terem, tal como nós uma deetrminada carga horária semanal e assinarem dias em que nem sequer põem os pés nos serviços...

Esse assunto deveria ser controlado pelos directores de serviço, mas a maioria deles também tem telhados de vidro e fecha os olhos... É a privada que lhes dá dinheiro!

O ponto vai prejudicar muitos enfermeiros, sobretudo os que têm duplo emprego.

Eu não tenho duplo emprego, mas asseguro muitas vezes, meias horas de colegas que têm de ir para outro emprego e precisam de saír mais cedo, mas esses colegas asseguram-me muitas vezes, meias horas à entrada, pois tenho dois filhos pequenos e não é fácil, às vezes, chegar a horas...

O que está em causa é asegurar cuidados... Mas eu posso combinar com um colega ficar mais uma hora por ele e ele pagar a hora depois.

Não concordo com o ponto, pois os enfermeiros asseguram serviço.

Proponho antes que os directores de serviço controlem os médicos, de forma a que os serviços sejam assegurados e sejam fiscalizados e punidos se o não fizerem.

Acredito que os grandes prejudicados por este sistema vamos ser nós.