Autor Tópico: Assisteo - França  (Lida 50367 vezes)

Offline Patrícia88

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 32
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #105 em: Abril 13, 2012, 14:13:23 »
Obrigada colega Jotix! É sempre uma mais valia a opinião de colegas! Já agora aproveito para lhe fazer outra questão: Com que frequência consegue vir a Portugal?

Obrigada!

Offline Patrícia88

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 32
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #106 em: Abril 22, 2012, 15:34:58 »
Olá colegas! Alguém sabe onde posso traduzir os documentos necessários para trabalhar em França? Até agora só me indicaram a Alliance Francaise que cobra 20 por página! Obrigada!

Offline jotix

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #107 em: Abril 23, 2012, 20:30:28 »
Citação de: Patrícia88
Obrigada colega Jotix! É sempre uma mais valia a opinião de colegas! Já agora aproveito para lhe fazer outra questão: Com que frequência consegue vir a Portugal?

Obrigada!

Teoricamente, eu posso ir a Portugal quando me der na cabeça. Já que não tenho nenhum contracto de termo, ou de longa duração. Mas normalmente, costumo ir duas vezes por ano.
Enfermeiro em França

Offline Patrícia88

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 32
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #108 em: Abril 24, 2012, 19:00:35 »
Ok! Obrigada Jotix!

Offline taty_g

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 29
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #109 em: Junho 11, 2012, 16:05:50 »
Citação de: Patrícia88

Olá colegas! Alguém sabe onde posso traduzir os documentos necessários para trabalhar em França? Até agora só me indicaram a Alliance Francaise que cobra 20 por página! Obrigada!

Olá colega!

Eu mandei traduzir a minha documentação na AF e não paguei 20€ por página. Mandei traduzir 3 documentos e não chegou a 40€. :) Foi o sítio mais barato que encontrei.. :)

Offline ACatarinaA

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 12
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #110 em: Julho 11, 2012, 15:22:14 »
Penso que um advogado ou notário o podem fazer... E se conhecer alguém melhor, que sempre podem fazer uma atençãosinha...como foi o meu caso. :)

Offline ju silva

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 52
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #111 em: Setembro 09, 2012, 10:34:39 »
mas será que a empresa ASSISTEO ainda recruta para França? a sua presença no forum, ultimamente, tem sido escassa.

Offline Sanguessuga

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #112 em: Setembro 27, 2012, 16:24:55 »
Olá colegas ;) Eu sou mais uma enfermeira que ta disposta a fazer as malas e a ir para França. Tenho o nível B1 de frances, certificado pela Allianse française, e já estive na Bélgica, 2 meses, mas acabei por vir embora, porque não gostei do país nem da experiencia por intermédio de agencia, por isso gostava de apostar na França, e tratar de tudo sozinha, mas estou um bocadinho perdida, no que diz respeito à papelada necessária..alguém me poderá ajudar?E depois de ter os documentos traduzidos, envio para onde?Estou mais interessada na região de Bordeus, alguém me sabe dizer as possibilidades de trabalhar nessa região como enfermeira?
Obrigada e cumprimentos a todos

Offline JG

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 210
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #113 em: Novembro 30, 2012, 15:45:16 »
Citação de: ju silva
mas será que a empresa ASSISTEO ainda recruta para França? a sua presença no forum, ultimamente, tem sido escassa.

Também gostava de saber... visto que nunca obtive uma única resposta desta agência.
"Porque ninguém sabe mais que uma enfermeira, distribuidora de felicidade em geral."

Offline Enfª Raquel

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 113
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #114 em: Dezembro 23, 2012, 20:28:33 »
precisava falar com o Enfermeiro ISAAC. por favor contacte-me. enviei-lhe uma mensagem-. obrigada
e aproveito pa desejar um Grande e Feliz Natal:)

Offline missinblue

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 80
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #115 em: Fevereiro 25, 2013, 06:16:02 »
Citação de: JG
Citação de: ju silva
mas será que a empresa ASSISTEO ainda recruta para França? a sua presença no forum, ultimamente, tem sido escassa.

Também gostava de saber... visto que nunca obtive uma única resposta desta agência.

Será que ainda a ASSISTEO ainda faz recrutamento de enfermeiros para a França? 

Offline missinblue

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 80
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #116 em: Fevereiro 25, 2013, 06:27:56 »
Citação de: jotix
Eu trabalho em França, já vai fazer quase 2 anos e meio.

É muito fácil arranjar emprego em França. Basta que falem um pouco de francês.
Para se candidatarem directamente pelos centros hospitalares, pesquisem um numa região que vos agrada, e entrem em contacto com o mesmo. Acredito que irão obter uma resposta rápida.

Normalmente, oferecem possibilidades de alojamento, e devem falar nisso, quando os contactam. Talvez na região de Paris, as coisas sejam mais complicadas nesse sentido, já que é uma região muito densa em termos de população.

Posso então, dar-vos vários exemplos:
Centre Hospitalier de Vierzon
Centre Hospitalier de Meulan
Centre Hospitalier de Dreux

Vejam no mapa da França. Normalmente em cada vila, existe um hospital de assistência variável.


Olá colega, mediante o que vi no forum quanto ás agencias de recrutamento para França, conclui que será mais fácil concorrer a nível individual, para tal, se fosse possivel, poderia me dizer que documentos, além do c.vitae serão necessarios para concorrer para França. E poderia me dizer se é obrigatória a inscrição na ordem dos enf em França e suspender a de Portugal?
Obrgdo e até breve  :)

Offline Graziela C.

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 57
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #117 em: Fevereiro 25, 2013, 19:49:44 »
Boa noite a todos! A minha presença tem sido muito escassa, é verdade, e peço desculpa pelo facto. Deixei de receber notificações dos vossos contactos, o que tb me induziu em erro. Mas cá estou para esclarecer quem quiser e deixar algumas informações em resposta ao que percorri aqui.

Em primeiro lugar, deixo aqui bem claro que, de facto, não arranjamos vaga para todos. Infelizmente. Mas tambem friso que isso fica definido desde o inicio com o candidato. Nem sequer exigimos exclusividade por parte do candidato. Se quiserem pesquisar por outras vias ao mesmo tempo, so pedimos que nos informem para que não haja candidaturas duplicadas. Acrescento que o candidato não paga nada, pelo que fico muito admirada com a virulencia de alguns comentarios. Compreendo a frustração de quem não conseguimos colocar, mas a maioria dos casos são candidaturas condicionadas: pretendem uma zona especifica, ou uma vaga num serviço especifico... Se for um casal tb se torna mais complicado... E mais uma vez, os candidatos são avisados desde o inicio desse senão.

Em segundo lugar: quanto a pertinência de se dirigir a uma agência: só vos posso falar do que os nossos clientes (as instituições de saude) procuram quando decidem solicitar os nossos serviços: procuram quem garanta a validade dos documentos do candidato, do diploma, quem seleccione candidatos sérios, que correspondam a um determinado perfil, etc.
Procuram tambem que a agencia acompanhe e aconselhe o candidato em tudo o que ele vai precisar: preparar viagem, aconselhar para todos os tramites legais a efectuar em França, garantir que estão informados das suas obrigações legais e profissionais, ajudar a constituir os dossiers administrativos (ONI), esclarecer todos os aspectos práticos (segurança social, telefonia, banco, arrendamento, fiscalidade, compreensão da ficha de salario...) e que seja um intermediario durante os 3 primeiros meses - pelo menos - de integração do candidato para que a comunicação seja facilitada entre a instituição e o candidato.

Do lado do candidato, penso que os que optam por uma agência, procuram acima de tudo conselho, acompanhamento e orientação para que esse salto não seja mais dificultado por problemas práticos, mal-entendidos e que saibam exactamente onde vão, como é o alojamento (Recordo: solução garantida para o periodo de experiencia no minimo), quanto tempo terão de integração, termos do contrato, horarios, composição da equipa, numero de pacientes, transportes e acessos, contactos de outros portugueses na mesma area, inclusive associativismo ou lazer...
Ultimamente, temos recebido muitas candidaturas ou mesmo contactos para obterem esclarecimentos de enfermeiros que foram sozinhos. E depois de terem dado o salto sozinhos, optam por um processo mais seguro para sairem de onde estão. Porque deixaram muita coisa por esclarecer ao darem o salto. Porque o mercado do emprego não é um paraiso nem todos os interlocutores são claros ou mesmo honestos. Já vimos enfermeiros a trabalharem em intérim como auxiliares; coisa que nunca pensei ver em França, mas quem quer enganar - quer no publico quer no privado - encontra uma população muito mais facil de manipular nos estrangeiros, sobretudo quando não dominam minimamente a lingua.
Recordo tb que o nivel hoje exigido pela ONI é o B2.

Facto é que não tenho feedback de quem consegue logo a primeira a colocação de sonho, mas sei que acontece. E ainda bem. Mas sempre houve quem conseguisse, quer por sorte, quer por conhecimentos! Contudo, o trabalho que desenvolvemos todos os dias com os nossos candidatos é util e pertinente. Conseguimos integrar segurança num processo que é muitas vezes vivido como algo muito stressante. E ninguem - jamais - é sequer pressionado para aceitar uma oferta. O que aparece é proposto ao candidato em espera, mesmo que não corresponda a 100% aos seus criterios e é sempre livre de aceitar ou não, dado que trabalhamos na base de uma colaboração livre com os profissionais. O que é obvio é que so podemos propor o que temos, e que o nosso trabalho tambem consiste em propor o candidato mais adequado a vaga.

E quando, como hoje, recebemos mensagens calorosas de candidatos colocados há mais de 1 ano, sentimos que o que fazemos faz sentido.

Para terminar de forma optimista: estamos a desenvolver a nossa área comercial pelo que esperamos poder propor em breve mais vagas para satisfazer mais candidatos.

Até lá, ficamos ao dispor.
GC
Graziela CORDEIRO   
Consultora em Recursos Humanos
__________________________________________________
(+351) 963 472  508 – (+33) 646 62 39 24
 graziela.cordeiro.recrutement@gmail.com


Offline Sanguessuga

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #118 em: Março 10, 2013, 23:21:09 »
Citação de: Farfi
Boa tarde, colegas.

Partindo do pressuposto que nos candidatamos directamente aos CHU ou CHR, sabem se há alguma possibilidade dessas instituições facultarem alojamento nos primeiros meses de trabalho?

Cumprimentos

Pois, e quando se anda a concorrer para a França inteira e respondem sempre que não têm vagas?Foi o que aconteceu comigo..depois desisti, e como tenho a documentação para trabalhar na Bélgica, resolvi voltar para lá..no prazo de 15 dias agendei 5 entrevistas :) enquanto que da França,nem uma entrevista consegui, infelizmente. Isto com dois cursos de francês e nível B1, que é o que tenho. Há que aproveitar e trabalhar onde realmente haja possibilidades. Na minha opinião sincera, os tempos aureos da França já lá vão..a grande vaga de emigração foi em 2009/2010.  Agora penso estar mais difícil. Cumprimentos e boa sorte para quem se aventura por terras fora de Portugal. Como eu:)

Offline Graziela C.

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 57
    • Ver Perfil
Re: Assisteo - França
« Responder #119 em: Março 11, 2013, 15:29:16 »
Olá a todos,

Reagindo ao post anterior: acho optimo e legitimo que alguns tomem as rédeas dos seus projectos e tentem sozinhos. Contudo, se existimos é por alguma razão: filtramos tanto as ofertas - com exigencias de condições para os candidatos, alojamento, contratos sem termo, enquadramento e apoio na integração profissional e pessoal, etc - como os candidatos - tentando adequar as ofertas aos perfis.
E acima de tudo, trazemos segurança e garantias no processo. Sem nenhum custo para o candidato. Para todos os que colocámos, inclusive em casos mais complicados, penso que todos apreciaram o apoio e a transparencia. Pelo menos é o feedback dos candidatos com quem mantemos contacto, por vezes há mais de 3 anos. E é isso que nos dá alento para continuar.

Agora, mais uma vez, a disparidade entre a quantidade de candidatos e as vagas que nós temos é grande, e cada candidato é informado de tal desde o inicio do processo. Cada vaga supõe um trabalho de negociação e recolha de informação muito completo e longo com a instituição e não só, pelo que, neste momento, não temos um numero suficiente de vagas para todos os candidatos que nos contactam.
E é evidente que tb é uma situação frustrante para nós, contudo, para aumentar o numero de vagas neste momento, teriamos que baixar o nivel de exigencia das mesmas. Como podem entender, isso não é opção para nós.

Nada tem a ver com uma suposta mudança na situação de França: há muitas ofertas, e temos alguns anos pela frente antes de sentir qualquer abrandamento. O mercado para enfermeiros estrangeiros tem-se focado um pouco mais para geriatria, as exigencias relativamente a lingua têm aumentado, e as necessidades concentram-se um pouco mais em determinadas zonas do pais, mas sem mudanças marcantes desde 2009.

Resumindo:

não exigimos exclusividade, nem cobramos o serviço. Não há garantia a partida: podemos colocar numa semana como já aconteceu, ou em varias. Ou infelizmente, não arranjar vaga dentro do prazo considerado razoavel pelo candidato. É legitimo, desde que comunicado.
Mas quando chegamos a acordar uma colocação, damos o nosso melhor e não contamos os esforços para acompanhar e amparar o profissional: esse é o nosso compromisso para com os nossos candidatos. E é garantido.


Um excelente dia para todos :-)
G.
Graziela CORDEIRO   
Consultora em Recursos Humanos
__________________________________________________
(+351) 963 472  508 – (+33) 646 62 39 24
 graziela.cordeiro.recrutement@gmail.com