Votação

De uma forma geral, os prestadores de cuidados informais têm conhecimentos, habilidades, apoios suficientes para prestarem cuidados a um idoso dependente?

SIM
1 (1.8%)
Não
55 (98.2%)

Votos totais: 55

Votação encerrada: Outubro 31, 2006, 16:21:29

Autor Tópico: Cuidador Informal  (Lida 22563 vezes)

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #30 em: Junho 21, 2008, 17:09:39 »
Alguém realiza sessões de educação para cuidadores informais?

Se sim...em que são baseadas essas sessões?

Partilhem experiências...

Offline enfermeiredo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 878
    • Ver Perfil
    • http://groups.google.com/group/noticias-da-enfermagem
Re: Cuidador Informal
« Responder #31 em: Junho 21, 2008, 22:37:07 »
EnfSergio
Trabalho em CSP - cuidados domicilários numa instituição de solidariedade social de Lisboa.
A formação formal que realizo aos cuidadores formais e informais é em função das necessidades referidas por estes.
O grande mal é Ulceras de Pressão. O grande problema é respostas inadequadas. Faz lá sentido uma pessoa passar o dia em casa, sózinha, a olhar para uma televisão que nem consegue accionar o comando, só com vizita das ajudantes familiares 3x dia, porque não há vagas em lar. E as assistentes sociais vivem felizes com essa realidade. Depois as UP surgem em barda. Depois, claro, quando o doente morre acabam as UP...
Que triste é ser velho em Portugal.
Mais triste é ser-se pobre e chegar a velho.
O povo opõe-se à massa;
vive da liberdade e da consciência de cada um

Pio XII
Rádio Mensagem de Natal de 1944
Sobre a democracia
O 5.º Natal de guerra

Offline carlaandreia

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 100
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #32 em: Junho 21, 2008, 23:44:45 »
"Que poderemos nós fazer para preparar melhor o cuidador informal?"

Em primeiro lugar, temos que conhecer as necessidades de cuidados do cuidador informal, para isso temos que proceder a actividades diagnosticas (observação, questionário…).
Depois de diagnosticadas as necessidades de cuidados, o que temos a fazer para preparar melhor o cuidador informal é ENSINAR, INSTRUIR E TREINAR! Muito importante, é não nos ficarmos só pelo ensinar. É fundamental, instruir e treinar!E depois reavaliar a eficácia dos ensinos!

"Como são feitas as preparações da alta nos vossos serviços?"

Bem, eu trabalho eu CSP, por isso recebo os doentes que têm alta hospitalar e considero que posso e devo ter um papel fundamental nestas situações. Como? Fazendo aquilo que referi no tópico atrás.

"Os enfermeiros de cuidados de saúde primários que têm a dizer da preparação feita em meio hospitalar? Os ensinos são suficientes? Qual o papel dos enfermeiros de CSP?"

Nunca trabalhei em meio hospitalar, mas sei por experiência em estágios e falo por mim, que a agitação própria dos hospitais e a “falta de tempo” às vezes dificulta uma preparação mais afincada. Uma lacuna que penso existir é a articulação hospital-centro de saúde, no que se refere a registos de enfermagem. Sempre que um doente esteve internado, traz uma carta para o médico de família, mas para o enfermeiro de família é raro (posso estar enganada, mas refiro-me ao meu local de trabalho). Os enfermeiros em meio hospitalar devem fazer os ensinos com a melhor qualidade que conseguirem mas penso que é depois realmente o enfermeiro CSP que têm de melhor trabalhar com o cuidador informal.

”A maioria dos ensinos em meio hospitalar são feitos de véspera, senão no dia em que o doente tem alta. É dada uma enorme quantidade de informação ao futuro cuidador que apesar da muita boa vontade, fica totalmente baralhado. Os cuidadores são geralmente pessoas de idade, com baixa escolaridade e que têm que aprender muito em pouco tempo. É suficiente? Não me parece. Como é feita a preparação das altas nos vossos serviços? Há contacto com os centros de saúde a informar do grau de dependência do idoso e o grau de aprendizagem do cuidador??"

Concordo. E como já disse, deve haver uma melhoria dos registos efectuados e da comunicação entre hospital-centro de saúde e centro de saúde-hospital.

"Infelizmente, e falo pelas realidades que vou conhecendo, a alta é preparada e depois nunca mais temos contacto com aquela família e aquele idoso. É feita carta de alta para centro de saúde. Sabemos se ela foi entregue? Sabemos se eles têm prestado apoio? Nas cartas de alta dizemos que tipos de ensinos foram realizados? Dizemos onde o cuidador teve/ tem mais dúvidas? Disponibilizamo-nos para ajudar? Dizemos no momento da alta...se tiver alguma duvida contacte o serviço...há enfermeiros 24horas?"

Concordo com tudo o que diz. São tudo questões para cada um reflectir e melhorar na sua prática profissional.

Offline carlaandreia

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 100
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #33 em: Junho 21, 2008, 23:52:09 »
"Alguém realiza sessões de educação para cuidadores informais?
Se sim...em que são baseadas essas sessões?"

As sessões de educação para os cuidadores informais que realizo são individuais, no domicílio da pessoa que necessita de cuidados.
As sessões são baseadas na avaliação inicial da pessoa doente e do prestador de cuidados e na carta de alta de enfermagem (caso exista).

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #34 em: Junho 22, 2008, 18:16:02 »
@carlaandreia

Executas algum plano de acção para essas sessões de educação aos cuidadores informais?

Quais as temáticas por ti mais abordadas?

Offline carlaandreia

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 100
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #35 em: Junho 22, 2008, 19:56:19 »
Enf. Sérgio, executo o plano de cuidados no SAPE. Depois de avaliados os conhecimentos do prestador de cuidados e a situação da pessoa doente, traço um plano de cuidados. Neste, dependendo das situações, como é óbvio, costumo abordar os conhecimentos, capacidades e habilidades do prestador de cuidados sobre:
- alimentação por SNG;
- cuidados com o catéter urinário;
- prevenção de úlceras de pressão;
- autocuidado higiene;
- autocuidado posicionar-se;
- regime medicamentoso;
- (...).

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #36 em: Julho 31, 2008, 21:35:20 »
No hospital em que trabalho vai ser alargado o horário de visita...das 12h até às 20h, acabando os dois períodos existentes (15h30-17h e das 19h-20h).

Será este período importante para melhorar a relação enfermeiro/cuidador informal...e insistir mais nos ensinos??

Alguém que tenha este período alargado nos locais de trabalho? É importante?

Offline MARIA JU

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 41
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #37 em: Agosto 01, 2008, 17:20:38 »
Na instituição onde trabalho o horário de visitas é das 11.30 até as 19.30, o que considero ser uma mais valia para o prestador de cuidados, o ideal seria estar presente aquando dos cuidados de higiene mas há algumas barreiras, que não nos permitem efectuar aquilo que seria o ideal...

Offline Danoninha

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 134
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #38 em: Setembro 17, 2008, 13:29:23 »
Concluido o trabalho de investigação neta área, interessa salientar que a nossa intervenção enquanto enfermeiros relativamente aos cuidadores informais se encontra muito aquém do pretendido.
Porém interessa salientar que, apesar da boa vontade e interesse por paret de muitos enfermeiros, existem limitações inerentes ao funcionamento da própria instituição de saúde, às políticas de alta hospitalar e inclusive às altas clínicas precoces e "fora de horas".
Outras conclusões surgiram, relativas sobretudo às dificuldades dos cuidadores informais no que concerne à prestação de cuidados à pessoa idosa dependente...
O que fazer se estamos limitados por condições de natureza predominantemente institucional?
Andamos a remar contra a maré...
Danoninha TM

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Cuidador Informal
« Responder #39 em: Setembro 17, 2008, 18:57:59 »
@Nisa Gomes

concordo perfeitamente...é impossível muitas vezes preparar altas, quando estas são precoces...ou então quando são dadas sem nos informarem...

É difícil mudar mentalidades...e neste aspecto tem que se mudar a mentalidade dos médicos...dos enfermeiros...e dos próprios cuidadores...e como é lógico...nunca esquecendo o doente