Forumenfermagem

Autor Tópico: Heparinização de Catéter Venoso Central (CVC)  (Lida 24615 vezes)

Offline Ruu

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 115
    • Ver Perfil
Re: Heparinização de Catéter Venoso Central (CVC)
« Responder #15 em: Outubro 19, 2010, 01:49:08 »
Colega Tiagopt

não encontrei nenhuma bibliografia que refira que não há necessidade de heparinizar os lumens, quando estes não estão a ser utilizados com outros tipo de medicação em perfusão. O colega tem??
No caso do serviço onde trabalho já não se faz as diluíções como fui lendo neste tópido ( apesar de na escola tb ter aprendido 1 cc de heparina em 9cc de SF), utilizamos uma solução de heparinização "fibrilin".
O colega refere que é pouco comum perder a viabilidade dos lumens mesmo só fazendo lavagem, mas na minha curta experiencia, é mais ou menos frequente estes por vezes não refluírem.
É verdade que os riscos no manuseamento dos CVC são reais e comuns, e que é necessário assépitca para manter o minimo de esterelidade do local.

Offline tiagopt

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 64
    • Ver Perfil
    • http://surfaratendencia.blogspot.com/
Re: Heparinização de Catéter Venoso Central (CVC)
« Responder #16 em: Outubro 19, 2010, 19:34:56 »
Sim, tenho alguns. Deixo o link para um de 2009, bastante interessante. Não sei se é de acesso aberto, se não for digam e eu coloco o documento. http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1 ... 5103.x/pdf
Assim por alto, sem dados científicos, perde-se um lúmen no meu serviço talvez de 2-2 meses. Em casos de oclusão, geralmente resolvemos com uma seringa de insulina.
Cumprimentos,
Tiago

Offline aclau

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 58
    • Ver Perfil
Re: Heparinização de Catéter Venoso Central (CVC)
« Responder #17 em: Junho 11, 2012, 00:17:20 »
Boa noite colegas!

Actualmente como procedem na presença de CVC, heparinização ou não?

Se sim em quanto fazem a diluição de heparina?

Obrigado

Offline Digoxina

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 169
    • Ver Perfil
Re: Heparinização de Catéter Venoso Central (CVC)
« Responder #18 em: Outubro 20, 2012, 21:07:20 »
Citação de: aclau
Boa noite colegas!

Actualmente como procedem na presença de CVC, heparinização ou não?

Se sim em quanto fazem a diluição de heparina?

Obrigado


Boa noite colegas! Gostria de saber quais são as normas actuais.li em comentários anteriores que não se utiliza a heparina de acordo com guedlines,mas gostaria de saber se existe alguma informação actualizada!

Obrigado ;)

Offline lidia_lc

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 33
    • Ver Perfil
Re: Heparinização de Catéter Venoso Central (CVC)
« Responder #19 em: Outubro 21, 2012, 01:48:54 »
Citação de: Digoxina
Citação de: aclau
Boa noite colegas!

Actualmente como procedem na presença de CVC, heparinização ou não?

Se sim em quanto fazem a diluição de heparina?

Obrigado



Boa noite colegas! Gostria de saber quais são as normas actuais.li em comentários anteriores que não se utiliza a heparina de acordo com guedlines,mas gostaria de saber se existe alguma informação actualizada!

Obrigado ;)



Boa noite Colegas

No meu estágio de integração que terminou em Julho, o serviço para estes casos tinha um protocolo... Aspirar 10cc de cada lumen para verificar se estavam funcionantes, de seguida administrar 10cc de SF, e por fim diluir 1cc de heparina até 10cc de SF e administrar entre 3 e 4cc (dependendo se o lumen era proximal, distal e medial).

 ;)
“Nós não somos o que sabemos. Somos o que estamos dispostos a aprender.”

Offline EnfermeiroMaravilhas

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 84
    • Ver Perfil
Re: Heparinização de Catéter Venoso Central (CVC)
« Responder #20 em: Fevereiro 06, 2013, 12:34:28 »
Citação de: "tiagopt"
Citação de: "luar"
Segundo o que aprendi à poucos dias na pós-graduação em cuidados intensivos - actualmente e segundo as novas guidelines já não se hepariniza catetéres centrais, apenas se faz a lavagem com SF. Apenas são heparinizados na diálise.

Quanto aos periféricos apenas SF.

Precisamente. A heparinização do CVC já não é recomendada há algum tempo, pelos riscos que essa prática traz. E caiu em desuso principalmente pelos protocolos falaciosos que a regiam. Em primeiro lugar, é importante distinguir se o cvc é de 2, 3, 4, ou 5 lumens, e se é de 16 ou 20cm, porque o tamanho dos seus lúmens é diferente. Dentro do mesmo cvc um lúmen pode ser de 0,7 e o outro de 1,2 cc de capacidade, dependendo se é o proximal ou distal. Raramente os protocolos são tão específicos.
Não há nenhum lúmen com 3 cc de capacidade. Se tiver 1cc, os outros 2 vão servir para heparinizar o doente, o que não é de todo recomendado (Há outras formas de o fazer quando é esse o objectivo). É verdade que a heparina tem uma semi-vida curta e até tem antagonista mas sabemos bem que na prática não é assim tão simples.
E já agora, se dos 3 cc mandamos 2 para a corrente sanguínea, porque nos damos depois a tanto trabalho para aspirar 1cc que por lá ficou, ou 0,7?

Há anos que lavo apenas os lúmens com SF e é raro perder-se algum. Quando isso acontece normalmente é em doentes com episódios de refluxo ou em casos de má lavagem, embora volte a salientar que é bastante raro.

Nos catéteres de diálise é diferente, porque pelo seu calibre têm tendência a criar coágulos com mais frequência. Os novos já trazem escrito no lúmen (em cada um deles um valor normalmente diferente) a sua capacidade. Normalmente no meu serviço preenchemos o lúmen (ex. 1,6cc) com 1,6 cc de heparina pura, sem diluição. Neste caso poderia ser de facto diferente e proceder-se a algum tipo de diluição.


Cumprimentos,
Tiago

os catéteres de dialise TÊM de ser heparinizados, senão é certo e sabido e vão obrtruir-se e isso obriga muitas vezes à sua substituição o que é chatinho. É por isso que os catéteres de dialise têm escrito o volume em cc's, para que os possamos preencher com um anticoaguante.

Já os CVC, não têm indicação nenhuma. Nunca vi CVC heparinizados, à excepção dos Porth-a-Cath, quando é previsivel que não vão ser usados durante bastante tempo.
Um CVC de 3 vias.... por exemplo, 1 está normalmente sempre em utilização. As outras duas se forem lavadas 1x por dia, dificilmente ficam obstruidas.

É a minha opinião.

Offline PMR

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver Perfil
Re: Heparinização de Catéter Venoso Central (CVC)
« Responder #21 em: Outubro 07, 2013, 18:19:44 »
Apesar de tardio, aqui fica o reavivar deste tópico importante.
Segundo o Enf. Maravilhas - "Nos catéteres de diálise é diferente, porque pelo seu calibre têm tendência a criar coágulos com mais frequência"
Se me permite a opinião o calibre do cateter ou o seu cumprimento, não tem a ver diretamente com a formação de coágulos.
Os coágulos  resultam da formação de fibrina. A fibrina por seu lado é originária das proteínas do plasma presentes na fase de exsudação do processo inflamatório. Quando da introdução de um cateter, qualquer que seja, CVP ou periférico, existe uma agressão ao organismo que automaticamente desencadeia um processo inflamatório caracterizada por alterações vasculares e tecidulares que visam no fundo isolar o agente agressor, o cateter, sendo assim uma normal reacção de defesa . Neste processo de libertação de proteínas, o fibrinogénio é, pelo processo de coagulação transformado em fibrina resultando assim num coagulo estável e insolúvel.
Assim o que se pretende com a heparinização e evitar e/ou minimizar a formação de fibrina e por consequência a formação de coágulos. Assim deve-se heparinizar todos os cateteres quando "parados".