Forumenfermagem

Autor Tópico: Enfermagem e psiquiatria  (Lida 13642 vezes)

Offline julia

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 11
    • Ver Perfil
Enfermagem e psiquiatria
« em: Setembro 06, 2004, 21:34:25 »
Ola a todos,

gostava iniciar um novo topico em relaçao a psiquiatria, e saber um pouco melhor como esta especialidade esta a evoluir em Portugal.
As minhas preguntas sao tantas: :roll:
Ha muitos hospitais de psiquiatria em portugal?Que tipo de doentes é que sao internados?
Quais sao as estabelecimentos ou outros organismos ,em relacao ao hospital, que ajudam o seguimento do doente e reinserçao na vida sociale,familiale e profissional?Quais sao as responsabilidades do enfermeiro nesse tipo de serviço?

Agradecimentos ...

Offline pedrojosesilva

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1883
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #1 em: Setembro 07, 2004, 14:50:52 »
Olá Julia!

Não tenho muitos conhecimentos acerca desta especialidade, mas tal como as outras, a formação de enfermaeiros especialistas em psiquiatria tem estado parada.

Quanto a hospitais psiquiatricos, existem aqui no Porto o Magalhães Lemos e o Conde Ferreira (este último tem vindo a ser desactivado).
Apesar da tendência a integrar os doentes psiquiatricos na Comunidade, parece-me que não existe grande apoio das instituições de saúde comunitária, nomeadamente os Centros de Saúde, cujos quadros não contemplam nem médicos, nem enfermeiros especializados em psiquiatria.


Ficamos a aguardar a resposta de outros colegas....

Offline julia

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 11
    • Ver Perfil
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #2 em: Setembro 07, 2004, 21:38:18 »
Em portugal,exite um diplôma de enfermagem que permite aos enfermeiros exerçer no hospital geral como numa area de psiquiatria,ou ha formaçao  diferente?

Offline pedrojosesilva

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1883
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #3 em: Setembro 08, 2004, 12:23:17 »
Em Portugal um enfermeiro pode exercer num Hospital Psiquiatrico, sem obrigatóriamente ter a especialidade. Ou seja o curso de base é o único requisito para exercer tanto no Hospital Psiquiatrico, como no Hospital Geral.
Depois podes especializar-te, mesmo que estejas a exercer num hospital psiquiatrico ou num serviço de psiquiatria num Hospital geral, só entras para a carreira profissional de enfermeiro especialista em Enfermagem Psiquiatrica quando a instituição onde trabalhas abrir um concurso para admitir especialistas nesta área. Nesse momento concorres, tens que ter acabado o curso de especialização numa Escola Superior de Enfermagem ou ter obtido equivalencia caso tenhas feito o curso fora de Portugal.

Nos últimos anos os cursos de especialidade têm estado parados e as admissões de especialistas também.

Offline julia

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 11
    • Ver Perfil
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #4 em: Setembro 08, 2004, 14:13:07 »
Obrigado pelas informaçoes,

é que a formaçao aqui é um bastante diferente.
O curso de enfermagem é obtido numa escola especializada, com 1 concurso de entrada, e nao na faculdade.
Sao 3 anos de formaçao, e nao 4 como em Portugal.
E aqui nao existe o modelo 2+2( theoria e depois pratica),
ha 5 estagios por ano de formaçao(espalhados pelo ano, de maneira que o estagio praticado segue e corresponda a theoria ja realizada.
(Cada estagio tem duraçao de 1 mês, ou 2 mês no terçeiro ano.)

Se tiveres mais informaçoes acerca dessa especialidade nos proximos tempos, aguardo sempre.Obrigado.. :wink:

Offline Karlwork31

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
    • http://falando-enfermagem.blogspot.com
Enfermagem de Saúde Mental...
« Responder #5 em: Setembro 09, 2004, 10:56:51 »
Prefiro esta expressão, "Enfermagem de Saúde Mental" à expressão que dá nome a este subforum. Isto porque eu penso que a intervenção da Enfermagem é tão ampla nesta área, que é redutor direccioná-la unicamente para os hospitais psiquiátricos.

Os centros de saúde mental, assim como os centros de combate à Toxicodependência ou Alcoolismo, são exemplos de trabalhos meritórios desenvolvidos por enfermeiros com formação nesta área.

Além disso, tem surgido projectos muito válidos de apoio a doentes crónicos (patologias oncológicas, doentes cardíacos, doentes imunodeprimidos...). Todos os enfermeiros que trabalham com estes doentes, estão conscientes dos problemas psicológicos associados com estas patologias, assim como a dificuldade de os enfrentar. A participação de Enfermeiros de Saúde Mental, tem contribuido muito para o sucesso destes projectos, o que obviamente só nos honra e dignifica.

Offline _

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 379
    • Ver Perfil
    • http://www.apnep.pt
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #6 em: Setembro 09, 2004, 18:32:05 »
Ainda relativamente a este topico, gostaria aqui de deixar uma ideia, em especial para aqueles que conhecem a realidade que vou abordar.

Relativamente ao Centro Hospitalar Conde Ferreira, e as suas (para já!) condições materiais... Para os que não conhecem este centro hospitalar, é uma unidade que se ocupa de doentes com afecções mentais, desde doentes crónicos, a doentes com perturbaçoes decorrentes do uso de drogas, entre outros...

Em primeiro lugar gostaria de "tirar o chapéu" a todos aqueles que de alguma forma trabalham na dita instituição. Pele sua paixão pelo seu trabalho, pela dedicação ao mesmo, e em especial aos doentes, mas sobretudo pela luta contra a falta de meios materiais, e por vezes humanos.

é certo que isto acontece em mais locais, mas a realidade acima "pincelada" deixou-me um pouco pensativo em relação a diversos temas. Penso que a Saúde Mental e Psiquiátrica é um vasto mundo a ser explorado, a ser cada vez mais levado em conta...
Abílio Cardoso Teixeira
(SCI1: CHP - HSA)

Offline julia

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 11
    • Ver Perfil
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #7 em: Setembro 10, 2004, 11:27:12 »
Concordo totalemente com a tua ideia, é uma aréa que, penso eu, esta a ficar com cada vez mais importancia, além de ja ter muita.

E aproveito desde ja a oportunidade, nao somente para agradeçer o pessoal e doentes dessa instituiçao, mas tambem para "tirar o chapéu"(redundançia, mas a mais apropriada), ao pessoal e pessoas que lidam com essas instituiçoes, que cada dia lutam para o bem-estar de doentes com grande sofrimento.
Parabens

Offline Gradil

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 13
    • Ver Perfil
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #8 em: Fevereiro 24, 2005, 00:38:46 »
Oi pessoal.

Não podia deixar de dar o meu contributo já que sou enfermeiro na psiquiatria.
Infelizmente a área de saúde mental e psiquiátrica é uma área ainda vista com muito receio e desconfiança por parte da população portuguesa em geral, mas pior que isto é saber (por experiência própria) que ainda existe um certo estigma da psiquiatria dentro da enfermagem. Posso desde já afirmar que trabalhar num serviço de internamento psiquiátrico não é tão simples como poderá parecer: as competências de um enfermeiro na psiquiatria tal como dos restantes colegas é assegurar a completa satisfação das Necessidades Humanas Básicas (segundo Virginia Henderson). Porém, a ideia que se tem é a de unicamente se administrar terapêutica oral a estes utentes. Nada mais errado e injusto. Esta área chega a ser muito mais abrangente que muitas das outras especialidades, passando desde a patologia mental, toxicodependências, dependências diversas, distúrbios de diversa ordem como por exemplo da personalidade, e muito mais.
Falando agora da realidade do serviço onde exerço: é um serviço de internamento, neste momento com 51 utentes, podendo ser dividido em dois grandes grupos, gerontopsiquiatria e psiquiatria forense. Isto é, cerca de 1/3 dos utentes possuem patologia mental crónica com evolução já muito prolongada, são utentes na sua maioria já de idade e que possuem associada à patologia mental diversas patologias físicas quer devido à própria idade quer devido à toma prolongada e intensa de medicação específica das suas patologias. No que diz respeito aos restantes 2/3 de utentes internados, estes são utentes inimputáveis, ou seja, pessoas que cometeram crimes e que foram julgados pela justiça mas que por possuírem patologia psiquiátrica cumprem a sua pena numa instituição psiquiátrica; estes são utentes nada fáceis de lidar, muitas vezes violentos e perigosos.
Ainda teria muito para dizer mas para não tornar o texto ainda mais pesado quero apenas acrescentar que qualquer dúvida que tenham nesta área, e desde que eu possa responder, é só responderem a esta mensagem.

Um abraço  :)

Offline pedrojosesilva

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1883
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #9 em: Fevereiro 24, 2005, 12:10:16 »
Boa Gradil!

Estavamos mesmo a precissar de um enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatrica  :lol:

Um dos meus objectivos imediatos é criar um forum separado só para Enfermagem em Saúde Mental, como aconteceu com o de Sáude Infantil. Isso vai depender da evolução deste tópico.

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #10 em: Fevereiro 25, 2005, 18:25:22 »
Nas curtas 4 semanas de estágio que tive no serviço de psiquiatria do hospital de castelo branco, o que realmente saltou à vista de todos, foi o facto de muitas das vezes os doentes serem internados por exemplo com patologia do foro médico-cirúrgico e não propriamente da componente psiquiátrica.....

O que se passava é que como era sabido que determinados doentes tinham antecedentes psiquiátricos, os próprios médicos do serviço de medicina interna, por exemplo, enviavam o doente para a psiquiatria, mesmo que no momento o seu principal problema fosse da área de competência da med. int..... isto denota o sobejamente conhecido preconceito relativamente ao doente mental e psiquiátrico....

A responsável pelo serviço utilizava muitas das vezes a expressão "parecemos um caixote do lixo....vem para aqui os doentes que nenhum serviço quer...", certo é, que apesar de tudo tenho imensas saudades do serviço e das pessoas....são experiências que nunca se esquecem!

Um abraço,  :D

Offline sanbokan

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 18
    • Ver Perfil
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #11 em: Fevereiro 27, 2005, 00:14:30 »
Boas! Também eu sou enfo que actualmente trabalha na area da psiquiatria, que gosto muito e, se puder, irei continuar a exercer... Considero que a psiquiatria é menosprezada pelos restantes colegas ja para não falar dos outros profissionais de saúde. Entram no serviço casos unica e exclusivamente de medicina interna.

Acho que custa a muitos colegas saber que não temos de dar tantos banhos (no leito) ou mesmo fazer tantas ENG (que as há em casos de negação extrema), mas esquecem-se que estes doente são, por vezes, dificeis de lidar: podem descompensar de 1 momento para o outro, agredir doentes e profissionais. A linguagem usada tem de ser cuidada, de modo a conseguirmos que os doentes façam aquilo que se pretende.

Não é 1 trabalho extenuante fisicamente (normalmente), mas o contacto com doente do foro psiquiatrico leva a 1 desgaste psicologico (genero: termos de explicar de 5 em 5 minutos que não podemos dar 1 cigarro, que tem de tomar a medicação, que não pode vir à casa de banho do pessoal, que tem de tomar banho, numa fase inicial não convem contrariar muito os seus delírios,etc etc)

Espero que a psiquiatria prospere, pois os malucos andem la fora, ai andem andem..  :lol:  :lol:

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #12 em: Fevereiro 27, 2005, 11:19:40 »
O Próprio Relatório Mundial de Saúde Mental publicado em 2001, alertava para esse tipo de situações, que ainda no passado ano foram, publicadas também pelo Conselho Nacional de Saúde Mental....

E a conslusão emergente é óbvia.... "há que conferir à Saúde Mental e Psiquiátrica um lugar de destaque e não uma retaguarda de apoio aos serviços de cuidados de outro foro"

O preconceito  e a sublimação de deternminado tipo de situações continuam a existir....pior é que cada vez são mais os que compactuam com essas opções!

Um abraço,  :)

Offline luisgod

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 18
    • Ver Perfil
Enfermagem e psiquiatria
« Responder #13 em: Junho 23, 2005, 02:13:50 »
Olá pessoal!!
Sou enf. há ja 12 anos e sempre trabalhei em serviços ditos normais, cirurgia, urgencia pneumologia medicina, até em triagens telefónicas. Por isso penso que a minha experiencia é abrangente. No entanto, desde algum tempo a esta parte, sinto que está na altura de enverdar definitivamente por uma especialidade. Penso que devido à "tarimba" destes anos gostaria de me dedicar á saúde mental. Tudo o que li anteriormente é verdade, é complicado lidar com o doente mental, muito mais complicado nos serviços ou mesmo na urgência. penso que é um desafio constante. O problema é que este desafio, para nós generalistas, por vezes é ao sabor do vento, pois ou lemos bastante sobre o assunto ou andamos como se costuma dizer "aos papeis". Há que referir que estes doentes existem, as instituições tambem, a especialidade é que já existiu. parece-me contraproducente. está na altura de existir formação especializada nesta área, dado que sinto que é necessário, alé das qualidades pessoais intrinsecas do enfermeiro. podem abrir um tópico sobre esta especialidade pois serei concerteza um partcipante frequente.