Votação

O seu Hospital tem Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar?

Sim
9 (36%)
Não
16 (64%)

Votos totais: 24

Votação encerrada: Abril 22, 2006, 12:20:46

Autor Tópico: Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar  (Lida 14281 vezes)

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« em: Abril 22, 2006, 12:20:46 »
"A evolução do exercício da Enfermagem tem-se processado, nos últimos anos, no sentido de uma cada vez maior exigência de qualificação profissional e de diferenciação das habilidades técnicas, científicas, relacionais e deontológicas.
Os cuidados de saúde na área da anestesia, cuidados intensivos e urgência vêm adquirindo uma importância vital na melhoria do cuidado especializado na situação de emergência.
As qualificações técnicas, científicas e a experiência profissional, no âmbito da Reanimação Intra-Hospitalar, configuram uma expressiva forma de indirectamente, preconizar a necessidade de diferenciação dos enfermeiros que exercem a sua actividade profissional nestas áreas."


Gostaria que partilhassem as vossas experiências neste âmbito...

Um abraço a todos,

Offline Darth_Vader

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 252
    • Ver Perfil
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #1 em: Abril 23, 2006, 03:51:30 »
Para além de não ter, como tenho especialidades que não têm médicos de urgência após as 16h e nos fins-de-semana, torna-se dificil encontrar um médico disponivel para observar um doente quando é necessário.

É assim...
Homem, na tentativa de tentar provar que não é um macaco, reforça a ideia que é um burro

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #2 em: Abril 23, 2006, 17:13:54 »
Súmula das Recomendações European Ressucitation Council 2005 - Versão Portuguesa da responsabilidade do Conselho Português de Ressuscitação:

Principais alterações no SBV Adulto
http://cprportugal.net/gca/index.php?id=211

Principais alterações no SAV Adulto
http://cprportugal.net/gca/index.php?id=213

Principais alterações na reanimação Pediátrica
http://cprportugal.net/gca/index.php?id=214

Principais alterações na DAE
http://cprportugal.net/gca/index.php?id=212

Abraço,

Offline Tininha

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 113
    • Ver Perfil
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #3 em: Abril 25, 2006, 20:38:22 »
Obrigada nunotavares, por teres postado os links para as pricipais alterações em procedimentos de SBV  e SAV, pois está diferente do que era leccionado à 3 anos atrás, pelo INEM.

Para dar um exemplo, kd tirei o curso de SBV no INEM, as CCT eram 15, seguidas de duas insuflações, e não 30:2, entre outras alterações.

Offline Anonymous

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 0
    • Ver Perfil
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #4 em: Maio 03, 2006, 17:10:56 »
A evolução do exercício da Enfermagem tem-se processado, nos últimos anos, no sentido de uma cada vez maior exigência de qualificação profissional e de diferenciação das habilidades técnicas, científicas, relacionais e deontológicas.
Os cuidados de saúde na área da anestesia, cuidados intensivos e urgência vêm adquirindo uma importância vital na melhoria do cuidado especializado na situação de emergência.
As qualificações técnicas, científicas e a experiência profissional, no âmbito da Reanimação Intra-Hospitalar, configuram uma expressiva forma de indirectamente, preconizar a necessidade de diferenciação dos enfermeiros que exercem a sua actividade profissional nestas áreas.


Atenção colega este texto pertence aos estatutos da Apeeph e foram alterados por si. Peço a atenção para esta situação

Albino Gomes

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #5 em: Maio 04, 2006, 08:54:33 »
Não é exclusivo da APEEPH....também está consignado na APEU....para além de que tinha este excerto no trabalho de uma colega da VMER...

Abraço

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
No hospital onde trabalho...
« Responder #6 em: Maio 04, 2006, 13:12:28 »
...não há equipa de reanimação
Quando um doente entra em paragem, nos turnos da tarde ou noite...chamamos o médico da urgência...que vem a correr (quando lhe apetece)...ou então mais ddevagar (para certificar o óbito). Entretanto os enfermeiros vão mantendo as manobras de reanimação até chegar o médico. Convém dizer que as urgÊncias ficam na outra ponta do hospital. Em extremos opostos.
Nos turnos da manha...há lá sempre médicos até +- as 13h

Offline 4life

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 2
    • Ver Perfil
Emergência Intra Hospitalar / Carro de Urgência
« Responder #7 em: Maio 09, 2006, 00:49:34 »
Penso que seria mais produtivo aproveitar esta oportunidade para, ao invés de nos queixarmos (fenómeno em que os enfermeiros são peritos), produzirmos conhecimento com as diferentes experiências a que fomos sujeitos.
E como não há crítica sem sujestão cá vai:
"Acham que os carros de urgência dos serviços deveriam ser uniformizados ou adequados às diferentes realidades?", esta é uma questão, para a qual tenho ouvido bons argumentos para qualquer das alternativas e gostaria de ouvir as vossas... Um abraço.

Offline Anonymous

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 0
    • Ver Perfil
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #8 em: Maio 09, 2006, 11:31:40 »
No meu hospital, o serviço de anestesia e reanimação, tem uma directriz que indica aos serviços a forma como devem ter organizados e equipados os carros de emergência....se bem que nem todos cumprem essa norma, mas como também não há qualquer tipo de controlo....

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #9 em: Junho 06, 2006, 23:43:54 »
para o 4 life

em hospitais em que existam equipas de reanimação ou emergência médica concordo que os carros sejam uniformizados, pelo menos nos serviços em que a equipa actue( digo isto porque duvido que sejam activadas em serviços que diponham de médico 24 horas dia e enfermeiros treinados em emergência como os de cuidados intensivos) ,  não vou enumerar as razões por de mais evidentes para essa padronização. A realidade da emergência é complexa e ao mesmo tempo simples. Tens poucas situações que exijam actuação no momento (PCR,suas causas e disritmias peri-paragem) pelo que o material necessário não é muito numeroso e pode estar perfeitamente padronizado. quanto à manutenção do carro de emergência isso pode variar um pouco, passo a citar:
- não deverá ser necessário testar um desfibrilhador diariamente numa consulta de , supomos dermatologia, não podendo dizer o mesmo relativamente a uma UCI. o que interessa é que cada serviço estabeleça parametros minimos de garantia de qualidade nessa manutenção

Offline mariamariamaria

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 926
    • Ver Perfil
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #10 em: Dezembro 21, 2006, 20:53:53 »
Como todos sabemos, só os grandes hospitais possuem equipas de emergência intra-hospitalar.

No nosso país, a maioria da população terá cuidados de saúde em locais onde tais equipas não estão formalmente constituídas e escaladas.

A questão da emergência é muito pertinente, já que há medidas básicas de " life saving", muito básicas e eficazes que permitem salvar vidas e das quais, como me diz a experiência, muitos enfermeiros desconhecem ou esquecem em situação de stress.

Mas para isso, todos os enfermeiros deveriam saber interpretar um traçado de monitor cardíaco, saber conectar o doente ao tal monitor, saber que uma pancada pré-cordial salva vidas, que há uma droga chamada atropina, que pode ser usada, que há hidrocortisona, lasix, efedrina, etc.

Que formação é preocupante para as administrações dos hospitais?

Esta não me parece uma delas, já que, no hospital onde eu trabalho, essa formação não é feita todos os anos, o que me parece básico para quem não tem de lidar, todos os dias com situações críticas.

Uma vez por ano e obrigatório para todos. Não parece demais, pois não?

Claro que, em última análise, deveria haver equipas preparadas, ou, à falta absoluta delas, protocolos de actuação imediata em todos os serviços, aos olhos de todos.

Offline Tininha

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 113
    • Ver Perfil
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #11 em: Janeiro 18, 2007, 22:02:05 »
No meu Hospital existe um curso, de 2 dias, em suporte básico de vida, (com provas práticas e uma prova escrita) e treino em SAV, para todos os Enfermeiros.
A reciclagem é feita de 2 em 2 anos.

Os carros de emergência, em cada serviço, estão padronizados (ex.: na prateleira superior os fármacos, prateleira mediana material para punção e IOT, etc...). O desfibrilhador é trazido pela equipa de reanimação intra-hospitalar, que está a exercer funções à poucos anos, constituída por médicos e enfermeiros pertencentes às Unidades de Cuidados Intensivos.

Offline Francisco Matos

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 21
    • Ver Perfil
    • http://mestredafoto.hi5.com
Reanimação
« Responder #12 em: Janeiro 22, 2007, 22:15:22 »
Deviam ou não os Enfermeiros estarem legalmente habilitados a Desfibrilhar?

Eu acho que a opinião é unânime: SIM... Com isso salvar-se-ia muitas vidas, mas enfim...
quot;Procurai deixar o mundo um pouco melhor do que quando o encontraste." - Baden-Powell

Francisco Ivan de Castro Matos

Offline orgusalfe

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 8
    • Ver Perfil
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #13 em: Janeiro 24, 2007, 20:14:22 »
Caro colega Francisco, os enfermeiros estão legalmente autorizados a desfibrilhar, assim como proceder a qualquer outra manobra de reanimação cardio-pulmonar, desde que devidamente formados para tal. A lei é clara nesse aspecto. Trabalho numa UCI de cardiologia e já procedi a manobras desse tipo sem qualquer tipo de prejuizo.

Offline Tininha

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 113
    • Ver Perfil
Equipa de Reanimação Intra-Hospitalar
« Responder #14 em: Janeiro 25, 2007, 20:58:02 »
Citação de: "orgusalfe"
os enfermeiros estão legalmente autorizados a desfibrilhar, assim como proceder a qualquer outra manobra de reanimação cardio-pulmonar, desde que devidamente formados para tal. A lei é clara nesse aspecto.


Ainda bem! Uma boa notícia.  :)  
Por acaso não sabia deste aspecto, pois não estou familiarizada com "as leis"  de RCP. O colega poderia indicar-me onde posso lê-la?