Autor Tópico: Enfermeiros do Centro em Braço-de-Ferro com o INEM  (Lida 743 vezes)

Offline Ruu

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 115
    • Ver Perfil
Enfermeiros do Centro em Braço-de-Ferro com o INEM
« em: Novembro 24, 2009, 11:01:38 »
Os 30 enfermeiros que integram as equipas das Ambulâncias de Suporte de Vida Imediato (SIV) da Delegação Regional do Centro do INEM vão reunir-se hoje, em Coimbra, para definirem a estratégia a adoptar face à situação laboral precária em que alegadamente se encontram.Sérgio Azenha (arquivo)

 
Em vez da prorrogação, por mais um ano, das comissões de serviço por interesse público, os enfermeiros querem um vínculo definitivo com o INEM
Interessados num vínculo com o Instituto Nacional de Emergência Médica, poderão vir a recusar o que lhes está a ser proposto: a prorrogação, por mais um ano, das comissões de serviço por interesse público ao abrigo das quais abandonaram temporariamente as respectivas instituições de origem para ocuparem as actuais funções.

De acordo com Paulo Anacleto, dirigente nacional do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, a situação é transversal - de norte a sul, existem profissionais que, no âmbito da reestruturação dos serviços de urgência, foram requisitados para ocupar funções como coordenadores regionais ou tripulantes das ambulâncias SIV do INEM. E há mesmo, denuncia, "enfermeiros em situações mais precárias, com contratos mensais", a trabalhar nestas ambulâncias, que se destinam a garantir cuidados de saúde diferenciados até estar disponível uma equipa com capacidade de prestação de Suporte Avançado de Vida.

Acontece que na Região Centro todos os coordenadores e tripulantes das SIV se encontram naquela situação, o que lhes confere um poder negocial particular.

"Se todos regressarem aos serviços de origem no dia 1 de Dezembro, as SIV ficarão inoperacionais", realça Paulo Anacleto. E rejeita que haja solução: "Se de um dia para o outro os 1700 enfermeiros dos Hospitais da Universidade de Coimbra fossem substituídos por outros 1700 sem conhecimento dos serviços seria ou não o caos?"

O director do Departamento de Emergência Médica do INEM, Ramiro Figueira, reagiu dizendo que está a decorrer um concurso para 80 vagas de enfermeiros e que entretanto serão lançados outros "caso venham a ser necessários". Paulo Anacleto, que como dirigente sindical será recebido sexta-feira pela ministra da Saúde, contrapõe que, apesar de aberto em Março, o concurso de que fala Ramiro Figueira ainda não foi concluído.

In:http://www.publico.clix.pt/Sociedade/enfermeiros-do-centro-em-bracodeferro-com-o-inem_1411112
a 24 de Novembro de 2009