Autor Tópico: "Uma interna de cardiologia faz de enfermeira"  (Lida 17245 vezes)

Offline Caldas

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1323
    • Ver Perfil
    • http://ocantosocial.blogspot.com
Re: "Uma interna de cardiologia faz de enfermeira"
« Responder #180 em: Dezembro 05, 2009, 17:46:24 »
Nurseboy não é automática é copia. Quando organizei o encontro de estudantes de enfermagem ao pedido de apoios que realizamos recebi dezenas, senão centenas de emails/cartas iguais.

Offline nurseboy

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 859
    • Ver Perfil
Re: "Uma interna de cardiologia faz de enfermeira"
« Responder #181 em: Dezembro 05, 2009, 19:18:21 »
Okay, então dou a mão à palmatória... Eu não vou deixar isto morrer... Daki a 1/2 semanas volto a enviar mensagem... Estamos a ir no bom caminho!
"Abyssus abyssum invocat"

Offline jo@n@_FGENTIL

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 74
    • Ver Perfil
Re: "Uma interna de cardiologia faz de enfermeira"
« Responder #182 em: Dezembro 17, 2009, 21:19:27 »
Colegas, hoje consultei a Revista Sábado, última edição, na qual foi publicado o direito de resposta por parte da Ordem dos Enfermeiros, em nome da Enfermeira Bastonária.

Parece que surtiu efeito a nossa luta  ;)

Cumprimentos!
i'm nurse...i know how to make the difference

Offline jo@n@_FGENTIL

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 74
    • Ver Perfil
Re: "Uma interna de cardiologia faz de enfermeira"
« Responder #183 em: Dezembro 20, 2009, 16:06:30 »
Olá colegas, aqui transcrevo o Direito de Resposta publicado na edição n.º 294 da revista Sábado, em nome da Sra. Enfermeira Bastonária Maria Augusta de Sousa:

"Ao abrigo do Direito de Resposta consignado na Lei de Imprensa, a Ordem dos Enfermeiros (OE) enquanto "associação pública representativa dos diplomados em Enfermagem", e sendo uma das atribuições "zelar pela função social, dignidade e prestígio da profissão de enfermeiro" (conforme exposto no seu Estatuto), vem por esta via solicitar a publicação deste esclarecimento e manifestar publicamente o seu repúdio relativamente às mensagens constantes em dois artigos do especial Os Melhores Hospitais de 2009, publicados no n.º 290 da SÁBADO. A Ordem dos Enfermeiros considera que nos artigos intitulados A pedalada da chefe das urgências e Tudo a fingir, médicos a sério, a imagem, reputação e dignidade da Enfermagem portuguesa são colocados totalmente em causa. Através de expressões como "(...) queixa-se à chefe, que desanca imediatamente, por telefone, as enfermeiras (...)", "A enfermeira não ajuda - anda assustada de um lado para o outro", a SÁBADO transmite uma ideia de menoridade relativamente aos enfermeiros, quando estes profissionais trabalham em complementaridade, e igual dignidade, com outros profissionais referenciados nos artigos. A parcialidade com que a SÁBADO apresenta o que se passa nos serviços visados - sem ouvir quem neles assegura o permanente suporte, continuidade e segurança num quadro de identificação dos melhores hospitais - é esconder o que de mais importante se garante nos cuidados de saúde: centrar na necessidade dos utentes as melhores respostas que cada profissional, de acordo com as suas competências, desenvolve 24 sobre 24 horas - tal como asseguram os enfermeiros nas centenas de serviços que constituem o património inquestionável do Serviço Nacional de Saúde. Perante este esclarecimento, estamos certos que o sr. director da SÁBADO irá atender ao pedido aqui exposto, na certeza de que em posteriores trabalhos serão tidas em conta as competências dos cerca de 60 mil enfermeiros portugueses."

Cumprimentos!
i'm nurse...i know how to make the difference

Offline nurseboy

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 859
    • Ver Perfil
Re: "Uma interna de cardiologia faz de enfermeira"
« Responder #184 em: Dezembro 24, 2009, 15:25:55 »
Boa! Recebi ontem a mensagem de uma jornalista da TVI que achou pertinente a ideia e reencaminhou para a direcção. Mas estamos, pouco a pouco, a pelo menos a conquistar a dignidade posta em causa com esta reportagem (??)

Força aí, pessoal!
"Abyssus abyssum invocat"

Offline aNdR3

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1636
    • Ver Perfil
Re: "Uma interna de cardiologia faz de enfermeira"
« Responder #185 em: Dezembro 25, 2009, 19:09:48 »
Ao ponto que esta porcaria chegou...desculpem lá o desabafo mas colocamos as coisas a um ponto denegrido demais, existe muito, mas mesmo muito a mudar na mentalidade de um 60 a 70%, se não mais, de nós antes de conseguir avançar...não se dão grandes passos quando ainda não sabemos andar com equilíbrio exigido. Fico contente com lutas como esta, são grandes passos, ainda que ridículos, mas dentro do que cabe são grandes passos face ao ponto em que nos encontramos, mas temos tanto para andar, sobretudo em passos tão primitivos como dignidade própria, autonomia, respeito, cooperação, orgulho, espírito de sacrifício, força de vontade, companheirismo, bom senso e humildade, podemos ser tão bons ou melhores que qualquer classe profissional, mas na minha opinião a imagem que transmitiremos um dia, a tal e dita imagem que tanto queremos mudar e melhorar para se reflectir naquilo que os demais, cidadãos e profissionais, vejam em nós, somos nós que criamos a nossa própria imagem, e mesmo as imagens deturpadas que outros têm de nós por responsabilidade de outrem, cabe-nos a nós também provar e mostrar a diferença e a verdadeira imagem e essência, já para não falar da importância e valor, que a enfermagem e todos nós temos e merecemos...contribuamos todos um pouco, cada com a sua parte, e nós como um todo, talvez tarde mas ainda a tempo, mas não sem passos primitivos antes da caminhada ao nosso sucesso.

Será que nem com a própria sociedade e outros profissionais constantemente a ofender a Enfermagem somos capazes de abrir os olhos? Seremos tão cegos assim? Seremos tão masoquistas assim? Seremos tão fracos assim? Seremos verdadeiros vencedores ou perdedores?

Já alguém sábio dizia, não atiremos pedras numa casa de cristal...
[size=80]Quem atribui à crise os seus fracassos e penurias, violenta o seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a negligência para encontrar as saídas e as soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma carícia. Falar da crise é promove-la e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro, acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar por superá-la.

Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
[/size]

Offline Roger

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 111
    • Ver Perfil
Re: "Uma interna de cardiologia faz de enfermeira"
« Responder #186 em: Março 30, 2010, 21:47:08 »
Qual é mesmo a data de publicação dessa revista??? É que não se deve deixar de falar nisso. Queria ler mas só acedo à revista actual....