Autor Tópico: Clorexidina  (Lida 5479 vezes)

Offline aNdR3

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1636
    • Ver Perfil
Clorexidina
« em: Junho 17, 2009, 22:43:39 »
O que acham sobre este composto?

Existem várias apresentações para vários usos, sendo os mais usados para desinfecção em substituição do álcool nas punções venosas, visto que este último arrasta e por vezes fixa microrganismos pelo que me foi dito por enfermeiros mais experientes no meu local de trabalho.

Na minha prática em tratamento de feridas, limpezas com SF 0.9%, por cada 100ml acrescentar 1ml de Clorexidina ao SF e então limpar as feridas, promovendo assim uma limpeza e desinfecção. No meu serviço, a enfermeira especialista em tratamento de feridas aconselha vivamente esta prática ao invés de usar apenas SF. Gostaria de saber as opiniões dos colegas e também outros métodos para tratamento de feridas não complicadas, nomeadamente cirúrgicas, e mesmo para feridas complicadas como úlceras, mas que obviamente ainda não requerem uso de desbridantes nem outro tipo de bactericidas/bactereoestáticos ou outros compostos/apósitos.


Deixo aqui um link sobre a Clorexidina para quem tem pouco conhecimento ou desconheça mesmo as suas propriedades e características: http://www.neobrax.com.br/download/clorexidina.pdf


Agradeço desde já as opiniões, argumentos e discussões dos colegas ;)
[size=80]Quem atribui à crise os seus fracassos e penurias, violenta o seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a negligência para encontrar as saídas e as soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma carícia. Falar da crise é promove-la e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro, acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar por superá-la.

Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
[/size]

Offline PedroMendes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1246
    • Ver Perfil
Re: Clorexidina
« Responder #1 em: Junho 17, 2009, 22:54:50 »
Já existe um tópico a falar sobre o assunto.

http://www.forumenfermagem.org/forum/ht ... ic.php?t=9

Há que evitar a repetição dos mesmos tópicos, pois a informação perde-se.

Offline aNdR3

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1636
    • Ver Perfil
Re: Clorexidina
« Responder #2 em: Junho 17, 2009, 23:03:58 »
Peço desculpa então, não encontrei este tópico antes, também são tantos tópicos já existentes que às vezes passa um ao lado, obrigado Pedro ;)
[size=80]Quem atribui à crise os seus fracassos e penurias, violenta o seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a negligência para encontrar as saídas e as soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma carícia. Falar da crise é promove-la e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro, acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar por superá-la.

Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
[/size]

Offline Gradil

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 13
    • Ver Perfil
Re: Clorexidina
« Responder #3 em: Junho 18, 2009, 19:28:24 »
Olá

Só uma nota: "a enfermeira especialista em tratamento de feridas"
O colega concerteza sabe que não existe Pós-Licenciatura específica para essa área (tratamento de feridas). Caso a suposta especialista se intitule dessa forma seria correcto informá-la que está agir de forma errada. É importante na nossa prática e realidade profissional sabermos a carreira profissional e o que a rege.
Espero não ter ofendido ninguém, é só mesmo uma chamada de atenção, nomeadamente para sermos adequados mesmo nestes pormenores.

cumprimentos

Offline aNdR3

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1636
    • Ver Perfil
Re: Clorexidina
« Responder #4 em: Junho 19, 2009, 22:49:53 »
Gradil eu estou em Espanha a trabalhar de momento, não posso afirmar se existe ou não essa especialidade aqui, no entanto intitulei como "especialista" pois já tem experiência em tratamento de feridas há 30 anos, de todo o tipo de feridas um pouco e de todo o tipo de tratamentos um pouco.

Nenhuma ofensa tomada.

Cumprimentos,
A.M.
[size=80]Quem atribui à crise os seus fracassos e penurias, violenta o seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a negligência para encontrar as saídas e as soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma carícia. Falar da crise é promove-la e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro, acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar por superá-la.

Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
[/size]

Offline hotvitor

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 135
    • Ver Perfil
Re: Clorexidina
« Responder #5 em: Junho 20, 2009, 06:45:39 »
dpende muito da fase da ferida! mesmo essa percentagem minima no SF com a ferida limpa a granular, "liquida" alguns factores de cicatrização. + liquida as novas celulas pk adere muito bem às membranas celulares (bactérias ou mesmo as nossas - dai os relatos de reacções cutaneas adversas ha uns anos quando se utilizava para desinfecção frequente das mãos em BO). Quanto às bactérias...como qualquer antisséptico liquido (que não em apósito), numa lavagem não tem tempo de contacto suficiente, nem tão pouco consegue actuar em profundidade nos tecidos (onde interessa) apenas reduz a flora contaminante à superficie, em proporções quase identicas quando comparado com a lavagem com Sf normal. Conclusão: Traz mais maleficios que beneficios e um acréscimo do custo da lavagem - Não compensa!
Agora se falarmos de clorohexidina em base alcoólica para aplicação na pele, o caso muda de figura, garanto-vos que não há melhor, consegue ser mais eficaz que o cutasept!

Cumprimentos a todos

Vítor Santos

Offline aNdR3

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1636
    • Ver Perfil
Re: Clorexidina
« Responder #6 em: Junho 22, 2009, 10:45:03 »
Obrigado pela info hotvitor.
[size=80]Quem atribui à crise os seus fracassos e penurias, violenta o seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a negligência para encontrar as saídas e as soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma carícia. Falar da crise é promove-la e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro, acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar por superá-la.

Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
[/size]

Offline ISA MEDINA

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver Perfil
Re: Clorexidina
« Responder #7 em: Agosto 14, 2009, 17:06:09 »
Boa tarde!

A minha mãe sofre de úlcera varicosa no tornozelo direito, há cerca de um ano. Está neste momento a tratar-se em Santarém com um enfermeiro especializado, mas não parece estar a obter grandes resultados. Nós moramos na área de Lisboa, mas vamos de férias para Portimão e não sei quem é que no Algarve possa tratar do penso. Nos Centros de Saúde por onde ela já andou, piorou sempre. Por isso não queria ir a um ars, mas a um particular que fosse bastante fiável. Será que me pode ajudar, não só para o Algarve, mas também aqui?
Agradeço muito a sua atenção e fico a aguardar o seu conselho. O meu mail, se precisar, é: isabelmedina@mail.telepac.pt
Os melhores cumprimentos
Isabel Medina