Forumenfermagem

Autor Tópico: Enfermeiro/a - Fim de Semana (serviço mensal)  (Lida 7816 vezes)

Offline maria.fr

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 93
    • Ver Perfil
Re: Enfermeiro/a - Fim de Semana (serviço mensal)
« Responder #15 em: Maio 24, 2009, 11:24:53 »
Bem... peço desculpa ao sr P.N. pela ultima frase do meu comentario mas foi um erro de interpretação e como tal retiro essa parte.

De qualquer maneira, e falando só e apenas por mim e uma vez que nao cheguei a colaborar com a empresa, se acha que estou a denegrir a imagem da sua empresa, apenas lhe tenho a dizer que só transmiti aos meus colegas, e resumidamente, aquilo que foi uma conversa de cerca de 30 minutos com alguem da sua empresa. Portanto eu nao inventei nada. se calhar devia escolher melhor as pessoas que trabalham para si, pois a ideia que me transmitiram da sua empresa em nada se aproxima daquilo que aqui deixou exposto, nem por si nem pelo sr cota. (mas isto é apenas uma sugestao)

Feitos os meus pedidos de desculpa pelo ultimo item do meu comentario anterior, mas mantendo a minha posicao relativamente ao resto, acho que 'nao vale a pena bater no ceguinho'. Isto é um forum de discussao e acho que deve ficar por aqui.

Cumps

Offline licas

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver Perfil
Re: Enfermeiro/a - Fim de Semana (serviço mensal)
« Responder #16 em: Maio 24, 2009, 16:14:14 »
Exmos. (as). Snrs (ras),
 
Depois de ponderar sobre se deveria ou não pronunciar-me sobre determinadas afirmações feitas neste Fórum acerca do MEU domicílio, resolvi que devo ao meu filho fazê-lo. Isto porque, não sendo muitas das afirmações feitas verdade, o facto de existirem, poderá dificultar e muito, as nossas tentativas de conseguir profissionais do vosso ramo, qualificados para desempenharem a tarefa para que serão contratados. Basta pararem para pensar um pouco no país em que vivemos e nos apoios com que as famílias com casos similares podem contar. Infelizmente, o caso do meu filho não é para quem quer. É para quem tem competências, não só profissionais, como humanas e é para quem pode e sabe.

A verdade é que, a par de alguns profissionais óptimos que já passaram por cá e que eu gostaria de ter tido os meios para os cá manter (infelizmente para nós, mas felizmente para eles, os hospitais que os integraram também se aperceberam da sua competência nas famosas entrevistas…), muitos outros não reuniam as qualidades que nós, enquanto família, achamos imprescindíveis para lhes podermos confiar o nosso filho, com segurança e em autonomia plena. Este, é o nosso objectivo primeiro, de modo a podermos exercer as nossas próprias profissões, sem limitações.

Antes de emitir opiniões, juízos de valor, nalguns casos até situações de confidência que esperaria eu, nunca iria ver expostas num site público, cuja manutenção é feita por profissionais eticamente idóneos, devem os senhores ponderar o seguinte: um domicílio é uma situação completamente diferente de um hospital ou uma clínica ou outra situação qualquer. Poderão ser excelentes profissionais num hospital onde funcionam com “rede” e em equipa, mas não terem o perfil adequado para funcionarem numa casa de família, onde a situação é complexa ,  mas extremamente enriquecedora do ponto de vista profissional e humano.

Não acho correcto usarem o meu domicílio como exemplo, e do ponto de vista de alguns frequentadores do site, um mau exemplo de uma empresa (HomeInstead ) que tudo tem feito para nos ajudar enquanto família, a tentar ter uma vida o mais próximo possível do normal. Isto passa pelo rigor com que escolhem as pessoas, que só aceitam se quiserem, disponibilizando as condições que, a nós família, nos é possível cumprir. Mas a vida está difícil para todos, não só para os enfermeiros.

Alguns dos comentários feitos, são de pessoas que passaram por cá e que realmente não tinham condições para ficar, não querendo especificar mais porquê (podendo fazê-lo, se for caso disso…) e outros nem chegaram a conhecer o caso directamente, ou então, saberiam que eu, a mãe da criança em questão, não abdico de cuidar dela durante a noite e que não contratamos quaisquer outros serviços que não sejam de enfermagem.

Espero sinceramente, enquanto pessoa e mãe, que a vida, rapidamente vos sorria com um emprego que achem digno da vossa profissão, muito  bem remunerado, com horários excepcionais, colaboradores e verificadores fantásticos, sem stress, sem sobressaltos com vista a uma carreira fulgurante e segura.

Aos outros, a quem eu chamo de “Senhores Enfermeiros” e que eles sabem quem são, que passaram pela minha casa, que connosco continuam a colaborar e a ajudar-nos e muito particularmente à HomeInstead, o meu muito obrigada por existirem e por nos ajudarem a cuidar do nosso tesouro…

Offline Crazyman

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 6
    • Ver Perfil
Re: Enfermeiro/a - Fim de Semana (serviço mensal)
« Responder #17 em: Maio 25, 2009, 17:37:02 »
Os meus cumprimentos, antes de mais a todos os leitores deste fórum, nomeadamente, e a em especial aos meus colegas.

Primeiro de tudo é LAMENTÁVEL a forma como perante uma proposta de trabalho (sendo que é verdade que aceita quem quiser) acaba a empresa HomeIstead por expor públicamente a situação de uma criança... culminando com (peço desculpa, mas estou estupfacto) com a necessidade de intervenção de uma mãe que ainda consegue defender a empresa que torna público qual é o trabalho em questão.

Á mãe apenas digo: REITERO praticamente tudo aquilo que os meus digníssimos colegas referiram acerca da empresa HomeInstead.
No entanto, antes de falar do que é esta oferta, que é o verdadeiro assunto de conversa, uma palavra de força devo transmitir á familia, pois realmente é necessária uma grande força para se ir superando cada dia com uma dificuldade deste nível, e nada do que eu critico se reporta á familia ou meio familiar onde a proposta de trabalho se refere, pois para a família o ideal é que não fossem necessários tais cuidados, vivendo-se com saúde.

A empresa em questão apresenta o serviço a prestar, sempre como sendo um projecto para evolução profissional, e salientando sempre a transmissão de grande evolução salarial (pelo menos comigo assim foi), como sendo uma grande oportunidade para qualquer enfermeiro(a), como sendo um trabalho para "ser pago para dormir, comer e vigiar uma criança".
Pois tal tipo de afirmação só poderá sair da boca de alguém que pelos vistos não sabe o significado de uma carteira profissional. Um profissional de enfermagem, quando a exercer cuidados a alguém, é OBRIGADO a possuir determinadas competências técnicas, profissionais e Humanas, sob pena de, entre outros, se vir privado da cédula profissional.
A proposta que me foi feita foi de partilhar com outro profissional 1700 Euros a recibos verdes com outro enfermeiro, sendo que, teria de haver uma rotatividade mínima entre os profissionais (1 semana um enfermeiro trabalharia 3 dias e na semana seguinte o outro trabalharia 4 dias), com a alegada desculpa que durante a noite iria dormir descansado. Caros senhores um enfermeiro ao serviço, nem que seja em supervisão NUNCA pode DORMIR DESCANSADO, terá sim que descansar pois ninguém é capaz de estar 96 horas ininterruptamente sem descanso.
No meu caso, depois de ter conhecido a situação e ter recusado a proposta (com muita pena minha, pela pessoa a quem iria ter de prestar cuidados), no entanto tive que recusar, pois receber 850 Euros a recibos verdes, de onde iria ter de pagar cerca de 95 Euros de Segurança Social e no final do ano cerca de 1225 Euros de IRS (cerca de 102 Euros mensais), o valor oferecido como remuneração (850 - 95 - 102 = 653 Euros) não era sequer suficiente para suportar estadia nos dias que estaria sem serviço + Alimentação nos dias que não estiver de serviço + Deslocações para o trabalho + uma visita bimensal á terra natal).
Assim, feitas as contas, mesmo pondo de lado o valor da nossa profissão por alguém que precisaria dos meus serviços, não havia condições para exercer a minha profissão com as responsabilidades inerentes. Comuniquei esta decisão á empresa.

SURPRESA

A resposta da empresa por ter recusado a proposta foi de que ia colocar um processo contra a minha pessoa por falta de ética profissional.

Uma questão para a HomeInstead - O que é para si ética Profissional?

Como profissão não vale a pena dar-lhe voltas, a proposta é um insulto á profissão em todos os sentidos, sendo o insulto menor a questão salarial.

E na minha opinião, este expôr da situação de um cliente com este detalhe... desculpem, mas numa empresa destas para se prestar cuidados é preciso ter "a corda ao pescoço" e para contratar uma empresa destas para nos prestar serviço, enquanto não mudar de conduta... Parece que é arriscar-se a estar na praça pública.

E deixo ainda um apelo aos colegas.

Quem quiser fazer voluntariado, falem com a família, a família parece merecer e precisar de ajuda, além de que uma situação destas desgataria qualquer família. Quem tiver possibilidade de ajudar esta família, faça-o é uma boa causa.

Mas só se não tiverem qualquer respeito próprio é que um enfermeiro irá trabalhar para uma empresa destas, e não vale a pena dizer que não sei do que falo, pois falo por experiência própria.

Offline Miss_Nurse_Gt

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 40
    • Ver Perfil
Re: Enfermeiro/a - Fim de Semana (serviço mensal)
« Responder #18 em: Maio 25, 2009, 19:59:26 »
`Pois eu conheço esta empresa e é preciso ter bastante cuidado pois o que oferecem e propoem  é uma coisa e dps o que nos apresentam no local è uma situação bastante diferente e desgastante.. principalmente pela posição dos pais da criança..e das discussões constantes..
Falo pela experiência que tive..
Boa sorte colegas e n se deixem enganar p/propostas que não dignificam a nossa profissão..`

Boa Tarde a todos,
Neste momento deparei-me com afirmações que não foram proferidas por mim, alguem, por algum motivo, usou a minha pass neste forum e declarou o que está acima transcrito. Por não terem sido minhas tais afirmações e não serem válidas, pretendo referir que nada tive ou tenho contra a Empresa Home Instead bem como ao domicilio a que se refere o anuncio. Tive sim oportunidade de colaborar com a empresa e com a familia e agradeço-vos por isso. Quero ainda referir, que todas as condições de trabalho que me foram propostas se verificaram até à minha saida. Isto porque, tive outra oportunidade de trabalho, mais perto do meu domicilio.
Pretendo assim clarificar uma situação desagradavel e repor a verdade.

Cumprimentos a todos

Offline maria.fr

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 93
    • Ver Perfil
Re: Enfermeiro/a - Fim de Semana (serviço mensal)
« Responder #19 em: Maio 25, 2009, 21:25:23 »
Subscrevo as palavras do colega crazyman!

Cumps