Autor Tópico: Mel no tratamento de feridas  (Lida 33025 vezes)

Offline enfermeiralex

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 7
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #30 em: Março 07, 2012, 00:44:29 »
Obrigado pelo link. Realmente tem resultados fantásticos.

Offline RaquelSofia7

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #31 em: Março 09, 2012, 19:28:03 »
Olá a todos. Obrigada pelo artigo! :) Já o guardei no pc. Só é pena ser em inglês pq eu não percebo muito... tenho de me inscrever num curso qualquer...  :(

Sim, assisti aqui em Portugual com sanguessugas e realmente deu muito resultado´, só não salvou a área necrosada pq foi tarde demais... :/

Offline Farfi

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 76
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #32 em: Abril 05, 2012, 19:54:35 »
Boa tarde, colegas.

Para quem já experimentou L-Mesitran em Úlceras de Pressão, sabem dizer-me qual deverá ser a frequência de mudança de penso para uma UP com tecido necrótico duro e seco? Vou iniciar amanhã o tratamento com L-Mesitran e precisava de saber quando será necessário regressar ao lar de idosos para refazer o penso (entre 2 a 3 dias). A bula não aborda esta questão.

Para quem desconhece o produto, um breve resumo:
http://www.linkedin.com/company/em.emiv ... 78/product

Cumprimentos

Offline Call 911

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 190
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #33 em: Abril 07, 2012, 01:31:34 »
Em que forma é que irá utilizar o l-mesitran? Bisnaga? Penso impregnado?

Offline Farfi

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 76
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #34 em: Abril 07, 2012, 15:01:38 »
Citação de: Call 911
Em que forma é que irá utilizar o l-mesitran? Bisnaga? Penso impregnado?

Por bisnagna, colega.

Offline RaquelSofia7

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #35 em: Abril 07, 2012, 19:44:02 »
Colega Farfi, não tenho informação relativamente à questão.

Depois de utilizar escreva o que achou do tratamento ;) Tenho imensa curiosidade :D

Offline Farfi

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 76
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #36 em: Abril 08, 2012, 21:54:02 »
Assim o farei, colega ;)

Offline Call 911

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 190
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #37 em: Abril 09, 2012, 03:21:46 »
Andei a investigar e, de facto, nao encontrei nada sobre a duração maxima de um penso de l-mesitran. Lembro-me na altura em que assisti a um workshop do enfermeiro estar a falar sobre o caso especifico de um pé diabético. No inicio e dado o mau estado do pé, passo a expressão, o penso com l-mesitran era realizado diariamente. Mais tarde, com o decorrer do tratamento, era trocado o penso de 3 em 3 dias.
Por um lado, ao contrario da maioria das substancias activas dos pensos habitualmente utilizados, o mel terapêutico não é citotoxico, logo, não deverá haver problema em permanecer algum tempo sem ser trocado.

Offline RaquelSofia7

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #38 em: Abril 09, 2012, 17:18:59 »
Pois, talvez a troca de penso mude de acordo com o estado da ferida... Mas tal como o colega disse... o mel não é citotoxico.... logo~talvez poderá permanencer mais tempo... EM artigos ingleses talvez exista essa informação.

Offline Farfi

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 76
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #39 em: Abril 10, 2012, 09:33:48 »
Obrigada, colega :)

Comecei a utilizar o mel terapêutico L-Mesitran pomada em duas úlceras de pressão com tecido necrosado seco e duro de dois utentes na 6ªfeira, e numa delas a necrose já começou a destacar. Aguardo a evolução.

Cumprimentos

Offline Call 911

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 190
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #40 em: Abril 10, 2012, 22:20:09 »
Depois vai comunicando a evolução da úlcera. Eu ainda só sou estudante. Fiz uma ficha de leitura aka um pequeno artigo de revisão sobre o mel terapeutico. Sei de alguns Centros de Saude que ja utilizam os pensos empregados de mel. No CS onde actualmente me encontro a fazer ensino clínico, ainda não chegou nada disso e era um tratamento que gostaria imenso de acompanhar, sobretudo numa úlcera venosa de um utente nosso.

Offline RaquelSofia7

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #41 em: Abril 22, 2012, 15:40:14 »
Eu também sou estudante e gostaria imenso de explorar essa área :D Hehhe Colega depois dia as conclusões que tirou :D ehehe

Offline Enfª Claudia C

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 40
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #42 em: Abril 26, 2012, 15:12:50 »
Boa tarde, eu tive a possibilidade e a oportunidade de usar produtos que eram á base de  mel em úlcera venosas e realmente houve uma evolução, bastante positiva. A ferida começou a apresentar tecido de granulação e a diminuir o diâmetro. posso dizer que gostei da experiência.
é pena o preço e as empresas não estarem dispostas aos gastos :(

Offline RaquelSofia7

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 254
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #43 em: Agosto 22, 2012, 20:48:18 »
o problema é sempre o mesmo :/ é pena. Secalhar se investissem em produtos mais caros, diminuamos os internamentos e os tratamentos a feridas.... Logo iriamos poupar... Mas não se pensa nisso... só se pensa é em ver resultados no momento e poupar o máximo possível...

Infelizmente é a realidade em que vivemos

Offline Call 911

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 190
    • Ver Perfil
Re: Mel no tratamento de feridas
« Responder #44 em: Agosto 22, 2012, 21:48:03 »
Citação de: RaquelSofia7
o problema é sempre o mesmo :/ é pena. Secalhar se investissem em produtos mais caros, diminuamos os internamentos e os tratamentos a feridas.... Logo iriamos poupar... Mas não se pensa nisso... só se pensa é em ver resultados no momento e poupar o máximo possível...

Infelizmente é a realidade em que vivemos
Ha um estudo objectivo que relaciona a duração e o custo total de tratamento. Embora as varias formas terapêuticas do mel sejam mais caras por unidade comparativamente aos produtos convencionais para determinada ferida, a duração total do tratamento é mais reduzida com o mel. Sendo o tratamento mais curto, os gastos totais são menores ao ponto de se poupar cerca de 100€, por exemplo. É essencialmente esta a visão que se deveria ter em conta mas que ninguém quer saber. O que interessa é o custo unitário e não importa muito se andaremos a vida toda a tentar curar uma ferida.