Autor Tópico: Despedi-me do lar onde trabalhava...  (Lida 6756 vezes)

Offline FJ

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 226
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #15 em: Abril 29, 2009, 00:40:52 »
Citação de: gonzas


Sabem o que aconteceu?

Recusaram a minha proposta e eu saí.

Entretanto, foram lá 2 meninas recém licenciadas e aceitaram estar lá as duas a trabalhar e fazer tudo o que houvesse a fazer por 150€ por mês a cada uma delas...

Agora pergunto, será que não se DIGNIFICA a profissão?







 :-X :-X :-X :-X

Offline alicedoubts_86

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 83
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #16 em: Abril 29, 2009, 23:04:06 »
Citação de: enfarfr
Citação de: alicedoubts_86
é que quando se recebe 7 euros à hora bruto a recibos verdes depois de fazeres os descontos só ficas com 4.9€!!!

Isso dá 30% de descontos... Não serão 20%?

Eu desconto 20%  porque estou isenta de segurança social...mas para o ano ja terei de descontar mais 10% para eles nao?
Desculpem-me se este assunto ja não pertence muito ao tema abordado aqui mas como vem no seguimento do contexto...

Offline gonzas

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 573
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #17 em: Abril 29, 2009, 23:05:46 »
Nao! Penso que não.

20% será o valor máximo.

Já agora, tens mais algum livro de recibos alias, o livro denominado modelo 8 ou 9, onde registas os recibos que passas?

Offline moutinho

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1007
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #18 em: Abril 29, 2009, 23:21:38 »
20% é o valor máximo!

Mesmo que estejas isenta durante este ano, pagas sempre 20% à segurança social.

Offline aNdR3

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1636
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #19 em: Abril 30, 2009, 14:22:26 »
Citação de: gonzas
Até há dias trabalhei num lar, para o qual fui "contratado" a RV para assegurar o trabalho de enfermagem tendo-me sido inclusivamente referido que não necessitaria de ir todos os dias.

O que é facto, é que para 45 doentes as "poucas horas para as quais requereram os meus serviços eram diminutas...

Após o 1º mês de trabalho e fazendo as contas ao tempo e pagamento que recebia, propus à direcção um aumento já que contabilizando as horas e o pagamento (300€) estava a ganhar menos de 5€/hora, caso contrário eu saia...

Sabem o que aconteceu?

Recusaram a minha proposta e eu saí.

Entretanto, foram lá 2 meninas recém licenciadas e aceitaram estar lá as duas a trabalhar e fazer tudo o que houvesse a fazer por 150€ por mês a cada uma delas...

Agora pergunto, será que não se DIGNIFICA a profissão?

Porque é que se aceitam estas propostas vergonhosas?

Não Vêm que assim nunca iremos ganhar mais uns trocos? Sei que com o mal de uns estão outros bem... Mas neste caso, identifico o bem de alguns o MAL de milhares de outros...

Enfim...


Para ganhar mais uns trocos mais valia um café com uma esplenadazinha que ganhavam bem mais e a qualidade ainda era maior...não param de me surpreender alguma gente que se intitula de pessoa e pior que isso de enfermeiro/a.


Relativamente à % de descontos, isso está relacionado com o escalão no qual se insere a remuneração que recebes se não me engano, mas talvez não seja a pessoa mais indicada para te informar completamente sobre isso, se alguém tiver informação mais detalhada também agradeço  ;)
[size=80]Quem atribui à crise os seus fracassos e penurias, violenta o seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a negligência para encontrar as saídas e as soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma carícia. Falar da crise é promove-la e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro, acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar por superá-la.

Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
[/size]

Offline enf-tib

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 60
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #20 em: Junho 06, 2009, 23:14:52 »
Pelo que sei, há colegas recém-formados a ganhar a 3€/hora líquidos em algumas instiutições sob gerência da Santa Casa da Misericórdia...

qualquer empregada de limpeza ganha mais k isso sem precisar ser licenciada!

Se fosse eu a mandar neste país fechava imediatamente todas as Escolas Superiores de Enfermagem Particulares pois além de não efectuarem um ensino clínico de qualidade a sua existência é injustificada dada a quantidade de enfermeiros actualmente desempregados.

Offline gonzas

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 573
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #21 em: Junho 06, 2009, 23:16:40 »
Citação de: enf-tib
Pelo que sei, há colegas recém-formados a ganhar a 3€/hora líquidos em algumas instiutições sob gerência da Santa Casa da Misericórdia...

qualquer empregada de limpeza ganha mais k isso sem precisar ser licenciada!

Se fosse eu a mandar neste país fechava imediatamente todas as Escolas Superiores de Enfermagem Particulares pois além de não efectuarem um ensino clínico de qualidade a sua existência é injustificada dada a quantidade de enfermeiros actualmente desempregados.

Não efectuam ensino clínico de qualidade?

Em que bases suportas tais afirmações?

Offline Enfª Sara

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 60
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #22 em: Junho 07, 2009, 11:44:01 »
Citação de: enf-tib
Pelo que sei, há colegas recém-formados a ganhar a 3€/hora líquidos em algumas instiutições sob gerência da Santa Casa da Misericórdia...

qualquer empregada de limpeza ganha mais k isso sem precisar ser licenciada!

Se fosse eu a mandar neste país fechava imediatamente todas as Escolas Superiores de Enfermagem Particulares pois além de não efectuarem um ensino clínico de qualidade a sua existência é injustificada dada a quantidade de enfermeiros actualmente desempregados.

Existem escolas particulares com muito mais qualidade que públicas....muita mais tradição no ensino da enfermagem pela sua antiguidade em relação às públicas....já conheci muitos chefes com a sua formação em escolas públicas que me disseram que preferiam enfermeiros de algumas escolas privadas do que de determinadas públicas.
Concordo que existiu um booomm de abertura de novas escolas particulares e que possa ter em parte culpa na quantidade de enfermeiros que se encontram ainda no desemprego....mas não posso concordar que não efectuem um ensino clínico de qualidade....É por isto que a enfermagem nunca vai avançar....porque nós continuamos a ser desunidos...existe desde logo a eterna diferença entre as escolas públicas e privadas que não nos leva a lado nenhum....somos todos enfermeiros e é nisso que temos de nos unir e lutar pela profissão para que situações e propostas como a que foi aqui descrita não acontecam...

cumps  ;) ;)

Offline KaTaDo

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 16
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #23 em: Junho 08, 2009, 12:00:51 »
Colega Sara..faço das tuas sábias palavras..as minhas palavras..concordo plenamente contigo..relativamente ao assunto referido neste tópico, o que não faltam são casos desses em todas as partes do país..por exemplo, aqui no norte, mais concretamente no Minho, o grupo de hospitais privados da trofa exploram-nos ao máximo, e o pior é que já existem listas de espera para se realizarem estágios de 6 meses não remunerados!!! Incrível não??? Até para trabalhar de borla já temos lista de espera..espectáculo!!

Offline Bom dia

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 22
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #24 em: Junho 08, 2009, 16:52:47 »
o assunto nao tem nada a haver com o topico. discutam os assuntos nos devidos locais.

Offline Mahriah

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 66
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #25 em: Junho 08, 2009, 19:37:12 »
150  euros cada uma, ainda por cima a RV?!  :o Oh pah, so podem estar a gozar...oh colegas Gonzas, se a direcção ja te estava a passar a perna a ti...entao as nossas duas colegas recem-licenciadas...pah, coitadas...ainda nao percebem nada disto, inclusive o que significa Dignificar a profissão, pois..nao é uma coisa que venha nos manuais do curso!!! ???

Offline Brunita

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 112
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #26 em: Junho 09, 2009, 15:05:46 »
É claro que vai sempre haver quem aceite estas "aberrações", mas tem que haver algo que possamos fazer! Tem que haver, isto não pode continuar assim... Temos que pensar todos juntos numa solução...

Offline KelyMely

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 79
    • Ver Perfil
    • http://www.kely-mely.blogspot.com
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #27 em: Junho 12, 2009, 13:21:01 »
Citação de: alicedoubts_86
Citação de: enfarfr
Citação de: alicedoubts_86
é que quando se recebe 7 euros à hora bruto a recibos verdes depois de fazeres os descontos só ficas com 4.9€!!!

Isso dá 30% de descontos... Não serão 20%?

Eu desconto 20%  porque estou isenta de segurança social...mas para o ano ja terei de descontar mais 10% para eles nao?
Desculpem-me se este assunto ja não pertence muito ao tema abordado aqui mas como vem no seguimento do contexto...
Citação de: gonzas
Nao! Penso que não.

20% será o valor máximo.

Já agora, tens mais algum livro de recibos alias, o livro denominado modelo 8 ou 9, onde registas os recibos que passas?

Olá, isto é que vai praqui uma confusão!!
lol
Eu tb passei por esta confusão qdo me colectei pela 1ª vez, ainda durante o curso pa fazer uns biscates promocionais...
E andei cá e lá, cá e lá, da seg social pas finanças....

Até que concluí:

Recibos verdes:

1 - desconta-se 21% de IRS (que podes pagar todos os anos qd fazes o IRS ou fazer logo retenção na fonte e se pagares a mais eles aí devolvem-te).

2 - Nós, ENFERMEIROS, somos isentos de IVA pelo art 9º do código n-sei-das-quantas.

3 - Quanto à segurança social é o seguinte:
        -Se já tiveres um trab por conta de outrem por onde já fazes desc pa seg social e estiveres a acumular a rec verdes, então já n vais pagar mais pq pa seg social n se paga por volume de trabalho, mas sim apenas se trabalhas pagas e se n trab n pagas.
        -Se trab apenas a rec verdes, após o 1º ano de isenção de seg social (atribuido a todos qd se colectam), terás q pagar cerca de 150€ mensais a seg social. (Atenção q esta divida é silenciosa... ninguem te avisa e qd acumulas uns 2000 euritos é q te dizem q tens q pagar!)
MAS, se o teu volume de trabalho for inferior a 18 vezes o salario mínimo (cerca de 7700€) por ano, então terás direito a prolongar a isenção de seg social. Para isso, terás que fazer esse pedido por escrito.
Eu já pedi isençao mais que uma vez enqto andava a estudar e nunca me puseram problemas, mesmo qdo ia lá ja passado muito tempo... lol

N sei se conseguii ser clara...
Inté

Offline Miss Nurse

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1183
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #28 em: Junho 12, 2009, 13:36:51 »
Só uma correcção...para o IRS desconta-se 20%...pelo menos comigo é assim...e ainda não tive problemas por isso deve estar certo ;D

Offline Lipa85

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1028
    • Ver Perfil
Re: Despedi-me do lar onde trabalhava...
« Responder #29 em: Junho 12, 2009, 21:09:03 »
Citação de: Pica Pau
Só uma correcção...para o IRS desconta-se 20%...pelo menos comigo é assim...e ainda não tive problemas por isso deve estar certo ;D

Só uma ligeira correcção...
Qd se faz a retenção na fonte de 20% ( valor actual ), quando no final do ano fazes a declaração de rendimento desse ano ( entre Abril e Maio de ano seguinte ) é calculado pelo fisco a taxa que te abrange. Se por acaso ficares num escalão superior terás que pagar a diferença, se ficares num escalão inferior serás reembolsada da diferença ( código do IRS para contribuintes singulares ). Tudo vai depender dos rendimentos declarados e despesas com direito a deduções apresentadas. Nestes casos interessa guardar bem guardadinho, despesas com saude.... despesas com formação... resumindo todas as despesas passiveis de dedução e prevista no cod. do IRS.