Autor Tópico: 2009: Revisão da Carreira  (Lida 58563 vezes)

Offline enfermeiredo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 878
    • Ver Perfil
    • http://groups.google.com/group/noticias-da-enfermagem
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #30 em: Janeiro 30, 2009, 22:38:11 »
Não podemos deixar passar mais um minuto sem fazer nada. Se deixamos passar as eleições, adeus carreira...!
O povo opõe-se à massa;
vive da liberdade e da consciência de cada um

Pio XII
Rádio Mensagem de Natal de 1944
Sobre a democracia
O 5.º Natal de guerra

Offline Red Fish

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 154
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #31 em: Março 05, 2009, 16:42:54 »
Alguem sabe algo relativamente à reunião de hj entre o MS e os sindicatos??

Offline Red Fish

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 154
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #32 em: Março 05, 2009, 22:59:53 »
Enfermeiros ameaçam com protestos

A reunião desta quinta-feira entre o Ministério da Saúde e o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) "correu mal", pelo que se mantém o protesto marcado para o próximo dia 13.

'O Ministério continua a não ceder na existência de uma carreira para os enfermeiros, continua a defender a manutenção de uma carreira com duas categorias, como se houvesse dois níveis de enfermeiros e, por último, também não cede nas questões salariais', reclamou José Carlos Martins, dirigente do SEP.

O mesmo responsável adiantou que até ao meio-dia de amanhã, o Ministério tutelado por Ana Jorge vai marcar uma nova reunião com o sindicato, a decorrer na próxima semana, e apresentar uma nova proposta.

'Da nossa parte, não há cedências: continuamos a exigir um diploma de carreira, regulamentado não só para os actuais enfermeiros, mas também para futuros, com uma única categoria, e continuamos a exigir um salário ao nível de qualquer licenciado, porque os enfermeiro não são licenciados de segunda categoria', reiterou José Carlos Martins.

O sindicato vai aguardar nova proposta do Ministério, mas caso seja mantida a mesma posição 'haverá mais greves e manifestações para este mês de Março', avisou o sindicalista.

Fonte: CM 05/03/09

Offline artur_gaio

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 298
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #33 em: Março 05, 2009, 23:52:53 »
completamente de acordo...
Nem que me tirem 300 ou 400 euros num mês, por mim, era greve por tempo indeterminado a ver se o ministério já não tremia...

Offline SandroMelo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1286
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #34 em: Março 06, 2009, 08:40:54 »
Apenas uma palavra de incentivo aos colegas dos sindicatos!
Força pessoal...estamos convosco!

Offline Sergio Magalhaes

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #35 em: Março 11, 2009, 04:58:37 »
É inaceitavel a proposta apresentada. SOMOS QUADROS SUPERIORES DA FUNÇÃO PUBLICA DE
PLENO DIREITO.

Offline pedrojosesilva

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1883
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #36 em: Março 12, 2009, 22:53:17 »
Os analistas de politicas de saúde já diagnósticaram a deficiência da tutela autista deste governo.


Paulo Kuteev Moreira, As lutas do futuro? in Diário Ecónomico 05/03/09 00:01


[...]Um outro desafio actual é a atitude política de afrontamento destrutivo a que estão a ser submetidos os profissionais do Serviço Nacional de Saúde. Particularmente a enfermagem portuguesa que se destaca na Europa como uma das mais qualificadas em termos de graus académicos, mas que, paradoxalmente, está a ser submetida a um claro processo de ‘downgrading' profissional. O actual processo de negociação das carreiras de enfermagem corre no sentido do conflito com as piores consequências para o desenvolvimento estratégico do SNS e as novas respostas de que a população necessita. Para além da arrogância institucional, imagem de marca do actual Governo, o conflito tem origem nas propostas do Ministério da Saúde que, na essência, iniciam um processo de utilização das competências de enfermagem como se de trabalho pouco qualificado se tratasse.

Esta atitude demonstra um claro desfasamento das tendências europeias e, sobretudo, dos novos enquadramentos de ‘skills mix' para a modernização das respostas inter-sectoriais no âmbito do desenvolvimento de uma abordagem de políticas sociais integradas e de partilha de recursos na comunidade. A seguir são os médicos.

____

Paulo Kuteev Moreira, Doutor em ‘Health Management' pela Universidade de Manchester

Offline PedroMendes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1246
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #37 em: Março 13, 2009, 02:46:58 »
Saúde: Reunião entre enfermeiros e Ministério termina sem entendimento, manifestação de hoje mantém-se

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses anunciou que se mantém a manifestação de hoje junto ao Ministério da Saúde e que, caso não receba uma contraproposta até segunda-feira, fará um pré-aviso de greve na terça-feira.

Em declarações à Agência Lusa, a presidente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, Guadalupe Simões, explicou que a reunião de quinta-feira com os responsáveis do Ministério da Saúde chegou ao fim sem acordo sobre a revisão das carreiras e que o sindicato comunicou ao Ministério as suas intenções.

"Caso segunda-feira não tenhamos até ao final do dia a contraproposta, terça-feira sai um pré-aviso de greve de dois dias que os enfermeiros irão fazer proximamente", afirmou Guadalupe Simões.

A responsável explicou que durante a reunião houve um "ligeiro aproximar de posições relativamente à estrutura de carreira" mas que existem "princípios estruturantes" em que sindicato e Ministério continuam a ter posições afastadas.

"Neste momento nós não aceitamos que o Ministério da Saúde nos apresente qualquer tipo de contraproposta com prazos dilatados e foi isso mesmo que transmitimos hoje no Ministério da Saúde", explicou à Lusa.

Guadalupe Simões afirmou no entanto que os enfermeiros estarão "sempre disponíveis para negociar ou para desconvocar a greve se eventualmente houver da parte do Ministério da Saúde um aproximar de posições".

"Ainda que possamos vir a negociar com o pré-aviso de greve ou até desconvocar a greve, se a proposta que o Ministério da Saúde nos apresentar vier de encontro às nossas pretensões ou pelo menos nos permitir vislumbrar que se pode fazer caminho no processo negocial, não podemos permitir é este arrastamento deste processo por culpa do Ministério da Saúde", sublinhou a presidente do sindicato.


Fonte: Lusa - Lisboa, 13 Mar

Disponível em: http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Interio ... id=1168469

Offline Zeus-electro

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 264
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #38 em: Março 13, 2009, 10:38:11 »
Sou a favor de uma paralização global, mas não na forma de greves à toa. Apesar de ser do quadro do Hospital, sei que os nossos colegas CIT têm "medos" fundados em entrar em formas de luta deste calibre e acho que não o fariam/aguentariam durante muito tempo e perderíamos força.

Também sei que as greves, em especial nos serviços de internamento pouco se fazem sentir, porque os cuidados mínimos passam quase sempre por fazer tudo o que faríamos num dia normal, com a agravante de estarmos reduzidos em pessoal.

Assim, sou muito mais a favor de uma greve de zelo por tempo indeterminado afectado todos os serviços, e uma paralização dos Blocos Operatórios, Consultas e Centros de Saúde por uma semana (acho que nem seria preciso tanto), sendo o prejuízo dos colegas destes serviços minimizado com ajudas dos Sindicatos, ou mesmo por contributos dos outros colegas não afectos aos serviços que paralizam.

Quero com isto dizer que não me importaria de contribuir para que os meus colegas dos serviços que referi fizessem uma paralização geral, distribuíndo assim os prejuízos por todos (não custava quase nada a ninguém e todos beneficiamos) e deste modo, acertávamos onde mais dói.

Offline SandroMelo

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1286
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #39 em: Março 13, 2009, 14:00:07 »
Mais uma vez levanto a possibilidade de uma greve que afecte seriamento o SNS:

Greve apenas nos seguintes serviços:
- cuidados de saúde primários;
- consulta externa;
- bloco operatório.

Tempo mínimo de paralisição: 3 dias
Ideal: 5 dias úteis

Enfermeiros dos restantes serviços contribuiriam com uma quota suplementar para que os sindicatos podessem de alguma forma compensar os colegas que paralizariam e como tal perderiam um elevado rendimento (elevado rendimento enfermagem  ;D)

Só assim mostrariamos a nossa força...ao fim de 3 dias o governo comia nas nossas mãos.

Offline enfarfr

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2758
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #40 em: Março 13, 2009, 14:21:32 »
Citação de: SandroMelo
Mais uma vez levanto a possibilidade de uma greve que afecte seriamento o SNS:

Greve apenas nos seguintes serviços:
- cuidados de saúde primários;
- consulta externa;
- bloco operatório.

Tempo mínimo de paralisição: 3 dias
Ideal: 5 dias úteis

Enfermeiros dos restantes serviços contribuiriam com uma quota suplementar para que os sindicatos podessem de alguma forma compensar os colegas que paralizariam e como tal perderiam um elevado rendimento (elevado rendimento enfermagem  ;D)

Só assim mostrariamos a nossa força...ao fim de 3 dias o governo comia nas nossas mãos.

Concordo!

Só faço greves que tenham 3 ou mais dias seguídos... Menos que isso não faço...

Offline enf urgencia

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 27
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #41 em: Março 13, 2009, 14:33:21 »
ola a todos

concordo com o colega, mas acho que podemos ver o que vai dar esta greve  de 2 dias e depois partimos para mais dias se necessario

e toca a mandar emails para tudo quanto e sitio. ate para as televisoes eu ja mandei.

bjs

Offline Mickaelix

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 24
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #42 em: Março 13, 2009, 15:00:45 »
Temos de avançar de forma convicta, inabaláveis!

Esgota-me que não sejamos reconhecidos pelo Governo. Os grupos privados que neste momento tomam conta da saúde têm, a meu ver, duas actuações distintas com o correr dos tempos: por um lado, democratizam o acesso aos serviços de saúde pois a oferta aumenta sob a forma de produção mais elevada; contudo, não sem espezinhar grupos estruturantes do SNS, como o nosso. A prazo mais longo, e com maior poder e abrangência, o custo para o utente será maior (como parece que já acontece em alguns locais) pois os grupos económicos são isso mesmo, profundamente ligados ao modelo capitalista e que tornam a saúde em números. Logo, cobram mais, pagam menos a quem trabalha (enfermeiros, médicos...) e, no final, o lucro é sempre maior. Estamos a caminhar a passos largos para algo tipo EUA, quem quer saúde paga-a anualmente através de um seguro de saúde, a empresas do ramo segurador (que estes grupos também detêm, tipo BES). E pagam bem!
 
Hoje é dia de manif. Gostava de ter ido. O Governo que só se governa a ele próprio e desgoverna todo o resto, teima (com a sua habitual arrogância) não nos dar algo que merecemos há muito tempo: equiparação a técnico superior (e não só no nível de complexidade, mas também no salário, que os tempos de trabalhar por amor à camisola ou de celibato da enfermagem já não existem há muito), o não respeito pelas pessoas, mentindo, não cumprindo prazos de negociação da carreira, não cumprindo ele próprio as leis e sempre, sempre, sair impune! Aí é que fico fulo!!
 
No final, se não os podes vencer, junta-te a eles?? Não sei... se calhar.
 
Ainda assim, um greve de zelo como já vi propor, paralisar certos serviços com mais visibilidade, tipo consultas externas, bloco operatório, CSP... e o resto da malta dos serviços contribui com uma quota maior para o sindicato, nesse mês, para redistribuir pelos que fizeram greve, de 3/5dias. Assim, sairia pouco do magro bolso de cada um de nós (10 anos que trabalho e dão-me 1113 euros??)

Depois de hoje, a ver vamos...

Offline artur_gaio

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 298
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #43 em: Março 16, 2009, 20:37:20 »
eesa ideia que vem sendo defendida parece-me muito bem...
E podem contar comigo para contribuir no sentido de ajudar os colegas que perdem o seu vencimento, com todo o gosto...

Offline enf urgencia

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 27
    • Ver Perfil
Re: 2010: Revisão da Carreira
« Responder #44 em: Março 16, 2009, 21:19:25 »
alguém sabe da proposta reformulada do ministério da saúde que devia ter sido entregue ate hoje?

bjs