Autor Tópico: Enf. Instrumentista  (Lida 16958 vezes)

Offline Herodes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2220
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #30 em: Dezembro 27, 2008, 08:35:31 »
Nós enfermeiros temos muito que caminhar em matéria de boas relações entre colegas.
Falta-nos amadurecer um pouco.
Dizer que os médicos são uma classe unida, parece-me inverdade. Eles neste momento apenas estão completamente alheados dea lguns problemas que no futuro interferirão seriamente com os "direitos" de que gozam actualmente.

Offline Caldas

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1323
    • Ver Perfil
    • http://ocantosocial.blogspot.com
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #31 em: Dezembro 27, 2008, 22:51:24 »
Blablabla sempre a conversa da união e desunião.

Critiquem construtivamente, isso sim... em vez de andarem a falar em união.

O enf. instrumentista tem competências próprias definidas pelo seu quadro de trabalho. Tomara muitos actos de enfermagem estarem tão padronizados como este e dificilmente teríamos dificuldade em justificar essas acções e os doentes iriam sentir verdadeiramente a nossa falta.

Offline scruz

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 291
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #32 em: Junho 03, 2012, 11:32:15 »
Em enfermagem em Portugal critica-se quem realmente executa as coisas, vamos ser unidos, OK vocês veem os médicos falarem mal uns dos outros não pois não, então FAÇAM A FORÇA se teem dúvidas sobre tudo o que trabalhei veja o meu CV no facebook está quase tudo publicado, eu quero que os ENFERMEIROS PORTUGUSES na área de ANESTESIA sejam dignificados como tal, e VOU LUTAR PARA O CONSEGUIR, QUEM ESTÀ MAL com a MINHA POSTURA QUE SE AGUENTE.

O MUNDO NÂO È de quam faz falinhas mansas, PT ganhou-se a NORTE com D: AFONSO HENRIQUES e não foi com falinhas mansas, foi com SANGUE; SUOR E LÀGRIMAS, ;)

QUEM NÂO QUER VESTIR A CAMISOLA DAS QUINAS PORTUGUESAS que MUDE DE PROFISSÃO:)

SANDRA ISABEL NUNES CRUZ

Offline scruz

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 291
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #33 em: Junho 03, 2012, 13:07:45 »
Somos Europeus e temos de ser dignificados como tal, o Enfermeiro generalista pode perfeitamente coexistir, com o enfermeiro especialista em instrumentação, circulação e de anestesia, bem como os outros enfermeiros que gostam de áreas de saberes diversos como a pediatria, gerontologia, etc..., mas é muito importante A UNIÃO, eu tenho gosto em saber muito de uma área para nossa valorização pessoal e monetária é BOM que comecemos a REMAR a FAVOR das ESPECIALIDADES EUROPEIAS E INTERNACIONAIS; e não se trata de reducionismo mas sim de saberes muito cimentados e profundos numa determinada área.

A Actual Presidente da APEARTD, Sandra Isabel Nunes Cruz, e membro fundador como tesoureiro em 06/06/2007

A lei das patentes existe em Portugal desde 2010, se não estou em erro e a especialidade de anestesistas diz especialistas em anestesia e reanimação.

Nós temos a terapêutica da dor logo a 1ª prescrição de ENFERMAGEM histórica para os ENFERMEIROS está HOMOLOGADA, foi preciso estar calados para a Lei Europeia e Internacional das Patentes ser feita no nosso País, se alguém quiser acrescentá-la numa especialidade tem de nos pagar a nós ENFERMEIROS.

Só temos de ser excelentes profissionais e podemos prescrever quando o doente tem DOR, mas precisamos que a ORDEM dos ENfermeiros e o SINDICATO dos Enfermeiros lutem por NÓS neste sentido, foi muito difícil, tive de sair do País e ir lá fora estudar muito, a UNIão Faz a FORÇA;)

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #34 em: Junho 08, 2012, 16:30:15 »
Olá Sandra Cruz. Importas-te de clarificar melhor este teu post?

Envio-te o meu contacto pessoal (como mensagem pessoal) e adiciona-me no facebook ou gmail.

A tua fundamentação cativou-me :)

Offline scruz

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 291
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #35 em: Junho 15, 2012, 15:43:29 »
Mauro entra no blog

http://apeartd.blogspot.pt

custou tanto até fui convidada a assinar o meu despedimento de múto acordo antes do fim do mesmo, só por denunciar todos os abusos, somos ENFERMEIROS estudamos tanto para acabar a carreira e á colegas nossos que só defendem o médico muitas vezes em vez de defenderem o próprio colega.

Sabes valeu a pena ter gasto 20,000E, do meu bolso, para poder escrever tudo para ir lá fora a outros Países para fazer equipas multidisciplinares para os departamentos Internacionais.

Nenhum profissional de saúde deve desrespeitar o que defende a Ordem Dos Enfermeiros muito pelo contrário temos de ser unidos.

Temos de diginifar mas isso começa por nós mesmos, a Enfª Lucília Nunes na revista da Ordem deste mês já defendeu publicamente que existem 7 prescições de enfermagem;)

Nós unidos temos muitos saberes juntos se em vez de atirarmos a 1ª pedra aos nossos colegas, podemos dizer eu não sei o que se passou não estava lá e por isso não comento, e quem tem problemas com esse colega que vá à OE apresentar queixa.

Em relação á lei das patentes a ESPECIALIDADE DE MÉDICOS ANESTESISTAS DIZ ANESTESIA E REANIMAÇAO

SE FOMOS OS ENFERMEIROS COM ESCRITURA A INTRODUZIR A TERMINOLOGIA TERApÊUTICA DA DOR; TEMOS O DIREITO DE REINVIDICAR A PRIMEIRA PRESCRIÇÂO FARMACOLÒGICA E NÃO FARMACOLÒGICA PARA A DOR.

A medicina fez um roubo histórico a Dioscenes ao dizer que um Filósofo Humanista tb tinha sido médico, isto não é bem assim na Faculdade Complutense de Madrid está toda uma biblioteca dedicada a ele que ele foi um Filosófo Humanista.

Tal como os primeiros cirurgiões eram barbeiros, isto é histórico, na Espanha, está escrito em Salamanca.

Nós tedos de ir à luta pelo que é nosso tivemos farmacologia, e estudamos muito, temos toda a legitimidade para prescrever;)

Não falem mal de nenhum colega Enfermeiro, vão antes ter com ele e confrontem-no, mas depois acabou ali a conversa.

Para termos uma Enfermagem de Excelência temos de deixar que somos de públicas ou privadas, eu fiz bons amigos da pública enquanto estudante e depois como profissional, e sempre que algum profissional da nossa àrea se passou, eu tb me passei mas já está, o que interessa é sermos EFICIENTES+EFICAZES= EXCELÊNCIA DE CUIDADOS DE ENFERMAGEM, e isso é tudo.

Offline Diogo Silva86

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #36 em: Junho 15, 2012, 17:18:04 »
No dia em que um enfermeiro prescrever, muito mal vai o nosso serviço de saúde.. Desçam à terra, os vossos conhecimentos do ponto de vista celular e molecular, a percepção que têm dos processos moleculares na doença, são básicos ou inexistentes.. E para prescrever é fundamental ter conhecimentos científicos nesse aspecto.. E quando falam que estudam muito, então desçam mesmo há terra.. Acham que estudar 4 anos com estágios e mais estágios desde o primeiro ano é muito? É pouco muito pouco.. Há pessoas que sabem, e pessoas que sabem fazer, e o enfermeiro sempre se inseriu mais na segunda hipótese.. Sejam humildes e bons profissionais! Se querem mais então estudem para medicina ou outros.. Cumprimentos

Offline Benzodiazepina

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 980
    • Ver Perfil
    • http://artedecuidar.wordpress.com
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #37 em: Junho 15, 2012, 19:13:06 »
Eu sugeria que se informasse mais acerca da estrutura da Licenciatura em Enfermagem, nomeadamente as disciplinas leccionadas. Acho que quem precisa de descer a Terra não somos nós.
Os enfermeiros sabem fazer e felizmente sabem o que fazem, porque além de ensinos clínicos há muita teoria há mistura. O que voce disse é uma bela duma falácia.
E repare, eu nem sou a favor que os enfermeiros prescrevam, porque honestamente acho que existem coisas da nossa competência com as quais nos devemos ocupar e além disso não deixar que algumas competências sejam usurpadas, mas daí a dizer que não temos conhecimentos é ser muito ignorante.

No Reino Unido a qualidade de formação é imensamente inferior á nossa e há enfermeiros que prescrevem, mas existem imensas condições, só alguns enfermeiros prescrevem, só prescrevem certas e determinadas drogas relacionadas com a sua especialidade ou então prescrições repetitivas - aqui há um sistema no qual as receitas são válidas uns meses e ficam na farmácia no caso de doenças crónicas e afins.

Mas sabe senhor "analista" Diogo Dias, humildade e pouco ego ás vezes fica bem e vir aqui só pra dizer baboseiras nao vai aliviar a sua frustração, por isso use essa energia toda pra coisas úteis, vai ver que se sente muito melhor!

Offline Diogo Silva86

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #38 em: Junho 15, 2012, 19:32:06 »
Podem prescrever medicamentos não sujeitos a receita médica, tá bom assim? Já se contentam? Caso contrário terão que tirar um curso que vos dê bases cientificas para isso.. Não basta querer.. Metade do vosso curso é estágio.. Que tenham dois anos teóricos isso é muito pouco. Se quiser posso-lhes dizer centenas de nomes científicos, de células, marcadores biológicos, importantíssimos do ponto de vista fisiológico, e que vocês nunca ouviram falar. Dou um exemplo, uma enfermeira no IPO que estava a administrar Fibrinogénio EV a um doente, após o doente perguntar o que era aquilo, diz ela que era quimioterapia... Fiquei estupefacto com tanta ignorância!! Não digo mais nada, a mim e aos meus pelos menos, os enfermeiros nunca prescreverão nada! Frustração é vossa que estão sempre a querer comparar com médicos, com os quais não existe comparação possível, vocês sim são frustrados! Sou Analista Clínico com muito gosto, gosta de ciência estás a ver, gosto de saber, para só fazer tirava um curso profissional..

Offline Benzodiazepina

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 980
    • Ver Perfil
    • http://artedecuidar.wordpress.com
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #39 em: Junho 15, 2012, 20:21:30 »
volte atrás e leia o meu post com mais atenção sff. Obrigada.

Offline a.a_silva

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 11
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #40 em: Junho 15, 2012, 20:43:50 »
Citação de: Diogo Silva86
Podem prescrever medicamentos não sujeitos a receita médica, tá bom assim? Já se contentam? Caso contrário terão que tirar um curso que vos dê bases cientificas para isso.. Não basta querer.. Metade do vosso curso é estágio.. Que tenham dois anos teóricos isso é muito pouco. Se quiser posso-lhes dizer centenas de nomes científicos, de células, marcadores biológicos, importantíssimos do ponto de vista fisiológico, e que vocês nunca ouviram falar. Dou um exemplo, uma enfermeira no IPO que estava a administrar Fibrinogénio EV a um doente, após o doente perguntar o que era aquilo, diz ela que era quimioterapia... Fiquei estupefacto com tanta ignorância!! Não digo mais nada, a mim e aos meus pelos menos, os enfermeiros nunca prescreverão nada! Frustração é vossa que estão sempre a querer comparar com médicos, com os quais não existe comparação possível, vocês sim são frustrados! Sou Analista Clínico com muito gosto, gosta de ciência estás a ver, gosto de saber, para só fazer tirava um curso profissional..



Já é o 2º tópico que o vejo a comentar hoje. Pelo conteúdo dos mesmos parece-me muito interessado a participar num fórum destinado especialmente a ENFERMEIROS apenas para tecer comentários depreciativos e arrogantes, que em nada contribuem para os assuntos aqui discutidos.

Dor de cotovelo é uma coisa tão feia...

Offline Diogo Silva86

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #41 em: Junho 15, 2012, 20:57:36 »
Dor de cotovelo? Ahahahahah Já me chega limpar o cú aos meus filhos... ;)

Offline a.a_silva

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 11
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #42 em: Junho 15, 2012, 21:10:18 »
Realmente, com essa arrogância toda ainda bem que não o faz a mais ninguém :).

Offline Mauro Germano

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2218
    • Ver Perfil
    • http://saudeeportugal.blogspot.com
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #43 em: Junho 15, 2012, 22:14:22 »
@ Diogo Silva 86

Remeta-se à sua ignorância e não venha opinar aqui.

Não é bem vindo nem vem acrescentar nada.

De trolls já o mundo está cheio e dispensamos mais um aqui no Fórum Enfermagem.

Quando quiser discutir com seriedade faça-o mas como não está interessado nisso...

Não fique frustrado... a sua profissão tem mais por onde crescer e acho que também dispensam um elemento da sua índole no seu seio.

Passe bem...

Offline scruz

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 291
    • Ver Perfil
Re: Enf. Instrumentista
« Responder #44 em: Junho 16, 2012, 13:39:41 »
Em resposta ao Sr Diogo Silva, 1º Mauro não vamos chamar nomes ao menino que os Enfermeiros somos pessoas muito educadas e baixar de nível não faz parte das nossas competências.

E já agora o meu irmão é Licenciado em Técnico de Análises Clínicas no Hospital de Cascais, no laboratório, e para ficar elucidado Sr. Diogo também sei o que é a Leshnomiose porque o meu mano publicou na Medline e acabou a sua tese de Licenciatura com 19 valores no Instituto de Medicina Tropical de Lisboa não sei se conhece? e uma das minhas grandes amigas é Helena dos Santos Fernandes tb técnica de análises clínicas.

E como toda boa mana sempre fiz questão de estudar com o meu mano lá em casa e com esta grande amiga, por isso você não é ninguém para me dizer quais são as minhas bases de farmacocinética, biodisponibilidade, de genética, se calhar ainda lhe dou um valente baile de muitos termos vá ler o blogspot da APEARTD, e aprenda pelo menos a ser construtivo, e a fazer parte de uma equipa multidisciplinar, que já percebi que não percebe o conceito de HUmanismo, ser Biopsicosocialtranscultural e espiritual e de Equipa multidisciplinar;)

A Presidente da APEARTD

Sandra Cruz