Autor Tópico: Dor  (Lida 3541 vezes)

Offline ruienf

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 241
    • Ver Perfil
Dor
« em: Maio 15, 2005, 22:43:33 »
A dor é actualmente considerada o quinto sinal vital.

Sabemos também que a dor está frequentemente associada ao tratamento de feridas, residindo nesse ponto algumas das discórdias mais marcantes entre os enfermeiros e outros grupos profissionais.

Com este tópico pretende-se uma discussão sobre a importância dada à dor no âmbito do tratamento de feridas, enriquecida com os procedimentos utilizados em cada serviço relativos ao tema em questão.
Rui Pedro Silva

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Dor
« Responder #1 em: Junho 15, 2005, 17:49:53 »
in Ordem dos Enfermeiros WebSite

O Enfermeiro na Prevenção e Controlo da Dor
Um Compromisso
 
Por proposta do Conselho de Enfermagem o Conselho Directivo constituiu um grupo de trabalho que, envolvendo os vários órgãos, promova o desenvolvimento de actividades visando a melhoria da qualidade dos cuidados prestados ao cidadão e a sensibilização dos Enfermeiros para a necessidade de valorizar, de forma transversal, o fenómeno Dor.
 
O Grupo tem como missão “a promoção da intervenção do Enfermeiro na prevenção e controlo da dor” e definiu os seguintes objectivos gerais:
- Demonstrar perante a sociedade a importância do papel do enfermeiro na prevenção, avaliação e controlo da dor;
- Sensibilizar os enfermeiros face ao fenómeno dor;
- Interceder junto das Instituições prestadoras de cuidados;
- Reflectir com os enfermeiros sobre a dor infligida à pessoa em consequência das intervenções de enfermagem;
- Promover o intercâmbio com outras Organizações / Associações que permita o conhecimento e estabelecimento de parcerias, perspectivando o desenvolvimento na área da dor;
- Elaborar guias orientadores de “boas práticas”.
 
Como vista a assinalar o dia 14 de Junho 2005, enviaremos a todos os Enfermeiros um instrumento de Avaliação da Dor, fundamentada na Circular Normativa nº 09 da Direcção Geral de Saúde de 14/06/2003 no âmbito da comemoração do Dia Nacional da Luta Contra a Dor. Pretendemos sensibilizar todos os Enfermeiros para o uso regular das Escalas de Avaliação da Dor, adequando as mesmas aos contextos de trabalho e às necessidades dos beneficiários dos cuidados de Enfermagem, no sentido de promover a prática sistematizada do registo do 5º Sinal Vital.
 
Para este ano está ainda prevista a realização de um Encontro Nacional de Enfermeiros na Semana Europeia de Luta Contra a Dor, que decorre na segunda semana de Outubro, onde se pretende dar visibilidade a trabalhos/projectos implementados por Enfermeiros com resultados comprovados na qualidade de cuidados dispensados aos cidadãos. Prevemos ainda desenvolver actividades dirigidas à população em geral através de iniciativas junto dos meios de comunicação social.
 
Necessitando obter informação detalhada que permita potenciar experiências com sucesso, pelo que solicitamos desde já a todos os colegas que coordenam ou participam em projectos/trabalhos no âmbito da dor, que nos enviem resumos ou nos contactem para o endereço:
 
hzacarias@ordemenfermeiros.pt
 
Para facilitar o conhecimento e o contacto informamos sobre a constituição do grupo:
 
Ana Maria Lopes Mateus
Coordenadora do grupo e membro efectivo Comissão de Especialidade em Enfermagem em Saúde Infantil e Pediátrica
Lúcia Leite
Presidente da Comissão de Especialidade em Enfermagem em Saúde Materna e Obstétrica e membro efectivo do Conselho de Enfermagem
Bebiana Ferreira
Membro efectivo Comissão de Cuidados Gerais
Júlia Trigo
Membro efectivo Comissão de Especialidade em Enfermagem Comunitária – representante da Secção Regional R.A dos Açores
Fátima Vieira
representante regional efectivo pela Especialidade em Enfermagem Médico-Cirúrgica –  Secção Regional R.A Madeira
Filomena Ferreira
representante regional suplente para a Formação -  Secção Regional Centro
Margarida Alvarenga
representante pela Secção Regional Norte – Unidade de Cuidados Continuados do Instituto Português de Oncologia do Porto
Elizabete Monforte
representante pela Secção Regional Sul – Unidade de Dor do Hospital Garcia de Orta/Almada

um abraço,

Offline Shirley Afonso

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 241
    • Ver Perfil
    • http://spaces.msn.com/shafonso/
FALANDO DO BRASIL
« Responder #2 em: Janeiro 27, 2006, 19:00:49 »
Passando pelo forum vi este post achei muito interessante, porque está muito envolvido com a enfermagem e com a área que eu estudo Geriatria, aproveitando; deixo para todos um site desenvolvido no centro da dor, que tem surtido grandes resultados aos pacientes que utilizam este projeto, dêem uma olhada.

Citar
Sobre a SBED
A Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED) é uma entidade sem fins comerciais fundada em 29 de Agosto de 1983.
Está voltada para o estudo, pesquisa e tratamento da dor, em crianças e adultos, com enfoque especial para a dor no câncer e medicina paliativa.
Profissionais de quaisquer áreas de atividade podem ser sócios da SBED, bem como, instituições que compartilhem com o nobre objetivo de aliviar o sofrimento dos doentes com moléstias crônicas óstio-articulares, neurológicas, câncer, aids, etc.
- É o capítulo brasileiro da Associação Internacional para o Estudo da Dor - IASP.
- Orienta a implantação no país das diretrizes de terapia de dor da IASP e da OMS.
- Desenvolve junto às Organizações Governamentais programas para melhor atendimento dos doentes com dor e em estados terminais.
- Estimula a criação e congrega entidades estaduais ou regionais do território nacional.
- Mantem intercâmbio com outras sociedades envolvidas na terapêutica da dor, em âmbito nacional e internacional.
- Estimula a pesquisa, o ensino e a divulgação da terapêutica da dor.
- Divulga para a sociedade brasileira o estudo, a pesquisa e a terapêutica da dor.
- Promove o Congresso Brasileiro de Dor, bienal, no último trimestre dos anos pares.
- Promove estatutariamente no mínimo, uma reunião científica semestral e um simpósio anual.
- Possui um código de ética elaborado por membros de uma comissão própria.
- A sua área de atuação abrange a terapêutica da dor crônica e da dor aguda.
- Para se tornar sócio encaminhe solicitação à secretaria.



A SBED dispõe de um artigo bem resumido do que para eles hoje em dia é considerado "dor", vale a pena ler.

Citar
A dor, tanto aguda como crônica tem recebido a atenção dos profissionais de saúde a milênios. Hipócrates na Grécia antiga, já referia que aliviar a dor é uma obra divina. O professor do Hospital Universitário de Madri, Antonio Ojugas, na sua obra "A dor através da história e da arte" vol. 1 (Editora Atlas Medical Publishing Ltd. UK. 1999), refere : "Por isso, (referente a dor e o sofrimento) em todas as civilizações, em todos os países e em todos os momentos históricos, tentou-se explicar o que é e porque sentimos a dor e a forma de combate-la, daí por que ela foi o motivo mais importante e decisivo para o desenvolvimento da arte de curar".

Nas últimas décadas, verificamos um grande interesse e um progresso muito importante na área de dor. São variados os motivos.

fonte: http://www.dor.org.br/sbed_projetobrasil.asp
quot;Todo o bem que pudermos fazer, toda a ternura que pudermos dar a um ser humano, que o façamos agora, neste momento, porque não passaremos duas vezes pelo mesmo caminho."