Autor Tópico: Debate da Saúde na RTP1  (Lida 3122 vezes)

Offline pedrojosesilva

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1883
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Debate da Saúde na RTP1
« em: Janeiro 25, 2005, 00:54:49 »
Tenho estado a ver o debate dirigido por Fatima Campos Ferreira.A intervenção da Bastonária da Ordem dos Enfermeiros maria Augusta Sousa, foi pertinente ao dirigir a atenção para o natureza pluridisciplinar dos cuidados primários, numa altura em que no debate se centrava a atenção apenas para o número de consultas médicas.
Alguns participantes como Bernardino Soares (PCP) e Nogueira Pinto (PP) realçaram a necessidade de uma saúde de próximidade, onde explicitamente defenderam o papel do "Enfermeiro de Familia".
O clima do debate foi á volta da sustentabilidade do SNS. A questão dos genericos continua a mexer com o sector da industria farmaceutica, a questão dà certificação da qualidade das instituições de saúde também foi contestada pela sua estaticidade.

O PCP e BE defenderam abertamente o fim da centralização de decisão que os Hospitais SA preconizam.

O PS acha que temos recursos, não necessitamos de mais, eles têm é que estar melhor articulados. Realçou a ligação entre hospitais e centros de saúde, nomearam no meio do debate o papel da linha telefonica de triagem de adultos que está a concurso, mas que nenhum dos interlocutores sabia qual o resultado, que até já foi noticiado (e que demos conta nas nossas noticias) e que foi ganho pela Caixa Geral de Depositos. Ouvi agradavelmente o representante do PS referir que esta linha tinha sido implementada por enfermeiros (referia-se sem dúvida à Saude 24 linha pediatrica, agora a ser alargada para adultos).

Do que ouvi realço a sensação de que todos focam pontos importântes, e que a complexidade do sistema parece-me ser um dos factores que impedem as mudanças necessarias.
Quero deixar como apontamento que no debate não existiu nenhuma organização que representa-se os utentes e os seus direitos. Embora a Entidade Reguladora da Saúde estivesse presente, não me pareceu que fosse um organismo vocacionado para os direitos civicos, mas mais um orgão de gestão, preocupado com metodologias de avaliação/certificação (que são importântes) da qualidade como panaceia.

Offline Karlwork31

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
    • http://falando-enfermagem.blogspot.com
Debate da Saúde na RTP1
« Responder #1 em: Janeiro 25, 2005, 14:37:25 »
Olá Pedro,

Apanhei o debate já a meio... como tudo que é informação neste país é pouco publicitado, muita gente como eu, não deveria saber deste debate.

Opinião do que vi...

Não vi a participação da Bastonária, (mas pelo menos estava nas cadeiras da frente, já não é mau!)... confio que terá estado bem, como habitualmente...

Quanto ás participações dos diferentes partidos, a maior parte do que vi ser dito foi demagogia... esperava mais de um ministro! Quanto ao Dr. Correia de Campos, esteve igual a ele mesmo, com comentários oportunos e com opiniões consolidadas em reflexões próprias e não nas dos seus acessores...

Quanto ao Dr. Rui Nunes, pareceu-me que a sua preocupação não era necessariamente a certificação dos hospitais... deverá ser curiosa a convivência entre este senhor e o Dr. Correia de Campos, caso o PS ganhe as eleições e ele for o próximo ministro da Saude...

Acho que o PCP e o BE abordaram questões importantes, quanto ao direito á saúde para todos.

PS - É estranho que quem mais usa os hospitais privados é que se parece preocupar com acessibilidade diferenciada para os utentes com menos recursos nos hospitais públicos... acreditam nisto!?
 
Eu não...

Um abraço, Carlos.

Offline pipoca

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 28
    • Ver Perfil
debate de saude na RTP 1
« Responder #2 em: Janeiro 25, 2005, 21:09:40 »
Eu tambem apanhei o debate a meio, ouvi a batonaria que referiu a importancia dos cuidados de proximidade, e aqui estava-se a referir concerteza aos enfermeiros, que mais tempo estão no centro de saude e mais vão para a comunidade , fazer visitas domiciliarias, falou da questão da acessibilidade dos doentes, atrves do contacto telefonico por telemoveis (que foram retirados aos enfermeiros de cuidados continuados, por provaveis gastos) e da importancia do papel dos enfermeiros nas remodelações que se irão fazer a nivel da saude, porque afinal no centro de saude não existem só consultas  médicas. A grande problematica do sr ministro era dar resposta aos utentes que aguardam consultas medicas, a acreditação ...
Qd a bastonaria colocou a questão , ninguem lhe respondia até que a moderadora salientou o facto e reforçou que fosse dada uma resposta, continuou tudo na mesma.
Falou-se muito da importancia dos cuidados de saude primarios, pq a população esta a envelhecer, mais doenças cronicas,etc, etc e no entanto pareceu-me que os projectos contunuam direcionados para a questão hospitalar.
Fiquei com a ideia de que os enfermeros continuarão a não ser valorizados por aqules senhores, e qt a autonomia (trabalho há 15 anos) tem vindo a diminuir,neste momento debato-me com isso diariamente.
Se tudo continuar assim daqui a dez anos, a saude na comunidade vai-se tornar um descalabro, por falta de recursos materiais e pessoais e lá vão estar os enfermeiros para "aparar os caldos" e tambem pq muitos medicos defamilia se irão reformar.
Tenho esperança que a UE nos "obrigue" a ter outras estrategias de actuação.

Offline ElsAlves

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 209
    • Ver Perfil
Debate da Saúde na RTP1
« Responder #3 em: Janeiro 26, 2005, 14:20:28 »
Que pena tenho eu de não ter assistido ao debate... :(
Como não tenho visto muita Tv só soube da existencia do dabate apos ter visto este topiko... Mas é com profunda satisfação k fiko por saber k a nossa bastonária nos representou bem :)
Há k impulsionar a enfermagem e o k ela representa perante os meios de comunicação social, mas há essencialmente k passar uma boa imagem da nossa profissão aos utentes com k lidamos diariamente. Esses sim é k podem (ou não) ser os nossos maiores defensores. Em vez de sermos nós os "advogados" do doente, podem eles ser os nosso!!
Beijus
Elsa
Sei que o meu trabalho é apenas uma pequena gota de água no oceano, mas sem essa gota o oceano seria mais pequeno"

Offline ruienf

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 241
    • Ver Perfil
Debate da Saúde na RTP1
« Responder #4 em: Fevereiro 03, 2005, 10:40:12 »
"Em vez de sermos nós os "advogados" do doente, podem eles ser os nosso!!"

Bem dito!

É uma ideia muito interessante!!!
Rui Pedro Silva

Offline Guytonn

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 313
    • Ver Perfil
Debate da Saúde na RTP1
« Responder #5 em: Fevereiro 12, 2005, 13:45:50 »
No dito debate ficu patente o verdadeiro deserto de ideias acerca da saúde. De vez em quando lávinha um "oásis opinativo" mas de um modo geral as questões nucleares da problemática da saúde ficaram sem uma resposta apodíctica. Gostei de ouvir o Dr Correia de aAmpos falar em enfermeiro de família. Os restantes ainda confundiam saúde com medicina, outorgando unicamente aos médicos a responsabilidade dos cuidados de saúde, espelhando uma visão reducionista da realidade. A ver vamos...
PRESENTE É SIMULTÂNEAMENTE O EPÍLOGO DO PASSADO E O PRÓLOGO DO FUTURO.