Forumenfermagem

Autor Tópico: Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?  (Lida 27897 vezes)

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« em: Janeiro 19, 2005, 22:10:43 »
Hoje fui confrontado com uma situação que confesso me deixou  8O  , estava eu a fazer uma entrada de um doente e a fazer o exame físico completo, com direito a inspecção, palpação, auscultação e percusão....qual não foi o meu espanto quando uma das enfermeiras tenta boicotar o meu exame.....dizendo que "os enfermeiros não têm conhecimentos para utilizar um esteto, nem para palpar um doente", ao que respondi de imediato, "então e na Espanha e nos USA, também não? A mim foi-me ensinada a auscultação e a palpação, portanto eu ausculto e palpo!"....danada da vida, foi mostrar o que eu tinha recolhido da auscultação e da palpação ao médico assistente...."Sem queixas álgicas à palpação de todos os quadrantes. Sem organomegálias. Sinal de Bloomberg e de Murphy vesicular negativo. Fígado, baço e rins não palpáveis. Região inguinal sem tumefacções anormais, sem hérnias. Gânglios inguinais não palpáveis. Pulso femural palpável e rítmico." e "Área cardíaca - Auscultação 1º e 2º tons audíveis, rítmicos e sem desdobramentos. Ausência de 3º e 4º tons, sopros ou atritos pericárdicos. Confirmado o valor de frequência cardíaca obtido pela palpação do pulso radial. Área Pulmonar - Auscultação Auscultação Sem murmúrio vesicular audível. Sem ruídos adventícios.", ao que o médico respondeu....qual é a dúvida? Doing...ficou com uma moca!!!!! IHIHIHIH  :D

Agora pergunro será tão descabido um enfermeiro colocar em prática aquilo que lhe foi ensinado na escola?

Eu uso esteto...não ando com aquele apêndice ao pescoço, mas ando com ele no bolso....quase nem se nota......e uso muitas vezes....há muitos sinais patognomónicos identificáveis pela auscultação e que nós podemos despistar....

Sou da opinião de que quem não sabe auscultar devia aprender....porque o médico não está lá sempre para fazer o despiste.....

E já agora, a Littmann lançou à pouco um novo esteto para Enfermeiros.....ultra-leve! Eu já comprei!!!!

http://www.reddingmedical.com/1206_Litt ... stcatid=13

 :D

Offline jotix

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #1 em: Janeiro 19, 2005, 22:36:57 »
Ahhh! Que horror!

Parece inacreditável que existam enf.os com esse tipo de atitudes. Afinal, eles são realmente enf.os, ou simples empregados a que obdecem ao que médico lhes prescreve?

A mim foi-me ensinada a auscultação em Fundamentos de Enfermagem, Fisiologia, BioFísica os outros métodos de recolha de dados quantitativos foi nos Fundamentos.

Que estupidez! Essa enf.a não deve ser deste século, então se andamos aqui a ser pagos para estudar, porque não devemos empregar o que efectivamente aprendemos?

Já n me lembro muito do exame físico, tenho de estudar isso :oops:
Enfermeiro em França

Offline tcasaleiro

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 102
    • Ver Perfil
    • http://atravesdajanela.wordpress.com
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #2 em: Janeiro 19, 2005, 22:48:09 »
o belo do estetoscópio...
N minha disciplina de fundamentos de enfermagem, estivemos a debater sobre a visão que se tinah do médico como um mago, alguém que curava como que por magia e que tinha por varinha mágica o estetoscópio e, como tal, é algo que sempre se atrbuiu aos médicos, o estetoscopio ta po medico como a seringa para o enfermeiro :D percebem o qu quero dizer...
NEste contexto ainda há muito a mentalidade destes símbolos..
TEmos é d eter consciencia que já há mto enfº que anda a passear o belo do esteto, como se de uma promoção se tratasse.
Abraço,
Tiago Casaleiro
"O Cuidar manifesta-se nas Pequenas coisas"

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #3 em: Janeiro 19, 2005, 22:48:49 »
Pois coitada...ela nem sabia que haviam 4 tons cardíacos.....disse logo que ali só estavam escritos disparates!!!!

Coitada.......eu amanhã levo os meus apontamentos para lhe mostrar!


Já agora aqui fica o guia para o exame físico exaustivo.....normalmente não o faço todo....temos de adequar.....

Nome:
Idade:
Data de Nascimento:
Sexo:
Raça: (caucasiana)
Estado civil:
Naturalidade:
Residência:
Viagens ao estrangeiro:
Profissão:
Religião:
Data de admissão no Hospital:
Enfermaria:
Cama:
Data do exame: 04/09/2002
B. História pregressa
Motivo de internamento
História da doença actual
Revisão por aparelhos e sistemas
Estado Geral:
(peso e perda de peso)
(febre)
(astenia)
(edemas)
Pele e fâneros:
(alterações da cor (icterícia, palidez, cianose))
(textura ou hidratação)
(erupções) (prurido) (equimoses) (lesões)
(Cabelo (cor textura))
(distribuição pilosa)
(Unhas (cor e brilho)
Cabeça:
(cefaleias)
(enxaquecas)
(traumatismos)
(tonturas) (vertigens) (desmaios)
(perdas de consciência ou alterações da memória)
Olhos:
(acuidade visual)
(escotomas) (fotofobia) (dor) (prurido) (lacrimejamento) (conjuntivite)
(ambliopia) glaucoma cataratas Campos visuais Oculos
Ouvidos: hipoacusia zumbidos otorreia otorragia patologia anterior...
Nariz e seios perinasais: epistaxis rinorreia obstrução nasal an(hip)osmia
Boca e orofaringe: gengivorragias úlceras abcessos dentários halitose amigdalites rouquidão glossite estomatite
Pescoço: dores tumorações adenomegálias bócio rigidez
Aparelho cardiovascular: edemas dispneia paroxística nocturna HTA varizes flebites dor pré cordial palpitações
Aparelho respiratório: dor torácica tosse hemoptises infecções dispneia expectoração vómica asma bronquite
Aparelho gastrointestinal: (apetite: anorexia e polifagia)
dor odinofagia eructações soluços náuseas vómitos obstipação diarreia azia disfagia tenesmo falsas vontades rectorragias melenas hematoquézias hematemeses colúria acolia prurido icterícia distensão abdominal
Fezes (cor, consistência, tamanho, flutuação)
Aparelho genito-urinário: cólicas renais anúria oligúria poliúria polaquiúria nictúria disúria ardor miccional hematúria retençãourinária. Infecções incontinência
Litíase tenesmo/vesical corrimento/vaginal(mulher..)
Sistema músculo-esquelético: dor/óssea artralgias artrite mialgias lombalgia artrose limitação funcional reumatismo
Sistema nervoso:
Sistema endócrino: sudorese polidipsia polifagia poliúria astenia hiperactividade sonolência carc sex sec
Sistema hematopoiético: Apresenta anemia.
Psiquiátrico: Sente alguma ansiedade motivada pelo seu estado de saúde.

Antecedentes pessoais fisiológicos
História ginecológica: (mecarca ciclos regulares metrorragias menorragias corrientos gesta/para menarca ....)
Hábitos alimentares:
Hábitos tabágicos:
Hábitos alcoólicos:
Hábitos toxicomanos:
Hábitos medicamentosos:
Imunizações:
Grupo sanguíneo:
História sócio-profissional:
Escolaridade:
Profissão:
tipo de habitação: (saneamento básico/ água potável /elect /exp. solar)
Antecedentes pessoais patológicos
Doenças da infância:
Outras doenças:
Acidentes:
Internamentos anteriores:
Intervenções cirúrgicas:
Alergias:
Antecedentes familiares
Pai:
Mãe:
Irmãos:
Filhos:
Patologia familiar/infeciosa

C. Exame físico
Exame geral
Avaliação da nutrição:
Peso actual:
Altura:
Sinais vitais
Temperatura (axilar):
Frequência respiratória:
Tensão arterial
Pulso (radial):
 
Cabeça
Inspecção:
Conformação dismorfias assimetrias massas visíveis cabelo Conjuntivas pupilas(reflexos) escleróticas campos
Pavilhões auriculares(simétricos/implantação/conformação)
Lábios Mucosa bucal Dentição Amígdalas
Palpação:


Pescoço
Inspecção:
Palpação:
Auscultação do sopros carotídeos

Tórax
Mamas:
Tórax:
Inspecção:
conformação massas cicatrizes
Movimentos respiratórios frequência
tiragem intercostal/supraclavicular. Choque da ponta

Área pulmonar
Palpação:
Expansibilidade massas palpáveis pontos dolorosos Vibrações vocais
Percussão:
som parenquimatoso macicez
Auscultação:
Murmúrio vesicular ...
Área cardíaca
Auscultação:
1º e 2º tons sopros atritos

Abdómen
Inspecção:
configuração móvel hérnias tumorações eventrações
cicatrizes operatórias circulação colateral. Distribuição pilosa
Auscultação:
Ruídos hidroaéreos/peristálticos
Percussão:
macicez hepática macicez nos flancos onda ascítica
Palpação:
Hiperestesia defesa Dor massas
Sinal de Blumberg Murphy vesicular

Região inguinal
tumefacções hérnias. Gânglios Pulso femural
 
Membros superiores:
Inspecção:
conformação volume simetria edemas eritema palmar mobilidade
Palpação:
pulsos

Membros inferiores:
Inspecção:
Palpação:

Coluna vertebral
mobilidade
Palpação indolores.

Região perineal
Toque rectal:
Exame neurológico sumário

 :D

Offline ElsAlves

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 209
    • Ver Perfil
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #4 em: Janeiro 20, 2005, 02:21:46 »
Acho que se o sabes fazer o deves fazer. Talvez n devas é ser tão arrogante para kem o não sabe fazer (e atenção! não estou a insinuar que o foste!)
Se a tua escola te ensinou esse tipo de procedimento, então aplica-os mas cuidado com o "atravessar" de fronteiras que ainda são muito rigidas. Eu tb aprendi a realizar diversas técnicas que são consideradas "actos médicos". Posso saber faze-las mas isso n me dá o direito de as realizar. So simple...
Quanto ao estetóscópio tb tenho um, mas n o uso, nem tão pouco o levo para o hospital. Qd preciso tenho lá os do serviço, se bem que só o utilize qd estritamente necessário.
saudações
Elsa
Sei que o meu trabalho é apenas uma pequena gota de água no oceano, mas sem essa gota o oceano seria mais pequeno"

Offline _

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 379
    • Ver Perfil
    • http://www.apnep.pt
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #5 em: Janeiro 20, 2005, 02:45:33 »
Nuno, nao resisto e tenho que perguntar isto:

A entrada foi em que altura do turno? Depois só dever ter tido tempo de realizar os Registos de Enfermagem e passar o turno, ñ????  :wink:

É que escreveres isso tudo ainda deve demorar um tempinho... :wink:

Acho que deveremos registar o pertinente acima de tudo, para além tudo o que caracteriza e distingue a Enfermagem ...

Citar
"então e na Espanha e nos USA, também não? A mim foi-me ensinada a auscultação e a palpação, portanto eu ausculto e palpo!"


Pergunto-te outra coisa, e já neste forum "abusaste" da sinceridade falando de resposta menos próprias, e das tuas atitudes para com essas respostas: Não consideras as tuas respostas por vezes menos adequadas?...
Abílio Cardoso Teixeira
(SCI1: CHP - HSA)

Offline Stephan

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 101
    • Ver Perfil
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #6 em: Janeiro 20, 2005, 05:16:52 »
Nuno escreveu: "já agora, a Littmann lançou à pouco um novo esteto para Enfermeiros.....ultra-leve! Eu já comprei!!!! "

Ehh, alguem me pode explicar a diferença entre um "esteto" para enfermeiros e o dos médicos??    :wink:

Offline FábioVieirovsky

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 34
    • Ver Perfil
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #7 em: Janeiro 20, 2005, 13:35:03 »
Estou emocionado com a tua admissão Nuno!

Ainda frequento o 4º ano do curso e tenho quase a certeza que durante a minha vida profissional, nunca serei capaz de fazer uma admissão com tanto rigor e exactidão.

Já tive a oportunidade de estagiar em alguns serviços de medicina e cirurgia, nos quais tinha atribuidos três/quatro doentes, e acho que necessitaria de dois turnos - vá lá - dois e meio, para fazer a admissão de um só doente. Resultado: ficariam dois/três doentes por cuidar!

Perante isto, violaria um principio ético: o principio da Justiça, que diz: "deve haver uma justa distribuição de recursos na sociedade" (RIBEIRO, 2004)

No mesmo âmbito poderei dizer que infringiria também o artigo 83º do NOSSO Código Deontológico - do direito ao cuidado. Na alínea a) pode-se ler: "co-responsabilizar-se pelo atendimento do indivíduo em tempo útil, de forma a não haver atrasos no dx da doença e respectivo tratamento".

Sem mais assunto de momento, saudações profissionais!

Abraço!

Offline AndréVinhovsky

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 167
    • Ver Perfil
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #8 em: Janeiro 20, 2005, 18:58:12 »
Nuno, a título de curiosidade...s a memória n me falha...tu n estás a frequentar o ensino clínico de Psiquiatria?

Offline jotix

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #9 em: Janeiro 20, 2005, 19:42:50 »
Ops, acho que estão a colocar o Nuno numa situação constragedora.

Ele disse, que não fazia sempre o exame físico, com tantos critérios. E concordo que o exame jamais deve ser exaustivo, uma vez que cansa a própria pessoa de que analisamos, e os enf.os próprios.

Relativamente, ao usar o estetoscópio, acho que deve ser feito, para, justamente, romper com a concepção que na enf.em não se utiliza esteto, a não ser para a medir a tensão arterial com esfignomanómetro, ou para por exemplo aquando a introdução de uma sonda gástrica....  Se a enf.em tem competências para utilizar o esteto, sempre que o enf.o o ache necessário, então temos de mostrar os valores da profissão de enf.em (aqui demonstra-se bem a autonomia da enf.em). A existência de estetoscópios especificos para e enf.em, segundo o Nuno, o que me deu a entender, foi que essa loja on-line, é direccionada para os enf.os- daí essa expressão (penso eu!). Mas também exitem outros técnicos que utilizam forçosamente o estetoscópio, como os cardiopneumologistas.

Efectivamente, o Nuno, parece ter conhecimentos adequados para a redacção de um exame físico, com uma linguagem cuidada ( mas a mim, não me compete, isso avaliar!).
Enfermeiro em França

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #10 em: Janeiro 20, 2005, 19:43:41 »
@ tcasaleiro

É verdade que muitos o assumem como uma promoção...para mim não passa de um instrumento de trabalho....

@ Elsa

A auscultação não está classificada como um acto médico....a própria Ordem dos Médicos não a considera como tal....E quanto à arrogância....pelo texto que escrevi, ninguém sabe o tom de voz como o qual o fiz.....eu respondi com um ar espantado e até mesmo de menino abandonado.....lol

@ Abílio

O registo de enfermagem não inclui o exame físico completo, apenas o restritivo.....mas há na folha de admissão de enfermagem, a história e o exame físico completo, e isso não é cotado como ocorrência...quem quiser ler vá lá e leia.....

Esquecendo o irónico e desagradável textinho final.....só tenho a dizer-te que: Não sou, nunca fui, nem é agora que me vou tornar mal educado.....e sei como dizer as coisas e apesar dos pontos de exclamação....ninguém te diz que o meu registo vocal tenha sido num tom desagradável.....falei de forma direi mesmo monocórdica e pausadamente, tipo coitadinho....tás a ver.....logo as minhas respostas apesar de dizerem a verdade-coisa que muitos estagiários não fazem- não preciso de ser rude ou mal educado....tanto que hoje....ela própria me pediu para lhe emprestar apontamento e ela esteve a fazer comigo mais um exame físico!

@ Stephan

Não é com o intuito de estabelecer diferenças....mas o formato e os materiais de umesteto dependem da sua finalidade.....por exemplo o esteto de um internista não tem de ter a mesma sensibilidade auscultatória do de 1 cardiologista.....para além de que os estetos para enfermeiros estão regulados para tornar audíveis quer sons de alta e baixa frequência, quer de tensão arterial palpatória....

@ Fábio

Neste momento faço um exame fisico competo em 15 minutos....no inicio demorava mas agora não...para além de que o formulário que deixei é super completo, normalmente há que selecionar tendo em conta a área de intervenção....


@ André

De facto sim....estou...no entanto o paciente ao qual fiz ontem o exame....tem antecedentes de EAM, HTA, fibrose quística....daí que tivesse achado pertinente a auscultação do tórax.
Ao sr. de hoje detetamos um atrito pericárdico.....confirmado pelo cardiologista!!!  :D

Mais uma coisa...não julguem que ando de esteto em punho....a armar-me em bom....lol

Anda no bolso das calças da farda....e é quase imperceptível!

Offline jotix

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #11 em: Janeiro 20, 2005, 19:45:37 »
Citação de: "AndréVinhovsky"
Nuno, a título de curiosidade...s a memória n me falha...tu n estás a frequentar o ensino clínico de Psiquiatria?


Só para chatear:

É inadequado fazer-se uma questão pela negativa, pois a resposta pode ser ambigua.

Sim. - Não está a frequentar o ensico clínico
Não. - Sim está a frequentar o ensino clínico.


Deve-se por isso, utilizar preferencialmente questões na positiva.
Enfermeiro em França

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #12 em: Janeiro 20, 2005, 19:54:16 »
Lol....deixa lá isso e vai estudar o que é a Enfermagem!!!!  :lol:

Offline jotix

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 146
    • Ver Perfil
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #13 em: Janeiro 20, 2005, 20:02:33 »
Lá está este tipo a dizer que não sei o que é a enf.em. Que horror!

Eu a defende-lo, e nem paga os honorários, e ainda fala mal de mim!!!!

Um dia quando tiver uma definição, assim muito bonita, posto aqui.


                                             (estou na brincadeira, não leves à letra!)
Enfermeiro em França

Offline _

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 379
    • Ver Perfil
    • http://www.apnep.pt
Estetoscópio, um instrumento ou uma insígnia?
« Responder #14 em: Janeiro 20, 2005, 21:49:44 »
Peço desculpa se te levei a pensar que fui indirecto. Tentei ser o mais frontal possível.

Podia pedir desculpa por mensagem privada, mas preferi que tal fosse feito por aqui. E porquê? Porque se fui incorrecto contigo, quero esclarecer essa mesma incorrecção em público.

Como anteriormente disseste:  
Citar
Bem, ousando da minha sinceridade, aqui vai.....

Se fosse professor, também te reprovava com uma resposta dessas! E aconselho vivamente uma mudança de curso, porque nós como enfermeiros....somos gente que cuida de gente, logo as definições e os limites e limitações devem estar bem definidos....

Enquanto existirem pessoas que pensem como tu....isto não vai andar mesmo para a frente!!! Desculpa lá...mas tinha de dizer isto!

O teu futuro é mesmo em frente a um Pc.....mui nobre Sr. Eng.º Informático......

Estás dominado pelo espírito do Dr....como acontece com muita gente! Frustrados mas DR!!!


Isto tudo para dizer o quê? Novamente usando palavras tuas "pela boca morre o peixe"...

Peço desculpa aos restantes utilizadores do fórum por esta troca de mensagens, mas tinha que esclarecer este assunto.

Saudações Académicas
Abílio Cardoso Teixeira
(SCI1: CHP - HSA)