Autor Tópico: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses  (Lida 4084 vezes)

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« em: Outubro 01, 2007, 21:49:25 »
Citar
Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses

Os portugueses com 65 ou mais anos são particularmente queixosos no que diz respeito ao sistema nacional de saúde... e à sua própria saúde. Muito mais do que a média da União Europeia (UE).
De acordo com a edição desta segunda-feira do Público, Dia Internacional do Idoso, os portugueses com 65 ou mais anos têm uma esperança de vida próxima da observada nos 27 Estados-membros, embora passem por mais dificuldades: 14,5 por cento assumiram, numa sondagem de 2003, que lhes aconteceu recentemente não ter dinheiro para a alimentação (8,5 por cento na UE).

Ainda segundo o retrato estatístico feito pelo Público, a partir de dados obtidos junto de várias fontes oficiais, como o gabinete de Estatística da União Europeia (Eurostat), a taxa de emprego entre os portugueses com idades compreendidas entre os 65 e os 69 anos é de 28 por cento, contra 8,2 por cento na UE dos 25.

Contudo, apesar de mais activos, os seniores em Portugal são, no entanto, os que pior avaliam o seu estado de saúde. Mais de metade (54,6%) dizem que é «má ou muito má», apurou o Eurostat, com base em dados recolhidos em 2001, em 29 países.

Na hora de calcular a taxa de pessoas em risco de pobreza, Portugal também se destaca. Em 2005, quando não havia ainda Complemento Solidário para Idosos (uma medida do Governo, que entrou em vigor em 2006, destinada a garantir que os mais velhos têm um rendimento de pelo menos 300 euros por mês) 28 por cento da população com 65 ou mais anos vivia abaixo do limiar de pobreza. Na UE estavam na mesma situação 19 por cento dos idosos.

A European Quality of Life Survey, de 2003, permite ainda saber que 14,5 por cento das pessoas com mais de 65 anos teve a experiência, nos 12 meses anteriores ao inquérito, de ficar sem dinheiro para alimentos.

A percentagem de respostas semelhantes obtidas entre a população portuguesa total (todas as idades) é de 11,2 por cento.

No país, como no estrangeiro, os mais velhos estão mais vulneráveis.


in: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?s ... ews=297397


Sendo assim, o que podemos fazer de forma a melhorar a qualidade de vida dos nossos idosos? Cada vez temos uma população mais envelhecida, cada vez mais..."abandonados à sua sorte".

Que podemos nós, como profissionais de saúde, fazer pelos nossos idosos?

Offline Boss_Nunes

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 141
    • Ver Perfil
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #1 em: Outubro 01, 2007, 21:57:43 »
Pois é, este estudo é mais um, mais o mais importante é descurado. As medidas a ser tomadas. Os resultados deste estudo são mais do que conhecidos e obvios. O meu trabalho de investigação no Mestrado é sobre esta temática, uma das principais medidas é a promoção de Empowerment. Tema muito em voga, mas pouco aprofundado a nivel da literatura em Portugal.
Hugo Santos
AKA bossnunes

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #2 em: Outubro 01, 2007, 22:03:03 »
Boss_Nunes...será que podes explicar mais um pouco em que consiste a tua investigação?

Offline Boss_Nunes

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 141
    • Ver Perfil
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #3 em: Outubro 03, 2007, 13:14:33 »
Eu trabalho no Centro de Saude, numa pequena localidade em que a população é de 1700 pessoas, sendo 400 idosos com mais de 65 anos. Fiz parte de um grupo da Universidade de Aveiro, que elaborou um trabalho numa localidade com 110 habitantes, é verdade 110, onde 90 são idosos. Neste estudo tentamos identificar uma serie de noçoes, entre as quais as noções de saude, comunidade, doença e dificuldades em saúde nas duas localidades. Os resultados foram esclarecedores, para as pessoas ter saúde, é ter um médico ou um enfermeiro perto, descurando que existem muitas situações, em que uma abordagem adequada por parte do utente, limita a patologia em muitas situações. Dai que trabalhamos com o conceito de promoção de saúde e de empowerment. O estudo é muito extenso e estamos a acabar a interpretação dos dados.
Hugo Santos
AKA bossnunes

Offline Babyann

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 474
    • Ver Perfil
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #4 em: Outubro 04, 2007, 19:25:15 »
Cada ano que passa os idosos aumentam, a esperança média de vida aumenta, que se está a licenciar agora terá que lidar cada vez mais com esta realidade...já há cursos sobre gerontologia e acho que tem sido mto debatido este tema em congressos, livros, ate nos proprios planos curriculares!
Para mim, nós como enfermeiros deveremos tratá los como crianças, muitos deles precisam de nós para tudo, algumas vezes basta darmos 10min de conversa, eles precisam de muita atenção e muita dedicação, nós somos as únicas pessoas que eles vêm a semana toda, nos domicilios deparamo nos com realidades impensáveis para todos nós, o abandono dos idosos é incrível como pessoas são capazes de os deixar dias a fio nos hospitais ou até mesmo para os internarem é impressionante mas infelizmente vemos esta realidade no nosso país e no mundo!
:)

Offline Benzodiazepina

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 980
    • Ver Perfil
    • http://artedecuidar.wordpress.com
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #5 em: Outubro 04, 2007, 19:54:33 »
Desculpe-me discordar, mas comparar idosos a crianças é das primeiras premissas do que NÃO se deve fazer em gerontologia. Se há coisa que a maioria dos idosos detestam (e com razão) é serem tratados como crianças, podem ser pessoas dependentes nas AVD's mas é uma pessoa adulta que está ali à nossa frente.
Acho extremamente redutor tratar ou comparar a pessoa idosa com uma criança.

Mas é apenas a minha opinião.

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #6 em: Outubro 04, 2007, 20:11:50 »
Sem dúvida que uma das coisas que nos ensinam é não infantilizar os idosos. No entanto todos nós temos tendência a fazê-lo. É uma forma carinhosa de os tratar, mas é errada. Alguma vez algum de nós lhes perguntou se gostam de ser tratados assim? Com tantos "inhos"?? Concordo que são pessoas mais dependentes e que o fazemos de forma a mostrar que estamos próximos deles e que gostamos deles mas é errado. Assim como é errado aquilo que muitos de nós dizemos como "Ti Manel" "Ti Maria". Eles são nossos familiares? Eles são alguma coisa a nós? Mais uma vez alguma vez lhes perguntámos se gostam de ser assim tratados? Devemos tratá-los por Dona Maria, Senhora Maria, Senhor Manuel. Dizem que é uma forma de mostrarmos respeito e os tratarmos como adultos que são e não como crianças.

Todos erramos neste aspecto de tratamento aos idosos. E eu também erro...às vezes lá escapa...é mais forte do que nós. Mas quando me apercebo tento logo emendar.

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #7 em: Outubro 06, 2007, 01:11:29 »
Quando eu for velhinho e me começarem a tratar como uma criança no hospital, acho que irei descompensar....
Infelizmente, e penso que é geral, temos miuta tendência em desvalorizar o idoso como uma pessoa autónoma.
O estudo acima citado só demonstra que o idoso, e as pessoas em geral, não precisam de estar a correr sempre ao senhor doutor por tudo e por nada, elas precisam de se sentir seuras e que têm alguém por perto a velar por elas.
Acho que a enfermagem do fututro tem muitoque pegar por aqui.

Offline enfsergio

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1897
    • Ver Perfil
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #8 em: Outubro 06, 2007, 17:16:29 »
Minha mensagem 500 neste forum. Forum este que penso ser muito interessante e importante. Aqui se debate um pouco de tudo, escolas, ordem, atitudes e intervenções terapêuticas, doenças, boas práticas e muito mais. Defendemos o que pensamos ser o correcto, lemos o que os outros defendem, trocamos ideias, criamos amizades. Ajuda-nos a crescer como profissionais, mas acima de tudo como pessoas. Aprendemos a aprender :) Aprendemos de tudo um pouco.

Claro que a minha mensagem 500 tinha que ser na Enfermagem Geriátrica, pois depois da licenciatura em enfermagem, grande parte da minha formação está ligada à geriatria. Dizem que a geriatria é uma área de grande importância na saúde, e será uma área de grande futuro, em que a enfermagem poderá intervir a vários níveis. Será verdade? Penso que sim!

Em relação a este tópico, tenho que concordar com o charlie_ze quando diz que muitas vezes o que os nossos idosos precisam é de companhia, de saberem que estamos ali com eles e para eles. Que conversemos com eles, que estejamos a ouvir atentamente as histórias deles. Muitas vezes falhamos. Falhamos porque não temos tempo para os ouvir, Falhamos muitas vezes porque não temos paciência para estarmos ali a ouvir as histórias deles, que muitas vezes já são repetidas e que se esqueceram que já as ouviram. Isto acontece nos hospitais, acontece nos lares, acontece nos centros de saúde, acontece nos domicílios, onde muitos dos idosos passam os dias sozinhos pois os familiares estão a trabalhar e só chegam a casa à noite.

Será que quando formos mais velhos não vamos querer atenção? Será que não vamos querer ser tratados com respeito, sem nos infantilizarem? Porque não fazer aos outros aquilo que queremos que um dia nos façam a nós?

Pensem nisso...

E lembrem-se...todos vamos para velhos...ninguém vai para novo...e todos queremos ser tratados com respeito e dignidade.

Um abraço

Offline charlie_ze

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: Saúde no topo das queixas dos idosos portugueses
« Responder #9 em: Outubro 24, 2007, 23:45:47 »
Falando em companhia aos idosos, estes estão abandonados neste Fórum desde o dia 7........