Forumenfermagem

Autor Tópico: Sistema Operativo Linux  (Lida 11745 vezes)

Offline pedrojosesilva

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1883
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Sistema Operativo Linux
« em: Julho 26, 2004, 08:51:18 »
Karlwork escreveu:


Citar
Mudar de SO para fazer as mesmas coisas que o Windows não vale muito a pena. Estou a usar muito o Lyx, que é uma interface gráfica que escreve em LaTex, permitindo fazer documentos de qualidade tipográfica, de uma forma rápida e segura. É dificil, mas penso que poderá ser util, se continuar a estudar e for fazer alguma tese. Para além disso, realmente a linha de comando é de uma grande ajuda! Estou actualmente a estudar (de uma forma autodidacta...) Bash e Python. A primeira porque permite perceber e trabalhar melhor com o Linux. A segunda porque é uma linguagem muito poderosa, amplamente documentada na Net, e que permite fazer quase tudo em termos de programação.

A distribuição que uso é muito intuitiva, tendo sido de grande ajuda no ínicio. Tentei Debian, mas não conseguia resolver um décimo dos problemas que surgiam. Tentei Mandrake, mas não gostei do interface. O Suse pareceu-me muito bom, mas não consegui configurar o modem adsl. Agora talvez já conseguisse, mas como experimentei o caixa mágica e tem funcionado, não me sinto ainda tentado a mudar.

Já conhecias o Caixa Mágica?




@Karl

Comecei a tomar contacto com Linux há 3 anos, tenho neste momento 2 partições uma com windows (que uso diariamente), e a outra com Suse Linux.
A vantagem do Linux é encontrar-se muitas aplicações de accesso gratuito (opensource), foi esse o motivo que me levou a instala-lo, na altura já pensava em criar o Forumenfermagem, e necessitava de uma aplicação que me passa-se os documentos word para formato .pdf (acrobat reader), e o linux vinha já com uma aplicação que fazia isso. Em windows esse programas são pagos.
Considero-me um principiante, a distribuição Caixa Mágica, já conhecia mas nunca experimentei.
O meu percurso em termos de distribuições Linux é o seguinte: Mandrake (a partir da 8.1) foi a primeira a ter um interface gráfico de instalação accessivel ao comum dos mortais  :lol: , Red Hat porque dizem que é o melhor para redes mas não concegui instala-lo no meu portatil por não se dar bem com a placa gráfica, e por último Suse Linux (3 Gb de download a partir da Universidade de Coimbra  8O ) muito completo, suporta a placa gráfica do portatil, mas acho a sua performance um pouco lenta, demora a abrir.

Offline Karlwork31

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
    • http://falando-enfermagem.blogspot.com
Sobre o sistema operativo Linux...
« Responder #1 em: Julho 26, 2004, 21:17:04 »
Para o Pedro e restantes colegas,

Penso que o post anterior é muito didático. Os meus parabéns por ele. No entanto, não sei se ficou muito claro aquilo que eu penso em relação a este sistema operativo. Para ajudar a quem não conhece o Linux, a perceber melhor o que está em causa, ficam aqui alguns esclarecimentos. Estou obviamente disponivel a responder aqui a perguntas de colegas, se houver dúvidas.

Não deixa de ser curioso que tanto o Pedro como eu, tenhamos procurado soluções  semelhantes para problemas comuns. Pela minha parte, nunca tive nada contra o Windows, aliás ainda o uso com muita frequência. A questão é que há muitas  aplicações para Windows que só estão disponíveis comercialmente. Quando digo comercialmente, não falo só em pagar para adquiri-los, mas também em pagar para continuar a usá-los, assim como pagar para tê-los instalados em diversos  computadores.  Por curioso que pareça, ao comprar um programa, não ficamos donos do programa, apenas ganhamos um direito temporário a usá-lo mediante algumas condições. Esta lógica, conhecida como "Software Proprietário", apesar do que se pode pensar, é muito recente e por muitos considerado um autêntico abuso dos direitos de qualquer cidadão.

O Linux ou Gnu/Linux como alguns gostam de lhe chamar (é curioso que até na Informática, hajam pessoas que levantem bandeiras e façam autenticas  guerras online por pormenores como este, tal e qual como as afinidades pelos clubes de futebol...), teve desde o seu ínicio, a participação de muitos programadores e intusiastas da informática, que eram adeptos de uma lógica muito diferente.  Para eles, o  direito de usar livremente um programa (software livre ou freeware) chegava a ser  o de o usar, o copiar e até  o modificar, podendo redistribuir esse programa já modificado (software aberto ou opensource). Este direito ficou garantido através de uma licença, chamada de GPL, que permite a qualquer um, pegar em um programa feito sobre esta licença, usá-lo, copiá-lo,  modificá-lo, distribui-lo como quiser, podendo cobrar pelo seu trabalho e produto, desde que torne disponível aos futuros utilizadores do programa o código fonte, para que também estes, se tiverem conhecimentos ou vontade para isso, possam fazer as suas alterações.

Se o Windows conquistou os escritórios e as empresas, pela sua facilidade de utilização, o Linux tornou-se uma força cada vez maior  nas Universidades e nos Centros  de Investigação. Muitos cientistas, pessoas notáveis, participaram com a sua colaboração, tornando cada vez mais completo este Sistema Operativo.
O mercado do Software faz mexer muito dinheiro, ou não seria Bil G-a_tes, o homem mais rico do Planeta. Muitas empresas, como a IBM, a Sun, a HP, viram também no Linux uma alternativa, participando nos projectos voluntários, fornecendo informações sobre o Hardware (informação necessária ao bom funcionamento dos PC), financiando investigadores e estudos, tornando-o mais acessível ao utilizador comum.

Um aspecto curioso resultante destes esforços, foi o surgir de diferentes "sabores" de Linux. Se a Microsoft é a única proprietária do Windows, já a o Linux dispõe de pelo menos 180 distribuições diferentes, algumas com caracteristicas muito específicas, que as diferenciam entre si. Apesar disso, mantêm características comuns, que permitem a um utilizador de uma versão poder usar outra sem grandes dificuldades. Ainda ao utilizador avançado é dada a oportunidade acrescida de adaptar o sistema operativo ás suas necessidades, eliminando informação superflua do seu PC, atingindo níveis de rapidez e produtividade dificeis de igualar.

Claro que também existem contratempos, quando os fabricantes de Hardware, não fornecem drivers para estes sistemas e estes têm que ser acrescentados "á  unha!", depois de terem sido criados pela comunidade de programadores que participam no seu desenvolvimento.

Mas  porque um utilizador comum da informática, que use semanalmente a internet, ocasionalmente escreva um texto ou faça uma folha de cálculo, irá experimentar o Linux, ao invés do Windows, quando este pode  ser de mais dificil configuração?

Provavelmente não o fará, pelo menos até que tenha que comprar novo software (Sistema operativo+Office+Antivirus+Firewall+antispyware). Nessa situação, a menos que opte pela solução mais fácil e não legal da questão, talvez pondere experimentar Linux, porque pode obter tudo isto gratuitamente, ou pelo menos por um preço muito inferior.

Se o fizer, tem uma boa distribuição em português de Portugal, o Caixa Mágica (www.caixamagica.pt). Tem uma equipa pequena, mas dedicada e uma comunidade de aproximadamente 3000 utilizadores. Junto com os utilizadores de outras distribuições, constituem já uma comunidade de algumas dezenas de milhar em Portugal, milhões na Europa, América e Ásia a usar Linux.

 Ao utilizador menos comum, que queira aprender novas competências e fazer algo mais do que processamento de texto, (a menos que prefira jogar indefinidamente no Totoloto...), também pode interessar, pois são disponibilizadas gratuitamente muitas aplicações na Internet. Muitas são de dificil aprendizagem, mas habitualmente são fornecidos também os manuais que ajudam a utilizá-las.

O certo é que a simples existência de alternativas já é importante, pois ajuda a controlar a evolução dos preços das aplicações. Ao utilizador do Windows, também interessa que hajam alternativas em Linux. Se os preços permanecerem concorrenciais, sem monopólios, ele também será favorecido. Também há  vantagem acrescida de haver aplicações gratuitas que são já muitiplataforma (correm em Windows e Linux).

Tenho amigos que só usam Windows e outros que só usam Linux, sendo ambos autênticos especialistas das respectivas áreas. Não os crítico. Pela minha parte ainda uso os dois, pois não sou especialista de nenhum e algo que não abdico é o direito de Escolher.

Com Amizade, Carlos.

Offline Karlwork31

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
    • http://falando-enfermagem.blogspot.com
Artigo no Expresso Revista...
« Responder #2 em: Agosto 14, 2004, 12:55:06 »
No Expresso Revista desta semana, existe um artigo sobre Linux escrito pelo Paulo Querido. Para além do facto de referir que o Linux está ao aumentar o seu número de utlizadores e que este sistema têm o apoio da HP e IBM, refere ainda que este sistema operativo pode ultrapassar o Mac OSx da Apple, tornando-se no segundo sistema operativo do mundo em número de utilizadores.

Apesar de este sistema ter muitos "sabores" ou seja diferentes empresas a distribuir diferentes versões do Linux, o seu conhecimento pode ser importante para os Enfermeiros que queiram aprender mais sobre a Informática e a sua utilidade para os profissionais de Saúde.

Offline Karlwork31

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
    • http://falando-enfermagem.blogspot.com
Caixa Mágica na Exame Informática de Setembro (DVD)
« Responder #3 em: Agosto 31, 2004, 18:06:20 »
A Exame Informática de Setembro traz disponível a versão standard do Caixa Mágica 8.1.

Vem acompanhado de um tutorial em video, para ajudar à instalação. Quem quiser experimentar...

Se tiverem dúvidas, mandem-me uma p.m.

Offline _

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 379
    • Ver Perfil
    • http://www.apnep.pt
Sistema Operativo Linux
« Responder #4 em: Setembro 09, 2004, 18:48:16 »
Não conheço muito profundamente o LINUX, mas o que me quer parecer é que este perde pela sua interface gráfica.

Apesar desta estar cada vez mais próxima da do WINDOWS (que "td" a gente usa) esta ainda é um pouco diferente. O Windows tem como grandes vantagens a sua enorme divulgação e um interface gráfico intuitivo (sendo o do Linux não tao intuitivo).

Para além do mais, existe o pensamento generalizado "se estou satisfeito com o que tenho, porquê mudar". Este é o pensamento do utilizador comum, daquele que usa o computador em casa, para trabalhos, jogos, e pc mais. Acho qua as potencialidades do Linux mostram-se para aqueles que procuram um sistema operativo mais fiável para outras tarefas.

Ah, além do mais como já foi referido existem versoes freeware do linux, assim como aplicações opensource para o mesmo, só que... certas aplicações que "queremos mesmo" não existem para linux, podendo, algumas, ser emuladas (no meu caso, o modem!!!!)
Abílio Cardoso Teixeira
(SCI1: CHP - HSA)

Offline Karlwork31

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
    • http://falando-enfermagem.blogspot.com
Interface gráfica no Linux...
« Responder #5 em: Setembro 10, 2004, 16:44:31 »
Amigo Abilio, a questão da Interface do Linux não ser intuitiva é uma questão relativa...

Muitos dos utilizadores iniciais do MS-DOS, ainda hoje preferem usar os atalhos de teclado, ao invés de utilizar o rato, assim como os incondicionais do Mac, tb pensam que este é um melhor sistema à face da Terra. Logo o Windows só será mais intuitivo, pq mais gente estará habituada a ele...

Quanto aos motivos de usar Linux, posso explicar-te com mais tempo, através do chat ou das PM. Mas atenção, não é meu objectivo converter-te. Linux não é religião, mas sim um sistema operativo com muitas especificidades, muitas qualidades, alguns defeitos, suportado maioritariamente por uma larga comunidade de utilizadores, que o mantêm livre das influências de monopolios instalados. Caracteriza-se por ter sempre muitas alternativas, pelo que permite a liberdade de escolha. Também existe essa liberdade de escolha nos ambientes gráficos, sejam estes o KDE ou o Gnome ( ambientes desktop como o windows, mas mais pesados), assim como o IceWM, o Window Maker ou o Blackbox, mais pequenos, mais economizadores de recursos, mas que permitem correr sistemas com funcinalidades actuais em PC com o 486, Pentium I, etc.

Qualquer um destes ambientes premite personalizações, que têm como limite unicamente a imaginação do utilizador. Como exemplo, ficam alguns "screenshots"  de uma das minhas contas.

Offline Karlwork31

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
    • http://falando-enfermagem.blogspot.com
mais screenshots...
« Responder #6 em: Setembro 10, 2004, 16:49:52 »
Outros screenshots do meu ambiente KDE, usando imagens das Free Galleries da Digital Blasphemy (site de artes gráficas), o gerenciador de janelas IceWM, com o look Luna, e uma personalização da barra de tarefas a simular uma Dock, assim como algumas alterações no menu do Kde, para poder chamá-lo em qualquer parte do ecran.

Espero que gostem!

Offline Karlwork31

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 87
    • Ver Perfil
    • http://falando-enfermagem.blogspot.com
Ainda outro screenshot...
« Responder #7 em: Setembro 10, 2004, 16:52:35 »
Outro dos meus 4 ecrans virtuais...

Offline Jorge Araújo

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 115
    • Ver Perfil
Re: Sistema Operativo Linux
« Responder #8 em: Julho 11, 2007, 14:03:34 »
Comprei um pc em Agosto de 2000, que vinha com o Windows 98. Houve uma altura em que achei que tinha que fazer uma actualização do sistema operativo. Costumava andar pela usenet e tinha lá um grupo português de linux. Resolvi experimentar. Comecei a usar linux em Novembro de 2003. Na altura o Red Hat 9. Rapidamente passou a ser o meu sistema operativo de eleição. Só ia ao Windows para usar programas exclusivos para esta plataforma. A partir de Outubro de 2004, passei a usar Ubuntu até hoje.

Offline Roten_Boy

  • Administrador
  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1076
    • Ver Perfil
    • http://www.forumenfermagem.org
Re: Sistema Operativo Linux
« Responder #9 em: Julho 11, 2007, 17:55:30 »
Já mandei vir umas cópias do UBUNTU, tenho a de 32 e de 64-bits, mas confesso que ainda não o testei.. dizem que é a melhor versão do momento, confirmas isso ripbreaker?  ???

Offline Jorge Araújo

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 115
    • Ver Perfil
Re: Sistema Operativo Linux
« Responder #10 em: Julho 11, 2007, 19:53:57 »
Eu gosto bastante. Não tenho grande experiência com outras distribuições, mas podes testar directamente do cd sem precisares instalar. Reconhece quase todo o hardware directamente. Tem tido uma evolução muito grande de versão para versão, tem o software sempre actualizado.

Se tiveres qualquer dúvida, diz. Tenho o maior gosto em poder ajudar.

Offline Herodes

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 2220
    • Ver Perfil
Re: Sistema Operativo Linux
« Responder #11 em: Outubro 26, 2008, 05:09:48 »

Offline Zeus-electro

  • Membro Ativo
  • ****
  • Mensagens: 264
    • Ver Perfil
Re: Sistema Operativo Linux
« Responder #12 em: Março 13, 2009, 10:16:40 »
Experimenta o Mandriva 2009 powerpack. Esta trata-se da versão comercial que já vem com software proprietário e drives para tudo. Traz mais de 3000 pacotes de software e vem com o KDE 4 por defeito.

Offline AFCB

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 72
    • Ver Perfil
Re: Sistema Operativo Linux
« Responder #13 em: Janeiro 29, 2010, 18:26:35 »
eu ja uso linux ha cerca de 3 anos, para quem quer iniciar recomendo Linux MInt. Ja vem com tudo. ambiente gnome com barra estilo windows, muito bom para iniciar no mundo linux.

Offline Tr@m@aL

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 4
    • Ver Perfil
Re: Sistema Operativo Linux
« Responder #14 em: Junho 11, 2013, 17:18:16 »
Para quem quiser experimentar Linux sem ter de instalar podem usar o UNetbootin.
Este programa é freeware (gratuito) e permite o boot de vários sistemas operativos GNU/LINUX a partir de uma pen USB. É muito útil e fácil de usar.

Se quiserem mais informações ou fazer o download podem ir a http://unetbootin.sourceforge.net