Autor Tópico: urgências Santa Maria. Reportaegm TVI  (Lida 7116 vezes)

Offline vmer16v

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 56
    • Ver Perfil
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« em: Novembro 16, 2004, 22:37:36 »
Olás a todos.Acabei de ver  uma reportagem na tvi em que mostrava um pouco de como é o cenario real de um serviço de urgencias de um grande hospital....e fique agradavelmente surpreso...Pensei que fosse mais uma das já muitas reportagens tvi a acusar e descredibilzar todos aqueles que diariamente se "intrometem" entre  a vida e a morte , a saude e a doença...bem hajam...e cada vez mais anseio ser um senhor!! um senhor enfº! heheh  Abraço

Offline Patrícia

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 24
    • Ver Perfil
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #1 em: Novembro 17, 2004, 10:58:12 »
Também vi a reportagem e também fiquei agradavelmente surpreendida...com a TVI :D
Os aspectos negativos que muitas vezes transmitem uma imagem negativa dos próprios enfermeiros, mas que simplesmente não conseguimos evitar nem passar por cima, desta vez ficaram de parte para dar lugar ao lado positivo que também temos mas que nem todos conseguem ver :(

Tenho um colega, e amigo, que trabalha neste serviço e que concerteza contribui para o bom funcionamento do mesmo, como excelente enfº que é  :wink:

Offline znaya

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 41
    • Ver Perfil
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #2 em: Novembro 17, 2004, 19:12:27 »
Só tive oportunidade de ver os 2 minutos finais da reportagem.

Tenho sempre bastantes dúvidas no que toca a notícias na TVI. Em muitas peças ainda se sente (demasiada) influência dos tempos em que estava sob alçada do clero...

Bons e maus profissionais há em todo o lado.
A verdade é que o papel do enfermeiro pode ser bastante mais valorizado... a começar dentro da classe. Já o escrevi antes neste fórum e volto a escrever... "O pior inimigo de um enfermeiro é outro enfermeiro!".

Apesar de tudo uma coisa é certa... Tal como titulava a Revista Visão há um par de semanas... "Os donos dos hospitais" são os enfermeiros.

As coisas não são perfeitas mas também não são horríveis e melhores podem ser sempre.

Patrícia: Também conheço algumas pessoas no Serviço de Urgência Central do Hospital de Santa Maria, às tantas até pode ser que conheça o teu colega ou o teu amigo.

Até...
Z-

Offline vmer16v

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 56
    • Ver Perfil
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #3 em: Novembro 18, 2004, 00:55:41 »
olha, podes dizer-me qual o numero da revista visão , em que veio essa reportagem ? sff...ficava muitto agradeçido..hastas!!!

Offline joana santos

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 485
    • Ver Perfil
Urgências Stª Maria Reportagem TVI...
« Responder #4 em: Novembro 18, 2004, 10:28:03 »
Caro Colega vmer 16 v:
Ainda se encontra em online o artigo dos enfermeiros donos dos hospitais em http://visaonline.clix.pt/paginas/Conte ... eudo=35769 se quiser fazer o obséquio de aceder ao mesmo  :P

Offline vmer16v

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 56
    • Ver Perfil
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #5 em: Novembro 19, 2004, 00:42:40 »
muito obrigado colega joana! acabei de fazer o obséquio  de aceder ao site! lol muuto agradeçido!!inté!! Ruben Ribeiro

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #6 em: Dezembro 26, 2004, 14:39:31 »
Gostei da reportagem mas não posso deixar de me esquecer de uma situação....
Um médico encostado a uma porta sem fazer nenhum....nem indicações dava...
Um enfermeiro que suponho, devia ter já anos de serviço, só dava indicações e o enfermeiro novato, coitado, a fazer de tudo!! Fiquei escandalizado...

Será que é sempre assim?

Um abraço....

Offline joana santos

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 485
    • Ver Perfil
enfermagem geral...
« Responder #7 em: Dezembro 26, 2004, 15:33:37 »
Ora, não devemos generalizar.. às vezes aquilo que vemos não corresponde à realidade. Muitas vezes, nas nossas vivências, somente podemos tirar ilações de determinadas situações quando sabemos as coordenadas de determinados contextos...
Se tivesse entrado noutra altura, o mais provável seria ver o novato sentado, por exemplo, um estágio de observação, sem fazer nada, o enfermeiro ou médico, trabalhando ou dando indicações ou vice-versa...
Nuno, parece-me que está com falta de um bocadinho de "calo" profissional, certo? e sabe porque digo isto? porque se  parece um pouco com a minha avó antes de ter ficado internada em Medicina. Dizia cobras e lagartos dos enfermeiros e médicos e agora diz que trabalham muito, ou seja, após 4 meses de internamento com um ligeiro AVC, a percepção acerca dos profissionais de saúde mudou radicalmente... 8)

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #8 em: Dezembro 26, 2004, 15:39:51 »
A questão não é dizer cobras e lagartos...disse nessa caso, porque as situações a que assisti, foram cpompletamente diferentes....e se há coisa que defendo é que ao enfermeiro trabalho não falta...se ele quiser!

Não é só importante, falar das coisas boas...torna-se primordial também abordar-se a componente menos positivita, para cordar mentes e esclarecer os indecisos!

E sim, há falta de calo profissinal...a única experiência que tenho é a dos etágios e nenhum deles em hospitais centrais e parecedo que não são muito importantes....já que por aqui fico com uma visão muito limitada das coisas....por isso é natural que me questione, perant e o que vejo "por fora"...e acho que tenho essa legitimidade, não lhe parece?!

um abraço,  :D

Offline _

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 379
    • Ver Perfil
    • http://www.apnep.pt
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #9 em: Dezembro 26, 2004, 15:52:22 »
Bem também sou estudante, tal como tu Nuno, e se calhar uma diferença entre nós é que já estagiei em hospitais centrais, e noutros. Encontram-se diferenças claro! Mas, que a meu ver, não justificam a que consideras "visão limitada das coisas".

O que a Joana tentou transmitir, foi que naquele momento o que se viu, foi o q se viu...S tivessem filmado antes ou dps, a situação poderia ser inversa.

Não é por termos visto uma peça televisiva de alguns minutos que podemos aquilitar o estado da situação a nível hospitalar. Há muitos variáveis a serem analisadas, e não é em poucos minutos que faremos o diagnóstico da situação...
Abílio Cardoso Teixeira
(SCI1: CHP - HSA)

Offline joana santos

  • Membro Associado
  • *****
  • Mensagens: 485
    • Ver Perfil
enfermagem geral
« Responder #10 em: Dezembro 26, 2004, 15:57:50 »
Tem toda a legitimidade de questionar, sim .. porque além de ser aluno de enfermagem é cidadão. Não é isso que está posto em causa. O que está posto em causa é a superficialidade como me pareceu abordar aquela situação porque além de cidadão terá responsabilidades como enfermeiro brevemente. O Nuno não é um cidadão comum, não é a minha avó, tem conhecimentos de enfermagem que a minha avó não tem. A minha avó é o senso comum a falar. O Nuno não deveria "parecer" ser o senso comum a falar porque tem conhecimentos científicos, certo?
Um abraço, Joana

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #11 em: Dezembro 26, 2004, 15:58:32 »
acredita que és priveligiado em termos de estágio em hospitais centrais...os espírito é outro! eu estagiei em termos de voluntariado nos HUC e posso garantir-te que se nota muita diferença....

Talvez tu não notes muito porque na área metropolitana onde estudas, os hospitais têm de se adapatar às exigências da população...aqui isso não acontece...a população é que se adapata às condições dos hospitais!

Eu não estava a criticar os profissionais....cada equipa tem o seu modo de agir....só estava a questionar até que ponto é que essa situação se verifica nos "vossos" hositais....


Um abraço,  :D

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #12 em: Dezembro 26, 2004, 16:01:06 »
Bem 1º que tudo Joana, não quero de forma nenhuma que esta troca de post's lhe pareça uma discussão...é apenas uma troca de ideas na minha perspectiva!

Já percebi o que estava a tentar dizer...mas acho que também já expliquei o que eu próprio tentei transmitir na mensagem de resposta ao Abílio...

um abraço,

Offline znaya

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 41
    • Ver Perfil
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #13 em: Dezembro 27, 2004, 12:42:45 »
As coisas quando descontextualizadas podem parecer uma coisa que não são...


Citação de: "nunotavares"
Um médico encostado a uma porta sem fazer nenhum....nem indicações dava...

Provavelmente era uma interno geral completamente perdido e abandonado pelos tutores que o deviam apoiar e ajudar. É prática corrente nesse hospital.
O facto de estar encostado à porta (provavelmente afastado do doente) podia ser para não atrapalhar.


Citação de: "nunotavares"
Um enfermeiro que suponho, devia ter já anos de serviço, só dava indicações e o enfermeiro novato, coitado, a fazer de tudo!!

Esse enfermeiro com "anos de serviço" era, provavelmente, um dos enfermeiros de coordenação de equipa (as equipas são muito hierarquizadas, mas tem mesmo de ser assim para que as coisas funcionem quando o total de enfermeiros de um serviço ultrapassa largamente a centena e o total de doentes/ dia chega ao milhar).
Esse coordenador de equipa estava, provavelmente, a vigiar o estado geral do doente (sendo a pessoa mais diferenciada para actuar no caso da situação agravar tem lógica ficar mais tempo mais perto do doente) enquanto relembrava um colega de equipa que medicação era para preparar. Não vi a peça toda mas recordo-me de ver uma situação em que entrava um doente em Edema Agudo do Pulmão e um enfermeiro realmente dizia qualquer coisa do género "António [nome fictício] as furosemidas também são para ti", isso era, provavelmente, para evitar que houvesse medicação preparada em duplicado. É que em situações de urgência, por vezes alguém berra a medicação que precisa e quem estiver mais livre ou mais perto da bancada é que a prepara.
Acerca de não veres nenhum médico dar indicações. Como enfermeiro tens autonomia para fazer uma série de coisas sem estares à espera de "ordens", como por exemplo (e naquela situação), colocar o doente na posição preconizada, administrar oxigénio a alto débito, canalizar veia periférica, realizar colheitas sanguíneas, iniciar administração de medicação. Provavelmente (e isso eu não vi na peça), em seguida o médico realizou auscultação cardiopulmonar e colheu gasometria.

Quanto ao "enfermeiro novato, coitado", pelo que sei a equipa geral é toda muito nova, coitada. :-)
É natural haver grande rotatividade em serviços que, fisicamente, são muito intensivos. Ao fim de alguns anos as pessoas sentem necessidade de mudar.


Citação de: "nunotavares"
Fiquei escandalizado...

Não fiques. Provavelmente deu-te uma ideia errada o facto de teres visto a peça descontextualizada.

Até.
Z-

Offline nunotavares

  • Membro Veterano
  • *****
  • Mensagens: 700
    • Ver Perfil
    • http://www.enfermeiro-de-anestesia.blogspot.com
urgências Santa Maria. Reportaegm TVI
« Responder #14 em: Dezembro 27, 2004, 15:04:10 »
Já falei com a chefe do serviço!!!
Ela já me fez um retrato da cena....

Um abraço e obrigado na mesma!

 :D