Autor Tópico: paracetamol- dose indicada  (Lida 3802 vezes)

Offline carla Ramos

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 34
    • Ver Perfil
paracetamol- dose indicada
« em: Fevereiro 16, 2013, 20:11:59 »
Boa noite. houve uma mãe que se enganou na dose de paracetamol administrada à filha. Ela administrou menos e a febre não baixou.
o que aconselhariam, dar o restante que faltou?
obrigada pela ajuda

Offline HMartinho

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 46
    • Ver Perfil
Re: paracetamol- dose indicada
« Responder #1 em: Fevereiro 16, 2013, 20:15:32 »
Qual o valor da temperatura aferida, após a administração do paracetamol?

Offline carla Ramos

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 34
    • Ver Perfil
Re: paracetamol- dose indicada
« Responder #2 em: Fevereiro 16, 2013, 20:19:51 »
a temperatura era de 38,5 graus

Offline HMartinho

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 46
    • Ver Perfil
Re: paracetamol- dose indicada
« Responder #3 em: Fevereiro 16, 2013, 20:34:03 »
Então assim as coisas complicam. 38,5 ºC já é algo elevado, ainda para mais tratando-se de uma criança.

Ao administrar a dose que falta para prefazer a adequada, receio que isso depois venha a prejudicar a seguinte dose. No entanto, tendo em conta que o paracetamol tem uma meia-vida relativamente curta (cerca de 2 a 3 horas, se não estou em erro), pode ser uma hipótese a considerar.

Uma outra alternativa, a meu ver, seria falar com o médico sobre a eventual hipótese de administrar um AINE. Bem sei que não é boa prática administrar um AINE em conjunto com paracetamol, mas talvez fosse melhor do que dar de novo o paracetamol.

Uma outra alternativa, e era para onde eu apostava, seria recorrer a métodos mais tradicionais para baixar a temperatura, nomeadamente destapar a criança, e colocar compressas de água tépida nas axilas, ou o famoso banho de água tépida.

Lembrem-se, a febre é apenas uma resposta corporal, principalmente (entre outras causas), a processos inflamatórios/infecciosos, não é propriamente, em circunstâncias normais, algo maligno ao nosso organismo. Os antipiréticos apenas servem apenas para dar conforto à pessoa. Vejamos, por exemplo, o facto de ainda existir um grupo restrito de médicos contra a administração de antitérmicos, salvo em raras situações. (Quando a febre é mesmo muito elevada, e possa trazer outros riscos).

Portanto, a meu ver, o melhor mesmo seria esperar pela nova toma e, até lá, utilizar métodos de arrefecimento, e vigiar a temperatura com regularidade.

Offline carla Ramos

  • Membro
  • ***
  • Mensagens: 34
    • Ver Perfil
Re: paracetamol- dose indicada
« Responder #4 em: Fevereiro 16, 2013, 21:49:40 »
obrigada pela resposta..
ela recorreu aos metodos tradicionais e a febre não baixou e dai a minha questão......
Realmente também pensei que iria prejudicar a seguinte dose, mas secalhar seria preferivel tentar administrar o que faltava e ver se surtia efeito e depois ter atenção no horário da próxima dose ( caso seja necessário)...
Relativamente ao aine, penso que seria pior visto que a criança ainda tinha no organismo o paracetamol ( ainda só tinha passado uma hora)....
realmente o ideal seria esperar pela próxima toma, mas com 38,5 de temperatura é melhor não arriscar....

novamente agradeço a resposta

Offline Enfª Paula

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 6
    • Ver Perfil
Re: paracetamol- dose indicada
« Responder #5 em: Março 07, 2013, 23:43:16 »
Desculpa a resposta tardia mas gostava só de acrescentar aqui uns dados.  A febre na criança é uma coisa relativamente frequente e, regra geral, mais inocente do que nos adultos, sendo que só é considerado estado febril quando a Tax da criança atinge os 38ºC. O que eu faria era: destapar, despir alguma roupa, arrefecê-la um pouco, avaliar a temperatura novamente após 10/15 min. Se estivesse mais baixa, mantinha vigilância. Se estivesse a aumentar eu daria-lhe nova toma de paracetamol. 10-15 mg/Kg é a dose indicada podendo ir até 20mg/Kg no tratamento da dor aguda, por isso. E procurava também outros sinais e sintomas para esta febre ;)

Offline Aliraza03

  • Iniciante
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver Perfil
Re: paracetamol- dose indicada
« Responder #6 em: Setembro 29, 2014, 10:32:49 »
Se fossem vivas, transmitia-se a doença, e não é esse o objetivo.
As vacinas contém o vírus inativo, para que o organismo produza os anticorpos e fique "armazenada" a informação sobre o vírus. Neste caso, como é lógico, a doença não se manifesta.

Offline pamesq

  • Novato
  • **
  • Mensagens: 3
    • Ver Perfil
Re: paracetamol- dose indicada
« Responder #7 em: Setembro 29, 2014, 12:31:57 »
Só uma pequena questão: E desde quando é que a administração de Paracetamol e Ibuprofeno quando combinados não é boa prática?