Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - isabelmeireles

Páginas: 1 [2] 3 4 ... 7
16
Cuidados Gerais / Re: Flexar + Relmus
« em: Março 04, 2008, 10:03:41 »
Bom dia caro colega.
Na minha opinião nunca se devem juntar 2 medicamentos para administração Intramuscular na mesma seringa, já que não sabemos qual as reacções que ocorrem após a mistura de ambos.
Eu nunca li em lado nenhum que o voltaren+relmus se podem juntar e ser administrados na mesma seringa, no entanto é prática corrente misturar ambos. Se tal fosse correcto, existiria um novo medicamento com ambos os principios activos (diclofenac dissódico + Tiocolquicosido), não acha?
É apenas a minha opinião.
Mas se estou enganada, corrijam-me se faz favor.

17
Cuidados Gerais / Re: Método de trabalho
« em: Fevereiro 08, 2008, 10:17:43 »
No serviço onde trabalho, trabalhamos por método individual, em que cada enfermeiro tem x dentes e faz tudo a esses mesmos doentes. Acontece que por vezes é que o Enfº A no turno de hoje pode ficar mais sobrecarregado que o enfermeiro B, mas num outro dia pode ser o inverso. Este é o unico senão, mas toda a equipa gosta deste método. Apenas existe uma ou outra pequena tarefa (tipo avaliar sinais vitais(avisar jejuns de análises ou exames) que funciona como equipa, em que todos "pegam" num dinamap e "corremos" o serviço de uma ponta à outra a avaliar SV e na conversa.
Pessoalmente, não me vejo a trabalhar de outra forma. Só assim sei o que se passa com os meus doentes. Além disso, os doentes gostam de saber que naquele turno é com o enfermeiro Y que estão.
Eu Só vejo vantagens, alguém vê desvantagens? Quais???

18
Assuntos laborais / Re: Entrevista para as SIV's do INEM
« em: Janeiro 14, 2008, 21:54:43 »
Olá colega!
Eu já fui fazer essa entrevista, fizeram um teste escrito de V e F sobre SAV e fizeram entrevista individual com simulação de um caso (no meu caso foi um sr com enfarte do miocárdio), alem de perguntar o que era o inem, que viaturas existem, outras perguntas pessoais e simular o caso em lingua inglesa...
Boa sorte!

19
Eu também concordo com a nova lei. Durante anos fui fumadora passiva no café que os meus pais possuem... Ainda bem que deixamos o café há um ano e tal e o alugamos, mas sei muito bem que era uma fumadora passiva que "fumava" bem mais que muitos fumadores.
Esta nova lei só vem defender quem nao quer fumar. Concordo plenamente.
E depois, sempre que formos a algum restaurante e alguém ao lado puxar do cigarro, sempre poderemos dizer "por favor apague o cigarro"...

20
Cuidados Gerais / Re: Será que é erro?
« em: Dezembro 26, 2007, 21:08:17 »
Só quem não tenta é que não falha!
É claro que a experiência ajuda.

21
Cuidados Gerais / Re: Cuidados de higiene
« em: Dezembro 24, 2007, 14:57:43 »
Olá colega, vou tentar responder a algumas das tuas questões:
Avental? Sempre, quanto mais nao seja para proteger a nossa farda, até porque muitos dos doentes a quem se prestam cuidados de higiene no leito podem estar infectados.
Muita água ou banho seco? A minha prática é dar banho com água e nao passar uma esponja humida pela pele... Mas nao se encharca o leito.
Nos doentes parcialmente dependentes que necessitam de banho no leito, eu dou o banho com a auxiliar.
No chuveiro, vou supervisionar o auxiliar a dar banho e se necessário auxiliá-la.
Se o doente for consciente orientado e independente nas AVD's pode ir tomar banho à hora que lhe apetecer. Se necessitar de ajuda, vai no turno da manhã ao duche excepto se o doente referir que um familiar o ajuda a tomar banho durante o turno da tarde por exemplo. De tarde nao temos disponibilidade e tempo para prestar cuidados de higiene. No entanto, se achar necessário dar um banho a um doente no turno da tarde, faço-o. Já o fiz por o doente estar sujo com dejecções até quase ao pescoço. Já o fiz como tecnica de arrefecimento natural...
Nada pode ser estanque. Temos é de nos adaptarmos à realidade do nosso serviço.

Banho geral em dias alternados? Se o doente nao necessitar de banho diário, porque nao instituir banho geral de 2/2 dias e banho parcial nos outros dias? É uma optima ideia...

E vocês que dizem?

22
No hospital onde trabalho, seguimos as normas protocoladas da CCI do hospital, em que recomenda a substituição dos sistemas de soros a cada 48 a 72 horas, para facilitar a compreensao do dia em que temos de substituir o sistema de soro, indentificamos o dia em que substituimos na ampola do sistema de soros e passados 2 dias substituimos. É norma do meu serviço, sei que há serviços que fazem de outras formas, mas cada serviço faz como entender.
Em relação aos pensos de fixação dos cateteres usamos um opsite transparente especifico para fixação de CVP. Dá para visualizar a existencia de sinais inflamatórios e só se troca esse penso se estiver sujo, repassado ou molhado.
Se existir uma boa CCIH, tudo isto está protocolado. É só seguir as normas.

23
O meu serviço fazemos como no serviço do Sérgio. Também é uma medicina.
Repuncionamos quando infiltra ou apresenta sinais inflamatórios (mesmo que seja apenas dor).
Isto de se trocar de 48/48 ou 72/72 horas é muito bonito, quando se têm bons acessos...
Mas geralmente raramente temos doentes com cateteres que durem mais de 96 horas. É mesmo muito raro.
A maioria dos cateteres dura 2 dias apenas, outros nem um dia dura, depende da medicação que perfunde por esses mesmos cateteres.

24
Cuidados Gerais / Re: Erro médico...
« em: Dezembro 12, 2007, 14:41:11 »
O hospital onde trabalho está em fase final de Acreditação pela Joint Comission International. E desde há um ano e tal que sempre que constatámos um erro de medicação, este é sempre notificado em folha própria existente para esse efeito, como prescrições ilegiveis, erros de prescrição (tipo dose ou via errada), administração de medicamentos ao doente errado, erro de distribuição, entre outros que agora nao me lembro.
Quer o erro chegue ou nao ao doente, este deve ser sempre notificado.
É claro que se nós dermos conta que a dose é inapropriada, o erro deve ser notificado e pede-se a colaboração do médico do  doente ou chama-se o médico de permanência/urgência para esclarecer essa prescrição.
Sabemos muito bem que se administrar-mos uma dose incorrecta de um determinado farmaco a um doente o erro é médico mas também é nosso. Fomos nós que o administramos.
Já aconteceu ter um dose elevada de manitol para administrar a um doente. Achei aquela prescrição estranha e disse à colega que ia ficar com aquele doente que achava demasiada quantidade. Ela concordou, telefonou-se para o médico de permanência, um interno, que afirmou que a dose estava bem prescrita. Aquela quantidade foi administrada mas a colega tambem ficou registado em notas que aquele médico afirmou ser a dose correcta.
O pior foi ter ficado isso escrito em notas, ficou registado, depois na segunda feira seguinte, quando o médico que ficou atribuido àquele doente viu aquilo começou a barafustar com o interno. Só assim nos poderemos salvaguardar. Lembrem-se dos registos...

25
Cuidados Gerais / Re: Niveis analiticos
« em: Dezembro 11, 2007, 15:28:06 »
Em casos graves de hipercaliémia, faz-se com alguma frequencia a administração de soros glicosados com x unidades de insulina, as nebulizações com salbutamol e administração de resina perpumatora de catiões. Houve apenas um caso em que tambem administrei gluconato de cálcio.
Quando fazem os soros glicosados com insulina, tenho sempre o cuidado de fazer pesquisas de glicemia regulares após, só para prevenir e tratar convenientemente as hipoglicemias que estes doentes por vezes fazem (nem todos!).

26
Cuidados Gerais / Re: Cuidados Mínimos? O que é isso?
« em: Dezembro 09, 2007, 20:08:06 »
afinal acabei por aderir à greve, no entanto eu fui uma das que foi prestar assegurar cuidados minimos. Eramos duas enfermeiras para 28 doentes. Sabem o que nao foi feito? Quase nada, apenas nao vimos sinais vitais a todos os doentes, apenas ao instaveis e não foram feitos os registos. O resto foi tudo feito... Alimentar os doentes, posicionar duas vezes no turno, dar a medicação toda, assegurar a vigilância a todos os doentes, até entrada a um doente vindo da urgência dei. Por isso, fazer ou nao greve a coisa é praticamente a mesma, apenas só deu mais trabalho a cada uma de nós.
Que visibilidade teve a greve no meu serviço? Nenhuma...

27
Assuntos laborais / Re: Resultados dos concursos
« em: Novembro 30, 2007, 00:17:45 »
Boa noite a todos.
Em relação ao concurso do são joão, o mais provável, é que entretanto entrou a trabalhar no São João a semana passada, como alguns colegas referem, devem ter sido chamados de acordo com a lista do ano passado. Aqui há um mês atrás soube de uma situação dessas, soube o nome da colega que iniciou lá funções e fui lá questionar como é que isso aconteceu. E na verdade, ela estava na lista referente ao concurso do ano anterior, e tinha sido a ultima riscada a verde da lista. Isto vi eu... Por isso penso que a história das cunhas não está a acontecer lá. Agora, quando sair a lista referente a este concurso, uma coisa é certa, as cunhas estão nos primeiros lugares, isso também vos garanto, porque sei de casos desses.
Agora que estejam a chamar as cunhas deste concurso, duvido muito, eles não querem problemas

28
Assuntos laborais / Re: Resultados dos concursos
« em: Novembro 28, 2007, 10:57:35 »
Citação de: Taty
Sou recem licenciada e apesar de estar a trabalhar na area (num centro de enfermagem de uma escola privada) estou bastante preocupada com a situação das coisas. Concorri a varios concursos, como a maioria de nos, e para alem de ter de esperar pelos resultados (na grande parte do tempo desanimadores) apos a saida dos resultados vve-se uma espera ainda maior pois nao começam a chamar os candidatos. Há quase um mes que sairam os resultados do Hospital Distrital de Faro (da minha area de residencia) e ainda nao chamaram ninguem das listas!! nao percebem a angustia que e esta espera, ao menos que nos tirem a esperança toda de uma vez, de modo a podermos virar-nos para outros lados!!
Oi colega!
Para o hospital distrital de Faro, já começaram a chamar o pessoal. Telefonaram-me há cerca de 2 semanas para ir para lá trabalhar, só que pesei na balança o meu possivel temporário emprego com este que fica a 700 km das pessoas que amo. Acabei por recusar o emprego em Faro. Mas já estão a chamar. Mas também nao te posso dizer em que lugar fiquei classificada.
Fica bem

29
Cuidados Gerais / Re: Cuidados Mínimos? O que é isso?
« em: Novembro 24, 2007, 19:54:25 »
Pois bem, esta história dos cuidados minimos também me deixa super baralhada... Eu bem que queria aderir à greve, até porque estou a trabalhar no próximo dia 30, mas isto de a gente ser contratada e ter o término do contrato no próximo não é grande coisa... O mais provável é ir trabalhar, a minha continuidade de trabalho pode depender desse factor. Mas acreditem que o que queria era mesmo fazer greve. Assim, não sei o que vai ser a minha vida.
Tal como eu, deve haver mais gente na mesma situação que eu...

30
Assuntos laborais / Re: curriculum vitae
« em: Novembro 23, 2007, 19:39:41 »
Oi Allie.
Na minha singela opinião, em concursos externos para enfermeiros de nivel 1, o modelo a utilizar será o modelo europeu. Talvez por ser de fácil leitura, está bastante sintetizado e contém todos os elementos essenciais para um concurso deste tipo.
Já se o concurso for interno de acesso a uma categoria, tipo enfermeiro especialista ou enfº chefe já o modelo mais tradicional poderá ser mais adequado, talvez pela maior pormenorização do mesmo... Penso eu.
Pelo menos é o que eu penso, se alguém não concordar, faça o favor de expôr a sua opinião...

Páginas: 1 [2] 3 4 ... 7